22 setembro 2014

# Resenha 138 // A Verdade Sobre Nós

Oiee pessoal, tudo bem?

Espero que sim. Acho que estou em um clima de ler livros escritos em formato de carta huahuahuahua. Minha ultima leitura foi A Verdade Sobre Nós, publicado pela Intrínseca, que também foi escrito em formato de cartas não enviadas, mas é beeem diferente.

Título: A Verdade Sobre Nós// The Truth About You & Me
Autor(a): Amanda Grace
Editora:  Intrínseca
Páginas: 204
Livro cedido em parceria com a editora




Sinopse: Madelyn Hawkins está cansada. Cansada de ser sempre perfeita. Cansada de tirar A em tudo. Cansada de seguir à risca os planos que os pais fizeram para ela. Madelyn Hawkins está cansada de ser algo que não é, algo que não quer ser. E então ela conhece Bennet Cartwright. Inteligente, sensível, engraçado. A seu lado, ela se sente livre e independente. Uma história que poderia muito bem ter um final feliz, não fosse por um detalhe: Maddie tem apenas 16 anos, e Bennet, além de ter 25 anos, é seu professor. Pressionada pelos pais a participar de um programa para jovens talentos, Maddie pula dois anos do Ensino Médio e vai direto para a faculdade, onde conhece e se apaixona pelo professor de biologia. O sentimento é recíproco, e para dar uma chance àquele novo relacionamento que lhe faz tão bem, ela decide não contar para Bennet sua idade. Não demora muito para que as coisas comecem a dar errado, e as consequências da farsa de Maddie ganham contornos devastadores quando a verdade vem à tona.

O livro nos apresenta a Maddie uma garota super inteligente e estudiosa que, mesmo com 16 anos já está em uma faculdade comunitária. Em uma das suas aulas ela conhece o professor de Biologia avançada e é amor a primeira vista. Bennet é nove anos mais velho, mas não sabe disso, ele acha que Maddie já tem 18 anos. O problema de Maddie, além, é claro, da sua paixão proibida, é tentar ser aquilo que os seus pais querem que ela seja e não necessariamente o que ela quer ser. 

Eu gostei do livro. Ele fala dessa questão polemica que é o envolvimento de um professor com sua aluna, agravado pelo fato dela ser menor de idade. O tema pode ser bastante batido, mas, neste caso, o fato do livro ser narrado em forma de cartas, deu aquela incrementada na história.



A narrativa é feita em primeira pessoa, pela Maddie. Todas as cartas são direcionadas a Bennet e desde o inicio percebemos o tom de urgência da menina. Ela quer convencer Bennet e o leitor de que aquela é a versão verdadeira de como ela e o professor de biologia se conheceram. É muito fácil se sentir inserido na leitura porque a autora planta a curiosidade no leitor: afinal, porque Maddie está tão angustiada em suas palavras? E é isso que vamos descobrindo ao longo das páginas.

Amanda Grace consegue desenvolver uma narrativa totalmente condizente para uma protagonista de 16 anos. Todos os medos, todas as descobertas se refletem nas palavras de Maddie. O livro é "curto", mas sinceramente, foi feito na medida certo. Se a autora se alongasse mais, a história poderia ficar massante. Todos os elementos para um livro completo, redondo, estão nestas breves 204 páginas.

Mesmo que seja apenas citado pelos olhos da protagonista, não tem como não simpatizar com Bennet. Ele é carinhoso, inteligente e que ama lecionar.Gostei muito do personagem.



Já os meus sentimentos com relação a Maddie iam mudando constantemente. No inicio, via a menina como uma adolescente apaixonada, que queria que o relacionamento desse certo. Mais para o final do livro, cheguei a conclusão de que ela era uma garota ingenua que não soube medir as consequências do que fez e acabou sendo muito egoísta.

