Resenha 402 | Vejo você no espaço

Oi, gente, tudo bem?

Às vezes uma leitura leve com um protagonista super doce e inocente era tudo o que você precisava para esquentar o coração. "Te vejo no espaço" não apareceu na minha vida como um foguete -  o livro veio pelo Correio mesmo, infelizmente, o que significa que demorou para chegar - mas bastou eu começar a ler para me apaixonar.

Livro: Vejo você no espaço
Autor(a): Jack Cheng
Editora: Intrínseca
Páginas: 288
Livro cedido em parceria com a editora


Sinopse: Alex tem onze anos e adora o espaço sideral, foguetes, sua família e seu cachorro, Carl Sagan - uma homenagem a seu maior herói, o astrônomo autor de Cosmos e Pálido ponto azul. A missão de vida de Alex é enviar seu iPod dourado para o espaço, do mesmo jeito que Sagan (o cientista, não o cachorro) enviou os Discos de Ouro nas sondas Voyager, em 1977, com sons e imagens da Terra, a fim de mostrar aos extraterrestres como é a vida no nosso planeta. Por isso, Alex constrói um foguete. E por isso ele viaja do Colorado ao Novo México, de Las Vegas a Los Angeles, gravando tudo o que acontece pelo caminho. Ele encontra pessoas incríveis, gentis e interessantes, desencava segredos e descobre que, mesmo para um menino com uma mãe complicada e um irmão ausente, família pode significar algo bem maior do que se imagina.
Um livro tocante e delicioso sobre aprendermos a discernir realidade e aparências, Vejo Você No Espaço é uma lição de que família também se constrói e de que, com honestidade, força e amor, nos tornamos tão grandes quanto o próprio universo.
Alex é um menino de nove anos, mas com maturidade de treze. Apaixonado por Ciência e Astronomia, nomeou o seu cachorro de Carl Segan em homenagem ao seu "herói" astrofísico. Sozinho, ele montou um protótipo de foguete e se inscreveu em um campeonato de lançamento em outro Estado. Mas não é só isso. Alex grava frequentemente diversos áudios no "ipod de Ouro" narrando o seu dia-a-dia para que os seres inteligentes do espaço saibam o que acontece na Terra. A ideia é colocar o ipod dentro do foguete e enviá-lo para além da estratosfera! Sua mãe, com quem vive sozinho, já que o irmão mais velho foi morar na Califórnia e é agente, tem alguns "dias silenciosos", que é quando ela só fica deitada na cama e não gosta de falar com ninguém. Ela também sai para fazer caminhadas, às vezes longas, que podem durar o dia todo, às vezes mais curtas. Mas às vésperas do evento de foguetes, Alex sai sozinho de casa para lançar o seu projeto.  Ele só não sabia que no caminho farias vários amigos, se envolveria em algumas roubadas, perderia algumas coisas, mas encontraria outras igualmente especiais.


Alex é uma fofura. Super comunicativo e tão inocente quanto curioso. "Vejo você no espaço" era exatamente o que eu estava precisando, e não sabia, em um período meio cansativo na minha vida.

Boa parte da trama, contada de maneira informal, como se fosse um diário, é narrada pela perspectiva do menino, mas em alguns momentos ele empresta seu ipod para que outras pessoas também possam falar com os extraterrestres. Com Alex, cada descoberta é uma nova aventura e tudo se torna especial.

Se você busca uma história mais densa, não vai encontrar aqui. O autor não deixa pontas soltas, mas prefere não se aprofundar em algumas partes. Mas não tem problema, o que importa mesmo são as lições que aprendemos no fim do livro.

Conhecer Alex e acompanhar a sua rotina totalmente inusitada é também um exercício de percepção do que realmente importa na vida. O livro é para adolescentes e também para as crianças grandes como eu que, no auge dos 28 anos, ainda se emociona quando lê sobre família de sangue e de coração.

Comprem, leiam e venham me contar.


0 comentários:

Deixe seu comentário

Obrigada pela visita!
Todos os comentários deixados aqui serão carinhosamente retribuídos.
Para isso, basta deixar o endereço do seu blog!
Mas antes de comentar, lembre-se de que esse post foi feito
com muito carinho, então, se vai comentar
"oi, fiz postagem nova, me visita" ou fazer um comentário
apenas de divulgação, este não será aceito.
Obrigada pela compreensão!
Já está seguindo o blog no Google Friends? Então não perca tempo!