# Resenha 183 // O Caçador de Pipas

Oi pessoal, tudo bem?

Sabe aquela leitura densa que te deixa com um nó na garganta? Pois é, assim é Caçador de Pipas, um livro que li quando eu tinha uns 16 anos e que me emocionou muito. Ano passado eu reli o livro e até então não tinha vindo aqui para resenhá-lo. Já que to tentando criar o hábito de programar meus posts, vi a oportunidade de me organizar o contar para vocês um pouco da profundidade dessa história.

Nome: O Caçador de pipas
Autor: Khaled Hosseini
Páginas: 365
Editora: Nova Fronteira




Sinopse: O caçador de pipas é considerado um dos maiores sucessos da literatura mundial dos últimos tempos. Este romance conta a história da amizade de Amir e Hassan, dois meninos quase da mesma idade, que vivem vidas muito diferentes no Afeganistão da década de 1970. Amir é rico e bem-nascido, um pouco covarde, e sempre em busca da aprovação de seu próprio pai. Hassan, que não sabe ler nem escrever, é conhecido por coragem e bondade. Os dois, no entanto, são loucos por histórias antigas de grandes guerreiros, filmes de caubói americanos e pipas. E é justamente durante um campeonato de pipas, no inverno de 1975, que Hassan dá a Amir a chance de ser um grande homem, mas ele não enxerga sua redenção. Após desperdiçar a última chance, Amir vai para os Estados Unidos, fugindo da invasão soviética ao Afeganistão, mas vinte anos depois Hassan e a pipa azul o fazem voltar à sua terra natal para acertar contas com o passado.

O livro é ambientado, inicialmente, em Cabul onde conhecemos Amir e Hassan, dois garotos que, por terem mamado do mesmo peito, são considerados irmãos. Foram criados assim. Porém, a diferença social os separa. Amir é filho do dono da casa, rico e poderoso, enquanto Hassan é apenas um criado. Enquanto um é mimado e cheio das vontades, Hassan, apesar das dificuldades, é um menino incrível. O destino dos dois acaba os afastando.

Destroçada. Foi assim que eu fiquei na primeira vez que tinha a grande oportunidade de ler esse livro. Reler uma obra que, de certa forma, mexeu comigo, é relembrar todos aqueles sentimentos de anos atrás. Claro que, naquela época, eu não tinha ideia do que me aguardava. Desta vez foi diferente. Já conhecia a história, já sabia os rumos a serem tomados, mas, ainda assim, é difícil não refletir e não se pegar com aquele nózinho chato na garganta.

Prepare-se para sentir muita, mas MUITA raiva de Amir. Todas as atitudes dele, as suas justificativas... era tudo intensificado pelo fato da narrativa ser feita em primeira pessoa por ele. Mas, ao mesmo tempo é incrível, porque foi exatamente isso que o autor quis passar. Sentia raiva de Hassan também por ele ser tão nobre e queria que ele revidasse em vários momentos. Mas o garoto nos mostra a lealdade

A escrita do autor é perfeita. Não peca pelos excessos e nem deixa faltar nada. Tudo está ali na medida certa. O que me chamou a atenção na primeira vez que li, e na segunda também, é justamente a ambientação. Não me lembro de ter lido outros livros que se passem no Afeganistão. De forma muito autentica o autor apresenta o país aos leitores e é impossível não se surpreender.

O Caçador de Pipas é daqueles livros que vão tocar lá dentro do seu ser. O final é triste, mas coerente. Este é daqueles livros que nos deixam anestesiados e totalmente sem rumo. Se minha avó lesse esse livro diria que a sensação é de "uma barata tonta =P". Mas o fato é que você começa a refletir e não sabe se fica indignado, se deixa as lágrimas caírem, se prefere simplesmente superar e ir para outra leitura. Este livro te marca, de uma forma ou de outra.

Li o livro emprestado, então, infelizmente não o tenho na estante. Mas ambas as vezes que li o Caçador de Pipas era na sua edição antiga. Sem falhas na edição, com a capa bem bonita, apesar da edição do filme ser mais colorida.  Gosto quando as editoras mantém um padrão de capa para os seus autores e é isso que acontece com Khaled.

