08 março 2016

# Papo Literário // Fight like a girl

Dia da mulher e panz...
Era para eu estar comemorando? Essa é uma pergunta que eu me faço sempre e resolvi trazer o questionamento. Várias pessoas me dão "feliz dia da mulher" como se este fosse o dia mais importante do ano quando, na verdade, eu sinto que falam por obrigação, sabe?

Não que seja culpa destas pessoas, porque acho que o problema vem de muito lá atrás. Mais que um dia para desejar "feliz dia da mulher" para a colega do trabalho, para a esposa, 8 de março é um momento para repensar atitudes.


Será que eu valorizo a mulher? Será que eu sou daqueles que olham quando uma passa com roupa curta do meu lado? Será que eu sou aqueles que julgam o tamanho da roupa de uma mulher? Será que eu sou daqueles que oferecem para uma mulher um salário menor que o salário que eu ofereceria se eu estivesse contratando um homem? Será que eu sou daqueles que quando vê uma mulher no volante, logo pensa: perigo constante? Será que eu sou daqueles que na balada puxam uma mulher a força para ela me beijar? Será que eu sou daqueles babacas que fazem assédio moral no trabalho? Será que eu sou daqueles que quando descobrem que a menina é mãe solteira, já pensa que ela é uma pobre coitada?




Não vou se hipócrita e dizer que nada é feito pelas mulheres neste tempo. Houve avanços: direito de voto, leis trabalhistas, mas ainda há tanto para ser feito!! No século passado, mais precisamente em 1857, operárias de uma fábrica de tecidos de Nova Iorque, fizeram uma grande greve para reivindicar melhores condições de trabalho: redução na carga diária de trabalho para dez horas (as fábricas exigiam 16 horas de trabalho diário), equiparação de salários com os homens (as mulheres chegavam a receber até um terço do salário de um homem, para executar o mesmo tipo de trabalho) e tratamento digno dentro do ambiente de trabalho. Elas ocuparam a fábrica, mas a manifestação foi reprimida com total violência. As mulheres foram trancadas dentro do local, que foi incendiado. Aproximadamente 130 tecelãs morreram carbonizadas,.

Será que nós, em 2016, estamos honrando o que estas mulheres fizeram lá atrás? Será que estamos firmes na luta pelos nossos direitos? Não podemos desistir da luta pelos nossos direitos e, mais que isso, não podemos desistir daquilo que nós somos.

E eu fico muito feliz em ver que esse novo "posicionamento dos gêneros", esse perfil de mulher empoderada, toma conta cada vez mais da literatura. E estão aí todas as Katniss, Celaenas, Laias, Hermiones, Reys, Elzas, Mulans, que não me deixam mentir.

Que elas sejam cada vez mais exemplos para nós.







19 comentários

  1. Acho que não são as leis que vão mudar pensamentos, por isso que aindá há muitos preconceitos com mulheres. O mundo está mudando e a nossa geração pode ser capaz de mudar essa opressão a mulher e a seus direitos e sua liberdade. Gostei do seu texto, mas acho que a mulher merece feliz dia da mulher por see um dia comemorativo a nossa luta, não por sermos mães maravilhosa e bla bla bla, porém sermos guerreiras que lutam pelo que querem e pela sua liberdade. -Joanna Amaro.

    ResponderExcluir
  2. Olá,

    as leis podem ajudar a mudar o comportamento e pensamentos da pessoa, mas não é a responsável por isso, não cai na lei o encargo de mudar as pessoas, mas as mudanças ocorrem a partir das pessoas, é com a educação vinda de casa, é com a mudança de comportamento do ser humano para melhor, progredindo principalmente no aspecto coletivo e não individual! www.sagaliteraria.com.br

    ResponderExcluir
  3. Muito bom o texto, realmente tem muita coisa ainda para mudar em relação a mulher, embora já tenha conquistado muitas coisas levando em conta como era antigamente. Acho que merecemos o nosso dia pelo que muitas lutaram e sofreram para podermos chegar até aqui.

    ResponderExcluir
  4. Oie, tudo bem? Achei muito válidas as questões levantadas no seu post, acho que todos precisam repensar as atitudes, não só os homens como algumas mulheres também. Precisamos nos unir mais e nos dar mais valor. Conquistar nosso espaço e todos nossos direitos vai ser bem difícil e um processo lento, mas a gente chega lá!

    ResponderExcluir
  5. Oiii, tudo bem?
    Este é um tema bem polêmico mesmo, espero que um dias as coisas mudam para as mulheres, é realmente muito triste ver a realidade que algumas se encontram. Gostei do seu texto :D
    Beijão

    ResponderExcluir
  6. Eu acho legal que as pessoas estejam aproveitando o dia da mulher pra levantar alguns questionamentos. Eu acho que falar sobre o empoderamento das mulheres, sobre como a mulher de hoje vem lutando pelo seu espaço é muito importante. Precisamos de mais pessoas falando sobre isso!

    laoliphant.com.br

    ResponderExcluir
  7. Oi, Kel!

    Não gosto muito dessa coisa de dia da mulher, do pai, da mãe e etc.
    E nem tem nada a ver com comércio.
    Também não gosto dessas frases feitas que dizer que "Dia da mulher/pai/mãe é todo dia".

