11 abril 2015

# Mudando de Assunto // Entrevista com a autora Sheila Mendonça

Oi pessoal, tudo bem?

Quem ainda tem alguma pendencia no Top Comentarista, aproveite e comente até às 23:59 de hoje. Não se esqueçam que o Top começou no dia 10 de fevereiro. Ainda hoje vai ao ar o Top de abril e durante a semana vocês vão saber quem foi o ganhador (a) do livro super autografado da Carina Rissi.

Mas, enquanto isso, hoje tem entrevista com uma autora super querida: a Sheila Ribeiro Mendonça. Espero que vocês gostem! Conheçam mais sobre o trabalho da autora =D



1) Como começou a sua carreira de autora? Já tinha se imaginado escrevendo um livro antes?

Quando eu publiquei o meu primeiro livro, embora eu tenha publicado com 35 anos e tenha escrito "Cabra Cega" aos 18 anos já querendo ser escritora. Na realidade eu fui fazer jornalismo, porque gostava de escrever, e como não tem faculdade para ser escritor, acabei decidindo pelo jornalismo, embora as funções de um jornalista nunca tenham me encantado por completo. Até que escrevi o meu primeiro livro entrando na faculdade, mas tive enorme dificuldade para publicar, então guardei na gaveta. Anos depois... realizei o meu sonho.

2) Cabra Cega foi seu primeiro romance publicado. Como foi essa experiencia?

Sim. O meu irmão viu uma reportagem no Jornal da Globo sobre a publicação sob demanda no Clube de Autores, primeira plataforma e a maior  da América Latina que para publicar não precisava pagar. Então entrei no site, conheci a proposta, contratei um capista para fazer capa, contracapa e orelhas da forma que eu queria, enviei o meu original, e na mesma hora ele já estava pronto na loja virtual do site. 

Publicação sob demanda funciona da seguinte maneira: o seu livro fica na plataforma somente de forma virtual, conforme as pessoas forem comprando aí ele passa a ser físico e vai para a casa do leitor. E foi assim que pude ter o meu sonho realizado, já que as editoras continuavam cobrando valores absurdos. Hoje em dia muitos autores dizem que várias editoras não cobram, mas na prática, para autores que ainda não sejam MUITO conhecidos a nível nacional, não vejo isso de não pagar. Continua tudo sendo muito caro e impossível para muitos bolsos. Mas hoje em dia existem mil formas de você ter o seu sonho publicado, tem as plataformas sob demanda, tem editoras de diversos tipos, mas pesquise para encontrar as que são sérias, e tem também a publicação completamente independente, onde você leva o seu original para uma gráfica e publica uma quantidade X de exemplares. Antes de qualquer publicação desejada registre a sua história na Biblioteca Nacional de sua cidade.

3) O que o leitor pode esperar do livro?

"Cabra Cega" conta a história do casal Clara e Gustavo que são de Curitiba e se conhecem nas férias em um Clube. Clara é recém-formada no colégio e estava com vontade de passar um ano viajando antes de cursar uma faculdade, mas aí conhece Gustavo. Gustavo é recém-formado em Medicina e misterioso. Ambos se apaixonam de forma arrebatadora e em pouco tempo namoram e se casam. E é aí que começa o inferno na vida de Clara. Pois o livro fala de violência doméstica, e Gustavo mostra a sua verdadeira face.  

4) Como foi o processo de produção do livro?

"Cabra Cega" surgiu em minha cabeça depois que assisti ao filme "Dormindo com o Inimigo", com a Julia Roberts, que também fala sobre violência doméstica e eu fiquei com o vilão na minha cabeça e não sosseguei até colocar tudo no papel. Embora o tema seja o mesmo, as histórias são bem diferentes.

5) Quais são as suas inspirações literárias? 

As minhas inspirações são baseadas na vida, tenho uma paixão por assuntos que sejam sociais, perturbadores e fortes. Então em uma história minha de amor, por exemplo, terá um assunto social por trás. É assim que eu sei escrever e por conta disso nunca sei falar se tem algum autor que me inspire a ser assim. Mas evidentemente tenho alguns autores que adoro, Sidney Sheldon, Dan Brown, Ágatha Christie, Zibia Gasparetto, Martha Medeiros, algumas coisas de Paulo Coelho, e vários colegas da literatura nacional contemporânea. 

6) O fato de ter estudado jornalismo te influenciou na escolha da carreira de autora?

Comigo foi ao contrário... o que me influenciou a fazer o jornalismo foi justamente a paixão pela literatura. 

