# Resenha 191 // Uma Constelação de Fenômenos Vitais

Oi pessoal, tudo bem?

Como falei no post anterior, a blogueira aqui (finalmente) está de férias. Sim, férias!!!! E hoje estou indo viajar. Provavelmente enquanto vocês leem isso eu já cheguei ao meu destino há muito tempo. MAS, nunca vou deixar vocês na mão, por isso, hoje tem resenha, sim senhor.

Título: Uma Constelação de Fenômenos Vitais // A Constellation of Vital Phenomena
Autor: Anthony Marra
Editora: Intrínseca
Páginas: 336
Livro cedido em parceria com a editora

Sinopse: Ao ver sua casa pegando fogo, após seu pai ser levado por soldados russos, Havaa, de 8 anos, se esconde na floresta e observa as chamas até que um vizinho a encontra sentada na neve. Akhmed sabe que se envolver significa arriscar a própria vida e que não há lugar seguro para abrigar uma criança na vila, onde informantes fazem qualquer coisa por um pedaço de pão. Mesmo assim, ele a conduz até o único lugar em que acredita que a menina poderia estar a salvo: um hospital abandonado que já teve quinhentos funcionários e onde a úica médica restante, Sonja, está no degrau mais baixo de sua carreira, amputando membros dilacerados em pacientes atingidos por minas terrestres. Também médico, Akhmed é pouco competente, mas bem-intencionado, e seus conhecimentos, embora precários, são rapidamente requisitados: ele logo aprende a serrar pernas atingidas por estilhaços de bombas. Apesar dos protestos de Sonja de que o hospital não é um orfanato, Akhmed consegue convencê-la a manter Havaa escondida ali. Nesse cenário de guerras, ocupações e insurgências que arruinaram a Chechênia desde a década de 1990, a confiança entre Akhmed e Sonja desenvolve-se lentamente, com Havaa funcionando como ponte. As histórias de perda dos dois médicos farão com que eles se apeguem à menina com uma ansiedade cega. Um livro de trama surpreendente, que equilibra momentos de violência e extrema delicadeza, experiências traumáticas e lembranças felizes, Uma Constelação de Fenômenos Vitais é uma história comovente sobre amor e sobrevivência.


Em Uma Constelação de Fenômenos Vitais, conhecemos Havaa, uma menina de oito anos que consegue se salvar de um incêndio em sua casa. Seu pai foi levado pelos soldados russos e ela não tem mais ninguém. É assim que seu destino começa a se unir com o de Arkmed, seu vizinho. Sem saber o que fazer com a criança, ele a leva para um hospital da cidade e pede ajuda a médica Sonja.    

O livro se passa na Chechêia e, sinceramente, não conhecia nada além da localização do país. Essa Constelação de Fenômenos Vitais fala sobre a guerra que assolou o país que já fez parte da União Soviética e suas consequências para a população: pessoas mutiladas, expatriação, etc. A realidade foi triste e o autor mostra um pouco de todo esse terror vivido em um intervalo de dez anos.




Confesso que demorei um pouco para entrar no ritmo do livro. Apesar do tema ser interessante, não achei a escrita do autor a mais fluida possível. Ele não conseguia me comover com as palavras. Eu adoro um bom contexto histórico e não escondo isso de ninguém, mas senti dificuldade na narrativa do autor. O texto alterna momentos formais com outros mais vulgares e isso me deixou um pouco perdida. Mas, aos poucos fui mergulhando na leitura e me aprofundando neste tema tão denso. A história do país é marcada pela repressão russa e por conflitos políticos . O autor foi, justamente, em um dos períodos mais escuros da Chechênia para compor seu livro. 

Marra é um autor de extremos. Se na escrita ele une o proselitismo com o rebuscado, nas descrições ele mostra a delicadeza e a brutalidade do ser humano. Os personagens conseguem ter boas lembranças do passado, mas ao mesmo tempo, traumas de anos atrás. Quando consegui perceber a profundidade desta dualidade da escrita de Marra, só me restou saborear a obra.




