29 junho 2015

# Resenha 246 // Bangalô 2, Hotel Beverly Hills

Olá Bookaholics, tudo bem com vocês?


Título: Bangalô 2, Hotel Beverly Hills
Autor(a): Danielle Steel
Editora: Galera Record 
Páginas: 352 
Livro cedido em parceria com a editora


Sinopse: O agente literário de Tanya Harris liga com uma notícia bombástica: um famoso produtor de cinema quer que ela escreva o roteiro de seu próximo filme. E mais: a proposta inclui trabalhar hospedada no exuberante Bangalô 2 do Hotel Beverly Hills. De uma hora para outra Tanya precisa escolher se vai continuar com a rotina perfeita de escritora freelancer, dona de casa, esposa dedicada e mãe de família em São Francisco, ou se vai aceitar o convite e passar vários meses em Los Angeles, longe do marido e dos filhos, desestruturando a vida familiar para realizar um antigo sonho. Relutante e dividida, Tanya acaba aceitando o desafio. Mas será que tomou a decisão certa? Ao chegar a Hollywood, Tanya é envolvida por um mundo novo e intoxicante, e mergulha em um trabalho que exige mais dela do que poderia imaginar. Inevitavelmente, vai se afastando da família, que começa, aos poucos, a se desintegrar, e seu sonho se transforma em seu pior pesadelo. Será que Tanya conseguirá conciliar a vida pessoal e a profissional em meio a tantas demandas opostas? Ou uma reviravolta do destino vai garantir para sua vida uma cena final inesperada e digna de um filme vencedor do Oscar? Uma trama emocionante com um desfecho surpreendente!

Tanya era a típica dona de casa que abriu mão de boa parte da vida para se dedicar aos filhos e ao marido, apesar disso, ela era uma escritora de sucesso que se equilibrava para ter sucesso profissional e, ao mesmo tempo, cuidar de todas as necessidades da família. Ela vivia uma vida que a maioria acharia monótona e totalmente sem graça, entretanto, ela gostava de todos os aspectos do seu dia-a-dia, apesar de ter um sonho que ainda não havia realizado: escrever um roteiro de cinema.

Um dia, ela recebe o tão sonhado convite para escrever um roteiro de cinema, porém para isso ela terá que fazer uma escolha: realizar seu sonho e para isso se mudar para Los Angeles por 9 meses morando no Bângalo 2, ou continuar com sua vida pacata cuidando dos filhos e marido.Obviamente, ela aceitou o convite para escrever o roteiro e apesar de sentir imensa culpa e saudade por ter que deixar de lado a convivência diária com seu marido e filhos, Tanya embarca nessa aventura e começa um caminho totalmente desconhecido e cheio de surpresas que vão mudar a sua vida.

Bom, eu nunca havia lido nenhum livro da Danielle Steel, portanto, fiquei curiosa pra saber se esse livro seria uma agradável surpresa e entraria pra lista dos meus preferidos como aconteceu com "No mundo da Luna" da Carina Rissi. Infelizmente, já posso adiantar que ele não entrou pra lista dos meus favoritos, mas também não foi uma tremenda decepção. Acredito que como eu não estava esperando nada dele, ele tenha ficado no grupo dos livros legais, mas que não me marcaram de verdade.






















A escrita da autora é totalmente diferente do que eu já li até o momento. A história parece ser apenas
contada pelo personagem principal, ao invés de ser vivida por ela. Todas as situações e emoções do livro são contados em terceira pessoa de uma forma distante e sem emoção. Os diálogos são grandes a ponto de parecerem monólogos e os personagens são extremamente artificiais. Além disso, me pareceu que os pontos importantes da história foram deixados de lado e os mais inúteis foram reforçados e recontados a exaustão. Muita coisa que o leitor já entendeu a primeira vista, foi recontada várias vezes ao longo do livro, enquanto, as nuanças dos personagens que quase sempre são o elemento principal de um livro foram colocadas de lado. Por exemplo, o começo do livro basicamente se resume a Tanya dizendo o quanto sua família era perfeita e o quanto ela adorava a vida que tinha. O problema é que isso não foi falado apenas uma vez ou duas, a autora repetiu a mesma sentença por umas 50 páginas.

A história em si é totalmente normal, mas a falta de emoções e personalidade por parte dos personagens faz com que tudo pareça surreal e um tanto quanto sem graça. Tanya parece gerenciar toda a sua vida como uma empresa que nunca sai dos eixos, e até quando algo muda, parece que ela continua dentro do planejamento. Os personagens secundários são fracos e não tem personalidade bem definida.

Devo advertir, que apesar de ter gostado do livro, não é todo leitor que tem saco para gostar desse tipo de escrita. Se você começar a ler, na primeira página já irá entender do que estou falando. Portanto, o livro não é para qualquer um, existem os que vão amá-lo e os que vão odiá-lo na mesma proporção. Leia, e tire suas próprias conclusões.


"Às vezes, não vemos o final do caminho no começo da jornada. Só nos resta segui-lo."



