# Resenha 169 // Persépolis

Oiee, pessoal, tudo bem?

Espero que sim =) Depois da participação especial do Henrique por aqui, é minha vez de voltar a cuidar das resenhas =D. Desta vez a resenha vai ser bem interessante porque, PASMEM, li a minha primeira HQ.


Pois é, muita emoção define esse momento. Mas, garanto a vocês que esta HQ não é como as outras. Nada de super heróis com poderes fantásticos. Na verdade, nesta história existe, sim, uma super heroína, uma mulher que tenta viver a sua própria liberdade dentro de um país fragmentado pela guerra e por um governo autoritário.

Título: Persépolis // Persepolis
Autor: Marjane Strapi
Editora: Companhia das Letras
Páginas : 352
Livro cedido em parceria com a editora



Sinopse: Marjane Satrapi tinha apenas dez anos quando se viu obrigada a usar o véu islâmico, numa sala de aula só de meninas. Nascida numa família moderna e politizada, em 1979 ela assistiu ao início da revolução que lançou o Irã nas trevas do regime xiita - apenas mais um capítulo nos muitos séculos de opressão do povo persa.Vinte e cinco anos depois, com os olhos da menina que foi e a consciência política à flor da pele da adulta em que se transformou, Marjane emocionou leitores de todo o mundo com essa autobiografia em quadrinhos, que só na França vendeu mais de 400 mil exemplares. Em Persépolis, o pop encontra o épico, o oriente toca o ocidente, o humor se infiltra no drama - e o Irã parece muito mais próximo do que poderíamos suspeitar. 


Nunca é fácil resenhar um livro que mexe com você. Sinceramente, até agora estou tentando entender o papel de Persépolis na minha vida literária. Com certeza essa leitura me acrescentou mais do que eu poderia imaginar. E acredito que todo mundo deveria passar por essa experiencia, principalmente se você gosta de um panorama politico e de histórias reais. Sem dúvidas não vou conseguir falar nem metade do livro nessa humilde resenha. Mas prometo tentar.

Acompanhamos a vida de Marji e percebemos como ela vai amadurecendo. No começo, uma menina que queria ser profeta e no final, uma mulher segura de si mesma, forte, decidida e direta. Com Marji sentimos todos os medos, todas as angustias de uma iraniana que não tem vergonha do seu país e que luta para que haja o minimo de igualdade entre as pessoas.

O texto é perspicaz e vai direto ao ponto. Fiquei impressionada com o teor crítico da HQ. As tiradas irônicas de Marji vão conduzindo o leitor em meio a bombas, ações policiais, festas, drogas e viagens. Sem dúvida é interessante o aprofundamento na revolução iraniana, o surgimento do véu e de todos os outros "padrões" de beleza locais. O Irã é uma realidade bem distante da gente e muitas vezes não entendemos ou "aceitamos" aquilo que nos é "estranho". Marji fala abertamente do preconceito com Iranianos /Iraquianos, sempre taxados como radicais terroristas. Sem dúvidas é uma grande aula de história através do testemunho da autora.



O livro é profundo, sensível e muito comovente. Como é uma HQ, a linguagem é bem simples, mas não deixa de exprimir toda a realidade da história e nem a sensibilidade da autora ao partilhar sua vida com o leitor. Posso dizer que Marjane passou por momentos bons, mas também por momentos difíceis. Soma-se a isso a família incrível que ela tem, com uma relação super sólida de apoio e companheirismo. Persepólis não é apenas um livro sobre questões politicas, mas principalmente sobre as experiências da autora, o vazio que ela sentia, as crises de identidade, o medo de decepcionar os pais.... a identificação é muito grande. Quem nunca passou por isso? Seja no Irã, na França, no Brasil...

A mensagem que fica é a persistência e a luta contra o retrocesso. Por mais que seja difícil mudar o mundo, é possível  mudar aquilo que está ao nosso redor. Persépolis é um grito a favor da liberdade individual e do pensamento critico. Sei que muitos leitores aqui do blog não curtem politica (coisa que eu já adoro), mas é importante ser politizado, entender o que está se passando no mundo e não apenas sair apontando culpados. Acho que é essa a intenção de Marji com esta obra. 