Palmas para o autor que colocou todos os personagens são marcados pela perda. Apesar deste sentimento em comum que une todos da trama, a personalidade de cada um deles é muito bem demarcada. A sagacidade de Havaa se contrapõe com o coração bondoso de Akhamed e o a sisudez de Sonja. Desafio quem for ler o livro a não se apaixonar pela dupla Havaa e Akhamed. Impossível não se identificar e se sensibilizar com a história de vida de cada um deles.

A jornada de nossos protagonistas se passa dentro de uma linha do tempo de dez anos. A história principal se passa em apenas cinco dias de 2014. Mas ao longo das páginas nos aprofundamos em uma história que muitos não conhecem. Conforme lia o livro, percebi o quanto as coincidências da vida dos personagens estavam interligadas. O autor entrelaçou os personagens com primazia e eu só conseguia pensar na máxima do "nada é por acaso". 

O livro se torna ainda mais interessante quando descobrimos o amplo trabalho de pesquisa do autor para compor a obra. O autor chegou a visitar a Chechênia e mergulhou de cabeça no projeto. Tiro o meu chapéu para Marra por mostrar, através desta Constelação de Fenômenos Vitais a realidade brutal de um país em guerra tão pouco explorado pela literatura.

A capa do livro é linda com as cores e a fonte perfeitas. A diagramação interna é simples, mas o livro, como todos o da editora, está bem caprichado. Se você é um amante de história mundial, como eu, recomendo a leitura e espero que você aproveite tanto quanto eu.






53 comentários:

  1. Oiee Kel ^^
    Já conhecia esse livro e estou bastante curiosa para ler. É incrível como os autores se aprofundam e pesquisam o trabalho até depois de terminarem o livro, mostra que eles realmente se importam com o que estão fazendo. Confesso que não sabia da existência do Chechêia *-*
    MilkMilks
    http://shakedepalavras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  2. Adorei a resenha e adorei o livro, vou adicionar ele na minha lista de leitura, eu PRECISO ler ele
    http://adoletiva.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  3. Oi Kel!
    Ahhh *--* DEIXA EU ME APAIXONAR UM POUCO MAIS POR ESSE LIVRO. CAPA LINDA, SINOPSE LINDA, PERSONAGENS LINDOS. Vi diversas resenhas e todas parecem dizer exatamente a mesma coisa: o livro conquista, em algum momento da leitura. To muito afim de ler e conhecer a trama, mas na livraria fisica aqui da cidade ainda não tem. Vou lê-lo esse ano sem duvidas. Ja esta na lista dos desejados.

    Abraços
    David Andrade
    http://www.olimpicoliterario.com/

    ResponderExcluir
  4. Olá! Adorei a resenha desse livro. Adorei saber até que existe esse lugar de qual eu nunca tinha ouvido falar. Me parece ser um livro bastante interessante e com certeza darei uma chance a ele. Vou anotar na minha lista.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  5. Nem onde fica a Chechênia eu sabia. Eu achava que era um livro mais leve mas vejo que é bem profundo e bem mais complicado mas mesmo assim ainda me interesso por ele. Gosto quando o autor se dedica tanto assim a sua obra e gosto de história mundial. A capa é realmente muito linda, simples mas linda.

    ResponderExcluir
  6. Olá!

    A Chechênia e a União Soviética são ótimas fontes de história. Não conhecia o livro, mas se tem fatos reais, já chamou minha atenção!

    resenhaeoutrascoisas.blogspot.com
    facebook/resenhaeoutrascoisas

    ResponderExcluir
  7. Também amo um com um contexto histórico, só achei uma pena que a escrita do autor não é tão fluida apesar dele ter feito um ótimo trabalho com a história.
    Também achei a capa linda!
    A resenha tá excelente! Bjs <3

    ResponderExcluir
  8. Oi Kel!!!!

    Resenha fantástica! Parabéns! Mas apesar de você deixar claro o peso e qualidade da obra e do autor, este não me prendeu muito a atenção. Ainda mais que gira especificamente no mundo do drama.... acho que não estou nesta vibe agora... rsrsrs

    Beijos!!!!

    www.escrevarte.com.br

    ResponderExcluir
  9. Oi Kel... adorei a sua resenha você demonstrou uma sensibilidade linda ao contar a história do livro, pelo menos um pouco do enredo e do que podemos esperar... porém o livro não ´me atrai pela leitura... não aguça a minha curiosidade... mas achei super válido todas as questões levantas por exemplo que o autor foi bem fundo na história da Chechênia para compor a obra essas questões de pesquisas é bem interessante e torna o livro mais real... Xero!!