Apesar de todos os elogios, este não é o meu livro preferido do autor, prefiro A Cidade do Sol, outro que já li há um tempo e pretendo reler para postar por aqui.


"Por você, eu faria mil vezes"











50 comentários:

  1. Eu tenho uma amiga que sempre manda eu ler esse livro, mas de teimosa eu nunca fui atrás dele ... eu sinceramente pensei que ele poderia falar de tudo, menos disso. Acho que vou dar finalmente uma chance a ele, mas antes lerei a montanha de livros que comprei no final de ano.

    ResponderExcluir
  2. Seu blog é muito lindo, apaixonei!
    Sempre quis ler esse livro, e ainda não tive a oportunidade e nem tempo..
    Para esse ano fiz uma meta de ler vários livros e esse com certeza é um dos que vou ler.

    Beijão
    www.amorices.com

    ResponderExcluir
  3. Não li nenhum outro livro do autor, portanto esse ainda é meu favorito KASKLAS Mas eu tambem senti raiva do Amir e suas atitudes. Mas nada tira o posto de ''lindo'' para esse livro <3 achei meio cansativo do meio para o final, mas é lindo sim <3
    whoosthatgirrl.blogspot.com

    ResponderExcluir
  4. Nossa que resenha cheia de sentimentos. Que ótimo que vc se envolveu tanto com essa história e teve a oportunidade de reler e resenhar aqui no blog. Todas as pessoas que conheco e que leram os livros desse autor falaram que suas histórias maracaram suas vidas, assim como vc falou. Enfim foi ótimo acompanhar sua opinião e obrigada pela dica de leitura!!
    Beijos e ótimo fimde semana!!!

    Leituras, vida e paixões!!!!

    ResponderExcluir
  5. Eu tô louca pra ler esse livro, tenho certeza que é daquele que nos deixam destroçadas e tocam profundamente. Tem ele aqui na biblioteca da cidade mas eu quero meu próprio exemplar! ;D (Sacomoé, né?) E tô pra sentir raiva do Hassan, tenho uma raiva de gente "nobre demais".
    Amei a resenha! Bjs, Kel <3

    ResponderExcluir
  6. Oi Kel, td bem? Já ouvi falar do título uma vez e muitas vezes ele não diz nada. Quando li sua resenha, vi que era totalmente diferente de tudo que eu podia imaginar. Nunca li nada do autor e gosto de livros que me emocionam, mesmo que seja apenas uma gotinha... Quem sabe ele vá parar na minha estante. Bjs
    folheandominhavida.blogspot.com

    ResponderExcluir
  7. Kel, eu tenho esse livro há anos, desde que foi lançado no Brasil. Lembro que comprei numa promoção da Saraiva por R$9,90, na época. E ATÉ HOJE eu ainda não o li, acredita???
    Eu simplesmente não entro no "modo" para lê-lo; sempre que o olho (agora em formato digital, no meu Kindle), não sinto "Aquela" vontade de lê-lo -.-'

    .~. Livros & Cores – Artigo "Liberdade de expressão na Literatura"

    ResponderExcluir
  8. Esse livro me fez chorar do início até o fim. Amei sua resenha, muito verdadeira. Parece que entrou na estória com tudo. Assisti o filme minutos depois que acabei de ler o livro e me senti tão decepcionada, rsrsrs. Normalmente acontece né
    bjsss

    http://www.alicedissedesdisse.com.br/

    ResponderExcluir
  9. nunca vi esse livro, mais a sua resenha me deixou com vontade de lelo..
    amo livros que me emocionem, e me pareceu que era um desses livros.. apesar de nao gostar do final triste :)

    ResponderExcluir
  10. Oi, Kel! Tudo bem? Sua resenha me fez resgatar a vontade de ler esse livro! Quando ele foi lançado e foi aquele sucesso de vendas, fiquei super curiosa, mas o tempo foi passando e acabei me esquecendo da existência dele. O que mais chamou a minha atenção nas resenhas que lia era a ambientação mesmo, nunca conferi nada que se desenvolvesse no Afeganistão e eu sempre curto adicionar livros diferentes nas minhas leituras. Estou esperando por alguma obra nesse ano que me afete da mesma maneira que "O Caçador de Pipas" te afetou, espero que o livro possa me conquistar também. Sua resenha ficou emocionante! Bjs
    Jéssica - http://lereincrivel.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  11. kel vc n é a primeira q fala q esse livro é lindo e todo mundo me manda ler. vou ver se crio vergonha na cara esse ano e leio.
    adorei a resenha.

