08 julho 2015

# Resenha // Red Hill

Oi pessoal, 

Hoje a resenha é por conta da Fernanda que não é nada fã da Jamie McGuire (#ironia) e dessa vez leu Red Hill? Preparados para um Young Adult com zumbis?

Título: Red Hill
Autor: Jamie McGuire
Editora: Verus
Páginas: 350
Livro cedido em parceria com a editora




Sinopse: Para Scarlet, cuidar de suas duas filhas sozinha significa que lutar pelo amanhã é uma batalha diária. Nathan tem uma mulher, mas não se lembra o que é estar apaixonado; a única coisa que faz a volta para casa valer a pena é sua filha Zoe. A maior preocupação de Miranda é saber se seu carro tem espaço suficiente para sua irmã e seus amigos irem viajar no fim de semana, escapando das provas finais da faculdade.  Quando a notícia de uma epidemia mortal se espalha, essas pessoas comuns se deparam com situações extraordinárias e, de repente, seus destinos se misturam. Percebendo que não conseguiriam fugir do perigo, Scarlet, Nathan, e Miranda procuram desesperadamente por abrigo no mesmo rancho isolado, o Red Hill. Emoções estão a flor da pele quando novos e velhos relacionamentos são testados diante do terrível inimigo – um inimigo que já não se lembra mais o que é ser humano.


Essaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa mulher não cansa de derrubar forninhos.

Eu não sou nada fã de livros de apocalipse zumbi e derivados, resolvi ler só porque amo a Jamie e queria conhecer esse novo lado dela. Desde quando o bafafá sobre ele livro começou eu já tinha consciência que ele não teria nada a ver com o gênero de belo desastre, nem nada parecido. Então acho que ter essa visão antecipada fez com que eu me surpreendesse com o livro.

Como eu disse anteriormente RedHill tem um universo apocalíptico. Jamie apresente uma narrativa intercalada com a visão de três personagens que a principio não possuem nenhuma ligação, são histórias independentes que aos poucos vão se interligando. 

Primeiro conhecemos a história de Scarlet, ela é uma enfermeira, separada do marido, tem duas filhas. Ela vai dar o seu plantão no hospital enquanto as filhas passam o final de semana com o pai. Quando o vírus começa a se espalhar e as pessoas começam a se tornar zumbis, a população em pânico começa a fugir da cidade para tentar alcançar lugares seguros. A primeira coisa que Scarlet faz é sair em disparada atrás das filhas, ela vai fazer o que for preciso para encontrar as filhas, o possível e o impossível e não vai se importar com quem estiver no seu caminho. Scarlet é uma mulher corajosa e muito determinada. 

O segundo narrador será Nathan, ele nos conta um pouco sobre sua família, a mulher e uma filha. Fala sobre seu relacionamento quebrado com a mulher e como ele cuida da casa e da filha. Quando tudo começa a desabar ele pega sua filha na escola e quando passa para buscar a mulher se depara com o fato de que a mulher deu no pé, deixando pra trás ele e a filha, sem nem mesmo se importar com o que iria acontecer, a mulher é uma folgada que só fica no computador e nem mesmo liga para a filha. 

A terceira personagem é Miranda, ela e sua irmã estão indo com os namorados para a casa do pai. A cidade esta um caos, zumbis atacando os humanos e Miranda tenta a qualquer custo chegar até a casa do pai, quando a tarefa é na verdade quase impossível. 

Essas três histórias começam a se intercalar quando aparece o rancho RedHill um lugar isolado e destino alvo de todos os três narradores. Todos estão reunidos no rancho, tentando proteger aqueles que amam e buscando uma solução para sobreviver.



Jamie realmente me surpreendeu com seu enorme talento de migrar de um gênero para o outro com tamanha facilidade e habilidade. O livro já começa bem movimentado e direto ao ponto, todos já estão fugindo dos ataques e a ação não para por nem um momento. Mas confesso que no começo fiquei arrastando a leitura, acho que pelo fato de ser tão apaixonada por Belo Desastre eu ainda tinha uma esperança de encontrar um romance sensacional de tirar o fôlego, mas aos poucos caiu a minha ficha de que esse não era o objetivo. O livro até tem um romancezinho, mas vou te falar que achei bem meia boca.

A narrativa da Jamie é sempre sensacional, ela utiliza um vocabulário bem simples, o que é bastante agradável ao leitor, além é claro de ser sempre bem direta em suas colocações e nas narrações dos acontecimentos. Os personagens são instigantes e fortes, dotados de uma complexidade e carregados de sentimentos que nos fazem ficar grudados ao livro e a tarefa da leitura se torna muito prazerosa. 
Red Hill é um livro tenso, da vontade de roer as unhas, mas eu gosto muito das minhas para fazer isso, mas enfim, dá vontade, porque a ação dos personagens me da um nervoso que cruzes! E geeeeeente pelo amor de qualquer coisa, se Jamie teve muito coração em belo desastre ela não teve nada nesse, a mulher danou a matar os outros a rodo, era um atrás do outro e não pense que era personagem meia boca não, ela matou gente que nunca deveria ter morrido, mas batia as botas assim do nada, você tava la bem na empolgação lendo, quando de repente ela assassinava alguém, triste fim coitados. 