 

15 comentários

  1. A cada resenho que leio percebo que esse livro não faz meu tipo, não parece ao todo um desastre literário, mas certamente não chega a ser interessante.
    Se os personagens não convencem e tudo que recebemos são informações um tanto inúteis mais de uma vez - como se fossemos sofrer de amnésia do nada -, eu acabaria abandonando esse livro se começasse sua leitura.
    Abç

    ResponderExcluir
  2. Não conhecia a autora Danielle Steel e até tinha me interessado pelo livro, por causa da capa.
    A sinopse achei mais ou menos, não me chamou tanto a atenção, mas poderia ser aqueles livros que não esperamos nada e nos surpreendem ne?
    Uma pena que o livro tenha tanta repetição de ideias, tb não gosto qdo o autor fica falando a mesma coisa centenas de vezes, me sinto enrolada na verdade.
    Essa falta de emoções e personalidade por parte dos personagens me deixa desanimada hein?! Eu gosto qdo os personagens fazem a gente desejar entrar na estória, chorar com eles, e morrer de rir tb...
    Bom, leria o livro para conhecer a autora. Mas não é prioridade.

    ResponderExcluir
  3. oi, nunca tinha ouvido falar deste livro, mas ele me parece ser interessante pelo fato de abordar o assunto família vezes trabalho, infelizmente não o lerei por seu numero de estrelas dados e tbm achei meio chatinho sabe meio chiche.. abraços

    ResponderExcluir
  4. Que estranho essa falta de emoções, não dá nem para sentir uma ligação com a personagem, né? Realmente parece bem estranho, então acho que não me agradaria, mesmo você não tendo achado uma decepção total. Não sei, acho que vou preferir não me arriscar por enquanto.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  5. Só a capa do livro me desanima. A sinopse tbm n me agradou, e depois que vc disse q os diálogos parecem monólogos de tão grandes me desanimou mais ainda. N lerei esse aí tão cedo

    ResponderExcluir
  6. Oi Nati :D

    Li a resenha toda imaginando: "nossa, nunca vou ler este livro", no entanto, ao final, quando você diz que existem os leitores que vão amá-lo e os que vão odiá-lo, tive certeza de que eu faria parte do primeiro grupo hahaha Acho que é porque todas as resenhas que eu li de Morte Súbita, por exemplo, diziam a mesma coisa, e eu efetivamente sou apaixonada por aquele livro <3 Enfim... tomara que eu não me arrependa hahaha


    Beijo!

    ResponderExcluir
  7. Achei legal a sinopse e a resenha, mas este livro não é o tipo que eu leria, e não me deixou interessada e nem curiosa para ler.

    ResponderExcluir
  8. Não gostei muito do livro, como você havia dito achei muito artificial. Não conhecia o livro, porém ele não entra ainda minha lista. E a própria temática do livro não me agradou.

    ResponderExcluir
  9. Esse livro nao me interessou. Nao gostei da historia, e pela sua resenha eu achei ela terrivel..
    Com certeza nao e um livro que vou ler...

    ResponderExcluir
  10. Bom, já li várias resenhas sobre este livro, e não me interessei muito, e como você disse que este livros não era pra qualquer leitor, pois nem todos teriam paciência para ler, eu sou um desses leitores. Então não leria, pois teria altas chances de abandonar o livro.

    ResponderExcluir
  11. Oie Nati!
    Essa já é a terceira resenha q leio desse livro e todas foram negativas. Isso já me desanima, pois parece ser unânime, parece q nao vou achar opinião q mude essa visão.
    Achei tb a sinopse bem fraca. Não consegui me envolver em momento algum. Não me despertou nenhuma curiosidade.
    Já ouvi falar de outro livro dessa autora, O segredo de uma promessa, e me parece q ela foi mais feliz nessa história.

    ResponderExcluir
  12. Eu, definitivamente, não teria saco pra esse livro. A história parece ser maçante e mesmo antes de ler a resenha, já torcia o nariz pra ele ... Sem falar que não gostei da capa. >_<

    ResponderExcluir
  13. "não é todo leitor que tem saco para gostar desse tipo de escrita" eu haha
    Nunca tinha ouvido falar, mas pela sua resenha já vi que não faz meu estilo. Detesto quando o autor fica insistindo no mesmo ponto várias vezes, me irrita demais e a leitura não flui.

    ResponderExcluir
  14. Oi Natiane! Que blog lindo!
    Eu li alguns livros de Danielle Steel e o que eu mais gostei foi Segredos do Passado... Já leu?
    Ah, tenho um blog tbm: http://stehnunes.blogspot.com.br/
    Amei a resenha :D

    ResponderExcluir
  15. eu já tinha lido algumas sinopse dos livros da danielle stells, mas eu nunca consegui criar coragem para ler nenhum livro dela. e mesmo a sinopse desse livro é meio ... sei lá como é que eu posso definir, não empolga. eu ainda tive a esperança de ser uma maneira diferente de contar a mesma história, mas sem envolvimento emocional é complicado.
    se eu tiver coragem eu leio o primeiro cap p ver se eu gosto ou não do estilo de narrativa dele

    ResponderExcluir

Obrigada pela visita!
Todos os comentários deixados aqui serão carinhosamente retribuídos.
Para isso, basta deixar o endereço do seu blog!
Mas antes de comentar, lembre-se de que esse post foi feito
com muito carinho, então, se vai comentar
"oi, fiz postagem nova, me visita" ou fazer um comentário
apenas de divulgação, este não será aceito.
Obrigada pela compreensão!
Já está seguindo o blog no Google Friends? Então não perca tempo!