    Seguindo o Coelho Branco

    ResponderExcluir
  12. Oiee

    Ahh bom pensei que tinha lido este livro só agora kkkk eu também li a muito tempo atrás mas é livro muito lindo e o filme também segue a mesma linha vale a pena conhecer a escrita do autor e se emocionar com esta história.

    Beijos

    www.livrosechocolatequente.com.br

    ResponderExcluir
  13. Ouvi muito mesmo sobre o livro. Leu a tanto tempo e mesmo assim lembra da sensação :3. E realmente, quando pegamos para ler sem esperar nada, é que nos surpreendemos. Vi que já tem um personagem 'odioso' na história. Por a escrita do autor ser ótima, já é um ponto. E por este não ser seu preferido, já sei o que o autor aguarda. Parece um bom livro. Parece ter tramas nessa família.
    Abraços Kel, e esta mini quote? adorei!
    ThayQ.

    ResponderExcluir
  14. Oiee ^^
    Ainda não li esse livro, mas A cidade do sol, do mesmo autor, me fez chorar horrores. Estou morrendo de medo de ler os outros livros dele e ficar com ressaca literária *-*
    MilkMilks
    http://shakedepalavras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  15. Adorei esse livro, o filme, nem tanto. Agora A Cidade do Sol me conquistou totalmente. Virei fã do Khaled Hosseini. Atualmente estou lendo O Silêncio das Montanhas deste autor.

    ResponderExcluir
  16. Oi Kel.
    Tenho um sentimento de amor e ódio com esse livro, gosto mas não gosto sabe? O ódio que eu senti do amir o livro inteiro foi tão grande, tão grande, que acabei o livro e ainda estava odiando-o. O Hassan também, queria que ele gritasse, batesse no Amir e ele não fez nada disso. Aprendi muito com ele pra falar a verdade. Mas mesmo depois de alguns anos que li esse livro, continuo a odiar o Amir e não sei se conseguiria ler de novo. A narrativa de Khaled Hosseini é sem palavras, li A Cidade do Sol também e só me comprovou como o cara é demais (prefiro este segundo livro).

    ResponderExcluir
  17. Oi Kel, muita gente já me recomendou esse livro mas ainda não tenho vontade de ler.
    Já fiquei sabendo de alguns spoilers que me deixaram com um pouco de medo da leitura e ao saber que a história nos marca de uma forma ou outro fiquei ainda com mais receio.
    Por enquanto passo essa leitura mas quem sabe um dia eu me sinta pronta para fazê-la.

    Bjs, Glaucia.
    www.maisquelivros.com

    ResponderExcluir
  18. Oi Kel!
    Uma amiga minha leu e se acabou no choro. Tenho o livro aqui emprestado, mas ainda não li. Acho a premissa tão envolvente *-* Livros que tocam você profundamente são TOP *o* Adoro demais, uma das razões de ter amado tanto Todo Dia, do Levithan. Ele foi bem fundo em mim. Espero que esse também siga o exemplo :D

    Abraços
    David Andrade
    http://www.olimpicoliterario.com/

    ResponderExcluir
  19. Olá!
    Quando eu era menor (uns 12 anos, não lembro ao certo), tentei ler esse livro, mas como não tinha nenhuma maturidade, não consegui passar do primeiro capítulo, achei a leitura lenta e massante demais. Mas agora tenho muita vontade de tentar novamente. É um livro muito elogiado e que como você mesma disse tocam quem lê.
    Adorei sua resenha, e quem sabe eu não leia em breve...
    Beijos,
    http://www.thousandlivestolive.com/