O livro é maravilhoso, as ilustrações, o cuidado da Companhia com a publicação. O único fato que me incomodou foi a letra pequena. Para uma pessoa com 4 graus de hipermetropia e astigmatismo no olho direito, letra um pouco menor do que o habitual já força demais a minha vista e isso foi um problema com Persépolis. No mais, uma leitura super rápida e agradável que me ajudou a refletir bastante sobre o papel da mulher na sociedade.

E ah, importante lembrar que Persépolis tem uma versão cinematográfica. O filme é uma animação francesa lançada em 2007. Quem quiser conferir o trailer é só clicar ai embaixo =)




37 comentários:

  1. Sendo bem, bem, bem sincera, esse tipo de livro não é um dos meus favoritos. Mas a história é bem interessante, é bom saber o que os outros passam até pra dar mais valor à sua própria vida.
    Mas sei lá, quanto pego um livro normalmente é porque quero fugir uns minutinhos da realidade e me dar ao luxo de sonhar com algum príncipe encantado por ai...

    Beeijos, O Outro Lado da Raposa

    ResponderExcluir
  2. Oi, tudo bem?
    Eu li esse livro há poucas semanas. Também achei fantástico e adoro ler essas HQs "históricas". Um outro livro que ti indico é Maus, que é uma HQ sobre as lembranças da Segunda Guerra Mundial por um judeu. O livro tem um aspecto bem diferenciado (os judeus são representados por ratos e os nazistas por gatos O.o).
    Tem resenha desses dois livros lá no blog, dá uma passadinha lá e veja:

    http://leitoresforever.blogspot.com.br/2014/11/resenha-da-hq-persepolis-marjane-satrapi.html

    http://leitoresforever.blogspot.com.br/2014/08/resenha-da-hq-maus-historia-de-um.html

    Beijos
    Leitores Forever

    ResponderExcluir
  3. que vergonha, não conhecia a personagem e nem a existência do filme ;$ hahaha
    fiquei curiosa. nunca li nenhuma HQ, pois não tenho muito interesse nessas histórias de super-heróis e não sei o que lá... kkkk
    mas este ai parece ter uma história ótima, muito interessante mesmo. fiquei curiosa!
    onde será que acho para comprar??? ;~~

    ResponderExcluir
  4. Oi, Kel, tudo bem?
    As ilustrações parecem bem fofas, mas o interessante é o assunto sério que a HQ aborda, Ah, falando em HQ, parabéns pela sua primeira. Minha primeira foi há alguns anos, com o Batman! :D
    Super beijos <3
    http://livros-cores.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Que legal Kel, vi que a Marjane tenta mostrar um pouco da cultura de lá, e vai fazendo que ela perceba que todos é tratados diferentemente, e também contém muita politica.
    Gostei do HQ, parece não ser infantil e trazer uma mensagem bem importante para as pessoas.
    Gostei super do trailer, ainda mais na parte do broche do Michael Jackson, ri demais.
    e também deu me uma felicidade ela com as amigas no carro, sendo quem realmente querem ser.
    Beijos Raquel, ThayQ.

    ResponderExcluir
  6. Que legal, gostei muito. Deve ser uma leitura fácil, mas intensa. Acho que em HQ é melhor pra conhecer esse tipo de história que é tão pesada neh.

    http://mundo-restrito.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  7. Nossa, quando eu penso em HQ sempre me veio em mente super herói mesmo, nem sabia que existiam de histórias diferentes haha mas nossa, parece ser realmente muito interessante, ainda mais por ter passado uma mensagem que acabou mexendo tanto com você

    xx Carol
    http://caverna-literaria.blogspot.com.br
    Tem resenha nova de "O Reino das Vozes que não se Calam" no blog, vem conferir!

    ResponderExcluir
  8. Oi Kel, tudo bem?

    Todos falam muito bem de Persépolis, o que está me deixando extremamente curioso com o livro(hq). Pretendo lê-lo ano que vem sem falta. Adorei o contexto em que ele é inserido. Beijos!

    http://euvivolendo.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  9. Kel, gostei bastante da HQ. Apesar de ser uma dessas leitoras do blog que não curte muito politica, por outro lado, eu gosto de ler coisas que envolve politica. Acho que a forma como autores e artistas colocam o assunto em suas obras muitas vezes me ajudam a entender melhor o que realmente se passa... Até mais do que a própria noticia.