7) Qual é a maior dificuldade de um autor nacional hoje em dia?

Ser reconhecido como merece e poder viver disso como qualquer outra profissão regulamentada. É tudo muito difícil, muito complicado, mas apaixonante. O lance é não desistir, porque hoje em dia está tudo um pouco menos complicado que ontem. Preciso ser justa ao dizer que aos poucos os autores brasileiros estão ganhando sim o seu espaço. A estrada a percorrer ainda é longa, mas já é um pouco menos árdua que 20, 15 anos atrás. 

8) Já sofreu algum tipo de bloqueio criativo? Como você lida com isso?

Xiiiiiiiiii! Sim! hahahahaha E é o terror dos escritores, eu costumo ficar muito nervosa e ansiosa quando isso acontece, tudo o que não deve acontecer. Porque a ansiedade, a pressão, e o nervosismo só contribuem para o bloqueio permanecer e proliferar. Já aprendi que o ideal quando isso acontecer é relaxar. Fazer outras coisas, desfocar um pouco, sair, se divertir, que quando menos esperar a criatividade volta, mas é fato também que precisamos de ponte para incentivar a criatividade, e nada melhor do que viver a sua vida, ficar off de vez em quando, olhar para as coisas ao seu redor para que o click volte.

9) Quais os planos para 2015?

Além de "Cabra Cega" participei em 2013 da minha primeira antologia chamada "Romances em Contos" com a organização da autora Flavia Cunha, também do Clube de Autores, e venho com o conto "A Primeira Vez". Foi uma delícia de participar. Este livro é sobre romances, como o título deixa claro, mas cada conto tem um perfil diferente que se alterna entre humor, erotismo e o romantismo. 
Em 2015 acabei de lançar a minha segunda participação em antologia com o livro "Encontros e Desencontros", organizado pelas autoras Helena Andrade e Monique Lavra, e pela Editora Igmo. Neste livro eu participo com o conto "A Escolha do Coração" e todos eles são sobre a amizade. Outra oportunidade maravilhosa que amei participar e estou completamente apaixonada por esse projeto. O livro ficou lindo! 
Ainda este ano publico de forma independente o meu segundo livro solo chamado "Deserto de Escolhas" onde em um pouco mais de 10 contos eu falo sobre compulsões e dependências. Das mais variadas e diferentes possíveis. 
E para o ano que vem eu já comecei a escrever "Mar Revolto" que fala sobre uma história homoafetiva entre duas mulheres que vivem uma história de amor temperada por grandes surpresas. 

10) Deixe um recado para os leitores

Primeiramente quero te agradecer a oportunidade e o seu carinho comigo. Foi um prazer participar dessa entrevista. E para os leitores eu quero pedir que não desistam de seus sonhos. Acreditem, não interessa se as pessoas ao seu redor não dão valor, quem tem que dar valor ao seu sonho é você. Mas lembre-se: nada cai do céu. Ultimamente até água tá difícil de cair do céu, então batalhe, corra atrás e se o seu sonho é ser escritor, estude, estude português. Não adianta querer ser escritor e não saber português. E leia, leia muito, porque quanto mais a gente lê, melhor a gente escreve. Mas não vale achar que ler Facebook e Twitter conta como leitura, né galerinha?! Não vale! 
Leiam livros, de diversos tamanhos, de diversos temas. 
Beijo, beijo em todos! 

29 comentários

  1. Querida Kel, adorei participar, obrigada pelo convite e carinho comigo. Em breve seus livros estarão em suas mãos! ;)
    Beijo, beijooooo!
    She

    ResponderExcluir
  2. Oi Kel, oi Sheila! Amei saber que o seu livro foi baseado em um filme. Semana passada assisti ao filme Os Últimos Cinco Anos e tive uma ideia realmente muito boa pra um livro, eu espero que eu tenha tempo para mais uma história e que eu consiga desenvolvê-la da melhor maneira possível. Sempre que vejo uma entrevista por aqui, é mais uma motivação para mim e pra outros brasileiros iniciantes que querem publicar seus livros, é uma barreira a ser ultrapassada e a cada experiência, vejo um passo a frente. Bjs e sucesso pra autora! :)
    folheandominhavida.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Bela, prazer! :) Que bom que teve uma inspiração, eu acho que tudo é capaz de inspirar a gente, filmes, séries, músicas, outros livros, a vida... não desista não, tem muito autor já conseguindo dar grandes passos então você também pode. ;)
      Beijo, beijo e obrigada pelo comentário!

