# Mudando de Assunto // Entrevista com a autora Carolina Matsuo

Oi, pessoal, tudo bem?

Espero que sim. Hoje tem mais uma entrevista na nossa coluna Mudando de Assunto. Desta vez, a nossa convidada é a Carolina Matsuo, autora de O Sumiço de Beatriz, livro, aliás, com uma premissa super interessante. 

Convido vocês, então, a conhecerem um pouquinho do trabalho desta nossa talentosa autora.


1) Como decidiu que seria escritora?

Olá Raquel, eu gostaria de agradecer por essa oportunidade em divulgar a obra O Sumiço de Beatriz, por apoiar a literatura nacional e dar a chance de eu poder contar um pouco sobre como decidi  escrever o livro. Durante o período da faculdade, mestrado, trabalho, conversei com muitos jovens adultos e adultos sobre a frequencia em que liam livros de qualquer tipo. A maioria não tinha paciência e acabava desistindo da leitura em poucas páginas. Eu fiquei um tempo pensando sobre isso, pois a sensação de ler um livro é muito boa, abrir a sua mente, imaginar fisicamente os personagens e mergulhar na história, e aquelas pessoas não conseguiam sentir isso. Eu queria fazer alguma coisa a respeito. Quando eu tinha 11 anos de idade, nasceu a personagem Beatriz, uma estilista e especialista em maquiagens e eu resolvi utilizá-la e reescrever a "estória" O sumiço de Beatriz. Mudei totalmente o cenário e a linguagem, mas mantive as características da personagem. Hoje, ao ler "O Sumiço de Beatriz" você encontrará uma trama que envolve conspiração política-militar, perseguição e investigação, com fatos da história como os acordos entre petrolíferas feitos em períodos diferentes do nosso governo e desvio de bilhões durante essas negociações, e tudo isso misturado com um toque de ficção científica, aventura, mistério e romance. A trama foi escrita com o intuito de "prender" o leitor em cada capítulo, dessa forma, incentivasse ou resgatasse o hábito de ler daquelas pessoas e proporcionasse bons momentos.


2) Antes de O Sumiço de Beatriz, você já havia escrito outros livros ou poemas que não publicou?

Essa é a primeira vez que me aventuro nessa área, O Sumiço de Beatriz é a minha obra de estreia.

3) O Sumiço de Beatriz mostra o eixo Brasil - Venezuela e aborda as FARC. Como foram as pesquisas para compor o livro?

Aproveito essa pergunta para contar que houve várias pesquisas durante a escrita dessa trama. Demorei alguns meses fazendo pesquisas em artigos, jornais, sites específicos, dentre outros, para poder escrever tanto sobre a relação Brasil e países vizinhos, quanto a escolha das armas abordadas no livro, religiões, etc,  mesmo que essa trama seja de ficção. 

4) O que o leitor pode esperar de O Sumiço de Beatriz?

Bem, eu recebi feedback das pessoas que leram tanto o livro físico quanto o digital, e acredito que os leitores ficarão ansiosos durante a leitura.Eles podem esperar passagens com humor, outras com suspense, mistério, algumas com ação. Aliás, o livro já começa com alguns tiros e perseguição. Mas além disso, há momentos que nos faz pensar sobre alguns valores, ética e moral representados por alguns personagens.

5) A capa do livro é linda. Como foi esse processo de produção? Você participou da produção da capa?

Obrigada! Eu fui "diretora de arte" da capa, se podemos dizer assim... . A capa foi desenvolvida pelo designer Paulo Magalhães, e juntos fizemos alguns ajustes.

6) Como você definiria a Beatriz? Ela foi inspirada em alguma pessoa ao seu redor?

Para mim, Beatriz é qualquer pessoa que seja forte, corajosa, que tenha garra. Uma pessoa disposta a enfrentar as dificuldades que se encontra pela vida.

7) Pretende escrever outros livros? Quais são seus próximos projetos?

Tenho em mente outros livros e pretendo continuar escrevendo, mas no momento estou me dedicando à divulgação de "O Sumiço de Beatriz".

8) Qual é a maior dificuldade de um autor independente?