    ResponderExcluir
  10. Oiee

    Eita que resenha com palavras difíceis kkkk juro que amei a capa do livro, mas infelizmente depois de ler o 1984 e saber um pouco mais de história isso não me agradou muito, acho que acabaria vendo o livro com uma leitura cansativa e difícil mas enfim posso estar enganada mas por enquanto não leria.

    Beijos

    www.livrosechocolatequente.com.br

    ResponderExcluir
  11. Outro livro para a minha lista de "nunca tinha ouvido falar". Esse livro parece ser bem diferente, principalmente por se passar na Chechênia (nem me lembrava que esse lugar existia x)
    Gostei do enredo, temas históricos são sempre um up no texto *O*

    ResponderExcluir
  12. Kel, adorei conhecer mais essa obra através da sua resenha!

    Já tinha visto esse livro há um tempo entre os lançamentos que a Intrínseca envia por e-mail e me apaixonei pela capa. Porém, fiquei um pouco com receio de ler porque não conhecia absolutamente nada da chechênia e talvez me perdesse... Mas muito bom saber que através do livro conseguimos conhecer mais a região e sua história!

    Obrigada por compartilhar esse livro conosco ^-^
    Beijos,
    Ana - www.poesiadestilada.com

    ResponderExcluir
  13. Oi Kel,
    Essa é a primeira resenha que leio desse livro O.o
    Para ser sincera, nem a localização da Chechênia eu sabia, MAS isso não impediu que eu ficasse morrendo de vontade de ler esse livro. Gosto muito da temática e saber que o autor mergulhou de cabeça (até viajou) para se inteirar e poder escrever o livro me deixou ainda mais curiosa.
    Beijocas ^^

    ResponderExcluir
  14. Oi Kel, tudo bom?
    Eu gosto de livros com essa característica histórica e fiquei interessada na leitura. Mesmo que a narrativa do autor não tenha te conquistado muito, acredito que a premissa é tocante e emocionante. Livros que se passam em ambientes de guerra sempre me emocionam.
    Beijos,
    http://livrosyviagens.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  15. Olá, Kel!
    Eu gosto muito de livros que retratam eventos históricos importantes. Nunca li nenhum livro que tenha se passado Chechênia, pouco sei sobre eventos históricos dessa localidade e por isso me interessei ainda mais por esse livro.
    Porém fiquei meio com receio já que você disse que não comove tanto, mas mesmo com isso vou fazer o possível para ler esse livro em breve :D
    Amei a postagem, vou continuar acompanhado o blog :)

    Luz e literatura!
    Beijos

    https://cantaremverso.wordpress.com/2015/02/02/resenha-clube-da-luta/

    ResponderExcluir
  16. Livro definitivamente anotado! Hoje mesmo estava pensando que minhas próximas leituras não tinham muito contexto histórico, e me faltava um pouco de choque de realidade. Ou seja, esse cai como uma luva no que eu quero! Gostei bastante da resenha! Valeu pela dica =]

    ResponderExcluir
  17. Olá

    Também acho a capa do livro linda. Desde que vi esse livro nos lançamentos da editora, o que mais havia me chamado atenção pra ele era de fato a capa com essas cores harmoniosas. Não sabia que o livro trazia uma história tão forte quanto essa e em um lugar onde só conheço de nome (aliás, há muitos lugares que leio que só conheço de nome rs). Enfim, fiquei ainda mais curioso pelo livro e espero poder lê-lo ainda nesse ano.

