# Resenha 219 // Amor ao Pé da Letra

Fala ai, galera, tudo bem?

Feriadão chegando e que tal ler um livro super levinho e ainda com as dicas amorosas mais doidas que você já viu? Pois é, hoje a resenha é de Amor ao Pé da Letra.

Título: Amor ao Pé da Letra
Autor: Melissa Pimentel
Editora: Paralela
Páginas: 298
Livro cedido em parceria com a editora



Sinopse: "Melissa é uma agente literária que, assim como sua personagem, Lauren, se mudou de uma pequena cidade dos Estados Unidos para Londres de um dia para o outro. Seu principal objetivo, e o de sua protagonista, era se divertir, sempre que possível acompanhada de belos britânicos. Infelizmente, Melissa logo descobriu que conquistar esses homens era mais difícil do que parecia, mesmo quando ela jurava não querer nada sério. Foi aí que ela teve uma ideia: decidiu seguir os conselhos dos mais populares livros de autoajuda para conquistar homens e criou um blog para narrar suas experiências. Nasceram daí os encontros de Lauren, que em 'Amor ao pé da letra', receberam toques de ficção como uma legítima comédia romântica. Um diário de "Bridget Jones" para a geração "Girls", "Amor ao pé da letra" promete conquistar todos que já sofreram na busca do amor verdadeiro."


Lauren Cunnigham larga a sua vida nos Estados Unidos disposta a dar um 180 em seus rumos. Ela vai para Londres para ser uma nova mulher. Lá ela conhece Lucy, dona do apartamento onde está alugando um quarto. Solteira, quase aos 30, Lauren está em busca de novas experiências, porém, sem compromisso sério com nenhum cara. O problema é que nenhum homem acredita que ela realmente não quer se envolver. É então que Lauren resolve pegar alguns livros de auto ajuda sobre "como conquistar um homem" e seguir estas dicas para um experimento pessoal.

Sou fã de chick lits e isso eu nunca neguei. Amor ao Pé da letra é aquele livro para ser lido em uma tarde. A escrita de Melissa é despretensiosa e recheada de bom humor. A autora consegue dialogar com o público feminino ao criar uma protagonista espirituosa que reflete o temperamento forte, mas, ao mesmo tempo, inseguro, de muitas mulheres. Apesar disto, esperava um pouco mais de Lauren e acabei achando que a personagem foi imatura em alguns momentos.
























Testando milhões de livros com as mais variadas (e loucas) dicas de relacionamento, percebemos que não existe uma fórmula para o amor. Não existe um padrão, não existe regra. O amor acontece quando ele acha uma brecha para isso.

A narrativa do livro é toda em primeira pessoa, como se estivéssemos diante do diário de Lauren. Então, se prepare para conferir de perto toda a experiência da protagonista e seus desdobramentos com os livros de auto ajuda. O livro é dividido por partes, onde, cada uma delas, a personagem desvenda um livro diferente e anota os resultados finais.

A ideia de Lauren em usar livros de auto ajuda é hilária. Nunca usei um livro para pegar dicas amorosas, mas quem nunca leu aqueles rankings da internet de "coisas para não dizer no primeiro encontro" ou "o que as mulheres fazem que os homens detestam"?


O interessante do livro é que, apesar de todo esse ar de chick lit e universo de conquista, existe também um "drama" que envolve a protagonista. Vamos conhecendo Lauren aos poucos e vendo que existem motivos por trás daquela fortaleza de "não envolvimento sério" com os homens.

Essa não é uma comédia romântica que vai te fazer suspirar, mas, talvez te faça ver, através de uma visão feminista, que não é errado uma mulher querer sair e encontrar homens interessantes, sem estar em busca de um relacionamento sério. 

Apesar de divertido e descontraído, não consegui me envolver tanto assim com a história. O livro é recheado de partes hilárias que garantem ao leitor, boas risadas. Gostei da leitura, mas faltou aquele elemento que fizesse com que eu me sentisse, de fato, inserida no contexto. A minha falta de empatia com a personagem principal também foi determinante. 





