# Papo Literário // Modinha dos Contos

Oiee, pessoal, tudo bem?

Espero que sim. Ahhhh que saudade do Papo Literário. É só ficar uma semana sem postá-lo que eu já sinto uma baita falta de destilar todo o meu veneno, quer dizer, sinceridade nesta coluna que é quase uma terapia.

Hoje vamos falar de algo que está suuuuper na moda. Mais na moda que mostrar cano da "go pro" em selfie.



Estou falando dos contos! Com certeza você já leu algum conto de um livro que tenha gostado. E não me refiro a fanfics escritas por fãs, não. Falo de contos feitos pelos próprios autores. Temos aí: Os Contos da Seleção, Four, Os contos da série Estilhaça-me e por ai vai. A verdade é que tem até conto que a gente não sabe que é conto, mas lê mesmo assim.

Sinceramente, não sei quando essa moda começou, mas sei que isso virou febre e agora toda a série que se preze tem conto. E as formas de publicação são diversas: desde em formato de livro, todo bonitinho e editado, como também através da divulgação online como a JK tem feito com os contos de Harry Potter após eles terem saído de Hogwarts

Sinceramente, para mim, a maioria destes contos são dispensáveis. Mas vocês podem argumentar: poxa, Raquel, deixa de ser espirito de porco, muitos contos tem histórias diferentes e paralelas. Aí eu retruco: gente, esses contos nada mais são que uma forma da série, em si, não esfriar enquanto o autor não lança a continuação. Ou seja, puro marketing.

Quem é fã de Harry Potter desde pequeno, como eu, sabe o quanto era (e ainda é) terrível esperar o autor escrever um novo livro. Principalmente se você for ansioso (como eu =P) Harry Potter ainda tinha a vantagem de ser uma super saga de sucesso mundial, o que facilitava na hora da tradução e a espera se tornava menor que o esperado. Mas, séries como Trono de Vidro, por exemplo, que, INFELIZMENTE, não há todo esse apelo, enquanto a autora não lança o novo livro faz o que? Lança cinquenta contos.

Calma ae, né, galera!




Usar o tempo que gastou escrevendo um conto de 30 páginas para escrever 15 do LIVRO de verdade não faz mal a ninguém, né? Okay que tem contos que podem ser muito bons, podem contar a história de personagens que tem pouco destaque, que tem histórias que não deveriam morrer nunca. Mas, tem necessidade de fazer conto de tudo quanto é livro?

Esses dias eu estava conversando com o Bruno e ele soltou a pérola que Jogos Vorazes deveria ter um conto. Graças ao bom Deus tia Collins é uma mulher sensata que entende que tem livros que, por mais maravilhosos que sejam, tiveram o seu final perfeito (ou no minimo satisfatório para aqueles que não curtiram Esperança) e ponto. Se melhorar estraga! 

Bom, e vocês? O que acham desta modinha dos contos?



34 comentários:

  1. Guria, e eu pensando que era a unica que não ia muito com a cara dos contos kkk Eu até gosto de ler um conto lá quando não tem mais nada, mas tu pega um livro e de 10 tira 3 bons. É complicado kk Quero ler os contos do livro "As crônicas de Bane" pq tenho fé que tia Cassandra Clare manteve o nível, mas fora esse livro não tem nenhum outro que me chame atenção. Adorei teu post! Beijos

    Alessandra
    http://www.futilmasinteligente.com

    ResponderExcluir
  2. aaah, eu adooooro a sua sinceridade nesta coluna!!! *-*
    essa de cano da go pro foi boa! hahaha
    vish, nem me fale, eu já cansei de ver conto achando que fosse livro --'
    na verdade não sei o que eu acho desta modinha. as vezes enche o saco, mas dependendo da série é até bom curtir um conto enquanto esperamos o próximo livro... as realmente, virou modinha... febre... encheção de saco! hahaha

    ResponderExcluir
  3. Aleluia! Estava pensando que eu era a única pessoa que ficava se perguntando porque raios o autor estava escrevendo contos ao invés do livro HAUHAUAHAUHAUHAUAHAU

    Acho que os contos são válidos a partir do momento que a série principal esteja finalizada. Assim, o coração dos leitores já estará acomodado e seria apenas para dar aquele detalhezinho a mais que possa ter ficado de fora.