    Abraço!
    www.umomt.com

    ResponderExcluir
  18. Oi Kel! flor resenha muito bem feita e nos faz querer mergulhar no livro assim que terminamos de lê-la. Eu gosto muito de livros que tem esse plano de fundo de vida real onde toda a história se passa. Quando um enredo é tão forte, é impossível não ficarmos da dualidade de amar ou nos perder na obra, mesmo porquê quando envolve história a gente sabe o que estudamos no colégio, e como vc eu pouco sei sobre a Chechênia, fora a localização dela no mapa... A capa eu não achei aquela maravilha, mas tendo em vista o contexto, parece que ela super combina com o livro. Vou procurar por ele na minha próxima ida a livraria.mais uma vez, parabéns pela resenha, ficou fantástica.
    bjs
    Eykler
    www.amorascompimenta.com

    ResponderExcluir
  19. Olá Raquel,

    Não conhecia esse livro, gostei muito da sinopse e sua resenha só aumentou meu interesse pelo livro, dica mais do que anotada, gosto do gênero....abraço.


    http://devoradordeletras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  20. Oi, Kel!
    Da mesma forma que você, também sou fã de livros que abordam fatos históricos. Não tinha prestado atenção nessa obra até esse momento, e apesar de você ter falado que a narrativa não flui tão bem, fiquei bem interessada. Achei bem legal o autor ter 'mergulhado' MESMO na produção desse livro! Deve ser um trabalho maravilhoso, espero lê-lo em breve!

    Mil beijos :*
    Blog Procurei em Sonhos

    ResponderExcluir
  21. e eu que acho que nem sei onde a Chechêia fica? hahaha
    realmente, a trama do livro parece ser bem interessante mesmo, mas ao mesmo tempo senti que a leitura não deve ser muito fluida :S
    também gostei bastante da capa dele, mas não sei se vou lê-lo ;x

    ResponderExcluir
  22. Oi Kel, sou fascinada por história, adoro livros do gênero. Uma constelação de Fenômenos Vitais já tinha chamado minha atenção pela capa, gosto de capas assim, simples e delicadas. Sabendo que o livro se passa na em um período tão complicado para a Chechênia despertou minha curiosidade. Acabei add na lista dos livros que eu quero ler!
    Beijos e aproveite bastante suas férias!
    Porão da Liesel
    Fan page

    ResponderExcluir
  23. Oi Kel tudo bem, gostei muito da resenha desse livro, a capa dele chama atenção pela simplicidade e a história é bem comovente, tenho vontade de ler! E autor conseguiu harmonizar bem o livro! Gostei!
    Bjkas
    Dani Casquet-Livros, a Janela da Imaginação

    ResponderExcluir
  24. Oi, Kel! Abri seu post e me deparei com essa capa linda!A intrínseca é uma das minhas editoras queridinhas pelo fato de ser tao cuidadosa nesses aspectos. Sobre o livro a primeira coisa que me chamou atenção sobre o que você falou foi a escrita do autor que por vezes era complicada, e acho q esse foi um dos pontos chaves para eu me atrair pelo livro. Gosto de leituras fluidas mas gosto ainda mais quando parece que o autor preocupou-se mais em escrever de um jeito mais rebuscado, estilizado. Outra coisa foi a abordagem de um cenário totalmente diferente pra mim, acho muito bacana quando a história do livro mistura com eventos históricos e culturais de regiões que temos pouco contato. Resumindo, o livro me interessou demais!! Bela resenha!
    Bjs

    www.tempodeopinar.com.br

    ResponderExcluir
  25. Oi Kel!
    Não conheci o livro, e apesar de ter adorado a capa e adorar livros com fatos históricos, esse em si não me chamou atenção.
    Ótima resenha!
    Beijos

    Li
    literalizandosonhos.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  26. Nossa fiquei apaixonada pela historia, acho incrivel a forma como surgem coisas boas no meio do caos, amo livros desse tipo, acabei de incluir na minha listinha ^^
    Beijos
    CarolMello.com

    ResponderExcluir
  27. Oi Kel.
    Não conhecia o livro e vendo essa capa eu confesso que não leria. E depois da sua resenha fiquei entre a parede rsrsr. Espero um dia ter a oportunidade de ler a obra e descobrir o porque dela ter esse ar fascinante

    Beijos
    www.amorliterario.com

    ResponderExcluir
  28. Oi Kel, tudo bem??