19 comentários:

  1. Oi Kel, tudo bem???
    Bom... o feriadão não vai ser tão produtivo assim para mim em termo de leitura. Pois no meu trabalho não vamos emendar. Se fosse, certamente apostaria na leitura de dois livros. kkkk
    Como não vai ser viável, me contentarei apenas com a leitura de Marrow, da Tarryn Fisher, lançado ontem nos states.
    Bom... eu gosto de chick list. Mas pela sua resenha eu senti que o livro quer passar um pouco autoajuda. Eu só consegui ler um livro no estilo em toda minha vida: que foi o Segredo. Autoajuda não me prende... na verdade ela me repele. Não faz meu estilo.
    Como confio nas suas críticas, vou deixar esse livro passar.
    Bjs bjs, Fernanda D.
    www.novoromance.com.br

    ResponderExcluir
  2. Já e a terceira resenha que vejo deste livro, a cada resenha me da mais vontade de ler. Eu amei cada do livro ja tinha visto ela laranja mais vermelha é a primeira vez,pelo que li nas resenhas segue bem o estilo de O Diário Bridget Jones. Já foi para minha lista agora e só esperar.
    http://chanoinverno.blogspot.com/
    .

    ResponderExcluir
  3. Por mais que você tenha falado que a leitura é hilária em alguns pontos e que o livro é leve de ler, não parece muito com o meu tipo de leitura, por mais que eu adore chick-lit. Não rolou aquela vontade de pegar o exemplar, sabe? A capa está bonita, acho que quem curte esse tipo de narrativa vai adorar.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  4. Adorei a resenha.
    Beijos
    papooodegarotas.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  5. Oi Kel, tudo bom?
    Não conhecia esse livro ainda, mas achei o enredo dele bem divertido. Eu gosto muito de ler chick-lit e se misturar um pouco de drama acho que fica melhor ainda. A unica coisa que sempre me incomoda é a narrativa em primeira pessoa, mas com certeza eu vou dar uma chance pra leitura.

    http://www.laoliphant.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Oie...
    Já tinha lido outras resenhas desse livro e, em sua maioria, as blogueiras achavam ele bom e tinham se envolvido com a história. Por isso ele já tá na minha lista de interesses.
    Mas, achei bacana, vc salientar q pode ter sido devido sua falta de empatia para com a personagem principal. Pode ter sido mesmo um grande determinante.
    Bem, como adoro um chick lit, acho q ainda vou dar oportunidade pra essa leitura.

    ResponderExcluir
  7. Oi Kel

    Não gosto muito de Chick Lit justamente por as protagonistas são muito imaturas e isso me irrita muito kkkk não sei se leria o livro mas para quem gosta de leituras despretensiosas é uma boa pedida!

    Beijos

    www.livrosechocolatequente.com.br

    ResponderExcluir
  8. Fala ai Quelba, tudo bone?

    Enton-se! Se eu fosse por essa capa ai eu não leria o livro, na hora que bati o olho, logo achei que era auto ajuda e estava cá me perguntando porque você estava lendo algo do gênero,ou parafraseando uma famosa autora , " porque raios você ia querer " ler isso KKKKKKKKKKKKKK nada contra, mas acho muito ZzZZZzzzzzz.

    Depois fui ler que era um chick lit e me interessei, porque adooooooooooro. Nada melhor que pegar um livro e ficar rachando de rir. Pena que você não conseguiu se envolver muito pela história. ;/ Ainda to pensando se eu do uma chance ou não.

    Beijos,

    http://www.lendoeesmaltando.com/

    ResponderExcluir
  9. Kel confesso que também adoro um bom chick lit, mas não conhecia esse. Acredito que suas considerações foram importantes para que o leitor que decidir encarar a leitura tenha uma noção que irá se divertir muito com a leitura, mas que noa pode esperar demais do mesmo. Então pelo que entendi vale a leitura para relaxar a mente e dar boas risadas.
    Valeu pela dica. Beijos

    Leituras, vida e paixões!!!

    ResponderExcluir
  10. Oi Kel! Geralmente em livros deste estilo eu encontro mocinhas imaturas, por isso nunca espero demais delas, assim acabo me surpreendendo na maioria das vezes, mas em alguns casos é excessivo, porque começar assim tudo bem, o importante é evoluir. Eu fiquei curiosa com o livro quando vi que várias amigas estavam lendo, mas a sua foi a primeira opinião que li, me deixou mais ciente do que vou encontrar e também com menos expectativas.