    ResponderExcluir
  20. Oi Kel!
    Ai, esse livro... ♥
    Quando eu li, tinha assistido ao filme antes, portanto já sabia mais ou menos o que me aguardava, mas como livro é sempre mais completo do que filme, a leitura me arrasou muito mais que o filme. Como você disse, eu fiquei destroçada.
    Acredito que se relesse, ainda que sabendo de tudo, ainda assim a leitura me destroçaria, talvez até mais do que a primeira vez..
    Beijos

    Li
    literalizandosonhos.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  21. Oie
    Eu gosto demais deste livro. Ele me tocou muito e foi o livro com o qual mais chorei até hoje. Pena não ter gostando tanto. Também gosto demais de A Cidade do Sol, pois foi bem construído

    Beijos
    http://www.amorliterario.com

    ResponderExcluir
  22. Oi Kel, td bem? Sempre quis ler esse livro pelo título, mas não sabia a sinopse e pensava que era totalmente diferente. Ainda quero ler ele e gosto de livros que deixam uma gotinha rolar... bjs
    folheandominhavida.blogspot.com

    ResponderExcluir
  23. Oi Kel,
    Também fiquei destroçada quando li esse livro pela primeira vez, mas diferente de você, na segunda vez que li eu não fiquei apenas com um nozinho na garganta, fiquei completamente mal, não sei se foi porque estava mais velha. Até hoje não consigo definir o que sinto pelo Amir, mas com certeza não é apenas raiva. Concordo que o autor não peca pela falta e nem pelo excesso. o/ também não tenho o livro rsrs (não sei porque já que gosto tanto da leitura hehe). Como ainda não li A Cidade do Sol, esse é o melhor livro que li do autor.
    Beijocas ^^

    ResponderExcluir
  24. Oii, tudo bem?
    Eu sempre leio comentários maravilhosos a respeito desse livro, porém nunca tive a oportunidade de realizar a leitura. Mas a sua resenha me incentivou e vou procurar compra-lo o quanto antes.

    www.fonte-da-leitura.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  25. Oi flor, adorei a sua resenha, se expressou muito bem. Mas acredita que apear das críticas positivas que leio por ai,ainda não tive vontade de lê-lo?

    Mas quem sabe isso muda ainda esse ano, sua resenha me despertou um certo interesse.

    bjs

    ResponderExcluir
  26. Eu tenho esse livro é lindo uma super historia de superação.
    Bjs
    www.satisfashionbrazil.com

    ResponderExcluir
  27. Oiee ^^
    Ainda não li esse livro, mas já sou fã do autor. Cheguei a conhecer A cidade do sol e me apaixonei pela narrativa e pelos personagens (odiando a maioria deles...haha' menos as protagonistas). Só assisti o filme de O caçador de pipas *-*
    MilkMilks
    http://shakedepalavras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  28. Oi, tudo bem?
    Eu não li nada desse autor ainda, mas tenho grande curiosidade de começar por O caçador de Pipas, esse livro foi um que fez minha irmã abrir o bocão para chorar, naquela época eu ainda não gostava de ler, então não fiquei interessada, mas toda vez que vejo esse livro lembro dela e fico com vontade de ler para entender como ela se sentiu :c Acho que irei odiar o Amir quando ler esse livro, mas tudo bem, ainda sim o livro vai valer a pena kkk Eu nunca li nada que se passa no Afeganistão e isso é um ponto positivo, pois fico bem curiosa em ler algo que seja passado por lá, não conheço muito o país, mas acho que nesse livro autor nos apresenta o país de forma incrível, né? Enfim, quero muito ler esse livro e ser tocada por ele, imagino que vou me emocionar muito *-*

    Beijos :*
    Larissa- http://srtabookaholic.blogspot.com

    ResponderExcluir
  29. Oi, Kel-flor!
    Eu adorei sua resenha. Ainda não li esse livro e tampouco outro do autor, mas pretendo. Sei que muitos leitores reconhecem na narrativa desse autor uma sensibilidade ímpar, capaz de levar qualquer pessoa à reflexão de modo emocionante. Por isso, espero sentir o mesmo que você! Espero ter a oportunidade de encontrar nesse livro tão importante lição de vida que ele ensina.