Optei por fazer essa publicação independente. Tem que ir atrás de muitas coisas, capa, revisão, diagramação, gráfica, etc... e o tempo para se processar muitas dessas coisas não depende só de você. Se fosse fazer a publicação por editora, não precisaria ir atrás daquelas coisas, já que os próprios possuem essa equipe, mas também não sei até que ponto você é "livre" em fazer sugestões, ou quiser manter a sua ideia e não a que são impostas por eles (o que acontece muito). Vejo que há muitos autores independentes bons, mas infelizmente são sufocados pela concorrência entre as próprias editoras, pelo marketing que fazem nos livros estrangeiros, e pelo próprio marketing de pessoas famosas que muitas das vezes tem pouco a oferecer ao leitor, mas muitas vendas através dos fãs.

9) Deixe uma mensagem para os nossos leitores =)

Desejo que “O Sumiço de Beatriz” deixe os leitores incentivados a ler cada vez mais, e para aqueles que ainda não tem esse hábito, então que esse seja o início.




Sinopse: Em meio a acordos entre a petrolífera brasileira e a venezuelana, uma organização paramilitar liderada por corruptos faz negociações com militares venezuelanos para produzir um instrumento de guerra, que apenas duas pessoas são capazes de desenvolver: Beatriz, uma estilista que ganhou vários prêmios como figurinista e maquiadora, criada por sua tia, Giselda; e o professor Dr. Yaacov Baum, um professor-pesquisador judeu de uma prestigiada universidade. Durante a negociação do projeto de tal instrumento, num evento responsável por uma série explosões, Beatriz foge do cativeiro, mas o professor é ferido, e sua tia, que estava no local, é dada como morta. Beatriz recorre ao seu amigo de infância, Tomaz, e tenta lhe contar os fatos. Porém,antes mesmo que ela explique o que está acontecendo, é obrigada a fugir dos militares que a perseguia. Tomaz, chef de cozinha e dono do Tradicional Café, sem entender o que está acontecendo, e preocupado com a atitude da amiga, mergulha em uma profunda investigação para encontrá-la. Eventualmente, ele acaba descobrindo uma rede de intrigas e corrupção que envolve um mercador de armas, as FARC e algo muito além do que ele poderia imaginar.



35 comentários:

  1. Não conhecia a Carolina, mas a achei uma fofa, pela sinopse ela parece cumprir o que promete. E eu adorei o fato da Beatriz ter "nascido" apenas quando ela tinha 11 anos.
    Beeijos

    Blog Coisas da Juu

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Juliana, tudo bem? O livro parece ser bem interessante mesmo

      Excluir
  2. Ai me identifiquei total com essa escritora. Melhor de tudo é saber que ela esta batalhando para "doar" palavras. Pra que melhor?
    http://inquietudessecretas.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Oi Kel, tudo bem? Adorei a entrevista, é sempre bom para conhecer novos livros e autores. Adorei a premissa do livro, super interessante... gostei dessa mistura do contexto sócio-político do Brasil e dos países vizinhos, com um pouco de ficção científica.. adoro quando os autores mesclam fatos reais nos seus livros de ficção. A capa é realmente linda e achei interessante o que ela falou sobre o os prós e contras de ser um autor independente. Em um evento eu pude conversar com um ator que era independente e que depois foi publicado e ele falou, que mesmo tendo algumas coisas que são bem mais fáceis, ele meio que perdeu um pouco dessa liberdade no processo de criação. Bom, o que importa é que o livro da Carolina seja um sucesso!!!

    Beijinhos,

    Rafaella Lima // Vamos Falar de Livros?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, eu adoro livros que trazem um pouco essas questões politicas. É importante se politizar =)

      Excluir
  4. Oi Kel, tudo bom?! Parabéns pela entrevista!! Ficou sensacional. Adorei conhecer a Carolina e um pouco mais sobre a obra "O Sumiço e Beatriz". Achei genial a ideia de publicar o livro independente para se manter fiel aos conceitos sobre a capa, principalmente. Ela arrasou como "design" sério mesmo. Desejo muito sucesso para a autora e que o livro desperte mais curiosidade entre os leitores de nacionais.

    Beijos, Rob

    ResponderExcluir
  5. Olá

    Vendo essa capa eu jamais imaginaria que o livro trata do tema que trata. Apesar de lembrar bastante alguma coisa mais sci fi, nunca pensei que traria isso para um cenário mais próximo e mais real. Gostei da proposta do livro, me identifiquei bastante com todos os temas que autora citou e que fazem parte do livro, além é claro com a capa bastante atraente. Também achei interessante a pesquisa que ela desenvolveu, muito importante. Adorei a entrevista!

