# Papo Literário // A febre dos YA

Oi pessoal, tudo bem?

Eles são os queridinhos da grande massa leitora. Eles englobam nomes de peso da literatura mundial. Eles fazem o leitor rir, chorar, sentir raiva e amar milhões de personagens. Sim, eu estou falando dos Young Adults.

Mas, afinal, wtf é literatura Young Adult e porque ela se tornou tão popular assim? Em seu conceito básico e literal, os YA são livros voltados para o público jovem adulto. Aí você pode falar: AH, SIM, SÃO INFANTO JUVENIS! Não, não são infanto juvenis. A literatura YA é direcionada para um público que vai dos 15/16 anos até os 24 anos, mais ou menos. A diferença entre os YA para os infanto juvenis é que o primeiro aposta em um drama familiar, os personagens normalmente já estão na faculdade. Perde-se aquela ingenuidade e entra uma aposta mais concreta, para mexer mesmo com o sentimento do leitor, questões relacionadas com a identidade e a descoberta da sexualidade.

A linha é tênue e, não raro os gêneros se misturam. Mas é inegável que os Young adults ocupam grande parte da estante de muita gente. Pode parar e contar quantos livros você tem. Tenho certeza de que, pelo menos uns cinco são YA e pelo menos um você vai destacar como “um livro 5 estrelas”.




Dizem que John Green foi o grande percursor do gênero. Mas a verdade é que desde antes de  J.D. Salinger, o YA já caminhava. “O Apanhador em um Campo de Centeio” é um bom exemplo, nada contemporâneo (o livro foi lançado na década de 50) de uma obra jovem adulta. Tem drama, tem personagem de 16 anos, tem rebeldia de sobra, tem palavrão e ainda é um clássico YA de primeira, comentado e recomendado até os dias de hoje.

O tio João Verde deu uma visibilidade maior ao gênero, isso é verdade, e delimitou o que hoje é um YA. Hoje em dia vários autores fazem sucesso escrevendo livros do gênero. Tem Colleen Hoover, tem John Green, tem Sarah J Maas. O YA é um gênero que nunca sai de moda.




O buzzfeed divulgou recentemente uma lista com 37 Young Adults que todo mundo deveria ler. Alguns já foram resenhados por aqui, outros serão resenhados muito em breve.  Decidi que eu quero zerar a lista. Já li 12, alguns poucos não foram lançados por aqui ainda, mas os que já foram, serão lidos até o final do ano.

Não tenho como negar, esse é o meu gênero preferido. E não que eu goste de sofrer ou que eu me veja nos personagens, mas porque são histórias tocantes, com personagens que poderiam ser seus vizinhos, que poderiam estudar na sua faculdade. Quem nunca ouviu falar de uma pessoa que se apaixonou pelo professor? Ou de uma turma de amigos nerds que resolvem fazer uma road trip? Ou quem simplesmente não se apaixonam pelo cara errado? O YA fala diretamente ao leitor, sem mistério.

Escrever para o publico jovem adulto pode ter uma formula feita. Mas é inegável que o gênero é uma febre mundial e enquanto lançarem YA, eu vou continuar lendo um atrás do outro.

17 comentários:

  1. aah, eu também amo este gênero, e no momento, Colleen é minha autora favorita, e sinto que preciso ler todos os livros dela! hahaha
    não vi essa lista do BuzzFeed, fiquei curiosa para ver quais são as obras. posta ai e diz quais os que você já leu! *-*

    ResponderExcluir
  2. E eu que outro dia me peguei perguntando a mim mesma... Será que eu gosto de YA?
    Rsrsr....
    Pergunta retórica, eu sei.
    Adoro essa coluna! Rs...
    BEijos!
    Fabi Carvalhais
    pausaparapitacos.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  3. Olá, confesso que YA é um gênero que passo longe, apesar de eu ser uma jovem adulta, hsuahushau. Acho que é por causa da minha formação que procuro livros que levem reflexões mais filosóficas que os YA não conseguem alcançar, pois os enredos giram em torno de coisas mais triviais e a escrita não é tão poética!
    Mas eu entendo quem curte o gênero, como uma distração é uma boa pedida esse tipo de leitura.

    Beijinhos, Hel.
    http://leiturasegatices.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. SUPER me identifico! Depois de John Green como vc disse vieram vários, e esse é sem dúvidas meu gênero preferido de leitura, pois sinto que é algo mais "real" mesmo, o que não me impede de amar livros de fantasia também, porque né hahaha
    Enfim, vou procurar essa lista e quero zerar também! Vamos ver se consigo? Você eu já sei que pode hehe!
    Beijooo

    ResponderExcluir
  5. Acho que existem muitos órfãos do grande sucesso de livros infanto juvenis da época de Harry Potter, Percy Jackson e outros que tiveram grande fascínio pela leitura mas perderam a conexão já que passaram a gostar de outras coisas e não se adaptam a leituras mais complexas. Por isso esse tipo de livro é tão importante, é manter a pessoa lendo mesmo que seja só aquela leitura leve ou rápida enquanto dá um tempo dos estudos da faculdade, no metrô antes do estágio...
    xoxo,
    Regina K.
    reginakadov.blogspot.com

    ResponderExcluir
  6. Olá Kel, confesso que o gênero NY não é o primeiro que pego para ler, pode-se dizer que vou no embalo dos lançamentos, por tanto sou uma simpatizante e não fã como muitas pessoas, mas até que a leitura que li até hoje foram satisfatórias.
    Bjkas