Me identifiquei com um fato do livro (não nunca, me apaixonei por um professor, tá gente? =P) mas foi com relação a forma como os pais de Maddie tratam os filhos. Meus pais nunca me influenciaram na carreira que eu queria seguir. Mas sempre fui a mais velha da família, então as comparações sempre estiveram lá. na Sempre querendo que eu fosse a mais estudiosa, a que ia passar nos concursos, a que ia trabalhar  Globo... entendo essa pressão que a Maddie e o irmão sentiam. Busco entender também o lado dos pais que sempre querem o melhor para os filhos. Mas conviver com essa pressão não é nada agradável. Competição dentro da familia, querer que os filhos façam o que os pais não fizeram, literalmente não dá certo.

Só preciso confessar uma coisa: não gostei da capa. Acho que o casal não combina com o casal do livro. Sem contar que essa mulher da capa é a cara da Reese Witherspoon, se não acreditam, cliquem no link.







46 comentários

  1. Ei Kel =)
    Realmente a moça da capa é a cara da atriz (muito difícil escrever o nome dela) hahaha
    Que bom que gostou do livro, eu nunca saberei o que é sentir essa pressão de comparação hahah sou filha única meus pais nunca deram pitaco na minha carreira!
    Mas adorei a premissa do livro!
    Bjos!

    www.leituravipblog.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Em uma primeira olhada eu realmente achei que fossem a mesma pessoa. Mas acredito que não huahuahua. O livro é bem legal. Felizmente meus pais tb nunca se intrometeram assim na minha vida. Mas como eu sou a primogenita, sempre rola aquela coisa de: aahh a Raquel tinha que ter feito faculdade publica, a Raquel tinha que fazer isso...

      Excluir
  2. Uou.. Bem parecida mesmp com a atriz..

    Fiquei interessada em ler e adoro cartas.
    Acho q vou gostar do livro!

    Forever a Bookaholic
    Curta a página do blog

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Camylla, acho que vc vai gostar do livro sim. Principalmente por gostar deste tipo de narrativa

      Excluir
  3. Oi Kel, geralmente não gosto desse tipo de premissa mas a forma que foi escrita e sua resenha me convenceram a dar uma chance. Fiquei curiosa para saber o motivo da angústia da personagem e qual o desfecho dessa trama. Também não curti a capa, se visse numa livraria não me chamaria a atenção "/

    http://nerdicesdeumagarota.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Oi Kel ainda não li o livro mas já escutei muita coisa sobre ele, concordo que a capa alem de ter personagens que destoam dos verdadeiros, também mostra ambos e harmonia e PARECE que não isso que rola dentro do livro não é mesmo? Já tenho ele em casa só falta aquele tempinho maroto para ler!

    Beijos Joi Cardoso
    Estante Diagonal

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Já tem? Ahh vc vai ler rapidinho, Joi. O livro é bem curtinho.

      Excluir
  5. Oie Kel =)

    Essa é a primeira resenha que leio desse livro e gostei de saber que a narrativa dele é feita através de cartas, pois adoro livros assim.

    A história em si parece ser interessante, e me despertou a atenção mas não é um livro que eu leria no momento.

    Ótima resenha!

    Beijos;***

    Ane Reis.
    mydearlibrary | Livros, divagações e outras histórias...
    @mydearlibrary

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Ane, então vc vai curtir a leitura. =)

      Excluir
  6. Fiquei curiosa com a história. Não pude deixar de relacionar com a história de um casal de Pretty Little Liars (esse romance aluna/professor). Além de ser escrito em formato de carta, que é outra coisa que estou curiosa para acompanhar.
    Vou adicionar o livro a minha lista.
    Beijos
    Construindo Estante || Facebook

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Siiim é bem parecido. Me lembrou também Will e Lake, de Métrica.

      Excluir
  7. Oiee

    Não conhecia o livro e mesmo sendo bom acho que não me agrade de imediato kkkk mas com certeza esse livro tem a cara da Patty que ama professores :)

    Beijos

    www.livrosechocolatequente.com.br

    ResponderExcluir
  8. Olá Kel, tudo bem?

    Eu não estou muito interessado nesse livro. As resenhas que já li sobre ele (exceto a sua) foram negativas e isso me desestimulou. Mesmo que eu vá gostar, não será algo marcante, entende? Beijos!

    http://euvivolendo.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Teve gente que realmente não curtiu a leitura. Eu gostei bastante e o final me surpreendeu

      Excluir
  9. Olá, Kel.