    Abraço!
    www.umomt.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é. Mas esse é o mais legal do livro. Sempre uma caixinha de surpresa

      Excluir
  6. Não conhecia a autora nem o livro, mas adorei saber mais!! E muito legal toda a pesquisa que a autora desenvolveu, fiquei curiosa para ler o livro!

    www.lostgirlygirl.com

    bjos

    ResponderExcluir
  7. Ouvi muito bem sobre o livro, e acho que por ser o primeiro, ela está de parabéns. Achei adorável a parte de que ela correu atrás de tudo, e se ajudou a si mesma, se esforçou, o livro parece ser muito bom, e que bom que os fãs adoraram, é mais um incentivo para a Carolina, eu não li o livro, mas pretendo. A capa é linda e, não entrega a história do livro, achei que seria outro tipo de gênero, me enganei.
    Beijos Carolina e Kel, por ter postado a entrevista, já a algum tempo quero ler esta obra.!
    ThaynáQ.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Thay, tudo bem?

      Mas é assim mesmo, temos sempre que ir atrás daquilo que mais queremos!! Nada é impossível

      Excluir
  8. que legal a ideia da autora em criar o livro. realmente, muitos jovens começam a ler determinado livro e abandonam, já que a leitura não prente né....
    imagino o quão trabalhoso e o quão imenso deve ter sido as pesquisas apra escrever esta trama.
    que bom que a autora conseguiu publicar independentemente. realmente, uma amiga minha está no processo que lançar o livro dela através de uma editora, e a questão da capa e da edição, a editora muda muita coisa...

    ResponderExcluir
  9. Olá, Kel!
    Não conhecia a autora nem o livro, portanto, sua postagem foi esclarecedora. A proposta é bem diferente dos livros que temos visto sendo lançados atualmente e é bem legal perceber que os autores nacionais vem encontrando sua posição de destaque, e pelo que me parece, o livro foi muito bem escrito e desenvolvido, já que a autora realmente "se jogou" na história ao escrevê-lo. Nem de longe a capa parece ter relação com a sinopse! Hahahaha. Adorei a entrevista! Bem legal ter a oportunidade de conhecer autores e livros novos.
    Beijos!
    https://cantaremverso.wordpress.com

    ResponderExcluir
  10. Oi Kel, tudo bem???

    Menina adorei a entrevista e um pouco que eu achei bem interessante foi a autora dizer que se preocupou com o que o leitor pudesse gostar e prendê-lo... e fazer pesquisa com alguns para tirar as suas conclusões. Super válido isso... A capa é linda demais... perfeita...Não sou chegada esse tipo de leitura, mas confesso que fiquei bem curiosa... Xero!!!

    ResponderExcluir
  11. Oi Kel, tudo bem? Eu não conhecia a autora e nem a obra, mas gostei dela. Uma fofa, e fiquei feliz de saber mais sobre a obra, personagem e o processo do livro. Vou procurar umas resenhas do livro.

    Beijos
    Leitora sempre

    ResponderExcluir
  12. Oiii, tudo bem?
    Não conhecia a Carolina, nem o livro dela, parece-me ser bastante interessante, espero lê-o brevemente e ver se realmente me identifico!
    Beijos

    ResponderExcluir
  13. Oi xará,
    Já tinha visto o livro da autora em algum outro lugar, ele realmente é bem instigante, desejo muito sucesso a ela, pois sei como é essa batalha da publicação independente. E queria te dar os parabéns por abrir esse espaço e incentivar nossa literatura nacional.
    Beijos
    Raquel Machado
    Leitura Kriativa
    http://leiturakriativa.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  14. Gosto de entrevistas com autores, sempre da pra entender um pouquinho mais sobre o trabalho. Bem importante o fato da autor ter feito uma pesquisa para compor o livro, odeio autores que acham que podem falar de qualquer coisa sem pesquisar nada! Ainda mais se ela aborda a FARC.

    Ser autor independente é difícil, mas hoje, acho que acaba sendo o caminho de muitos para chegar na editora, para ser ouvido primeiro pelos fas e depois pela editora.

    ResponderExcluir
  15. Olá, Kel.

    Adoro conhecer mais autores nacionais e a entrevista com a Carolina Matsuo foi bem legal. Adorei ler ela falando o que a motivou a escrever, as vezes me sinto que nem ela. Como pode uma pessoa não gostar de ler, de conseguir viajar com os personagens.
    Te conto que a premissa do livro dela não seria uma das que escolheria pra leitura, mas as motivações dela pra escrever esse livro me fez querer conhecer seu conteúdo.