    Beijos, flor!
    http://www.myqueenside.blogspot.com

    ResponderExcluir
  30. Resenha linda Kel!!!
    Amo muito esse livro!!! Quando li foi como sair da minha zona de conforto, ele mexeu muito comigo me fazendo pensar/repensar muitas coisas além de criar um misto de emoções. Me levou par ama realidade que eu não costumava pensar muito, na verdade era como se nem existisse. É uma das minhas histórias favoritas, como você eu ainda prefiro A Cidade do Sol.
    Ps.: O filme ficou horrível, não conseguiram passar nem um tiquinho da carga emocional do livros, espero que nunca façam um filme da Cidade do Sol.

    Bjs flor,
    Jéssica Rodrigues
    http://www.coracaoleitor.com.br/

    ResponderExcluir
  31. Kel lindona acredita que ainda não li esse livro, e confesso que psicologicamente não estou preparada para finais tristes . Vou esperar mais um pouco para ler. Sua resenha ficou perfeita em todas as emoções que você sentiu ao ler e reler o livro. beijos

    Joyce
    www.livrosencantos.com

    ResponderExcluir
  32. Oie, eu conheço o autor e o livro. Acho muito verdadeiro, bem escrito e reflete muito o que acontece por aí. Eu gosto bastante e espero ter tempo pra ler mais dele em breve. Parabénspela sua resenha!

    abs
    http://www.sonhosresenhas.blogspot.com

    ResponderExcluir
  33. Oi Kel...
    Eu nunca tive vontade de ler esse livro... não sei... por mais que ele foi aclamado... por mais que eu ouvi muitas pessoas falando bem dele, nunca despertei a minha curiosidade para lê-lo... A sua resenha foi cheia de sentimento... consegui sentir a emoção que o livro te trouxe e adoro ver isso mesmo com uma obra que eu não tenha curiosidade... Xero!

    ResponderExcluir
  34. Oi Kel.
    Eu consegui esse livro numa troca há um tempinho, mas a minha curiosidade era tanta que acabei assistindo o filme, e pelo que percebi aqui, a adaptação se manteve bem fiel, porque eu também senti muita raiva de Amir, e também quis que Hassan fosse mais ativo, menos tolerante.
    Nunca li nada do autor, mas ainda pretendo fazer essa leitura.

    Beijos.
    Leituras da Paty

    ResponderExcluir
  35. Oiie!!
    Eu li esse livro a tempos tbm e meu amei, apos assistir o filme gostei mais ainda. Assim como vc eu peguei emprestado, quero comprar para poder reler.
    http://contodeumlivro.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  36. Oie Kel, tudo bom?
    Eu tenho esse livro por aqui, mas ainda não tive oportunidade de apreciar a história no que muitas pessoas tem opiniões positivas sobre ele. Adorei saber que essa obra é uma daquelas que nos fazem refletir bastante ao finalizar a leitura, depois de ler tudo o que irei encontrar nesse livro através da sua opinião, fiquei mais interessado por ele e gostei muito de todas as suas emoções! Se expressou muito bem Kel :) Adorei a resenha ♥

    Beijos!
    Luan || Um Grande Vício Literário

    ResponderExcluir
  37. A história de Amir e Hassan realmente é daquelas que te joga um cisco no olho, ver que a ambientação é um ponto forte é muito legal afinal não vemos muitos livros que se passam no Afeganistão.

    Parabéns pela resenha Kel.

    Abraço,
    Diego de França
    www.leitorsagaz.com.br

    ResponderExcluir
  38. Nossa, não sei nem dizer há quanto tempo li esse livro e o quanto gostei quando li. A história é lindíssima e nos traz a reflexão de como um país rico e próspero pode simplesmente vira literalmente pó!