      Excluir
  3. Não conhecia a autora. Adorei saber que ela curte a Agatha, o Dan e o Sidney, porque também adoro esses autores. Sempre bom conhecer mais um autor nacional e ver ele ganhar destaque. Finalmente isso está acontecendo.
    Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá querida, prazer! Fiquei feliz com o seu comentário, temos gostos parecidos, então... hehehe Sim, Cecília, aos poucos estamos ganhando espaço, fazendo e participando de muitos eventos e isso é tudo muito bom para a nossa literatura. :)
      Beijinhos pra você!

      Excluir
  4. Olá!

    Parabéns pela entrevista!!! Não conhecia a autora, mas me encantei pelos livros dela, vou anotar na minha wishlist para pesquisar mais sobre!

    resenhaeoutrascoisas.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Kamila, prazer! Que bom que gostou, fico feliz, afinal, escrevemos para vocês também, além de pra nós mesmos... rsrsrs
      Fique à vontade para me conectar em minhas redes sociais que coloquei em um comentário mais abaixo.
      Beijinhos!

      Excluir
  5. O livro tem um tema bem difícil e lamentável. Gostei muito da entrevista,Também espero realizar o sonho de publicar um livro. Hehe! Assim como ela falou, conheço vároas pessoas com livros guardados na "gaveta" só esperando pela oportunidade.

    Abraço!
    www.likelivros.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Érick, prazer! Coragem para tirar os textos guardados na gaveta e siga seu sonho sim que com certeza você é capaz! Boa sorte e sucesso! :)
      Beijinhos!

      Excluir
  6. O livro dela trata de algo que eu adoro discutir - no bom sentido. Adoraria lê-lo. Uma pena que ficou tanto tempo na gaveta, né?!
    E o recadinho da autora super válido :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Anelise, prazer! Entendo totalmente quando você diz que gosta de discutir esse assunto, é isso mesmo, tem que falar mesmo e alertar outras mulheres. Não podemos, e não merecemos, continuar a sermos tratadas assim. Relação a dois tem que ser algo para somar, algo para agregar em nossa vida.
      Os homens também merecem um bom tratamento de nossa parte, ambos merecem ser respeitados em uma relação.
      Beijo, beijoooo pra você!

      Excluir
  7. Oi! ^^
    Gostei de conhecer a autora!
    Ainda não tinha lido nada sobre ela nem sobre sua obra.
    Também tenho o sonho de me tornar uma escritora publicada um dia. Espero realizá-lo!

    Beijusss;
    http://hipercriativa.blogspot.com.br/
    https://www.facebook.com/BlogMenteHipercriativa

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Helaina, prazer! Que bom que gostou da entrevista, muito obrigada! Corra atrás do seu sonho, minha querida, vale muito a pena! ;)
      Beijinhos!

      Excluir
  8. Bem legal!!!
    Quero ler Cabra-cega, parece ser muito bom!!
    bjoos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Ana, prazer! Que bom que ficou com vontade de conhecer, quando quiser é só fazer contato comigo. ;) Coloquei as minhas redes sociais em um comentário mais abaixo, fique à vontade para me conectar.
      Beijo, beijo!

      Excluir
  9. Quero ser escritora adoro ver entrevistas com escritores, vai com que você entenda um pouco como e o mundo deles. O livro tem um tema bem difícil, sou uma dessas pessoas com vários livros na gaveta e pra mim são bons mas algo ainda não está me dando coragem para publicar.
    http://chanoinverno.blogspot.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá! Te sugiro que você tire os textos da gaveta e publique, sempre vale a pena, ter o nosso sonho publicado é uma experiência maravilhosa. :) Boa sorte e se for seu desejo realmente não desista.
      Beijo, beijo!

      Excluir
  10. Meus queridos, estou amando o recadinho de todos, muito obrigada, e para os que sentem vontade de publicar, não desistam. ;)
    Se quiserem me adicionar no Face, embaixo coloco todos os endereços de lá, fiquem à vontade.

