18 julho 2016

# Resenha 365 // A Rebelde do deserto

E aí, pessoal, tudo bem?

Hoje vou falar de um livro que me surpreendeu bastante. Para quem gosta de fantasia com protagonista forte que só, vocês não podem deixar de ler "A rebelde do deserto". Foi difícil escrever essa resenha, como sempre é quando gostamos da leitura. Mas espero que eu tenha conseguido transmitir um pouco de tudo o que senti para vocês.


Título: A rebelde do deserto // A rebel of the sands
Autor: Alwyn Hamilton
Editora: Seguinte
Páginas: 288
Livro cedido em parceria com a editora 


Sinopse: O deserto de Miraji é governado por mortais, mas criaturas míticas rondam as áreas mais selvagens e remotas, e há boatos de que, em algum lugar, os djinnis ainda praticam magia. De toda maneira, para os humanos o deserto é um lugar impiedoso, principalmente se você é pobre, órfão ou mulher. Amani Al’Hiza é as três coisas. Apesar de ser uma atiradora talentosa, dona de uma mira perfeita, ela não consegue escapar da Vila da Poeira, uma cidadezinha isolada que lhe oferece como futuro um casamento forçado e a vida submissa que virá depois dele. Para Amani, ir embora dali é mais do que um desejo — é uma necessidade. Mas ela nunca imaginou que fugiria galopando num cavalo mágico com o exército do sultão na sua cola, nem que um forasteiro misterioso seria responsável por revelar a ela o deserto que ela achava que conhecia e uma força que ela nem imaginava possuir.




Mais uma indicação acertada da Diana, das parcerias da Companhia. A Rebelde do Deserto é uma fantasia super envolvente que se passa no deserto de Miraj. A protagonista, Amani, tem o sonho de fugir de lá. Ela mora com os tios desde que seus pais faleceram, o que não é nada fácil. O fato de ser mulher não ajuda muito. Ela sempre foi maltratada e explorada, aliás, não só a jovem, mas todas as mulheres, fruto da sociedade machista em que estão inseridas. Mas Amani aprendeu a se defender (ainda bem). Ela está decidida a ir embora e, para isso, terá que se disfarçar para seguir em busca de um novo destino. Seu desafio é vencer uma terra mágica, com seres sobrenaturais sinistros e ainda decidir de que lado estará durante a guerra.

O resultado é livro intenso, com muita ação, um toque de mistério, alguns romances e certas críticas sociais, ainda que bem sutis. O que eu mais gostei no livro. Além da história, é claro, é de termos, novamente, uma protagonista forte que sabe que o seu lugar não é ali, sendo uma submissa, explorada. Amani tem a consciência de que ninguém é capaz de dizer o que ela tem que fazer porque ela também é uma pessoa racional, capaz de tomar suas decisões. E é por isso que ela segue seu rumo, sem desistir dos seus objetivos. É fácil? Claro que não é. Como leitora, sofrei, xinguei, amei junto da personagem. Ela caminha em uma jornada de autoconhecimento super bacana.






















O deserto em questão é um paralelo ao Oriente Médio, com seus costumes, tradições e, principalmente, com as guerras religiosas. Sabe aquela fantasia com fundo de realidade? Pois é, este é “A Rebelde do deserto”. Claro que o que mais chama a atenção é o temperamento da protagonista. E como precisamos de mais personagens fortes como Amani por aí! Ela é simplesmente incrível!!

Com o seu texto reflexivo e a narrativa ágil, a obra me deixou encantada e totalmente vidrada. A autora consegue envolver o leitor e surpreender em várias partes. Achei o final um pouco corrido demais para um livro que prezou tanto pelos detalhes. Mas ainda assim é impossível não ficar minimamente curioso para o que vem a seguir.

Para quem não curte livros com romances melosos, "Rebelde do deserto" é o que você procura. Tem romance? Tem, mas é tudo bem sutil, sem deixar que a história saia do rumo. Adorei o relacionamento de Jim e Amani. Não é aquela paixonite a primeira vista irritante. É um amor doce, com grande cumplicidade. 

"A rebelde do deserto" é recheado de reviravoltas e personagens incríveis. Este é apenas o primeiro livro de uma trilogia. Leiam e se surpreendam, como eu.





Nenhum comentário

Postar um comentário

Obrigada pela visita!
Todos os comentários deixados aqui serão carinhosamente retribuídos.
Para isso, basta deixar o endereço do seu blog!
Mas antes de comentar, lembre-se de que esse post foi feito
com muito carinho, então, se vai comentar
"oi, fiz postagem nova, me visita" ou fazer um comentário
apenas de divulgação, este não será aceito.
Obrigada pela compreensão!
Já está seguindo o blog no Google Friends? Então não perca tempo!