    Acho a capa desse livro um amor e já o compraria desde aí. Tenho um bom relacionamento com livros de cartas. Bom, até hoje nenhum deles me decepcionaram. Enfim, como você, também me identifiquei com o livro e não, não me apaixonei por professoras, mas já me apaixonei por uma menina que tinha 9 anos a menos que eu e era menor de idade :( Realmente é complicado, e por isso queria fazer a leitura desse livro pra ver no que dá. Adorei sua resenha, me deixou mais ansioso.

    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Diogo. Então acho que vc vai aproveitar muito a leitura. O livro aborda justamente isto.

      Excluir
  10. Eu não tenho tanta familiaridade com livros em carta... acho que li nenhum.... vou analisar bem para o meu primeiro... apesar de ja ter tido amores platônicos por professores,, acho que esse não será o primeiro.

    ResponderExcluir
  11. Que bom que mesmo sendo um livro curto ele ė completo e redondo. Achei meio chato isso da Maddie tentar ser o que seus pais querem que ela seja, ao invés de se concentrar no que ela quer de verdade. Isso de querer fazer os filhos fazerem o que os pais não fizeram nunca dá certo mesmo. Mesmo assim, me interessei, amo livros narrados através de cartas. Beijo. Ju - Entre Palcos e Livros

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ahhhh com certeza isso é beeeeem chato. Mas daá mais raiva dos pais dela que dela mesma, sabe?

      Excluir
  12. Olá

    Acho que essa é a primeira resenha que leio deste livro e confesso que apesar de não fazer nenhum pouco meu estilo me senti curioso pela história. Pode ser um tema batido, ainda mais desenvolvido através de cartas mas me pareceu ser uma obra leve e bem escrita. Anotei a dica, pra sair da minha zona de conforto de vez em quando. Por incrível que pareça eu curti a capa e olha que eu não gosto de gente em capa, quem sabe lendo eu mude de opinião tendo em vista que você mencionou que o casal do livro não tem nada a ver com o casal da capa.

    Abraço!
    www.umomt.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Matheus,
      o livro é mesmo muito bem escrito. Como é escrito por cartas, acho que esse é um desafio a mais para o autor, que tem que entrar mesmo no personagem. Fiquei surpresa com a leitura

      Excluir
  13. Ola Kel quando vi esse livros nos lançamentos um tempo atrás me interessei estou com ele no Kobo , lendo algumas resenhas fui perdendo o interesse e ele ficou para trás . Vou tentar ler , mesmo com o romance praticamente impossível acho que rende uma história interessante. beijos lindona

    ResponderExcluir
  14. Concordo sobre a capa, ela é no mínimo estranha.
    Sobre essa questão da narrativa ser por cartas não enviada, fiquei pensando se as situações citadas nelas realmente aconteceram ou foram criações da mente dessa garota. E esse tema é polêmico, mas que ser algo entre uma aluna e um professor, mas por ser entre um adulto e uma menor de idade =\ tudo bem que as menores nos dias de hoje estão bem mais maduras que as do passado, mas com certeza as fases devem ser respeitadas e não puladas. Enfim não conhecia o livro e gostei da sua resenha e sempre concordo com seu ponto de vista.
    Também sou a mais velha aqui em casa, mas graças a Deus nunca fui cobrada e chego a pensar como estaria caso tivesse sido mais cobrada quando nova.
    Beijos

    Leituras, vida e paixões!!!

    ResponderExcluir
  15. Ola!

    Quem me conhece, sabe o quanto me irrita leituras em primeira pessoa. Fica pensando em um livro inteiro escrito em formato de cartas. Não tenho certeza se isso me agrada. A verdade é que ja cansei de ler romances, então, não sei se encararia a leitura. O bom de livros assim é a chance de poder se identificar com alguns aspectos e situações. Que bom que gostou e curtiu a leitura.