Não vou falar que eu senti falta de uma descrição melhor das mortes, porque eu não gosto de ver ninguém morrendo não, então é bom que seja no rápido que dá pra superar melhor. 

O único defeito que eu encontrei nesse livro foi o final, Deus toma conta desse final, parece que plugaram um motorzinho na mão da Jamie e ela saiu escrevendo desembestada as coisas, sem nem parar pra dar uma respirada ou quiçá uma pontuada em detalhes. Isso eu realmente não gostei meus queridos, foi muito rápido para eu acompanhar, acredito que os fatos poderiam ter sido melhor pontuados e talvez até divididos em partes. Ficou tudo muito corrido. 

Tirando o final decepcionante, o livro é espetacular. Não sei se você tem algum preconceito com a Jamie por causa de belo desastre, mas te digo para esquecer os fatos do passado e ir conferir Red Hill, mesmo que você não ame belo desastre como eu amo, podeeeee ir correndo ler Red Hill, você vai se surpreender com a versatilidade dessa mulher em criar algo totalmente fora do comum.





19 comentários

  1. Não li Belo Desastre e admito que não pretendo por enquanto, e apesar de não ser louca por histórias com zumbis - não que sejam ruins, apenas nunca me fascinaram - após ver resenhas atrás de resenha desse livro, ele meio que me deixou curiosa e os céus sabem que dificilmente não sacio minha curiosidade.
    Acho interessante ver um escritor migrar de um gênero a outro desta forma, mesmo sem ter tido contato com a escrita da Jamie, se o livro agradou tantas pessoas ela certamente conseguiu mostrar talento em um livro tão diferente de seu tão famoso Belo Desastre.
    Talvez eu dê uma chance para Red Hill, mas não será uma das minhas prioridades este ano.
    Abraços

    ResponderExcluir
  2. Amo a autora e Belo Desastre, então pirei quando vi esse lançamento, principalmente porque sou doida alucinada por zumbis. Amo esse universo de apocalipse e leio tudo o que posso a respeito, então estou empolgada para fazer a leitura, mesmo já sabendo que esse final corrido demais vai me incomodar um pouco. Mas se esse é o único ponto fraco, suspeito que vou gostar e muito de todo o resto. Beijos!

    ResponderExcluir
  3. Oi Fernanda,
    eu gosto bastante da escrita da autora, e apesar de não gostar de tramas de zumbis, estou curiosa para ler o livro só por causa da autora mesmo kkkkkkkk
    não sei, lendo a resenha me passou na cabeça um filme que vi há muito tempo, que tinha uma história mais ou menos assim, de pessoas se escondendo em uma fazenda para fugir do vírus hahaha
    espero conseguir ler ele logo e espero que a Jamie me conquiste com essa trama locona dela :P

    ResponderExcluir
  4. parece q vc acertou o grupo que eu pertenço, da primeira vez que eu ouvi fala desse livro eu tinha acabado de ler o belo desastre e me decepcionado, mas pelo que vc disse acho que vou dá uma chance para esse livro
    é ótimo saber que ela tem capacidade de trocar de gêneros, minha preocupação é com livros narrados em mais de uma primeira pessoa.
    final de histórias com zumbis é sempre complicado, então para mim isso não ser surpresa.

    ResponderExcluir
  5. Oi ^^
    gente do céu li toda a resenha e quando cheguei no final eu espumei huahus pai eterno o final me matou tbm. mortes desnecessárias e não fez sentido nenhum muita coisa que aconteceu ali.
    sem contar que eu já estava ficando de saco cheio de algumas coisas.
    a história é bem legal, mas peca em alguns sentidos (porém n deixa de ser legal).
    Seguindo o Coelho Branco

    ResponderExcluir
  6. Ainda não li a série Belo Desastre, mas está na minha lista pra ler ainda esse ano.
    No Mochilão da Record o Guilherme falou muito bem desse livro o q me deixou super ansiosa pra ler. Mas, deve ter umas duas semanas mais ou menos, li um resenha onde o blogueiro comentou q esperava muito mais dele. Comentou do final tb q não tinha gostado, mas q o livro todo deixou a desejar. Nem sempre sou de me influenciar por um comentário, mas confesso q já me desanimou, principalmente qdo se trata de um estilo q não curto muito. Se o livro é muito bem falado, eu vou ler, mesmo não sendo fã do gênero. Mas qdo começo a ler críticas negativas, eu deixo o livro passar.
    Uma coisa q me fez ficar com a pulga atrás da orelha, com desejo de ler Red Hill, foi qdo vc fala q tem muitas mortes até de personagens q não deveriam morrer. Não q eu seja sanguinária.. kkkkk nada disso! Mas gosto qdo o autor tenta nos surpreender fazendo coisas q não iriam passar nunca pela nossa cabeça.
    Bem, não digo q nunca leria, mas não seria por agora.

