# Resenha 174 // Centelha

Oiee, gente, tudo bem?

Quem topa continuar no clima das distopias e hoje conhecer Centelha, continuação do livro Brilho? Para quem gosta de tramas que se passam no espaço, essa série é o ideal para vocês. Distopia, mistério em meio ao espaço sideral. Quer mais um motivo para ler o livro? Então confiram a resenha:

Título: Centelha
Autor: Amy Kathleen Ryan
Editora: Geração Editorial
Páginas: 376
Livro cedido em parceria com a editora



Sinopse: Depois de Brilho, a saga nas estrelas continua… Após uma fuga desesperada da nave inimiga, Waverly e as outras meninas sequestradas conseguiram voltar para a Empyrean. Mas o clima por ali não poderia estar pior. Kieran, o menino gentil e sonhador que Waverly amava, assumiu o posto de capitão e passou a agir como um tirano de sangue-frio, deixando a Empyrean sob uma tensão sinistra. Seth Ardvale, líder brilhante e arqui-inimigo de Kieran, foi trancafiado na prisão, sem julgamento. As crianças prodígios que mantêm a nave funcionando estão revoltadas com o autoritarismo do líder. Para completar, uma explosão faz soar o alarme de mais uma ameaça. Eles não estão sozinhos. A tripulação aterrorizada terá que lidar com um inimigo pior do que a New Horizon, ou o delírio de Kieran. Seth descobre um passageiro clandestino na nave, que se move silenciosamente, deixando rastros de sangue por onde passa. O criminoso quer vingança. E só Waverly é a chave para entender seu ódio e impedir que ele detone sua bomba-relógio.


O livro começa logo quando Brilho termina e por isso não vou falar muito para não dar spoilers para quem não leu. Depois de experiências traumáticas, os personagens estão destruídos emocionalmente. Waverly passa por problemas com as outras meninas e está um pouco (muito mais) teimosa. Kieran, por sua vez, está totalmente cego de poder, o que me surpreendeu porque eu gostava dele no primeiro livro.

A narrativa continua intercalada entre Kieran e Waverly, mas temos uma nova perspectiva. O livro está mais adulto, a autora mostra os personagens sem fazer juízo de valor. Eles não são heróis, são serem humanos que erram como todos os outros e isso foi o que mais me chamou a atenção na leitura. Amy sabe o que está fazendo e conduz perfeitamente a trama. Nada de maldição do segundo livro por aqui. É interessante perceber também que a autora não força o romance na história. Apesar de eu ser totalmente suspeita porque adoro um bom romancezinho adolescente, acho interessante quando o autor opta por focar em outros tópicos.



Claro que os personagens mudam de comportamento. Kieran me irritou profundamente, mas em alguns momentos, Waverly não ficou muito atrás. Tinha vontade de entrar naquela nave e dar um soco em cada um dos dois e mandar parar a palhaçada. Mas, infelizmente, isso não era possível. Mas que fique claro que não foi por falta de vontade =P.

O que eu posso dizer de Centelha é que esse livro é mais adulto, mais denso. O livro é recheado de dúvidas e suspense, é notável a mudança nos ares de um livro para o outro. É tudo mais sombrio 9e eu que achei que isso não fosse possível). Apesar disto, assim como o primeiro volume da série, o segundo também aborda questões politicas típicas das distopias. Mas, sem dúvida, o que chama a atenção é o novo personagem, um terrorista que deixa rastros por onde passa e promete confundir o leitor. Centelha apresenta um universo onde crianças perdem a inocência característica da idade e precisam amadurecer. É triste perceber isto, mas ao mesmo tempo é um choque de realidade.



As discussões a cerca da religião continuam presentes. Nunca li nenhuma outra distopia que tratasse do tema de forma tão aberta e clara. Esta série quer questionar até onde vai este "poder divino na escolha de um líder". E mostra também como, através da desculpa "religiosa", uma pessoa pode manipular toda a população. Vejo este ponto do livro como uma grande critica a todas as guerras religiosas que até hoje assolam o mundo.

Os capítulos são mais extensos e isso me cansou um pouco. Contudo, a autora compensa com várias cenas de ação. Centelha é mais denso que Brilho e conseguimos perceber os rumos mais "sombrios" que a autora pretende tomar. No final, aquela vontade de saber como a trilogia termina. Mas, infelizmente, não sei a previsão de lançamento do último livro da série. Brilho e Centelha foram uma grata surpresa e recomendo a série a todos.

A diagramação do livro é impecável, mas confesso que prefiro a capa do primeiro livro. Achei que a editora poderia manter o padrão de alto relevo e tudo o mais.