    Beijos,
    Bell

    http://contosdoguerreiro.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  16. Apesar de algumas críticas que li, eu tenho muita vontade de ler esse livro justamente pela identificação que já sinto com a personagem. Também fui muito cobrada quando criança e adolescente, mas utilizei outra válvula de escape. O conflito me lembrou um pouco da história de Métrica. Quero ler!!! :)
    Beijinhos!
    Giulia - www.prazermechamolivro.com

    ResponderExcluir
  17. Oii Kel, tudo bem? Eu achei a capa fofinha, mas como eu não li o livro, não posso dizer nada se os modelos combinam ou não com os personagens, e agora que você falou, ela parece mesmo com a atriz.

    Enfim, não curto muito livros contados em forma de carta, sei lá, não consigo me prender, mas a história parece ser interessante. Apesar do tema até meio clichê de aluno se apaixonando pelo professor. Realmente, essa cobrança exagerada dos pais é muito ruim, nunca passei por isso, mas conheço gente que já.

    Beijinhos,

    Rafaella Lima // Vamos Falar de Livros?

    ResponderExcluir
  18. Kel eu acho ela muiiito parecida com a protagonista de The 100! Mas só lendo o livro para saber se eles condizem ou não com os personagens..
    Eu não sabia que esse livro também era escrito em forma de carta.. gostei muito de saber, porque gostei da última experiência =)
    Quando eu encontrei o exemplar na livraria eu achei ele pequeno, mas entes pequeno do que com coisas desnecessárias, você está certíssima!
    Vou deixa-lo na minha lista para solicitar ou comprar rs

    Beeeijinhos ;*
    Andressa - Mais que Livros

    ResponderExcluir
  19. Oii.
    Eu não conhecia essa autora,mas amei esse livro dela.
    No Skoob a capa brasileira tá diferente, essa original é mais bonita mesmo
    Amei a resenha,Abraços.

    Cantinho da Bruna

    ResponderExcluir
  20. Olá, Kel!

    Tenho vontade de ler esse livro, embora não seja tão fã do gênero, mas já li resenhas tão diversificadas que fiquei com um pé atrás. Creio que irei adquirir meu exemplar e eu mesmo tirar as conclusões!

    Até logo,
    Sérgio H.

    www.decaranasletras.blogspot.com

    ResponderExcluir
  21. Oi Kel, eu estou bem também :)

    Uma das coisas que eu mais gosto nas resenhas é o poder que elas possuem de te fazer se interessar por um livro. Eu tinha lido a sinopse deste livro quando lançou, mas não me interessei em nada, mas a maneira que você escreve sobre ele me fez querer dar uma chance a essa história é isso que eu vou fazer.

    Obrigada pela dica.

    Beijos.

    http://livrosleituraseafins.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  22. Oi! Estou curiosa e receosa com a leitura desse livro, realmente não sei o que esperar; 2 amigas com gosto muito similar ao meu leram e uma gostou e a outra odiou rs, vou ter que ler para ver o que acho, espero gostar, e realmente, a menina na capa lembra a atriz kkk.
    Beijinhos,
    Andréia - StarBooks

    ResponderExcluir
  23. aushaushuahsuah'
    Já tinha visto a capa, mas nunca tinha me ligado muito, realmente ela parece com a Reese.
    Desde que li a sinopse desse livro não me senti interessada pelo mesmo, não sabia que ele em cartas, achei isso legal.
    Pelo jeito que disse que mudou de opinião sobre a Maggie, acho que eles não ficam juntos no final.
    Meu pai sempre fica com isso de eu estudar pra passar em concurso publico. Nunca faço isso. kkk'

    Beijos.

    ResponderExcluir
  24. QUE LIIINDA ESSA CANECA! Meu deus, eu quero uma também!
    E gente, eu achei que fosse a Reese mesmo hahaha o tema desse livro é realmente bem conflituoso, mas esse lance de professor com aluna sempre me lembra pretty little liars kk e na capa eles parecem ter a mesma idade, se não visse sua resenha nem ia imaginar que se tratava disso a história

    xx Carol
    http://caverna-literaria.blogspot.com.br/
    Tem resenha nova de "Primeiro Amor" no blog, vem conferir!

    ResponderExcluir
  25. Kel,
    Pelo visto esse livro foi bem melhor que o Carta de Amor aos Mortos, mas ainda sim não senti aquela vontade louca de querer ler o livro...
    Então vou passar.