    Bom eu não tenho hábito de ler livros com essa temática... a não ser que ele chame muito a atenção... eu achei a capa muito bonita e apesar de não querer ler o livro, não posso deixar de citar a beleza que se esconde por trás da obra narrados em sua resenha... o fato do autor escrever esse tipo de história dentro de um cenário perturbador de guerra ele já está de parabéns... percebe-se pelo o que você disse o cuidado que ele teve de visitar a Chechênia para compor melhor o enredo de sua história e apresenta-la isso e magnifico... porque quando queremos escrever algo sobre um fato que já aconteceu, temos que pesquisar... nos inteirar, mas nunca será igual do que estar de fato, mesmo depois de tudo que se passou.. diante do cenário acho que até hoje existe os resquícios de um evento que abalou toda a população com aquela violência. Parabéns pela excelente resenha e aproveite as férias... Xero!!

    ResponderExcluir
  29. Oi, Kel!!!
    Vou começar falando da coisa que mais me chamou atenção, e foi ela: a capa! Que coisa mais linda! Esse seria um livro que eu compraria só por causa capa e do título.
    Confesso que não sou muito fã de historia mundial, então não sei se eu gostaria tanto da leitura, mas talvez eu dê uma chance ao livro. rs

    Beijinhos!!!

    ResponderExcluir
  30. Oi Kel, sua linda, tudo bem?
    Não me batam, acho que serei uma voz solitária, mas a capa não chamou minha atenção. Pronto falei!! Kel, já falei que temos alguns gostos em comum, e história é um deles. Quando vi do que se tratava o livro, na hora meus olhos brilharam, pois faz muito tempo que não leio nada parecido. Que pena que a leitura demora a envolver o leitor. Mas pela qualidade do texto, pela forma como o autor trabalhou seus personagens e descreveu uma das maiores atrocidades pelas quais somos culpados, não tem como não querer ler esse livro. A Intrínseca realmente está me surpreendendo.
    Vou colocar na minha lista de desejados.
    beijinhos.
    cila.
    http://cantinhoparaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  31. Ola Kel a capa está linda, a premissa do livro me chamou atenção, mas lendo sua resenha e vendo que a leitura não fluiu muito bem desanimei um pouco, quando o livro tem muita história confesso que não gosto muito ainda mais sobre guerras, minas . Dessa vez vou deixar passar a leitura no momento. beijos

    Joyce
    www.livrosencantos.com

    ResponderExcluir
  32. Oi, Kel!
    Caramba! Essa capa é maravilhosa!
    Quanto ao tema, confesso que não sou muito fã de história e guerra e etc, mas a sinopse e a resenha me prenderam e me deixaram curiosa quanto a leitura.
    Realmente parece promissora, vou coloca-lo na minha lista de futuras leituras, talvez eu o leia sim.

    Beijinhos
    Jaque - Meus Livros, meu Mundo.

    ResponderExcluir
  33. Oooi Kel, é a primeira resenha sobre a obra... Primeiro eu amei a Capa, simples com um conjuto de cores e formas bonitas, gostei bastante.
    Achei muito interessante a história passar na Chechênia, nunca li nada que acontecesse por lá, e fiquei muito feliz em saber que o autor foi realmente estudar o local para poder escrever a sua obra, essa dedicação faz tudo ficar melhor.
    Sei que façõ jornalismo, mas história nunca foi meu forte. Acho que com livros assim, eu consigo me envolver mais com o tema.
    Não leria no momento, mas não descarto a possibilidade.
    AAAH boas férias ;)


    Beijinhos,
    www.entrechocolatesemusicas.com

    ResponderExcluir
  34. Oi Kel, tudo bem?

    Primeiro, boas férias e que você possa aproveitar muito. Sobre o livro eu já tinha ouvido falar dele e tinha ficado interessada na leitura, mas não me aprofundei na trama e após sua resenha fiquei ainda mais interessada. Ainda bem que depois você gostou da narrativa, ou melhor, compreendeu a escrita do autor. Quando isso acontece é maravilhoso. Espero ter a oportunidade de ler em breve.

    Beijos,
    www.leitorasempre.com

    ResponderExcluir
  35. Oi Kel, tudo bem?
    Comprei esse livro na black Friday, mas ainda não tive a chance de lê-lo. A história parece fantástica e a premissa do livro me chama bastante atenção Estou mega curioso com o livro e espero ler nesse primeiro semestre. Adorei a sua resenha e ela me deixou com mais vontade de ler o livro, mesmo você não tendo achado a escrita muito fluida.
    Abraços.