Termino essa resenha dizendo o quanto é incrivel quando o autor consegue manter o padrão nas suas séries. Palmas para a Amy.


34 comentários:

  1. Eu comprei Brilho na Black Friday e essa resenha só me deixou mais doida ainda pra ler a série! ;D
    Não sabia que esse livro trata tanto assim da questão da religião!
    Amei a resenha! Bjs, Kel <3

    ResponderExcluir
  2. Outra capa linda dessa série *-*. Os personagens parecem estar sofrendo mais problemas e crises nesse espaço sideral. Essa distopia parece demais, os personagens parecem estar mais maduros e mais legais. Gostei do livro por citar que aborda a política e questões religiosas, apesar de não curtir tanto essa segunda parte.
    Uma pena ainda não ter lançado o outro ainda da trilogia, mas espero que a capa continue sendo deste mesmo modo. Espero poder ler em breve, talvez já compre os 3 volumes juntos.
    Abraços Raquel,
    ThayQ.
    http://leituras-insanas.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  3. Cara, até curto distopias e acho bacana a variedade de séries que a gente encontra delas, mas... Acho que já saturou, sabe?! Não sei, mas não me interessei por centelha (Apesar de sua ótima resenha.) e talvez, e só talvez, eu tenha nascido mesmo para os romances.

    Abraços
    http://garotodelinhas.blogspot.com

    ResponderExcluir
  4. aaah Kel, eu não gosto de distopias e este tipo de livro nem me deixa muito curiosa... ;x

    ResponderExcluir
  5. Achei bastante interessante, até surgiu uma vontade de le-lo. Gostei muito da capa.
    Eu havia dado um tempo no blog mas já estou de volta viu? Aqui continua lindo!
    Beijos, Ariane
    www.diariodostreze.blogspot.com <<

    ResponderExcluir
  6. Oi Kel,
    Vi muitos comentários positivos sobre Brilho, mas ainda não li então não vou adicionar Centelha à minha listinha rsrs, fiquei meio curiosa, mas capítulos mais longos me cansam muuuito, não pretendo lê-los por hora, mas não descarto a possibilidade hehe.
    Beijocas ^^

    ResponderExcluir
  7. Oi, Kel.

    Não li toda a sua resenha pois eu irei ler esses livros. Sou grande fã de distopias e ganhei os dois livros. Muito bom. *-* Agora irei me aventurar no espaço assim que esses livros chegarem.

    Paradise Books BR

    Beijos.

    ResponderExcluir
  8. Em comparacão a brilho essa capa é bem feinha pro meu gosto xD
    Estou louca oara ler essa série.. Adoro distopias!
    Forever a Bookaholic
    Curta a página do blog

    ResponderExcluir
  9. Sem nem conhecer essa distopia, já comecei a gostar dela simplesmente por se passar no espaço, essa com certeza vai entrar pra minha listinha de férias.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  10. Kel lindona a capa desses livros são lindas , mas confesso que a premissa desse livro não me chamou muito atenção ainda mais com cenário no espaço. lendo sua resenha e vendo os protagonista te irritarem já perdi o encanto , Vou deixar passar a leitura no momento. beijos

    Joyce
    www.livrosencantos.com

    ResponderExcluir
  11. Oi, Kel!
    Primeira vez que leio um resenha desse livro (até hoje não li nada nem do primeiro) e fiquei ansiosa para conhecer. Gosto de distopia mas nunca li alguma no espaço; Não sou tão fã assim de ficção-cientifica, mas acho que essa vai entrar para a minha listinha de prioridades.
    Ainda mais com a carga de critica religiosa; Imaginar o que aconteceu para que as crianças percam sua inocência também me deixa ansiosa, e sei que vai acabar mexendo comigo de alguma forma. Sem falar que você sempre indica bons livros então acho que vou acabar gostando mesmo.
    Beijos.
    Blog Cantar Em Verso

    ResponderExcluir
  12. Oie! Estou louca para ler esses livros, devem ser maravilhosos e as capas são divinas!
    bjs, se puder comentar nessa resenha ajudaria muito:
    http://resenhasteen.blogspot.com.br/2014/12/o-verdadeiro-poder.html

    ResponderExcluir
  13. Oiee

    Li o primeiro livro e não curti muito então acabei perdendo a vontade de ler.