    ResponderExcluir
  7. Amo YA e tenho 29 anos. Não concordo que o John Green como grande percursor do gênero. Existem muitos livros YA bestsellers anteriores aos livros dele. Sem dúvidas esse gênero tem grande força de venda, não importando a idade. E sem dúvidas também, existem muitos livros de YA de ótima qualidade, com estória tão incríveis que nem dá para acreditar que alguém ainda tenha coragem de dizer que é "muito infantil".
    Bjs.

    www.delirioselivros.com.br

    ResponderExcluir
  8. Oie, Kel.
    Eu gosto bastante de YA, mas tenho evitado muito nos últimos meses. Ando muito lendo o gênero fantasia. Eu estava de ressaca e saturada de um monte de estória meio que repetitiva, mas lendo esse post senti uma saudade. Mas não concordo que o John é o "precursor" como a Patrícia.
    Beijin...
    http://piecesofalanagabriela.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  9. Eu gosto desse gênero YA, os livros são muito bons, cheios de drama e aborda muitos assuntos do dia a dia. Não li O apanhador em um campo de centeio, mas já li muitos elogios a esse livro. Ainda não li os livros da Sarah j. Maas e Colleen Hoover, mas estão na minha lista de compras e leituras.

    ResponderExcluir
  10. Você podia ter colocado o link dessa lista dos 37 YA... mas tudo bem, nada que uma pesquisa simples na internet não resolva... hehe... Fiquei curiosa pra ver. Colleen Hoover e Sarah J. Mass estão entre as minhas autoras preferidas, gosto muito do gênero e tenho certeza que ainda vou me apaixonar por muitos outros livros que pertençam a ele.

    Ju
    Entre Palcos e Livros

    ResponderExcluir
  11. Oi Kel, tudo bem??
    Eu também curto muito YA, e confesso que tenho lido com muita frequência e fiquei bem interessada nessa lista que você citou... vou procurar para saber quais que eu já li e os que quero conhecer a história... realmente concordo com o que disse.... o fato de gostar da temática não significa que você goste de sofrer, até porque dentro de um YA podemos momentos de muitas risadas.... eu descobri Métrica pela minha curiosidade.... depois não parei mais... infelizmente não me bem com a Escrita do Green, mas ando lendo muitas coisas super legais... Adorei a papo literário.. Xero!

    ResponderExcluir
  12. Kel, eu tinha um preconceito ENORME com YA, até que descobri que vários livros do Murakami (um dos meus autores preferidos) são YA. Aí foi que eu parei pra entender o que era o gênero e descobri que não tem nada a ver com o que eu achava. No final das contas, esse acaba sendo um dos meus gêneros preferidos também, e eu tenho uma pista do porquê isso acontece: Não é só porque a gente tá ali meio que na faixa etária dos jovens adultos, mas porque os dramas dos jovens adultos são dramas que nos acompanham (em sua grande maioria) por toda a vida. "Encontrar o seu lugar no mundo", por exemplo... É uma coisa que muda sempre, né? A relação com os amigos, com a família, etc.

    Adoro o Papo Literário! Por favor, faça um vídeo desse papo, que eu super apoio! Será sucesso certeiro. ;)

    Beijão!

    ResponderExcluir
  13. Eu gosto desse gênero pelo fato de me indentificar com as historias, sempre muito bem contadas de um jeito que nos faz refletir sobre essa fase da vida da gente. Gosto muito dos livros do John Green.

    ResponderExcluir
  14. Oi Kel, tudo bom?
    Concordo que o gênero está cada vez mais evidente no cenário literário e também concordo que não existe fórmula pronta. Acredito que eles fazem sucesso por retratar nossos problemas cotidianos como sexo, estudos, família, emprego e opção sexual. São personagens que se parecem com a gente e seus dramas chama nossa atenção. Ah, vou procurar essa lista do buzz feed.
    beijos,
    http://livrosyviagens.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  15. Olá!!
    Amei o post, as vezes da pra confundir os dos gêneros e eu gosto dos 2 rsrs
    Amo a Colleen Hoover é uma de minhas autoras preferidas, e sobre essa lista aí, correndo aqui com o comentário pra ir conferir esses 37 que todo mundo deveria ler rsrs
    Bjocas

    P.S: e esse videozinho da modelo caindo kkkk rindo super alto aqui, varias e varias vezes.

    ResponderExcluir
  16. Olá!
    Gosto muito do gênero Young Adults.
    A maioria dos livros que tenho e são meus favoritos são desse gênero.
    Acredito que por estar na mesma faixa etária dos personagens me identifico com eles e com suas histórias.

    ResponderExcluir
  17. Realmente Young Adults estão dominando as prateleiras dos leitores e não é por menos né ,a maioria é realmente boa e as pessoas acabam se identificando com os personagens por serem tão críveis .Apesar de eu ter lidos poucos do gênero ,já admiro bastante .

    ResponderExcluir

Obrigada pela visita!
Todos os comentários deixados aqui serão carinhosamente retribuídos.
Para isso, basta deixar o endereço do seu blog!
Mas antes de comentar, lembre-se de que esse post foi feito
com muito carinho, então, se vai comentar
"oi, fiz postagem nova, me visita" ou fazer um comentário
apenas de divulgação, este não será aceito.
Obrigada pela compreensão!
Já está seguindo o blog no Google Friends? Então não perca tempo!