    Abraços
    Vivi

    ResponderExcluir
  26. Ai que capa linda *-* quero só pela capa suhaush Nunca li nada escrito em forma de cartas (claro, já vi uma ou outra carta num livro, mas não tanto). Deve ser estranho, mas talvez eu goste haha

    Em relação ao livro em si: não consigo ler nada sobre professor/aluna sem lembrar de Métrica ou Pretty Little Liars. D: O livro parece legal e, somando à capa bonita e ao fato de falar sobre pressão dos pais sobre os filhos (minha mãe me enche o saco), então está na minha lista de leitura!

    www.fasciniosliterarios.com.br

    ResponderExcluir
  27. Oii
    Kkkkkkk Eu não tinha percebido o quanto ela parece com a Reese! Eu acho a capa linda, mas se ela não é muito condizente... Eu quero muito ler esse livro, também me identifico com o drama (mas eu nunca me apaixonei por um professor não!!), assim como você, sempre recebi muita pressão em casa. Minha mãe é professora e meu irmão mais velho sempre foi tido como muito inteligente, desde pequena fui cobrada na escola, em casa, na rua... Queriam que eu fosse como eles, e sempre houve comparações. E não é fácil viver assim, você se sente preso, sem encontrar seu caminho. Quero muito ler esse livro para ver como a personagem lida com tudo isso!
    Beijos

    ResponderExcluir
  28. Eu adoro esse assunto aluno/professor e a combinação com o formato de carta me fez amar mais ainda, li poucos livros nesse formato e no começo achei que não ia gostar mas eu amei. Eu acho que a verdade sobre nós parece ser um livro lindo e com ctz eu gostaria de lê-lo

    ResponderExcluir
  29. Também acho a moça da capa a cara da atriz haha
    Eu não me interessei muito por esse livro, tinha até uma vontadezinha.
    Quem sabe um dia ela volte. rs

    ResponderExcluir
  30. Confesso que achei a capa meio sem tempero, Kel. Mas a história parece ser um clichêzinho diferenciado, sabe? Se é que isso é possível.
    Se apaixonar por um professor é complicaaaado, ainda mais sendo tão nova assim. Bom, gostei da história e leria o livro.

    ResponderExcluir
  31. Achei bontia a capa mas n me interessei mto! Nunca tinha visto professor e aluna juntos, só em filme! Acho mto estranho!

    ResponderExcluir
  32. Oi Kel, também não curti muito a capa não. Parece ser um livro bem leve para ler, e já vi vários filmes com essas histórias de alunas se apaixonarem por professores mas nunca vi em livro. Não conhecia esse livro e não sei se leria. Beijos

    ResponderExcluir
  33. Kel,
    Realmente a menina na capa parece com a atriz Reese mesmo, também não concordo muito com essa pressão feita por muitos pais sobre algumas decisões que os filhos deveriam tomar por si, adoro livros que são escritos como se fosse cartas, a história de Maddie e Bennet deve ter muitos conflitos por ele ser mais velho e outras coisas mais que ela vai descobrindo por ser uma adolescente ainda.
    Beijos,
    @ninh@
    Blog Detalhe Feminino
    http://detalhefeminino.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  34. Também não gostei da capa desse livro, aliás ela me afastou porque passa a impressão de um romance bem bobinho. Parece uma leitura fofa, mas não muito interessante - tenho lido vários personagens adolescentes bem complexos, e a desse livro não parece ser assim, né?

    www.blogsemserifa.com

    ResponderExcluir
  35. Oi eu queria uns livros parecidos com esse, vc sabe de algum? Sem ser métrica pq eu já li, ou pode ser de amor impossível!

    ResponderExcluir

Obrigada pela visita!
Todos os comentários deixados aqui serão carinhosamente retribuídos.
Para isso, basta deixar o endereço do seu blog!
Mas antes de comentar, lembre-se de que esse post foi feito
com muito carinho, então, se vai comentar
"oi, fiz postagem nova, me visita" ou fazer um comentário
apenas de divulgação, este não será aceito.
Obrigada pela compreensão!
Já está seguindo o blog no Google Friends? Então não perca tempo!