    Beijos

    www.livrosechocolatequente.com.br

    ResponderExcluir
  14. Olá Kel! Tudo bom? Brilho estava entre minhas metas de leitura desse ano, mas acabei deixando de lado e dando prioridades à outros, mas ouvi alguns comentário de que o primeiro livro não era tão bom, mas parece que esse está melhor, já que está com uma escrita ais adulta e densa. Quem sabe ano que vem não dou uma chance à ele, gosto desse tipo de história.
    Senti sua falta lá no BMB esses tempos, vê se aparece por lá, acabei de fazer um post sobre a nova história de J. K. Rowling que foi divulgada hoje.
    Beijo!
    http://booksmanybooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  15. Olá, eu sou fã do gênero e toda vez que vejo esses livros fico com vontade de ler mas ainda não tive oportunidade de comprá-los. Acho as capas lindas e é bom saber que a história é boa :)

    Bjs
    http://nerdicesdeumagarota.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  16. Estou acompanhando sua opinião sobre essa série e estou adorando. Quem sabe no futuro eu leia essa trilogia e estou torcendo para que o último livro seja lançado logo viu!!!
    Que bom saber que eles questionam a influencia da religião na política. Com certeza deve ser polêmico. Valeu pela dica querida!!!!
    Concordo que a capa do primeiro livro é mais detalhada e bonita.
    Beijos

    Leituras, vida e paixões!!!

    ResponderExcluir
  17. Olá
    Não tive a chance de ler Brilho, mas minha colabora leu e amou, desde dai que fiquei com muita vontade de ler. Agora depois desse resenha é que vou correr para comprar! Vai para o topo da listinha!

    Beijos
    http://www.sacudindoaspalavras.com.br/

    ResponderExcluir
  18. Ah, estou muito feliz de saber que a autora conseguiu manter o padrão, adorei o primeiro livro e estou com esse aqui pra ler, só não fiz isso ainda porque a fila aqui está monstruosa. Vejo essa parte da religião como você, como uma grande crítica a essa guerra religiosa que vemos no mundo. É legal ela escancarar que tem gente que realmente abusa, e usa a ilusão das pessoas pra fazer tudo do seu jeito, que normalmente não é nada legal. Estou ansiosa para ler e conhecer esse rumo mais sombrio que começa a se delinear.

    Beijo!

    Ju
    Entre Palcos e Livros

    ResponderExcluir
  19. Morro de vontade de ler essa série, acho demais a autora ter misturado distopia, um pouco de ficção científica por estar no espaço né, deixar tudo no comando de crianças. E as capas dos livros são uma coisa a parte né, lindas.

    ResponderExcluir
  20. Olá Kel, essa é uma das trilogias que pretendo ler no começo do ano que vem, achei bem legal a autora colocar em questão a religião o que eu não vejo sendo abordado em outras distopias e isso a deixar meio que unica.

    Visite o blog "Meu Mundo, Meu Estilo"

    ResponderExcluir
  21. Oi kel,

    eu ainda não comecei a ler estes livros, mas espero poder em breve. Infelizmente não esse ano, mas já estão na minha lista :)

    Acho que vou acabar esperando sair o último livro, adoro começar séries que já acabaram porque assim não tenho que esperar muito pelo próximo livro.

    Beijos.

    http://livrosleituraseafins.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  22. Eu estou louca pra conseguir comprar esses livros. Fiz encomenda na livraria da minha cidade, mas ainda não conseguiram fazer com que a editora mande os exemplares. ><"

    http://laoliphant.com.br/

    ResponderExcluir
  23. Eu tô meio que enrolando pra ler esse, que já está comigo há algum tempo, pela grossura, não dá pra levar na bolsa. Lembro que gostei de Brilho porque a autora brinca com o "caráter" dos personagens, confundindo a gente sem saber se é vilão ou mocinho. Senti falta de vc falar sobre o Seth (torço por ele, viu?). E essa questão religiosa é ótima, super original, uma diferença pra outras distopias. Mas depois da sua resenha me animei, parece que a história vai esquentar! Adoro! rs
    Beijinhos!
    Giulia - www.prazermechamolivro.com

    ResponderExcluir
  24. Oi! Fiquei com muita vontade de ler a série. Mas acho que vou esperar o sair o terceiro livro, pois eu fico muito ansiosa esperando os lançamento.
    Essa questão que cita na resenha sobre as crianças terem que amadurecer rápido é muito interessante e conflitante com nossa cultura. Mas a concepção de infância, como conhecemos é bem recente.
    Bom, espero que saia logo a continuação.
    Beijos

    ResponderExcluir
  25. Olá, Raquel!