    Visite: http://paradisebooksbr.blogspot.com.br/

    Até mais.

    ResponderExcluir
  16. Hey Kel, bacana a entrevista.. A autora foi bem simpatica e a motivação dela em iniciar nesse mundo foi otima! Mas infelizmente o livro não me desperta curiosidade.. isso de politica, armas e tudo mas não me chama a atenção.
    Mas desejo todo sucesso para a Carolina nessa empreitada.

    Beeeijinhos ;*
    Andressa - Mais que Livros

    ResponderExcluir
  17. Mais uma obra nacional que parece ser muito boa.
    A premissa é bastante instigante.
    Adorei a entrevista com a autora. Foi bom conhecer mais detalhes sobre o livro.
    Construindo Estante || Facebook Tem promoção de Halloween lá no blog. Não fique fora dessa!

    ResponderExcluir
  18. Olá Raquel,

    Não conhecia a autora e nem o livro, mas gostei demais da sinopse, mas não gostei da capa, mas gostaria de ler o livro...... a entrevista esta excelente....parabéns.

    devoradordeletras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  19. Achei o máximo o motivo pelo qual ela decidiu escrever o livro, resgatar o hábito de ler das pessoas. E achei bem legal a autora ter aproveitado uma personagem que criou aos 11 anos, mudando o cenário e a linguagem. Curti a entrevista, mas não gostei da capa e a sinopse não me interessou.

    Ju
    Entre Palcos e Livros

    ResponderExcluir
  20. Oieeee não conhecia o livro e nem a autora, mas adorei a entrevista. Achei a capa bem interessante, me deixou curiosa!

    Beijos Joi Cardoso
    Estante Diagonal

    ResponderExcluir
  21. Oi, Kel!
    Bem legal a entrevista! Não conhecia a autora e o livro, achei a premissa interessante. Gosto quando os autores se dedicam à pesquisa para compor personagens e cenários, o que parece ser o caso. A capa é bonita, mas não achei que passou a essência do livro.
    Beijinhos!
    Giulia - www.prazermechamolivro.com

    ResponderExcluir
  22. Oi Kel tudo bem, essa autora entrou em contato comigo e gostei da premissa do livro, bem estilo que eu gosto, adorei a entrevista!
    Bjkas

    Dani Casquet- Livros, a Janela da Imaginação

    ResponderExcluir
  23. Muito bacana poder conhecer a autora. Confesso q nnao li livros nesse estiloe esse me deixou bastante interessada!

    ResponderExcluir
  24. Eu conhecia a autora, mas não li a obra dela ainda. Parece ótima, Kel.
    Ela é um doce

    ResponderExcluir
  25. gostei da autora, mas sobre a capa não gostei não. achei como posso dizer...que jogaram tudo ali e fizeram um serviço mal editado, mas td bem tem gente q curte esse estilo né de capa. sei lá enfim achei que poderia ser melhor.
    agora achei interessante a personagem principal, a autora colocou algo simples que acho ser válido, as vezes a gente tá tão preocupado com personagens que podem fazer isso e aquilo do que com personagens que podem ser qualquer um de nós.
    Seguindo o Coelho Branco

    ResponderExcluir
  26. Não conhecia a autora, gostei bastante do livro, a premissa é muito interessante, fiquei com muita vontade de lê-lo, O Sumiço de Beatriz parece ser muito bom. E a autora é muito simpática, adorei a entrevista e o livro com essa capa linda. *-* rs

    ResponderExcluir
  27. Oii
    Que fofa, precisamos estimular a leitura mesmo! É um ato incrível, que só nos faz crescer. A capa do livro é realmente muito bonita, e lendo a sinopse, parece uma trama bem complexa! A pesquisa deve ter dado trabalho! Eu acho muito corajosos, os autores que publicam de forma independente, tenho um medo enorme do mercado editorial! Kkk Vou gostar muito se tiver a oportunidade de ler “O sumiço de Beatriz”.
    Beijos

    ResponderExcluir

Obrigada pela visita!
Todos os comentários deixados aqui serão carinhosamente retribuídos.
Para isso, basta deixar o endereço do seu blog!
Mas antes de comentar, lembre-se de que esse post foi feito
com muito carinho, então, se vai comentar
"oi, fiz postagem nova, me visita" ou fazer um comentário
apenas de divulgação, este não será aceito.
Obrigada pela compreensão!
Já está seguindo o blog no Google Friends? Então não perca tempo!