Resenha 352 | Encrenca

Oi pessoal, tudo bem?

Sabe aquele livro bem fofinho que você lê e fica se identifica? Esse é Encrenca. O livro fala de gravidez na adolescência e todo o universo escolar.

Título: Encrenca / Trouble
Autor: Non Pratt
Páginas: 308
Editora: Verus 




Sinopse: Quando o colégio inteiro descobre que Hannah Sheppard está grávida, ela tem um verdadeiro colapso. E quem está ao seu lado é Aaron Tyler, um aluno novo e o único garoto que não parece ter segundas intenções em relação a ela. Desejando compensar seus erros do passado, Aaron toma uma difícil decisão: ele se oferece para fingir ser o pai do bebê. E, temendo revelar quem é o verdadeiro pai, Hannah aceita. Encrenca é a história de dois jovens que estendem a mão um para o outro quando todas as demais pessoas parecem lhes dar as costas. Em um período marcado por perdas, arrependimentos e esperança, os dois vão descobrir que nada se compara a encontrar o seu primeiro melhor amigo de verdade. Este livro inteligente, por vezes comovente, por vezes engraçado, mostra que crescer pode ser complicado, mas é assim que se descobre o que realmente importa na vida.
Hannah e Aaron estudam no mesmo colégio. Ele é filho do professor de História que acabou de ser transferido. Quieto, sem muitos amigos, Aaron prefere se manter distante da vida social agitada dos demais alunos.  Já Hannah é conhecida como a garota mais “fácil” do colégio. Ela coleciona relacionamentos rápidos, é espirituosa e... fica grávida aos 15 anos. Resistente em revelar o nome do pai de seu filho e julgada pelos demais alunos, Hannah encontra em Aaron um porto seguro.

O livro é aquele típico romance adolescente que fala sobre gravidez. No fundo, é um grande drama onde os protagonistas descobrem uma forte amizade. Aaron esconde uma grande perda que está por trás da sua mudança de colégio. Quando ele percebe que Hannah começa a ser excluída pelos alunos por estar grávida e diante da sua negativa em revelar o nome do pai da criança, ele se oferece para “assumir” perante a escola, como se esta fosse a sua oportunidade de remissão.


A autora intercala os capítulos entre os personagens. Apesar de ter um comportamento que eu não tinha aos 15 anos, Hannah é aquela menina independente, que faz o que acha que é certo, sem se preocupar se tem ou não uma boa reputação na escola. E isso se reflete em seu comportamento, sua forma de se vestir, suas ideologias. Ela é transparente, fácil de ser interpretada. Com ela não há meias palavras. Já Aaron é o oposto: misterioso, você sabe que ele esconde um grande segredo, mas não será capaz de chegar nem perto da verdade. 

Comparado com o filme “Juno”, “Encrenca” fala sobre gravidez precoce sem ser piegas. Pratt não alivia nas doses de realismo ao abordar o preconceito da sociedade com uma mãe solteira - principalmente quando ela ainda está no colégio – além do difícil diálogo com a família e a escolha da mulher sobre ter ou não o bebê.

A autora diretamente com os jovens em uma narrativa honesta e eloquente. 



4 comentários:

  1. Awn, esse livro parece ser fenomenal! Li uma resenha sobre ele ontem e desde já quero ler ele. É bom ver que tem pessoas que fazem de tudo para ajudar as outras, mesmo que essas pessoas não "mereçam". Sua resenha está linda. Beijo!
    O Reino Encantado de uma Leitora

    ResponderExcluir
  2. Que livro interessante, nunca tinha ouvido falar dele mas adorei o conteúdo, muitas vezes nós queremos fugir da nossa realidade lendo livros de contos perfeitos, mas esse daí trata da verdade da forma mais pura, como você disse. Procurei ele aqui na internet mas infelizmente não achei.

    http://idealizandolivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Seu blog é realmente muito bom. Sua resenha é muito bem construída e lemos livros de gêneros parecidos haha' Agora estarei sempre aqui!
    http://talvez-sejasimples.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. A tempos não passo por aqui, mas resolvi fazer uma visita e fui recebida pela resenha desse livro tão real e interessante. Não conhecia mas gostei de saber que esse tema continua sendo debatido por todos. Acho um absurdo a forma como as jovens são tratados quando isso acontece, elas precisam de apoio como qualquer mulher nessas condições e com qualquer idade. Enfim bom demais saber suas impressões e penso deveria ser indicado nas escolas para debate por ser tão real e atual.
    Parabéns pela leitura!!!!

    Leituras, vida e paixões!!!

    ResponderExcluir

Obrigada pela visita!
Todos os comentários deixados aqui serão carinhosamente retribuídos.
Para isso, basta deixar o endereço do seu blog!
Mas antes de comentar, lembre-se de que esse post foi feito
com muito carinho, então, se vai comentar
"oi, fiz postagem nova, me visita" ou fazer um comentário
apenas de divulgação, este não será aceito.
Obrigada pela compreensão!
Já está seguindo o blog no Google Friends? Então não perca tempo!