    ResponderExcluir
  7. Olá Fernanda,

    Não li (nem pretendo) Belo Desastre, mas logo quando comecei a ouvir falar sobre Red Hill, fiquei morrendo de vontade de ler! Eu amo estórias de zumbis, fim do mundo e apocalipse... então, é lógico que fiquei com muita vontade de ler este livro, que, a propósito, tem uma capa linda hahaha

    Beijo!

    ResponderExcluir
  8. oi flor, que mudança de enredo da Jamie, em Belo desastre um romance avassalador e em Red Hill uma trama apocalitica com zumbis e tudo mais! acho a proposta interessante e dinâmica, muito atrativa, mas não creio que fluiria para mim, essa coisa de zumbis e tal me deixa receosa, como sempre torço o nariz para esses elementos não creio que ia me aventurar
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  9. Há livros assim. História incrível, mas final tenso.
    Nunca li nada dessa autora, mas fiquei curiosa.
    Add na listinha
    Beijinhos
    Rizia - Livroterapias

    ResponderExcluir
  10. Tinha visto esse livro mas nem tinha me ligado que é da mesma autora de Belo desastre. Adoro tudo que tem zumbis, então com certeza esse vai pra wishlist kkk

    ResponderExcluir
  11. Como minha série preferida é The Walking Dead e sou completamente fascinada por o mundo de zumbis da série, super me interessei pelo livro, eu vi que ele estava sendo super comentado e comentários positivos, e resolvi adicioná-lo em minha lista de leitura, adorei a resenha e acho que é um livro que vale a pena ler, como adoro essa ficção de zumbis e epidemias, acho que vou gostar desse livro.

    ResponderExcluir
  12. Todo mundo tá falando o quanto o livro é ótimo! E claro pela sinopse é muito bom mesmo, ter que dar conta de duas garotas em meio a tudo o que está acontecendo, não é facil! Acho que talvez no final eu só estava pensando demais, claro! Depois de escrever um livro desses que é que não fica de cabeça cheia?!

    ResponderExcluir
  13. Gosto muito da Jamie. E to louca para ler esse livro, gosto muito de zumbis..

    ResponderExcluir
  14. Acho que não lerei, achei a capa linda, mas a sinopse não me agradou.
    Nunca li Belo desastre, mas o que me deixou meio com o pé atrás com esse livro foi a semelhança com TWD, amo Resident Evil, mas não consegui passar da primeira temporada de TWD, acho que com esse livro seria a mesma coisa.

    ResponderExcluir
  15. Bom, não sou uma pessoa que desvincula o final do contexto, mas não li, então não posso dialogar sobre a decepção que sentiu... talvez, eu também sentisse se tivesse lido. Mas, tudo que sei é que achei o enredo bem legal e é um livro que gostaria de ler este ano.

    ResponderExcluir
  16. Olaa
    Adorei a resenha e o livro será uma das minhas próximas leituras, uma pena que o final te decepcionou, ótima resenha.

    Beijos
    Reality of Books

    ResponderExcluir
  17. Gostei muito de Belo Desastre e Desastre Iminente, mas nada pode me convencer a ler um livro em que zumbis estão presentes. Terei que me posicionar contra esse tipo de versatilidade, rs, preferia que ela continuasse com o estilo anterior. Além disso, ainda tem o final decepcionante e o fato dela começar a matar personagens desembestadamente... não curti.

    Beijo!

    Ju
    Entre Palcos e Livros

    ResponderExcluir
  18. Oie, tudo bom?
    Nunca li nenhum livro da autora, mas pretendo ler esse livro por dois motivos: apocalipse zumbi e zona de conforto literária. Gosto de narrativas diferentes do que estou acostumada chamam minha atenção e tenho visto vários comentários positivos. Acredito que o único problema seja o desfecho que pode me decepcionar, mas espero que não seja muito.
    Beijos,
    http://livrosyviagens.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  19. Kel, você gostou de belo desastre? Oo
    Eu amei a série e quando descobri que esse livro era apocalíptico fiquei com medo do que iria encontrar.. apesar de ter se focado nos dramas dos personagens ao invés dos zumbies, achei que ela foi bem versátil. E não vamos comentar esse final dos infernos. Pra que aquelas mortes desnecessárias? Eu queria bate boca hahaah

    Beeeijinhos ;*
    Andressa - Mais que Livros

    ResponderExcluir

Obrigada pela visita!
Todos os comentários deixados aqui serão carinhosamente retribuídos.
Para isso, basta deixar o endereço do seu blog!
Mas antes de comentar, lembre-se de que esse post foi feito
com muito carinho, então, se vai comentar
"oi, fiz postagem nova, me visita" ou fazer um comentário
apenas de divulgação, este não será aceito.
Obrigada pela compreensão!
Já está seguindo o blog no Google Friends? Então não perca tempo!