    Bjs

    ResponderExcluir
  10. Já tinha visto esse livro, mas não sabia o assunto e todos os fatos que vc revelou na resenha, fiquei bem curiosa com o livro, parece realmente ótimo!
    Beijo!
    http://booksmanybooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  11. Adorei a resenha, e me interessei bastante pela história do livro também, adoro esse tipo de leitura..
    Seguindo seu blog, conheci lá no face!!

    Beijos
    Blog Amorices | Facebook

    ResponderExcluir
  12. Oi kel,
    Estou louuuca pra ler essa HQ todo mundo fala tão bem!! Esse ano li minha lrimeira (ja q imagino q gibi não conta hahha) e o foi o fantasma de anya! HQ's são ótimas para uma leitura rapida..
    Forever a Bookaholic
    Curta a página do blog

    ResponderExcluir
  13. Oi Kel

    Não conhecia esse livro e também nunca li HQ a não ser os da Turma da Mônica rsrs gostei da mensagem que o livro passa e também tenho problema na vista a letra pequena é um problema sério rsrs mas gostei da dica e vou ver se leio assim que der.

    Beijos

    www.livrosechocolatequente.com.br

    ResponderExcluir
  14. Kel já tinha visto esse livro pela blogsfera, mas não sabia que o assunto abordado nele fosse tão importante é interessante. Adorei ler sua resenha e como sempre seu ponto de vista é similar ao meu. Valeu pela dica!!!

    P.s. Só fiquei na dúvida se o livro está parte em inglês e parte em português.
    Beijos

    Leituras, vida e paixões!!!!

    ResponderExcluir
  15. Eu já li alguns HQs, mas confesso que não gosto muito. Mas já me interessei um pouco mais por esse por não ser com heróis nem nada parecido. E a história parece ser bem interessante, e fiquei até surpresa quando soube que tinha uma mensagem por trás.
    Mas acho que as letras pequenas também vão me incomodar um pouco =P
    Bjss

    ResponderExcluir
  16. Oi Kel parece ser um HQ incrível ainda não tive a oportunidade de lê nenhuma resenha sobre ele... Para ser um livro que nos passa uma mensagem de que todos tem direito a liberdade ser quem quiser ser, ou de suas escolhas, e de reflexões de como muitas vezes julgamos ou somos julgados e levados na opinião dos outros. Espero lê em breve... Abraços :)

    ResponderExcluir
  17. Oi,Kel.

    Parabéns pela sua primeira HQ, eu ainda não li a minha primeira. =/'
    E tão bom quando algo nos toca de alguma forma e que bom que Persépolis conseguiu isso com você. Fiquei intrigada com o desenrolar da história e achei que tem bastante páginas, tu leu em inglês?

    Paradise Books BR

    Beijos.

    ResponderExcluir
  18. Oi Vida
    Aeee primeiro HQ! Parabéns hahahahha
    Eu realmente gostei da ideia desse livro
    Quero ler ele muito em breve, ai posso colocar minhas impressões aqui no blog :)

    ResponderExcluir
  19. Não curto política nem um pouco, concordo que é importante, mas simplesmente não consigo me interessar... também não fico apontando culpados, como poderia fazer isso sem entender nada do que se passa? Queria ser como você e gostar, mas para mim realmente não rola. Mesmo assim, achei a HQ interessante, pelo menos tem esse lado que permite que qualquer um se identifique, já que a história é formada pelas experiências da autora. Vou tentar me animar a fazer a leitura.

    Beijo!

    Ju
    Entre Palcos e Livros

    ResponderExcluir
  20. Kel preciso me aventurar pelas HQs também, não é meu forte mas vou começar por algo que realmente me chama a atenção! Como TWD =x

    Persepolis sempre me chamou a atenção nas livrarias mas nada de eu comprar e me jogar, se eu curtir este lancei está na lista da minha próxima compra!