    Acho que todo mundo deveria se respeitar, se admirar, se ajudar e ponto.
    Todos os dias.

    Beijos!

    ResponderExcluir
  8. Eu tmb sinto que só dão parabéns por obrigação e por isso nem agradeço direito.
    Tem tanta coisa que precisa ser mudada que esse parabéns nem me fazem feliz ou me agradam. Adoro ver meninas empoderadas nos desenhos/filmes e séries.
    bjs, bjs

    ResponderExcluir
  9. Concordo com suas palavras, houve avanços, mesmo pequenos, mas aconteceram, no entanto, pouco se fala de equidade e igualdade. Existe uma forte disparidade e continuamos na luta diariamente por isso. Eu também aprecio o discurso da mulher empoderada na literatura.

    ResponderExcluir
  10. P.s.: Leis também mudam pensamento... como falar de educação sem pensar nas leis que a regem? ;)

    ResponderExcluir
  11. Oiiiie
    Infelizmente o dia da mulher perdeu o sentido totalmente então já não vejo mais graça nos parabéns ou em comemorar, afinal, as pessoas nem sabem o porque o dia é comemorado

    Beijos
    http://realityofbooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  12. Adorei seu texto e seus questionamentos. Não "parabenizei" ninguém neste dia. Todos os dias respeito e valorizo minha mãe, minhas irmãs, minhas amigas, minhas colegas... as desconhecidas. A Desconstrução tem que ser feita todos os dias dentro de nossa mente. A Sociedade não colabora, então força mulheres!
    Parabéns pelo texto!
    Abraços;

    http://estantelivrainos.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  13. Sinceramente, é só mais uma data comercial como todas as outras. Porque na pratica ser mulher hoje me dia não é nada fácil. Somos desvalorizadas e motivo de chacota e assédio sexual.
    Quero ver dar-me presentes e flores em época comum... Será que deixei de ser mulher nas outras datas? rsrs
    Enfim, data importante pra mim é o meu Natal, de meus entes e de jesus.
    Abs
    Ni
    Cia do Leitor

    ResponderExcluir
  14. Olá, tudo bem? Eu dei feliz dia das mulheres para muitas mulheres, mas é por achar a data um marco importante na luta por condições iguais na sociedade que vivemos. Para mim o dia de vocês é todos os dias. Assim como o dia dos pais, mães, crianças e tantos outros, o dia das mulheres virou algo muito comercial. E é muito importante lembrarmos a importância da luta que vocês travam diariamente :)
    Beijos


    Academia Literária DF

    ResponderExcluir
  15. Hey,
    Gostei muito do seu texto porque acho que são questionamentos que devem ser feitos por todos sempre. É muito fácil cair no senso comum ou no preconceito e quem é mulher todos os dias, não apenas no 08 de março, sabe a facilidade com que tem que enfrentar cada uma dessas situações, posicionamentos e preconceitos que você citou. Sempre é hora de um pouco mais de questionamento e auto questionamento. Parabéns.
    Beijos,
    Dois Dedos de Prosa

    ResponderExcluir
  16. Oi Kel, sua linda, tudo bem?
    Nossa, fiquei toda arrepiada, não sabia sobre esse fato, não acredito que elas foram queimadas!!! Eu sei do que o homem foi e ainda é capaz, mas sempre me choco. Kel, ainda acredito que a nossa sociedade é machista, e o pior, conheço muitas mulheres machistas que contribuem para esse tratamento desigual entre homens e mulheres. Tem muito a ser mudado ainda!!!! E acho que o dia 08/03 infelizmente não tem o peso que deviria ter, as pessoas simplesmente não ligam, não se importam.
    Adorei o papo de hoje!!!
    beijinhos.
    cila.
    http://cantinhoparaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  17. Ótima reflexão. Ainda há muito o que avançar em termos de leis e em relação a informações para mulheres de classes menos privilegiadas, para que elas também tome consciência dos papeis que exercem na sociedade.
    Quando as personagens literárias, tenho uma grande preocupação quando vejo resenhas focando mais no romance que essas personagens tem ou não do que no papel exercido por elas na trama.

    Beijos!

    ResponderExcluir
  18. Olá,
    Creio que qualquer mudança que melhore todo uma ideia antiga, leva muito tempo.
    Ainda estamos muito longe do ideal,mas creio que muita coisa melhorou com o passar do tempo.

    http://euinsisto.com.br

    ResponderExcluir
  19. Olá! As mudanças que conseguimos foram grandes, mas pequenas em relação aos direitos que os homens tem, mas nós mulheres ainda sofremos com as grandes diferenças que ocorre entre os gêneros. Gostei do seu texto anjo!

    Beijão da Lari!
    Brilliant Diamond |Fan Page

    ResponderExcluir

Obrigada pela visita!
Todos os comentários deixados aqui serão carinhosamente retribuídos.
Para isso, basta deixar o endereço do seu blog!
Mas antes de comentar, lembre-se de que esse post foi feito
com muito carinho, então, se vai comentar
"oi, fiz postagem nova, me visita" ou fazer um comentário
apenas de divulgação, este não será aceito.
Obrigada pela compreensão!
Já está seguindo o blog no Google Friends? Então não perca tempo!