    Bjos!! Cida
    Moonlight Books

    ResponderExcluir
  11. Oi, Kel!
    Juro que eu também achei que seria um chick-lit como tantos outros, não imaginava que teria um drama no meio. Adoro livros que conseguem nos divertir, mas é uma pena que você não tenha se identificado com a história e a personagem. Sei bem como é se sentir assim. Parece uma leitura agradável.

    Beijinhos!
    Jaque - Meus Livros, Meu Mundo.

    ResponderExcluir
  12. Como eu adoro um enredo que me proporciona boas risadas, pretendo ler esse livro, mas vou levar em consideração suas ressalvas e não vou com muito entusiasmo.
    Não conhecia o livro, mas a proposta dele combina com meu estilo de leitura.

    Beijos.
    Leituras da Paty

    ResponderExcluir
  13. Mas pera, uma personagem de 30 anos e imatura, como assim? Tudo bem, não é nada tão anormal assim... Ok!
    Bom, eu gosto de um chick-lit (quem não gosta?), mas não são todos que me chamam atenção. Amor ao pé da letra tem um ponto positivo, que é o humor inerido na estória, mas a personagem realmente não parece muito cativante... Acho que pode ser uma leitura válida, agradável até certo ponto. Eu leria, caso não tivesse muitas opções de leitura.

    ResponderExcluir
  14. Oi Kel, tudo bom?
    Eu amo chick-lits como você e acabei me acostumando com as protagonistas imaturas, mas ainda me irrito um pouco com isso. Eu fiquei na dúvida se lia esse livro porque a sinopse chamou minha atenção. Achei a protagonista interessante porque ela não está buscando um relacionamento sério.
    Beijos,
    http://livrosyviagens.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  15. Parece ser o típico chick lit que agrada várias mulheres. Só de ler a resenha já fiquei com vontade de ler e com inveja dessas amigas doidas dela.

    ResponderExcluir
  16. Oi Kel, tudo bem?

    Eu gosto muito deste gênero e até já estou acostumada com as protagonistas imaturas, mas eu prefiro as que sabem o que querem e correm atrás. Apesar de muita gente estar gostando deste livro eu não me interessei muito não. Pode ser que eu acabe lendo no futuro, mas agora não está na minha lista.

    Beijos.

    http://livrosleituraseafins.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  17. Oi Kel, fiquei bem surpresa com o estilo do livro, eu sou meio aversa a chick lits, mas gostei que neste se aprofunda mais no relacionamento, normalmente (pelo menos o que eu leio) são muito superficiais. Vou procurar para a leitura sim! Espero consegui me envolver bastante.

    Beijos,
    Joi Cardoso
    Estante Diagonal

    ResponderExcluir
  18. Livros recheados de partes hilárias me atraem e muito, pois ultimamente tenho lido muito livro técnico para a pós graduação e preciso de algo meio despretensioso para dar uma balanceada. hahahahaha
    Não conhecia o livro, e apesar de você não ter se envolvido tanto com a história, acho que vou dar uma chance.

    ResponderExcluir
  19. To maravilhada com a capa desse livro!!!
    LINDAAAAAAAAAAAAAAAA!!!!
    A história parece ser hiperengracada, daquelas que além de não conseguirmos largar, também rimos que nem louca que chega doer a barriga!
    Amooo livros de auto-ajuda kkk então acho que eu curtirei muito esse ;)
    aiii eu querooooo!!
    faz sorteiooo??
    bjos

    ResponderExcluir

Obrigada pela visita!
Todos os comentários deixados aqui serão carinhosamente retribuídos.
Para isso, basta deixar o endereço do seu blog!
Mas antes de comentar, lembre-se de que esse post foi feito
com muito carinho, então, se vai comentar
"oi, fiz postagem nova, me visita" ou fazer um comentário
apenas de divulgação, este não será aceito.
Obrigada pela compreensão!
Já está seguindo o blog no Google Friends? Então não perca tempo!