    Beijos Joi Cardoso
    Estante Diagonal

    ResponderExcluir
  21. Não conhecia essa HQ até a pouco tempo, quando comecei a ver resenhas super positivas pela bloggosfera. A crítica da HQ é o que mais me motiva a ler, uma pena que essa edição com a tirinha completa seja um pouco cara pra mim, mas quero muito ler.

    Bjs, @dnisin
    www.seja-cult.com

    ResponderExcluir
  22. Ola Kell adorei sua resenha já havia lido alguns elogios a esse HQ , adoro quando personagens crescem no decorrer da história, essa busca por liberdade sempre mexe conosco ainda mais em países como esse. Indo já para minha lista de leitura. beijos
    Joyce
    www.livrosencantos.com

    ResponderExcluir
  23. Oi Kel, tudo bem? Eu nunca li uma HQ, mas achei a história dessa super interessante. O modo como somos apresentados a outra realidade, e toda a crítica social e a luta pela liberdade, igualdade, e o amadurecimento da Marji devem ser realmente tocantes. Ótima resenha!!

    Beijinhos,

    Rafaella Lima // Vamos Falar de Livros?

    ResponderExcluir
  24. Já conhecia esse livro mas nunca despertou meu interesse. Em relação à HQ sou vidrada no The Walking Dead, preciso começar a ler outras coisas.
    Tudo que Motiva

    ResponderExcluir
  25. Oi Kel.
    Não curto nada de política, mas é parte real que me atrai nesse livro. Sua opinião só me deixou mais ansiosa pra ler esse HQ.
    Ele é uma das minhas escolhas de amigo oculto, se eu não ganhar, com certeza não vou esperar mais para fazer essa aquisição.
    Não sabia da adaptação, vou anotar essa dica pra assistir depois da leitura.

    Beijos.
    Leituras da Paty

    ResponderExcluir
  26. Kel, me emocionei só com o trailer!
    Histórias que se passam 'naquelas bandas' sempre mexem comigo. Realmente é difícil aceitar a forma como eles vivem, acima de tudo por conta da diferença entre homens e mulheres e a crueldade com a qual eles comandam o pais. Nunca li uma HQ tambem, mas essa tem fortes chances de ser a primeira. Gostei muito da premissa, e sabendo que não é ficção então.. Espero poder ler em breve =)

    Beijiinhos ;*
    Andressa - Blog Mais que Livros

    ResponderExcluir
  27. Oi, Kel
    Conhecia um pouquinho do livro, mas sua resenha me levou por essa estória tão delicada e forte! Achei maravilhoso tudo que você disse sobre a efervescência do livro e como toda uma realidade pode ser trabalhada com cuidado e como as críticas mostram a acidez da escrita da autora. Ain, eu não gosto muito de HQ, mas fiquei curioso para saber como a personagem da Marji foi trabalhado nessa realidade em que homens e mulheres tem papeis tão diferentes e etc.
    Adicionado a listinha! Obrigado pela dica :)

    Abraço
    Adriano
    GeraçãoLeitura.com || http://geracaoleiturapontocom.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  28. Olá, Kel.

    Eu amo Hqs e Grafic Novels <3. Adorei a resenha, essa HQ é bem conhecida do público que está habituado com o gênero. Como foi o seu primeiro contato e vi que você gostou bastante vou te indicar dois escritores que são os cânones : Allan Moore e Neil Gaiman.
    Abraços

    estantejovem.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  29. Oi Kel, tudo bem
    Eu sei que as HQ's também possuem o seu lado crítico, não todas, mas algumas sim. Gostei muito do tema dessa em específico. Já vi alguns filmes sobre o papel da mulher no mundo, no quanto foi difícil, e eu ainda acredito que é até hoje, sermos vistas não como iguais, pois de fato não somos, mas como seres que merecem respeito da mesma forma que os homens. E não importa o país em que nasceu, o mundo ainda nos olha torto.
    Por isso acho que iria me emocionar com essa história!!!!!!!!
    Sua resenha está ótima!!!!
    beijinhos.
    cila.
    http://cantinhoparaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  30. Oi,Kel! Já vi outra resenha dessa HQ falando muito bem. Ao contrário de vc, não sou fã de política, mas vejo esse livro como uma forma mais tranquila de estar por dentro de algo tão importante. O formato HQ não deixa de ser lúdico, o que facilita a leitura e a compreensão. E o tema é interessante, vamos combinar! Eu tenho bastante curiosidade e já fiquei mais animada pelo impacto que Persépolis causou na sua vida.
    Beijinhos!
    Giulia - www.prazermechamolivro.com