    Italo T - Eu li, e você?
    http://www.ler-e-ser-feliz.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  36. Oi Kel!
    Tudo bom?
    Belíssima resenha!
    Eu não costumo ler livros com essa temática, mas alguns livros acabam que chamam a atenção. Acho que eu leria o livro se o tivesse, mas não é nenhuma prioridade.

    ResponderExcluir
  37. Oi Kel,

    Fiquei pensando o que deve ter passado a pequena Ava, OMG! Claro, as demais personagens também, pois os traumas são terríveis na vida de qq pessoa. Achei o enredo interessante, sua resenha está magnífica, pois conta sem entregar e isto é muito importante. Estava me animando a ler o livro, mas fiquei preocupada porque realmente prefiro as escritas que são fluidas para me estimularem a ler mais e mais e terminar a leitura rapidinho para pegar outro livro. Entretanto, isto pode ser deixado de lado e decidir pela leitura do livro pelo que você colocou que tem ingredientes que compensam a não fluidez do início.
    O autor certamente está de parabéns por ter mergulhado tão profundamente na pesquisa para presentear seus leitores com muita realidade.

    Beijos
    Tânia Bueno
    www.facesdaleiturataniabueno.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  38. Oi Kel! Fiquei bem interessada no livro e a capa é lindíssima, ano passado perdi minha avó e ler mais sobre perdas seria muito bom para mim. Assim que tiver a oportunidade vou adquirir o livro. Ótima resenha, como sempre!

    Beijos Joi Cardoso
    Estante Diagonal

    ResponderExcluir
  39. Olá Kel, não conhecia o livro, mas gostei de saber que ele traz como plano de fundo um pais tão pouco explorado e ainda que estava em guerra, mostrando as atrocidades que aconteciam. Acho incrível quando os autores realmente fazem um bom trabalho de pesquisa <3

    Visite o blog "Meu Mundo, Meu Estilo"

    ResponderExcluir
  40. Oi Kel.
    Uma das coisas que mais prezo num livro é a escrita fluida do autor, às vezes o enredo não é nem interessante, mas a leitura passa num piscar de olhos.
    Ao contrário de você contextos históricos não são o meu forte, então juntando isso com a questão da fluidez esse não é um livro que pretendo ler.

    Beijos.
    Leituras da Paty


    ResponderExcluir
  41. Olá, tudo bom Kel?
    Uma coisa que eu tenho a dizer sobre o livro é: A CAPA É LINDA! Tipo, fantástica, apesar de "Não julgue um livro pela capa" não tem como dizer que eu não compraria ele se eu encontrasse ele em uma livraria qualquer.

    Abraços, Mr. souza
    Visite o blog { Small Scribble }

    ResponderExcluir
  42. Oi Kel, tudo bem? Essa capa é linda demais, adorei as cores. Achei a história interessante, apesar de não curtir muito esses temas mundiais, mas é bem diferente se passar na Chechênia e a guerra e as consequências. Também achei interessante essa dualidade de sentimentos, e realmente a história de vida da Havaa e do Akhmed deve ser incrível. Valeu a pena você não ter desistido da leitura que se arrastou no inicio. Ótima resenha!!

    Beijinhos,

    Rafaella Lima // Vamos Falar de Livros?

    ResponderExcluir
  43. Kel, eu não peguei esse livro para ler justamente pelo contesto, porque a capa é linda demais.
    Eu gosto de história, mas acho os livros que se passam em uma guerra tão tristes. Preciso estar no clima para isso e ultimamente não é a minha realidade.
    Por ter uma pequena resistência quanto a temática, acredito que posso não conseguir seguir com o livro, já que ele não é fluido. Foi bom ler uma resenha que me alertasse tisso antes que eu comprasse.

    Beijiinhos ;*
    Andressa - Blog Mais que Livros

    ResponderExcluir
  44. Oi Kel, nossa! Eu já tinha visto esse livro mas nem tinha dado bola. Agora que eu li a sinopse e a sua resenha eu estou maravilhada. Adoro quando o autor pesquisa sobre o tema a fundo, ele até viajou! Gosto de livros que retratam guerras. Um último livro assim que li e recomendo è O Menino dos Fantoches de Varsóvia - delicado, verdadeiro e belo.
    A capa é realmente linda mesmo! Só percebi agora com as suas fotos!
    Bjs

    www.horadaleitur.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  45. Oi Raquel!