    AMEI a coluna!


    The Queen’s Castle, Ana P. Maia ♛
    http://booksandcrowns.blogspot.com.br/
    PS.: Peço perdão pela ausência, o Castelo já está reaberto e as teias de aranha já foram retiradas. Aguardarei vossa visita!

    ResponderExcluir
  4. Oi Kel

    Também acho tão desnecessária essa história de contos.
    Enquanto acompanhava a série Estilhaça-me e esperava pelo lançamento do segundo e terceiro livros, a editora lançou dois contos, nem me dei ao trabalho de ler.
    As pessoas gostaram e tudo mais, mas acho que é só mais do mesmo visto por outra ótica. Talvez um conto depois que o livro acaba, só pra não nos deixar órfãos não seja uma ideia tão ruim, mas é melhor escrever um bom final e até mesmo um epílogo pra fechar tudo de forma bem redondinha.

    Beijos
    mundo-de-papel1.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  5. Você tirou as palavras da minha boca!!
    Eu acho que tudo hoje em dia é questão de ganho de dinheiro. Se não produzem nada, não ganham, então eles fazem de tudo para sempre estar vendendo e acho que é justamente por isso deles fazerem esses contos. Tipo a JK, Harry Potter é com certeza uma das séries mais famosas mundialmente certo?, desde os lançamentos dos livros e filmes já surgiram inúmeros produtos em relação à eles, e até hoje que a série acabou, até peça de teatro a mulher inventa dele, kkk.
    Adorei seu ponto de vista, e esses gifs ainda me fizeram rir muito! Bjs
    sckittyworld.blogspot.com

    ResponderExcluir
  6. Gostei do post!
    Particularmente não gosto desses contos. Quase nunca leio.

    Beijinhos
    Rizia - Livroterapias

    ResponderExcluir
  7. Estava pensando que era a única que não gostava de contos, como por exemplo a trilogia A Seleção (que nem será mais um trilogia) a autora está soltando contos aos poucos e eu acho muito desnecessários e podem até "baixar o nível" da série.

    Eu leio os contos por curiosidade, mas vem um sentimento de: "pra que isso meu Deus?" ao menos eles não afetam o enredo e podemos viver sem eles.

    http://deiumjeito.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Oi Kel

    Eu sou totalmente contra também aos contos, não curto acho chato e sei la parece que não é verdade a graça mesmo é o livro , eu amei a trilogia Divergente mas me recuso a ler o livro do Quatro pelo menos por enquanto acho que estraga tudo que já li antes e fora que quando tem vários contos fica chato acompanhar e saber a ordem que precisar ser lido.

    Beijos

    www.livrosechocolatequente.com.br

    ResponderExcluir
  9. Oi Kel. Tenho que confessar que adoro os contos, mas quando a gente está esperando a continuação é realmente irritante isso. Concordo completamente que o tempo que se utiliza para escrever o conto poderia ser utilizado para terminar o livro e assim lançá-lo mais rapidamente. Também acho que as editoras tinham que dar preferencia as traduções e lançamentos das continuações dos livros, assim os leitores não ficariam sofrendo por tanto tempo. "Tamo junto!" kkkkkk :P Bjoks da Gica.

    umaleitoraaquariana.blogspot.com

    ResponderExcluir
  10. Olá Raquel,

    Eu concordo plenamente com você, isso de criar contos de histórias já terminadas ou que estão aguardando o próximo livro é marketing dispensável, já leio pouco ou quase nada de contos e ainda dessa maneira, sem chance, belo post...abraço.

    devoradordeletras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  11. Oi Kel,
    Pra falar a verdade, eu nunca li nenhum conto que entre nessa colocação que você fez, mas eu adoro ler contos, então acho que iria adorar.
    Beijos
    Tão doce e tão amarga.



    ResponderExcluir
  12. Eu também já estou ficando cansada desses contos. Acho que quando é um até vai, mas quando tem um monte fico muito brava. Também acho eles bem desnecessários, e o autor podia escrever o livro logo em vez de escrever vários contos...