    Perfil: https://www.facebook.com/sheila.r.mendonca

    Fan Page Autora: https://pt-br.facebook.com/autoraSheilaRibeiroMendonca

    Fan Page "Cabra Cega": https://pt-br.facebook.com/pages/Cabra-Cega/178096655576834

    Fan Page "Romances em Contos": https://pt-br.facebook.com/pages/Romances-em-Contos/554630577941130

    Fan Page "Encontros e Desencontros": https://www.facebook.com/antologiaencontrosedesencontros?fref=photo

    Beijo, beijooooo!
    She

    ResponderExcluir
  11. Oi xará.
    Tudo? Então gostei muito da entrevista não conhecia a autora nem seu livro, ainda mais por ela falar que se baseou no filme Dormindo com o Inimigo que gosto muito. Infelizmente concordo com ela em diversos pontos ser escritor hoje em dia é uma tarefa árdua mas que vale muito a pena, então desejo todo o sucesso do mundo para a mesma e se tiver a oportunidade quero ler a obra dela sim.
    Beijos
    Raquel Machado
    Leitura Kriativa
    http://leiturakriativa.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Raquel, adorei seu comentário, estou indo aí ao seu blog te conhecer melhor. "Dormindo com o Inimigo" é maravilhoso! Obrigada pelo desejo de sucesso. Tudo de bom pra você também!
      Beijo, beijo!

      Excluir
    2. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
  12. Já tinha visto esse livro (pelo menos a capa) em algum outro blog por ai, mas nunca tinha parado pra prestar atenção na história. Falar sobre violência doméstica é bem inusitado, pois não lembro de nenhum outro livro que eu tenha lido que aborde o mesmo tema. Apesar do tema diferente, o que me atrai, essa capa pavorosa me afasta completamente. Sou do tipo que começa uma compra pela capa e nunca compraria um livro com uma capa dessa #sousincera

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Natalia, prazer! rsrsrsrsrs A capa é importante sim para atrair leitores e algumas vezes elas acabam afastando também, isso faz parte. Não tem problema nenhum. Bem, no caso do meu livro a capa tem tudo a ver com o título do livro e com a agonia que a história traz, principalmente sobre a personagem, já que é exatamente assim que ela fica por algum tempo na relação... Direito seu comprar livros pela capa, mas muitas vezes nos surpreendemos, viu?! Não damos nada pela capa e quando vamos conhecer a história, uau! O contrário também acontece muitas vezes. ;) Vale a pena ultrapassar barreiras.
      Beijinhos pra você!

      Excluir
  13. Oieee
    Parabéns pela entrevista!!
    Ainda não conhecia a Sheila, mas achei bem interessante sua história.
    Parabéns pelo seu empenho em levar seu trabalho pra frente Sheila!! Adorei a sua dica q ler Facebook não deve-se contar como leitura... kkkkkkk
    bjo e boa sorte!!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Thaís! rsrsrsrs obrigada, querida, fico feliz que tenha gostado. :) Mas não é verdade? Já vi jovens considerando o Facebook leitura e quase tive um treco... rsrsrs ;)
      Beijo, beijooooo!

      Excluir
  14. Não conhecia a autora, gostei de saber um pouco mais sobre ela e sobre as expericências com o primeiro livro dela. Acho que ser reconhecido é uma das grandes dificuldades, tem que fazer como ela disse, ir atrás dos sonhos e não desistir. Adorei a entrevista.
    Tudo que Motiva

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, prazer! Que bom que gostou da entrevista, muito obrigada! :) É verdade, ser reconhecido é uma grande dificuldade, mas o autor tem que batalhar, correr atrás, divulgar, e se fazer ser visto. Esse contato com vocês é umas das formas e essa troca é tão gostosa, adoro! :)
      Beijo, beijo!

      Excluir
  15. Olá Kel, Oi She! Hoje em dia é cada vez mais difícil para os autores publicarem suas obras, adorei conhecer um pouco mais sobre a autora. Se possível gostaria de conhecer sua obra assim que tiver a oportunidade. Ahhh adorei saber sobre o bloqueio, hahha interessante saber que até os autores passam por certos "pauses" e percebemos o quanto é perfeitamente normal, acho que até faz parte!

    Beijos,
    Joi Cardoso
    Estante Diagonal

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Joi. rsrsrsrsrsrs Esse bloqueio é um desepero... hahahaha Prazer!
      Beijo, beijoooo!

      Excluir

Obrigada pela visita!
Todos os comentários deixados aqui serão carinhosamente retribuídos.
Para isso, basta deixar o endereço do seu blog!
Mas antes de comentar, lembre-se de que esse post foi feito
com muito carinho, então, se vai comentar
"oi, fiz postagem nova, me visita" ou fazer um comentário
apenas de divulgação, este não será aceito.
Obrigada pela compreensão!
Já está seguindo o blog no Google Friends? Então não perca tempo!