Cinco livros LGBT para você amar e se emocionar

Oi, gente, tudo bem?

Hoje é o Dia Nacional do Orgulho LGBT, momento importante de refletirmos sobre a visibilidade e a luta pelos direitos de ser quem somos e amar quem a gente quisermos amar. Se uma parcela da sociedade ainda precisa se livrar do preconceito, a literatura ajuda a quebrar barreiras e democratiza cada vez mais as prateleiras. Por isso, separei alguns livros com temáticas LGBT que são maravilhosos (e ainda foram resenhados no blog, IEI). Escolha o preferido e leia sem moderação.


SIMON E A AGENDA HOMOS SAPIENS  | Resenha 



Antes de correr pro cinema, que tal dar um pulinho na livraria e comprar o seu Simon? 
A história é assim: Simon é gay, mas ele ainda não assumiu isso para ninguém. Ele conversa pela internet com Blue, que também é gay mas, apesar de não saber a verdadeira identidade de Blue, Simon se vê cada vez mais apaixonado por ele. Tudo muda de figura quando uma pessoa da escola descobre essas conversas secretas e começa a chantageá-lo.  O livro é super bacana e fala sobre essa "necessidade" de se assumir. Ninguém precisa se assumir heterossexual, certo? Porque um homossexual precisa passar por esse processo? Apesar das reflexões propostas, o livro é bem leve.

TODO O DIA | Resenha 


Se você nunca leu Levithan, você precisa. "Todo o dia" é super bacana e conta a história de A, uma pessoa que muda de corpo diariamente. Ele não tem um corpo físico, mas tem ideias, tem sentimentos, tem vontades. Desde que A se entende por gente, as mudanças de corpos acontecem. Ele nunca permanece no mesmo corpo por mais de 24h. Até o dia em que A acorda no corpo de Justin e se apaixona pela namorada dele. A partir desse dia, A sempre retorna, em corpos diferentes, para rever Rhiannon e tentar conquistá-la. A mensagem do livro é tão bacana que mostra que o amor não tem distinção de gênero. Todo o dia estreia ainda esse ano nos cinemas.

ARISTÓTELES E DANTE DESCOBREM OS SEGREDOS DO UNIVERSO | Resenha



Aaaahh esse livro é tão fofo. Ari e Dante se conhecem numa piscina. Eles são tão diferentes entre si que se completam. O livro se passa nos anos 80, mas poderia se passar em 2018 ou daqui há 20, 30 anos. A amizade e o amor surgem de forma muito sutil. O livro se passa em um período de três ou quatro anos e é bacana de ver como os meninos se descobrem e amadurecem. Não gosto de falar muito sobre o livro porque ele é tão legal de ser lido... Aliás, você vai terminar de ler em dois dias, no máximo, acredite.

DOIS GAROTOS SE BEIJANDO | Resenha 


Se Ari e Dante é bem leve e rápido de ler, eu demorei bastante para terminar "Dois garotos se beijando". Não que ele seja ruim, óbvio, mas porque ele é denso e mostra a realidade de vários jovens homossexuais e a dificuldade de ser aceito. A trama principal gira em torno de dois garotos que querem bater o record de 32 horas se beijando sem parar. Entrelaçado a isso estão outros garotos que sofrem situações diversas de preconceito por serem gays. Eu não sou homossexual, então eu não sei o que é sentir esse preconceito na pele, mas "Dois garotos se beijando" te aproxima bastante dessas realidades e por isso eu demorei para terminar. Se já é cruel ler essas situações, vivenciá-las é muito pior.

AZUL É A COR MAIS QUENTE



Ok, eu disse que todos os livros teriam resenha aqui. Esse não tem, sorry.  Aos 15 anos, Clementine cruza na rua com uma linda garota de olhos azuis. E aqueles poucos segundos em que elas se encontram, fazem com que Clementine entenda toda a angustia que sentia até então. Ela não sentia interesse em ter uma relacionamento com homens e ver Emma na rua a desperta para algo novo. Elas só vão se encontrar novamente anos depois e é quando elas ficam juntas. A história de Clementine e Emma também foi adaptada para o cinema. O filme ganhou o Palma de Ouro e foi muito elogiado. 


Aproveitando o post, reparei que conheço mais livros com homens como casal de protagonistas que livros com lésbicas no papel principal. Isso é uma realidade? Vocês também sentem isso? Me indiquem mais livros que tenham casal lésbico ou trans ou bi como protagonistas!

3 comentários:

  1. Olá! Tido bem? Primeiramente que lindo seu cantinho, amei.

    Agora sobre suas indicações, vi livros que adoro. Já li Aristoteles e Dante e
    Fiquei apaixonado pela leveza, narrativa poética e pelo respeito com que o
    Autor construiu seus personagens não deixando nada a desejar. Simon também é
    Um livro que adorei ler, assim como Todo dia. Ambos também representaram
    uma leitura agradável e muito reflexiva para mim.

    Os demais ainda ainda não li, mas na sua lista eu indicaria ME CHAME PELO SEU NOME também.


    - Bjux,
    Diego || Blog Vida & Letras ♥
    www.vidaeletras.com.br

    ResponderExcluir
  2. Também percebo que há menos livros com casal de lésbicas sendo protagonistas. Em Janeiro desse ano foi lançado "O mau exemplo de Cameron Post" com protagonistas lésbicas e que vai virar filme.

    ResponderExcluir
  3. Fico feliz em saber que estão surgindo vários livros com tema ou personagens LGBT, afinal tem que ter diversidade nos livros também!

    Adorei o seu post, inclusive, o indiquei lá nos Links do Mês do blog!

    Beijos
    Inverno de 1996

    ResponderExcluir

Obrigada pela visita!
Todos os comentários deixados aqui serão carinhosamente retribuídos.
Para isso, basta deixar o endereço do seu blog!
Mas antes de comentar, lembre-se de que esse post foi feito
com muito carinho, então, se vai comentar
"oi, fiz postagem nova, me visita" ou fazer um comentário
apenas de divulgação, este não será aceito.
Obrigada pela compreensão!
Já está seguindo o blog no Google Friends? Então não perca tempo!