    ResponderExcluir
  13. As vezes acho muito chato mesmo, as vezes é até legal você ler e ficar naquela felicidade, por ser sua série favorita ou algo assim, mas é para marketing mesmo, nós ficamos todos ansiosos e nada.. Acho um pouco perda de tempo escrever tantos contos ao invés de dedicar se ao que deixam os fãs ainda mais felizes.
    Beijos Raquel, ThayQ.

    ResponderExcluir
  14. kkkkkkkkkkkkk concordo totalmente, beijos
    http://livro-azul.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  15. nao sou contra os contos, mas as vezes o livro termina de uma forma perfeita e vem um conto e nao fica a mesma coisa, nao tenho uma opniao sobre isso, mas amaria ler um livro sobre os filhos da katniss <3

    ResponderExcluir
  16. Oi ! Tudo bom ? Sinceramente, eu sou louquinha por contos. Saber mais sobre nossas histórias favoritas, coisas que nem imaginávamos, ou melhor, apenas imaginávamos porque até então estavam apenas na cabeça dos autores. Isso é tão maravilhoso. Nunca me decepcionei com um conto, li recentemente "Quatro" e não queria que aquele livro acabasse nunca mais. Concordo com você quando fala que alguns livros já tem seu final perfeito e tudo mais, mas admito que tenho muita curiosidade sobre algumas coisas de "Jogos Vorazes" e queria que a Suzanne escrevesse sobre, como os Jogos do Haymitch, da Johanna e do Finnick, sabe...essas coisas.
    Adorei o post <3
    Beijos,
    Ana.
    www.nasuaestanteblog.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  17. ei Kel,
    os contos viraram mesmo modinha, rs. E tem alguns tão grandes, que parecem um livro, tipo os da série A Seleção e Estilhaça-me, que chegam a ter quase 100 páginas!
    Acho que quando são soltos, tipo os de Divergente e A Seleção, são realmente dispensáveis. Mas o de Estilhaça-me faz parte da história, pois inseriu conteúdo novo e que afeta a história, coisa que os outros geralmente não fazem. Podem até te contar uma novidade, mas não afetam o livro seguinte.
    Bom, no caso de Harry Potter, que já acabou, eu confesso que estou adorando os contos, pois dá pra matar a saudades, rs
    beijos
    http://meumundinhoficticio.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  18. Adorei! Concordo totalmente com você, para mim os contos são dispensáveis.

    Beijos!
    livrosdawis.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  19. kkkk adorei, você é sincera e gostei disso :)
    sobre o assunto, penso que tudo que vira modinha fica chato e foi isso que aconteceu com os contos, apesar que um ou outro pode até ser legal, principalmente no meu caso que não tenho paciência de esperar as vezes alguma continuação ai acabo lendo os contos.

    ResponderExcluir
  20. Gostei muito da forma como voce coloca as suas palavras . Ser claro e objetivo é uma característica apenas para pessoas autenticas .
    Parabéns pelo blog , adorei e ja me tem como sua seguidora .
    Faço um singelo convite , para que possa vir conhecer o meu !!!!
    MODAMORENAFLOR2014.BLOGSPOT.COM

    **bjinhossssssssssss

    ResponderExcluir
  21. Oi, Kel!
    Adorei seu veneno de hoje. HAEOIHEUHEAIU <3

    Bom, no geral eu não gosto de contos. Seja de um livro que eu gosto, ou daqueles livros de contos de gente desconhecida (ou não). Então poderia dizer: Não quero/não gosto de contos e acho desnecessário. Mas por outro lado eu gosto quando um livro que eu amo não para quando acaba, tipo Estilhaça-Me como você citou.
    Eu gostei muito de ler uma visão da estória pelo Warner e Adam, mas no fundo no fundo no fundo mesmo eu acho que ela deveria lançar um livro completinho por eles. Assim como a Kiera Cass.

