29 outubro 2015

# Personagem da Vez // Daniel LeBlanc

Oi pessoal, tudo bem?

Vamos seguir com a semana “Toda a Luz”?





Quando você pega um livro para ler, você precisa se envolver com os protagonistas para aproveitar a leitura e torna-la mais agradável, certo? Pois é. Amei Marie-Laure e Werner. Eles são simplesmente incríveis.

Ela é uma menina cega que enxerga o mundo melhor que muita gente sem a deficiência. E ela tem uma pureza e uma sinceridade incríveis. Uma vontade de vencer e de encarar seus medos que é invejável. 

Já ele é um gênio praticamente autodidata que consegue uma vaga em uma escola nazista. Mas ainda assim, mesmo estando dentro do sistema, ele luta com suas próprias armas contra a maldade que existe li. 

Os dois são incríveis, duas crianças que conseguem, ao mesmo tempo, ter uma maturidade absurda, mas também aquela inocência juvenil. 

Mas... quem realmente me conquistou foi o pai de Marie-Laure, Daniel <3 Pai solteiro, ele teve que criar a sua filha em meio ao clima de guerra. Ele trabalhava em um museu e a levava consigo todos os dias, na falta de alguém que pudesse cuidar de Marie.

Quando sua filha fica cega, ele resolve construir uma maquete da cidade para ela para que Marie não precisasse depender de ninguém, para que ela tivesse a sua independência. A relação dos dois é simplesmente emocionante. A devoção de Marie pelo pai até quando eles estão separados. O amor que ele sente por ela...

Todos os pais deveriam ser desta forma. Amei Daniel <3 Lia o livro imaginando o Gary Oldman como Daniel. Se ele já era fofo interpretando o “pai”drinho do Harry, imagina sendo, de fato um paizão? Sem contar que, por mais que ele tenha aquele sotaque lindo britânico, sempre achei que ele tivesse cara de francês <3

11 comentários

  1. Oi, tudo bem?
    Esse livro é incrível e os personagens deles são incríveis mesmo. O pai da Marie é um amor <3
    Beijão!
    http://leit0res.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. O pai de Marie realmente te conquistou, não? Mas pelo pouco que vi ele é mesmo incrível, quem não gostaria de ter um pai como esse? Ainda mais trabalhando em um museu, adoraria passar a infância em meio a antiguidades e tudo mais. Mesmo na guerra, acho que a protagonista não poderia ser mais sortuda com um pai desses, apesar das dificuldades.
    Abraços

    ResponderExcluir
  3. Muito amor por Daniel S2

    Beijos!
    Fabi Carvalhais
    pausaparapitacos.blogspot.com.br - @pausaparapitacos

    ResponderExcluir
  4. Dizem que esse livro é muito bom. Nossa o pai da Marie deve ser fofo mesmo hein. Os protagonistas tem que conquistar o leitor, se não fica difícil a leitura, que bom que esses são envolventes.

    ResponderExcluir
  5. Olá, Kel.
    Ainda não li o livro, mas parece ser uma obra bem interessante. Sem falar que fiquei muito curioso para conferir mais sobre o Daniel.

    Desbrava(dores) de livros - Participe do top comentarista de novembro. Você pode ganhar um livro incrível!

    ResponderExcluir
  6. Olá!!
    Nossa nem li o livro ainda e ja me apaixonei por esse paizão, é lindo quando agente encontra um amor assim em um livro, porque não tem nada mais puro, verdadeiro e sincero, sempre me lembro de meu pai quando vejo algo assim , e eu poderia coloca-lo pra ser o ator a interpretar esse personagens, ela iria rir de mim e me se ouvisse isso, e eu iria é serio e ele faria cocegas em mim pra rirmos juntos rsrs. Quero muito ler esse livro e me apaixonar por esses personagens tão envolventes.

    ResponderExcluir
  7. Toda luz que não podemos ver está na minha estante só esperando para ser devorado. Pretendo ler o livro assim que possível - fila de leitura imensa, sabe como é... - e gostei de praticamente todas as resenhas e comentários que li dele. Agora, adorei saber um pouco mais sobre o personagem Daniel, um cara (e um pai) realmente admirável. Além disso, o post deixou entrever alguns detalhes sobre o livro que o tornaram ainda mais interessante aos meus olhos. Quero ler logo!

    Beijinhos, Livro Lab

    ResponderExcluir
  8. Oie, Kel!!
    Essas são qualidades realmente louváveis num pai. Apesar de eu não ter lido o livro ainda, compartilho dessas sensações que nos deixam extasiadas com personagens tão marcantes, bons que sempre fazem de tudo para fazer o certo e agir de maneira coerente.
    O Daniel deve ser realmente alguém muito bom.
    Ah, esse ator pareço francês aahahha!!
    Beijin...

    ResponderExcluir
  9. Genteee! Eu fiquei com vontade de ler o livro. Por se tratar de uma menina cega, me encantou <3 e me apaixonei pelo título também. Acredito que o livro tenha uma certa mensagem né? Bjos

    ResponderExcluir
  10. Gosto bastante quanto acabamos nos alegando tanto a personagens ,msm eles não sendo os principais .
    Adoro o ator e se VC diz q vê ele como o Daniel ,não vejo problema algum .

    ResponderExcluir
  11. Acho que também iria adorar a Marie-Laire, por ser uma personagem que apesar da deficiência visual, não se deixa abater e é forte e decidida, não fica se lamentando adoro personagens assim. Nossa e que pai fofo esse Daniel e muito atencioso com a filha, o mundo precisa de mais pais assim rsrs.

    ResponderExcluir

Obrigada pela visita!
Todos os comentários deixados aqui serão carinhosamente retribuídos.
Para isso, basta deixar o endereço do seu blog!
Mas antes de comentar, lembre-se de que esse post foi feito
com muito carinho, então, se vai comentar
"oi, fiz postagem nova, me visita" ou fazer um comentário
apenas de divulgação, este não será aceito.
Obrigada pela compreensão!
Já está seguindo o blog no Google Friends? Então não perca tempo!