    Bem, não tem como não falar dessa capa, que esta linda demais. Eu particularmente já o compraria pela capa (ah não adianta, eu compro mesmo livros pela arte da capa rs). O que me deixou um pouco desanimada, é que a leitura demora um pouco para fluir, quando isso acontece comigo, demoro tanto para ler. Mas achei o enredo em si bem peculiar e fiquei curiosa, espero gostar quando o ler. :)

    Beijos.

    www.daimaginacaoaescrita.com

    ResponderExcluir
  46. Esse livro já me conquista desde a capa e, pelo que você retratou na resenha, o plot é ideal pra mim. Com certeza vai entrar na lista de futuras leituras, mas agora estou com o cronograma apertado. Obrigado pela dica!

    ResponderExcluir
  47. Não sou nada amante de história mundial, então já comecei não me interessando por aí. Apesar dos personagens terem a perda em comum, e eu gostar de histórias que abordam isso, e gostar mais ainda quando os personagens são bem entrelaçados, não pretendo ler. Normalmente não curto leituras tão densas.

    Beijo!

    Ju
    Entre Palcos e Livros

    ResponderExcluir
  48. A unica coisa que me entancou foi a capa, rsrsrs, com sinceridade livros assim não me chamam atenção, se tem mais de 300 paginas eu nem tento, rsrs, mas gosto é gosto, então sei que apesar de eu n ver nada de interessante muitas pessoas gostam ^^
    www.muchdreamer.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  49. Oi Kel!!!
    Não conhecia o livro, mas achei bem interessante. Gosto muito de livros assim, sou simplesmente apaixonada por história, e ler um livro que a envolva é perfeito para mim.
    Gostei dessa parte da dualidade da e escrita do autor, que mostra ao mesmo tempo a delicadeza e a brutalidade.
    A capa do livro é realmente linda e eu quero ele!
    Parabéns pela resenha!
    Beijos

    Lara - Magia Literária
    http://www.magialiteraria.com/

    ResponderExcluir
  50. Oláá :D

    Ainda bem que eu li a tua resenha, pois a princípio eu não "dava" muita coisa pelo livro. A princípio ele não conseguiu despertar minha curiosidade, mas aos poucos fui lendo a tua opinião e consegue captar os pontos positivos e negativos, percebi então que o que poderia me incomodar não é algo tão forte, e que a história pode sim me prender :D

    bjs

    ResponderExcluir
  51. Oi Kel,

    Esse livro parece ser muito lindo, foi a amor a primeira resenha, desde que vi a capa e li sobre o que se tratava eu quiz o livro imediatamente, as fotos só me deixaram com mais vontade de ler, e eu não sabia que o autor viajou pra poder escrever o livro, deve ter sido uma experieby de vida incrível.

    Mayla

    ResponderExcluir
  52. Olá Kel!
    Eu achei a história interessante, mas acho que eu demoraria muito para ler, o enredo não iria me prender tanto.
    A sua resenha está ótima, adorei a sua sinceridade.
    Beijinhos!
    http://eraumavezolivro.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  53. Aaaaaai Kel, posso falar? Pra que vc pediu pra ler um livro chato desse ZZZZZZZzzzzzZZZZZ.
    O Tema realmente é interessante, mas deve ser chato pra burro, até vejo que eu levaria cinco vidas pra ler, cruzeeeeees! Ainda que o trabalho de pesquisa dele tenha sido bem bacana, pra mim não dá :'(

    Beijocas,

    http://www.lendoeesmaltando.com/

    ResponderExcluir

Obrigada pela visita!
Todos os comentários deixados aqui serão carinhosamente retribuídos.
Para isso, basta deixar o endereço do seu blog!
Mas antes de comentar, lembre-se de que esse post foi feito
com muito carinho, então, se vai comentar
"oi, fiz postagem nova, me visita" ou fazer um comentário
apenas de divulgação, este não será aceito.
Obrigada pela compreensão!
Já está seguindo o blog no Google Friends? Então não perca tempo!