    Mas acho que isso se deve ao fato de que eu gosto quando outro personagem principal narra a estória. Eu gosto quando nós podemos ter uma visão mais ampliada de tudo que tá acontecendo (Mas eu tenho um pouquiiiinho de implicância com narração em terceira pessoa).

    Enfim, acho que vou ficar em cima do muro nessa. Quase caindo, mas ainda em cima.

    Beijos.
    Blog Cantar Em Verso

    ResponderExcluir
  22. Olá! Quanto tempo heeim! hahaha Dei uma sumidinha mas estou de férias e agora posso me dedicar mais ao BMB, estou esperando sua visita por lá!
    Quanto ao post, concordo plenamente com você! Os únicos contos que li foram do Harry Potter no Pottermore, mas HP é vida e nem tem oq falar kkkkkk mas particularmente não gosto dessas histórias paralelas, tbm acho dispensáveis e apenas questão de marketing.
    Beijo!
    http://booksmanybooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  23. Adorei a sinceridade!! Hahaha
    Li alguns contos.. Como os da seleção (foram mais ou menos, poderia ter ficado sem) e o Quatro da veronica roth (que amei tanto quanto o primeiro livro da série e achei ótimo ter a perspectiva do personagem na história, sem falar que redimiu o que senti quando li convergente - veronica roth não soube escrever sobre o ponto de vista dele em convergente mas foi otima em contos so sobre ele).
    Como fã de séries nÃo ligo de ler os contos.. Mas no caso de jogos vorazes, prefiro ficar só com a trilogia mesmo! Acho que está bem e tenho medo de estragar além de eu não sentir necessidade deles..
    Ah e sobre os da Kiera Cass... Acho q ela esta levando muuuito pro lado marketing. Ela devia é parar de estender a seleção e embarcar em outra coisa! Os contos foram total desnecessarios e ficar prolongando a trilogia.. Tenho minhas duvidas se vai dar certo. O final de a esvolha ja foi corrido demais. Se quisesse escrever mais que tivesse feito o terceiro livro melhor..

    Forever a Bookaholic
    Curta a página do blog

    ResponderExcluir
  24. Entendo seu ponto de vista e concordo que nem todas as histórias precisam ter contos extras. Mas de certa forma já estou me acostumando e até viciando neles.

    Quando li o título do post pensei que vc iria falar de todos os tipos de contos, mas no final entendi seu pensamento. Beijos

    Leituras, vida e paixões!!!!

    ResponderExcluir
  25. Olá, Kel.

    Adoro essa coluna e também estava sentindo falta de seus "desabafos", vou dizer assim. Eu realmente não curto esse tanto de conto e de livros que tem a visão de um personagem e depois a autora vai e escreve do outro? Pra que isso Meu Deus?! Terminou, terminou. Agora tu quer vender e a editora faz pressão e acaba acontecendo isso. Eu não curto e muito menos quando uma serie de livros vai ter determinado números e depois aumenta. Eu desisti de ler House of Night, a escrita já é fraca e de 9 livros foi pra 12 e nem sei mais em que pé anda. kkk'
    Acho que é isso.

    Paradise Books BR

    Beijos.

    ResponderExcluir
  26. Não vejo muito problema nos contos. Eu até acho legal, pois considero uma forma de contar algum evento da história sobre outra perspectiva ou até continuar alguma historia que não foi bem explicada.
    Acho que é valido, desde que bem utilizado.

    ResponderExcluir
  27. Kel querida! Nossa como este mês passou rápido mulher hahaha, tanta coisa aconteceu este mês sai do meu emprego, fiquei mais velha, namorado de férias ahhhhhhh mas agora tudo entra nos eixos heheh!

    Vamos lá! Te entendo perfeitamente, alguns contos realmente são bem desnecessários, mas outros considero um presente do autor de tão bons que são!
    Normalmente não são todos é claro, alguns contos são capítulos que ficaram de fora da versão original do livro. Como por exemplo Divergente teria como protagonista o Tobias, mas quando ela criou a Tris viu que ela que merecia ser a principal, dai os capítulos dele acabaram ficando de lado e no fim virando conto! Bom eu adorei!

