Resenha 407 | Ele

Fala, galera, tudo bem?

Mês passado eu li "Ele", uma prova antecipada que a Paralela me mandou desse romance erótico gay escrito pelas autoras Sarina Bowen e Elle Kennedy.

Título: Ele - Quando Ryan conheceu James (Livro 1)
Autoras: Elle Kennedy e Sarina Bowen
Editora: Paralela
Páginas: 256
Livro cedido em parceria com a editora

Sinopse: James Canning nunca descobriu como perdeu seu melhor e mais próximo amigo. Quatro anos atrás, seu tatuado, destemido e impulsivo companheiro desde a infância simplesmente cortou contato. O maior arrependimento de Ryan Wesley é ter convencido seu amigo extremamente hétero a participar de uma aposta que testou os limites da amizade deles. Agora, prestes a se enfrentarem nos times de hóquei da faculdade, ele finalmente terá a oportunidade de se desculpar. Mas, só de olhar para o seu antigo crush, Wes percebe que ainda não conseguiu superar sua paixão adolescente. Jamie esperou bastante tempo pelas respostas sobre o que aconteceu com seu relacionamento com Wes, mas, ao se reencontrarem, surgem ainda mais dúvidas. Uma noite de sexo pode estragar uma amizade? Essa e outras questões sobre si mesmos vão ter que ser respondidas quando Wesley e Jamie se veem como treinadores no mesmo acampamento de hóquei.

Ryan e James se conheceram na adolescência quando frequentavam um acampamento de hóquei nas  férias de verão. Foi lá que eles lapidaram suas habilidades  e se tornavam cada vez melhores em suas posições. James mostrou-se um goleiro excelente e Ryan, um atacante implacável. Assim como as suas técnicas no esporte, a amizade dos dois também crescia a cada verão. Ryan era aquele garoto que gostava de desafios, era dele que partiam as brincadeiras sacanas. James era mais sério, mas sempre acabava convencido. Foi nessa época que Ryan se apaixonou pelo melhor amigo, mesmo sabendo que ele era hétero, e foi um dos seus desafios que acabou afastando os dois.E foi nisso que Ryan acreditou durante um bom tempo. 

Anos mais tarde, eles disputam as fases finais do campeonato de hóquei universitário. Ryan está a dois jogos de encerrar com louvor a sua participação no time da faculdade e iniciar a carreira como profissional. Mas para chegar a vitória, ele terá que passar pelo melhor goleiro da liga, James, seu (ex) melhor amigo. Só a ideia de ter que enfrentá-lo em um jogo já deixa claro que Ryan ainda é apaixonado por James. Mas será que essa amizade ainda pode existir? 

Representatividade importa, sim. E foi por isso que quis ler "Ele". As livrarias estão lotadas de livros eróticos com casais heterossexuais, mas eu nunca tinha lido um que apresentasse protagonistas do mesmo sexo. É importante construir esse ambiente democrático também na literatura e se manter aberto para conhecer outros pontos de vista.

"Ele" não é desses romances que só foca no sexo, apesar das cenas bem explícitas. O mais legal do livro para mim foi ver como que o James se descobre. A narrativa é alternada o que dá mais profundidade aos sentimentos James foi de longe o meu preferido. Apesar de ter tido relacionamentos com mulheres, ele percebe que homens também o atraem. E tudo bem por ele. James é um personagem super maduro que racionaliza as mudanças que acontecem na sua vida. É o contraponto perfeito pro Ryan, que é mais solto e mais ligado às emoções. Falando um pouco dele, o Ryan é assumidamente gay, seus colegas de time também sabem disso, mas falar sobre o assunto não é uma necessidade entre eles. 

Não sou homem e também não sou homossexual para falar sobre isso com mais propriedade, mas, aos meus olhos, o livro não é caricato e não cai no senso comum. Cansei de ler livro e ver novela/série, em que o personagem gay é aquele alivio cômico fashionista. Aqui as autoras inserem toda a intensidade numa trama, que num primeiro olhar pode parecer simples, para falar de vida adulta, descobertas e reencontros. 

"Ele" é um livro para ser lido despido de qualquer preconceito, apenas com as lentes do amor para todXs. 



0 comentários:

Deixe seu comentário

Obrigada pela visita!
Todos os comentários deixados aqui serão carinhosamente retribuídos.
Para isso, basta deixar o endereço do seu blog!
Mas antes de comentar, lembre-se de que esse post foi feito
com muito carinho, então, se vai comentar
"oi, fiz postagem nova, me visita" ou fazer um comentário
apenas de divulgação, este não será aceito.
Obrigada pela compreensão!
Já está seguindo o blog no Google Friends? Então não perca tempo!