    ResponderExcluir
  31. Olá

    Persépolis <3 Amo a HQ e o filme e amo a biblioteca da minha antiga escola porque lá consegui descobrir HQs fantásticas que pude devorar pelo menos durante o último ano que passei por lá. Fico imensamente feliz que o livro te conquistou e vou ficar aguardando que leia outras histórias do tipo e nesse formato haha também gosto de política e sobretudo entender um pouquinho mais sobre o que se passa não só no meu país mas também no mundo todo de uma forma geral. Recomendo que também leia 'Maus' e 'Retalhos' (tem resenha das duas no meu blog). E sobre as letras pequenas, apesar dos pesares eu não me incomodei com o desta edição, mas meu grau de astigmatismo e hipermetropia é menor que o teu.

    Abraço!
    www.umomt.com

    ResponderExcluir
  32. Já conhecia essa HQ, e sempre me interessei em ler. Adorei a sua resenha, pois deu para entender bem melhor a essência da história. Eu não conhecia esse trailer e achei lindo e ainda mais instigante. O melhor é a forma de falar de um assunto muito sério. E definitivamente, temos o choque de culturas, afinal é muito diferente da nossa. Entender a mente de um iraniano e tudo o que eles passaram. Afinal, para nós brasileiros que temos muita liberdade é difícil de compreender essa luta que eles travam diariamente.

    Tenho que ler, e com certeza sem muita demora. ;)

    Beijos,
    Bell
    http://contosdoguerreiro.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  33. Oi Kel, as HQs que eu li eram mais para diversão do que outra coisa, mas pelo o que eu li aqui essa que você leu tem muito mais a acrescentar. Eu não conhecia e gostei da dica:)

    Beijos.

    http://livrosleituraseafins.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  34. Oi, Kel!
    Eu nunca li nenhuma HQ! Haha
    Fiquei bem curiosa com essa. Ainda não conhecia, mas pela sua resenha parece ser muito boa.
    Em breve vou exolorar esse novo tipo de leitura e essa dica estará anotadíssima aqui.
    Beijos

    >>Tem promoção de Natal e Final de Ano lá no blog. São livros, marcadores e vale presente. Não fique fora dessa!<<
    Construindo Estante || Facebook

    ResponderExcluir
  35. Eu não costumo ler HQs mas tem uns que parecem ser tão bons que eu realmente fico interessada. Esse livro parece ser ótimo, sem contar que ele é lindo, e eu amei o trailer *u*
    Beijos!

    ResponderExcluir
  36. Nossa, que amor! Até eu fiquei emocionada pela resenha! Não conheço muuuito do universo das HQs, mas estudando para o Enem, tinha um monte de sugestões dessas obras nos livros de atualidade, sobre Hiroshima e Nagasaki, a guerra do Afeganistão... Esse, com certeza, também merece esse destaque <3
    Beijos

    ResponderExcluir
  37. Eu sei que essa resenha é de Novembro, mas não tem como ser mais atual que hoje.

    "A mensagem que fica é a persistência e a luta contra o retrocesso. Por mais que seja difícil mudar o mundo, é possível mudar aquilo que está ao nosso redor."

    Sem mais.

    Bjksssss

    Lelê - http://topensandoemler.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Obrigada pela visita!
Todos os comentários deixados aqui serão carinhosamente retribuídos.
Para isso, basta deixar o endereço do seu blog!
Mas antes de comentar, lembre-se de que esse post foi feito
com muito carinho, então, se vai comentar
"oi, fiz postagem nova, me visita" ou fazer um comentário
apenas de divulgação, este não será aceito.
Obrigada pela compreensão!
Já está seguindo o blog no Google Friends? Então não perca tempo!