    Beijos Joi Cardoso
    Estante Diagonal

    ResponderExcluir
  28. Oi Kel, tudo bem?

    Eu até gosto de contos, mas acredito que algumas histórias precisam de um conto sobre um personagem bacana que ficou meio de lado durante a trama, mas alguns autores passam dos limites fazendo muitos contos, eu concordo com você que ao invés de escrever um conto de 50 páginas (ou menos) eles deveriam usar esse tempo para escrever o livro em si.

    Beijos.

    http://livrosleituraseafins.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  29. Se tiver um conto de Jogos Vorazes eu abandono a saga haha
    Se bem que eu ouvi dizer que estão pensando em fazer uma continuação depois que acabar A Esperança >.<
    Tudo que Motiva

    ResponderExcluir
  30. Kel, eu gosto dos contos desde que não sejam extensos demais e que seja focado, se vai falar sobre determinado momento, que se prenda naquilo e pronto! Não sou fã de contos que tentam explicar o porquê do personagem ter aquele caráter e tal.
    Para mim, no livro Como se livrar um vampiro apaixonado foi essencial ter o conto sobre o casamento de Lucius e Jéssica, já que o segundo livro tinha foco em um momento mais avançado do casamento deles. E realmente a Beth foi muito generosa em compartilhar conosco aquele lindo casamento! (suspiro!) Já a trilogia Delírio, não vi necessidade alguma em ter aqueles contos, eu li só por ler, porque sinceramente não acrescentou em nada para a história central. Mas entendo que o objetivo do autor é que o leitor entenda o comportamento de determinados personagens, como no conto de O Guarda (Aspen / A Seleção), mas sinceramente, continuei achando ele um bocó! Se a história nos transmite certos comportamentos que decepcionam o leitor, acho legal deixar sem explicações, não precisa justificar tanto os personagens como se tivesse defendendo eles. Numa história se faz necessário ter mocinhos, vilões e babacas! Hahaha... É isso que dá emoção!

    Beijinhos!
    www.citacaonumclick.com.br

    ResponderExcluir
  31. Concordo com você.
    Não sou muito de ler esses contos, só quando eu AMO a série e a continuação demora séculos pra sair. Ai a ansiedade me consome e tenho que ler algo sobre a série.
    Mas, concordo quando você fala que ao invés de os autores gastar tempo escrevendo os contos, deveriam pegar esse tempo para terminar o bendito livro!
    Beijos

    >>Tem promoção de Natal e Final de Ano lá no blog. São livros, marcadores e vale presente. Não fique fora dessa!<<
    Construindo Estante || Facebook

    ResponderExcluir
  32. Eu até gostava antes, mas agora toda série está tendo um monte de contos, e eu já estou cansando disso. Mas em Trono de Vidro eu fiquei louca quando vi que tinha 5 contos só antes do primeiro livro. Eu amei a série, mas acho que nem vou ler esses contos...
    Beijos!

    ResponderExcluir
  33. Oii
    Kkkkkk Eu vinha me perguntando a mesma coisa! Por que tantos contos?? Alguns são realmente necessários e iluminam a obra, mas outros eu só acho perda de tempo! Ficam prolongando e prolongando, livro que é bom se eterniza por si só! Mas não sendo injusta, nem hipócrita, tem uns que realmente amei terem sido escritos! haha
    Beijos

    ResponderExcluir
  34. Ah, eu acho valido os contos.
    É uma forma de podermos explorar mais outros personagens.. Não da para criar spin off pra todo mundo, então um conto super satisfaz =)
    Mas as vezes é desnecessário. Fazer o que ne..

    Beijiinhos ;*
    Andressa - Blog Mais que Livros

    ResponderExcluir

Obrigada pela visita!
Todos os comentários deixados aqui serão carinhosamente retribuídos.
Para isso, basta deixar o endereço do seu blog!
Mas antes de comentar, lembre-se de que esse post foi feito
com muito carinho, então, se vai comentar
"oi, fiz postagem nova, me visita" ou fazer um comentário
apenas de divulgação, este não será aceito.
Obrigada pela compreensão!
Já está seguindo o blog no Google Friends? Então não perca tempo!