08 novembro 2016

# Resenha 379 // Belgravia

Oi, pessoal, tudo bem?

Hoje é dia de resenha!


Título: Belgravia
Autora: Julian Fellowes
Editora: Intrínseca
Livro cedido em parceria com a editora

Sinopse: Uma nova saga histórica, fascinante e irresistível, repleta de segredos e escândalos.
Ambientada nos anos 1840, quando os altos escalões da sociedade londrina começam a conviver com a classe industrial emergente, e com um riquíssimo rol de personagens, a saga de Belgravia tem início na véspera da Batalha de Waterloo, em junho de 1815, no lendário baile oferecido em Bruxelas pela duquesa de Richmond em homenagem ao duque de Wellington. Pouco antes de uma da manhã, os convidados são surpreendidos pela notícia de que Napoleão invadiu o país. O duque de Wellington precisa partir imediatamente com suas tropas. Muitos morrerão no campo de batalha ainda vestidos com os uniformes de gala. No baile estão James e Anne Trenchard, um casal que fez fortuna com o comércio. Sua bela filha, Sophia, encanta os olhos de Edmund Bellasis, o herdeiro de uma das famílias mais proeminentes da Bretanha. Um único acontecimento nessa noite afetará drasticamente a vida de todos os envolvidos.

Estamos diante de um romance histórico e o que me chamou a atenção no livro foi 1) ele é escrito por um homem, em meio à milhares de livros assinados por mulheres e 2) É do mesmo autor de Dontown Abby. Já que eu não vejo a série, vamos ler o livro do cara. 

A narrativa se passa na aristocracia londrina, com direito a muita gente metida que só está interessada no status e uma variedade de joguinhos de interesses.No olho deste furação, desta cidade que está vivendo a iminente ameaça de invasão de Napoleão, temos duas famílias: de um lado os Trenchard. Alice só quer ser aceita, mas apesar de ter nascido em uma família rica, não tem título de nobreza. De outro, Bronckenhurst. Edmund, o visconde Bellasis, um charmoso soldado, por quem Alice é apaixonada. 

Décadas se passam e entre as duas famílias só restaram mal-entendidos. Mas uma revelação pode mudar tudo.

O livro é fluido e o autor dá um bom panorama de como era a sociedade da época. Os personagens são bem construídos e a história tem várias reviravoltas. 

É um bom romance de época e me surpreendeu. Belgravia é um pouco diferente dos outros livros do gênero que costumamos ler. Talvez pelo autor ter uma experiência com televisão, ele consegue explorar um pouco mais os dramas. Esse é aquele livro que você consegue ver facilmente uma adaptação.

A edição tá linda demais e este é um daqueles livros que nenhum fã de romance de época pode perder.

Nenhum comentário

Postar um comentário

Obrigada pela visita!
Todos os comentários deixados aqui serão carinhosamente retribuídos.
Para isso, basta deixar o endereço do seu blog!
Mas antes de comentar, lembre-se de que esse post foi feito
com muito carinho, então, se vai comentar
"oi, fiz postagem nova, me visita" ou fazer um comentário
apenas de divulgação, este não será aceito.
Obrigada pela compreensão!
Já está seguindo o blog no Google Friends? Então não perca tempo!