    Beijos
    www.serleitora.com.br

    ResponderExcluir
  39. Olá Kel, como vai?
    Nossa, como eu fiquei revoltada com o Amir. A cada capitulo eu chorava de tristeza e raiva. Sem exagero, foi um livro que me destruiu completamente e mesmo o outro livro do autor A Cidade do Sol este foi mais forte... A escrita do autor é maravilhosa, impossível não se sentir tocada com a história.
    Bem, amei a resenha.
    Muito sucesso e abraço!

    ResponderExcluir
  40. Esse livro é um dos meus queridinhos e por isso eu sempre tenho medo de ler resenhas a respeito dele, mas a tua resenha foi tão sincera e fiel à obra que me deu vontade de te dar um abraço hehehe

    bjs

    ResponderExcluir
  41. Oi Kel, tudo bem?

    Eu comecei a ler esse livro e não consegui terminar. Pode ser porque vi o filme antes de ler o livro e achei tudo tão triste que não consegui terminar de ler o livro.

    Beijos.

    http://livrosleituraseafins.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  42. Oi Kel! Nossa, consegui sentir aqui toda a intensidade que o livro conseguiu passar para você, com certeza já anotei aqui para ler. Eu gosto de livros assim, daqueles que te marcam de alguma forma, desses nós tiramos as melhores lições. Ótima resenha!

    Beijos Joi Cardoso
    Estante Diagonal

    ResponderExcluir
  43. Comecei a ler esse livro no ensino médio. Lembro que achei que ele tinha uma carga emocional muito grande e acabei deixando de lado. Agora lendo essa sua resenha me dei conta de que nunca mais o peguei novamente e que agora é uma boa hora para eu saber como ele termina.

    Beijos.

    ResponderExcluir
  44. O primeiro livro do autor que li, na verdade tentei ler, foi Cidade do Sol. Não gostei e acabei nunca mais lendo nada do autor...

    beijos
    Colecionando Livros

    ResponderExcluir
  45. Olá Kel,
    Por incrível que pareça ainda não li este livro consagrado mundialmente, nunca tive vontade, para ser bem sincero, mas é um livro que eu gostaria de ter na minha estante, para ler com bastante tempo, com calma, coisa que ultimamente nao ando tendo. ótima resenha. me deixou mais instigado a ler o livro.
    bjs

    Antonio Henrique
    www.navioerrante.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  46. Kel! Eu mão li, pq acho que é uma leitura muito forte para mim! O filme já me matou, acho que o livro seria muito sofrido! Amei sua resenha! Bjus

    ResponderExcluir
  47. Olá Kel, tudo bem?

    Eu não cheguei a ler o livro, mas acabei me rendendo ao filme. Lembro que me acabei de chorar, principalmente na cena do estupro. Com certeza se estivesse lendo, não conseguiria seguir adiante, visto que o número de detalhes é mil vezes maior.

    Ótima resenha.

    Beijos

    ResponderExcluir
  48. Oieee, tudo bem? Eu já assisti ao filme mas nunca tive a oportunidade de ler o livro, minha mãe já leu e adorou o livro, tenho muita vontade de ler e saber de todos os detalhes da história, pois sabemos que nos filmes eles tem que cortar muitas coisas por causa do tempo rsrs, Abraços.

    ResponderExcluir
  49. Olá Kell!
    Todos falam super bem desse livro. E eu quero muito conferir a história. Gosto de livros que passam uma mensagem, que nos deixam extasiados e com lágrimas nos olhos.
    Adorei a sua resenha.
    Beijinhos!
    http://eraumavezolivro.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  50. Olá Kel, tudo bem?

    Lembro que quando assisti ao filme O Caçador de Pipas, chorei horrores. Não estou preparada para ler, com detalhes, todas as cenas de sofrimento.

    Beijos

    ResponderExcluir

Obrigada pela visita!
Todos os comentários deixados aqui serão carinhosamente retribuídos.
Para isso, basta deixar o endereço do seu blog!
Mas antes de comentar, lembre-se de que esse post foi feito
com muito carinho, então, se vai comentar
"oi, fiz postagem nova, me visita" ou fazer um comentário
apenas de divulgação, este não será aceito.
Obrigada pela compreensão!
Já está seguindo o blog no Google Friends? Então não perca tempo!