    Eu ainda não tive a oportunidade de ler Brilho, mas essa série parece ser fantástica. Adorei sua resenha, realmente me deu vontade de adquirir os livros. Espero que isso aconteça em breve, haha!

    Até logo,
    Sérgio H.

    www.decaranasletras.blogspot.com

    ResponderExcluir
  26. Olá Kel,
    eu lembro de ter visto o livro Brilho em uma livraria e me apaixonei pela capa, contudo não sabia que se tratava de uma distopia.
    Achei interessante sobre a autora abordar e fazer com que a religião seja um motivo entre outros para dar um enfase a historia. Fazendo com que o leitor pare para pensar, ate por que o nosso mundo tem muitas guerras em nome da religião, o que eu acho um absurdo. Então esta ai um assunto delicado e bom para a leitura.
    Outra coisa que eu gosto em uma continuação é quando os personagens crescem e mostrem quem são com um certo amadurecimento, mas lendo sua resenha não noto isso, ele continuam com suas guerrinhas de interior.
    Sobre a capa, concordo com você a editora poderia ter seguido o padrão da primeira, assim fica tudo combinando na prateleira, mas infelizmente isso não aconteceu.
    Olha não digo que estou desejando loucamente o livro, mas quem sabe mais tarde eu compre e leia para tirar minhas conclusões, já que sou apaixonada por distopias.

    Beijokas Ana Zuky

    ResponderExcluir
  27. Oi, Kel! Nunca me interessei muito por essa série, mas gostei muito da sua resenha. Gosto quando não há apenas romance na trama e gosto ainda mais quando a autora apresenta personagens que vão amadurecendo com o tempo, com suas decisões. Talvez eu realize a leitura mais para frente :) Beijos!

    ResponderExcluir
  28. Por essa capa maravilhosa, não achei que o assunto do texto tratava-se de naves espaciais ou mesmo o espaço sideral.

    ResponderExcluir
  29. Fiquei apaixonada na sua resenha de Brilho e ainda mais curiosa agora com Centelha, eu amo distopias, isso já um ponto positivo, só não sei se entraria em uma nova série no momento mas mais pra frente com certeza!

    Beijos Joi Cardoso
    Estante Diagonal

    ResponderExcluir
  30. Parece interessante.
    Adoro distopias! Adoro livros ambientados no espaço.
    E, por fim, adoro a discussão sobre como o poder pode mudar as pessoas.
    Não conhecia esses livros, mas, me interessei bastante depois de ler sua resenha.
    Parece bem interessante!

    ResponderExcluir
  31. Não gostei tanto de Brilho como esperava gostar e por isso ainda não tive vontade de ler Centelha.
    Confesso que essa coisa de discussões religiosas que começou no final do primeiro livro me incomodou um pouco.

    bjs
    Tais
    http://www.leitorafashion.com.br

    ResponderExcluir
  32. Hey, Kel!
    Vejo o livro com muita aventura e ação. Estou errada? Espero que não, pois AMO livros assim. Creio eu que não esteja errada, já que você cita que a autora nos oferece muita ação, por compensamento dos capítulos longos...

    Abs

    ResponderExcluir
  33. Oiii
    Que bom que a maldição dos segundos livros não teve vez aqui! Kkk Eu tenho muita vontade de ler essa trilogia pelos motivos que você já mencionou, por ser distopia e se passar no espaço, e esse cunho religioso só me atrai mais. Porém, ainda não tive tempo de ler o primeiro (terrível, eu sei), vou tentar lê-lo agora, nas férias. Também achei que a segunda capa fugiu um pouco do padrão :/
    Beijinhos

    ResponderExcluir
  34. Oi Kel!
    Gosto muito de distopias, mas essa não me convenceu parece mais ficção do que propriamente uma distopia, o fato de intercalar os protagonistas é um ponto positivo... A Trama parece ter te agradado muito, ouvi pessoas falando que não curtiram tanto.. Achei legal o livro envolver o tema religioso dentro de uma distopia pq se parar pra pensar faz um pouco de sentido e tbm é uma inovação que o diferencia dos outros do mesmo gênero. Já as capas não gostei tanto quanto você :/
    Bjs

    ResponderExcluir

Obrigada pela visita!
Todos os comentários deixados aqui serão carinhosamente retribuídos.
Para isso, basta deixar o endereço do seu blog!
Mas antes de comentar, lembre-se de que esse post foi feito
com muito carinho, então, se vai comentar
"oi, fiz postagem nova, me visita" ou fazer um comentário
apenas de divulgação, este não será aceito.
Obrigada pela compreensão!
Já está seguindo o blog no Google Friends? Então não perca tempo!