Resenha 368 | Temporada de acidentes

Oi pessoal, tudo bem?

Sabe quando um livro te surpreende tanto que você quer contar sobre ele para todo mundo? Pois é. Este é "Temporada de acidentes". Sério, vocês precisam ler. Mas, primeiro... leiam a resenha e deixem essa blogueira feliz.

Título: Temporada de acidentes
Autor: Moïra Fowley-Doyle
Editora: Intrinseca
Páginas: 256
Livro cedido em parceria com a editora




Sinopse: Guardem as facas, protejam as quinas dos móveis, não mexam com fogo. A temporada de acidentes vai começar. Acontece todo ano, na mesma época. Todo mês de outubro, inexplicavelmente, Cara e sua família se tornam vulneráveis a acidentes. Algumas vezes, são apenas cortes e arranhões. Em outras, acontecem coisas horríveis, como quando o pai e o tio dela morreram. A temporada de acidentes é um medo e uma obsessão. Faz parte da vida de Cara desde que ela se entende por gente. E esta promete ser uma das piores. No meio de tudo, ainda há segredos de família e verdades dolorosas, que Cara está prestes a descobrir. Neste outubro, ela vai se apaixonar perdidamente e mergulhar fundo na origem sombria da temporada de acidentes. Por que, afinal, sua família foi amaldiçoada? E por que não conseguem se livrar desse mal? Uma narrativa sombria, melancólica e intensa sobre uma família que precisa lidar com seus segredos e medos antes que eles a destruam.
É sempre em outubro. Este é um mês que requer cuidado redobrado para Melanie e sua família. Ela já perdeu muitos parentes neste período e teme que o pior aconteça com suas filhas Cara, Alice e seu filho postiço Sam. Por isto outubro é considerado "a temporada de acidentes". Sem saber o que vem pela frente, Cara e seus irmãos buscam diariamente sobreviver aos desastres iminentes.Eles até que tentam levar uma vida "normal", mas todos do colégio acham a família de Cara esquisita. A amizade com Bea também não ajuda. Ela joga cartas e é tida como "bruxa" pelos alunos. É Bea, aliás, quem alerta sobre o perigo desta temporada, que promete ser "a pior de todas".

Logo de inicio adianto que o livro é super bacana. A premissa é o máximo: um mês onde coisas terríveis acontecem. Como? Porque? É isto que a autora Moïra vai costurando ao longo da leitura. O ritmo é fluido, daqueles que você vai se envolvendo no decorrer das páginas.


Boa parte da narrativa é feita pela perspectiva de Cara. Ela é criativa e tem uma forma própria de ver o mundo.  Ela consegue ir além do óbvio. É difícil para a jovem ter uma vida como a dos outros. Mas ela não perde a sua fé. Ela acredita e vai atrás de uma justificativa para a temporada de acidentes.

Seria injusto falar apenas de Cara quando todos os personagens tem o seu brilho. É impossível não se sensibilizar com os dramas, não torcer para que tudo dê certo e suspirar com um romance tão lindo e tocante. 

Outro trunfo da leitura é a inserção de tabus a serem debatidos. A autora trata tudo de forma lúdica e com grande sensibilidade. O livro é bem mais do que aparenta e isso é sensacional. Pude refletir bastante e sair do senso comum. 

"Temporada de acidentes" beira a poesia, é a união perfeita entre a fantasia e realidade. A autora escreve muito bem e abusa das metáforas. Não é aquele texto pobre e cheio de clichés. Ela conduz muito bem a história, sem perder o seu fio condutor. Envolve o leitor nos mistérios que estão por trás da temporada de acidentes. Alguns fáceis de serem deduzidos, outros nem tanto. 

No final, o livro me lembrou bastante Mentirosos, não só pelas semelhanças na escrita de ambas as autoras, como em alguns rumos que as histórias tomaram.




0 comentários:

Deixe seu comentário

Obrigada pela visita!
Todos os comentários deixados aqui serão carinhosamente retribuídos.
Para isso, basta deixar o endereço do seu blog!
Mas antes de comentar, lembre-se de que esse post foi feito
com muito carinho, então, se vai comentar
"oi, fiz postagem nova, me visita" ou fazer um comentário
apenas de divulgação, este não será aceito.
Obrigada pela compreensão!
Já está seguindo o blog no Google Friends? Então não perca tempo!