20 fevereiro 2015

# Sessão Cinema - Especial Oscar // Sniper Americano

 Oi pessoal, tudo bem?

Espero que sim. Essa é a resenha do último filme do nosso especial do Oscar. Hoje vamos falar de Sniper Americano, aquele filme em que os EUA são maravilhosos e o Iraque é o país bárbaro comedor de criancinhas.  Este é um filme em que eu esperava mais, bem mais e vou contar porque

Título: Sniper Americano
Diretor: Clint Eastwood 
Elenco: Bradley Cooper, Sienna Miller




Sinopse:  Adaptado do livro American Sniper: The Autobiography of the Most Lethal Sniper in U.S. Militar History, este filme conta a história real de Chris Kyle (Bradley Cooper), um atirador de elite das forças especiais da marinha americana. Durante cerca de dez anos, ele matou mais de 150 pessoas, tendo recebido diversas condecorações por sua atuação.








Sim, eu apostava todas as  minhas fichas em Sniper Americano. A ideia em si era excelente e o filme tinha tudo para ser a cara dos velhinhos caquéticos do Oscar. Ele é a cara do Oscar? Pode até ser. Mas acabei me decepcionando com o filme. O longa conta a história de um atirador americano que viveu os tempos de guerra no Iraque. Chris Kyle nada mais é que um dos mais letais snapers americanos, são mais de 150 na conta do oficial. O problema é que eu esperava, ou pelo menos foi o que o trailer deixou perceber, que o filme abordasse o "ir para a guerra". Toda a tensão, o medo de ver a morte de perto e de ter que decidir quem morre ou quem vive, em nome da nação mais capitalista e imperialista do mundo.


O que vemos no filme? Apenas aquilo que vemos em todos os filmes de guerra americano. Patriotismo desenfreado, luta incansável pela sobrevivencia, o "outro lado" como bárbaros que odeiam os americanos, etc etc etc. Não li o livro em que o filme é baseado, então não posso dizer até que ponto a produção cinematográfica foi fiel. Mas, o que me pareceu foi que Chris era aquela pessoa com um senso de dever absurdo que só pensava no que era melhor para a naçao, o que não significava que isso fosse, necessariamente o melhor para si próprio ou para a sua família. A justificativa é a mesma e não cola comigo: em guerra é possível salvar mais vidas. Se eu fosse a pobre esposa do Chris, já teria me mandado há muito tempo, mas, enfim... quem sou eu para julgar o amor!

Claro que o filme tem o seu brilho. As cenas de guerra são impressionantes e o jogo de câmeras produz a tensão necessária para mostrar as batalhas. Bradley Cooper, que atua e produz o filme é responsável por parte deste brilho. Acredito que as mudanças físicas não devem ter sido fáceis. Ele está bem maior, engordou e ganhou músculos para ter o porte de um sniper. Sua atuação é muito boa, mas está longe de ser considerada digna de Oscar. 

Sniper Americano é um bom filme, mas não é memorável. É daqueles filmes que, se você não for americano. dificilmente vai curtir.



12 comentários

  1. Oi!
    É por isso que não costumo assistir esses filmes. Os Norte Americanos tendem mesmo a serem extremamente patriotas, na maioria dos filmes se vê uma bandeira dos EUA, isso acaba distorcendo histórias reais e pessoas de outros países acabam ficando com uma impressão errada de como é a guerra contra o Iraque e dos motivos dela.
    Gostei da sua resenha, você argumentou muito bem, parabéns!

    Beijos, O Outro Lado da Raposa

    ResponderExcluir
  2. Oi Kel,
    então né, esses tipos de filmes americanos que idolatram o país deles na verdade não me agrada, e é este o motivo de eu ainda não ter ido ver este no cinema
    não vi ele mas não acho que seja um merecedor de oscar hehe :P

    ResponderExcluir
  3. Sniper americano esta como prioridade na minha meta de leitura. Quero muito ler e só então ver o filme. Acho que vou gostar mais do que você. Ou talvez so esteja criando esperanças falsas... quem sabe?

    http://diario-noturno.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Eu li o livro, fiquei contando os dias para o lançamento hehehe e agora falta ver o filme.

    Estou na torcida para que o filme e o ator levem a estatueta. Amei o post

    LivreandoFacebook

    ResponderExcluir
  5. Bom, estou com vontade de ver esse filme e talvez ler o livro depois, dependendo do quanto eu gostar. Como não é o meu gênero preferido de literatura, por isso vou preferir ver o filme antes. Não acho que vai levar estatueta, mas saberemos em algumas horas.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  6. Heey Kel!

    Não acho Sniper Americano a cara do Oscar, assim como também tenho certeza de que nunca levará o Oscar de melhor filme, porém ganha o de Mixagem de Som. O filme é bom, mas, como você disse, não é excelente. Beijo!

    http://euvivolendo.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. O filme é bom, mas dificilmente deve ganhar. De todos os indicados ao Oscar, esse foi o que eu menos gostei de assistir, mesmo que tivesse Bradley Cooper (<3) em papel principal.

    ResponderExcluir
  8. Esse foi o único filme que não era só drama e continha um pouco de ação. É a segunda vez que o Bradley é indicado. Achei interessante pelo protagonista se o melhor atirador de elite, mas apesar de tudo, não é daqueles filmes que corro para ver.

    ResponderExcluir
  9. Kel, eu não vi o filme, mas meu noivo sim. Ele gostou bastante, é uma historia bem patriota mesmo, como todos os que envolvem guerra dos EUA, mas uma cena chamou a atenção dele e ele achou ruim demais, a cena do bebe!!!!

    Beijos,
    Joi Cardoso
    Estante Diagonal

    ResponderExcluir
  10. Não curto filme de guerra, mas esse me chamou atenção por contar uma história real. O livro não tive vontade de ler, mas quem sabe não dou uma chace ao filme, mesmo você dizendo que se decepcionou com ele.

    ResponderExcluir
  11. Confesso que o filme não me chamou a atenção!
    o livro sim! Preciso ler!!! kkk mas assisti-lo acho que não, porque geralmente, as partes mais marcantes são cortadas, então, não acho que seja um filme mto original. Como vc disse, esse tipo de filme, sempre tem patriotismo, traições de amigos, etc...
    Vou ficar com o livro mesmo kk bjoss

    ResponderExcluir
  12. O elenco do filme Sniper é incrível. Um dos personagens que eu amava era o único que fez o ator Eric Ladin, um ator que normalmente é visto em thrillers, agora alcançando excelente caráter.

    ResponderExcluir

Obrigada pela visita!
Todos os comentários deixados aqui serão carinhosamente retribuídos.
Para isso, basta deixar o endereço do seu blog!
Mas antes de comentar, lembre-se de que esse post foi feito
com muito carinho, então, se vai comentar
"oi, fiz postagem nova, me visita" ou fazer um comentário
apenas de divulgação, este não será aceito.
Obrigada pela compreensão!
Já está seguindo o blog no Google Friends? Então não perca tempo!