# Resenha 126 // A Vida Secreta das Abelhas

Oi galeraaann, como vocês estão?

Comigo está tudo certinho. Uma boa notícia: concertei o feed! Então agora vocês podem receber os posts do blog no email, o que facilita quem está participando do Top Comentarista. Hoje é dia de resenha de um livro muito bonito que entre vários outros temas, aborda as questões raciais em um Estados Unidos marcado pela segregação. Quem quer conhecer A Vida Secreta das Abelhas?

Título: A Vida Secreta das Abelhas
Autor: Sue Monk Kidd
Editora: Paralela
Páginas:  232
Livro cedido em parceria com a editora






Sinopse: O mundo de Lily, uma menina de 14 anos, é marcado pela dor e pela morte de sua mãe. Diante de um momento crítico, em que a única pessoa que lhe resta está em perigo, que Lily vai iniciar sua aventura, uma experiência que a abrirá finalmente para o amor. Um romance sobre o autoconhecimento, no qual a solidariedade humana é a abelha rainha que congrega todos os corações a sua volta.


Lily é uma adolescente que perdeu a mãe muito cedo e vive com o pai. T Ray, como ele gosta de ser chamado, é um pai que não faz absolutamente nada pela filha, pelo contrário, está sempre pronto para humilhá-la ou castigá-la. Sobra na vida de Lily a babá, Rosaleen, uma negra que não leva desaforo para casa. Em meio a uma sociedade marcada pelo racismo, Lily mostra, contrariando todas as regras daquela época, que uma menina branca pode encontrar o seu lar em uma casa de mulheres negras.

Sabe aqueles livros que você nem sabe por onde começa a resenhar? Pois é, estou diante deste grande problema. Vocês ficariam satisfeitos se eu apenas disser: o livro é perfeito: LEIAM? Não né =P Eu não faria isso com vocês. Vamos encarar o desafio!

A Vida Secreta das Abelhas é ambientado nos Estados Unidos da década de 60. Então, sim, vocês irão encontrar muito dos costumes da época, especialmente o lado político. Candidatos, preparação para a votação e, claro, o problema racial.

Foi uma grande revelação: não o fato de eu ser branca, mas o fato de jane talvez não me querer ali por causa da cor da minha pele. eu não achava que era possível rejeitar uma pessoa por ser branca.

Cansada do descaso do pai, Lily foge em uma tentativa de descobrir mais sobre sua mãe e sobre si mesmo. Ela acaba crescendo e amadurecendo diante de toda a realidade que vivencia. É como se ela finalmente começasse a enxergar as coisas como de fato são. Claro que nesta caminhada existem decepções, esclarecimentos, novas amizades... tudo narrado de uma forma muito simples e direta. A linguagem do livro é certeira: carregada de emoções, mas com toda a sinceridade de uma criança.

Nossa senhora não é um negocio mágico existente por ai como se fosse uma fada madrinha. Não é a estátua que você vê na nossa sala. Ela está dentro de você, entendeu o que eu estou falando?

Escondo uma preferencia pelo narrador criança/adolescente, admito. Então, é claro que eu adorei a narrativa pelos olhos da Lily. A autora transmite com grande propriedade todos os medos e desejos da menina. E Lily não é a única que se destaca na história. Os personagens do livro são predominantemente femininos. Ainda que diferentes umas das outras, todas são fortes e decididas. Adorei as irmãs Boatwright, uma família de negras que faz cultivo de mel em sua fazenda. Elas são a prova viva

A fé também está enraizada no livro. Ainda que uma fé própria que mistura várias religiões em uma só, é bonito "ver" as mulheres serem devotas de Nossa Senhora das Correntes, uma santa negra e protetora daqueles que sofrem algum tipo de repressão, como os negros.





Este não é um livro como qualquer outro. Não consigo identificar um gênero bem definido para ele. Uma coisa é certa, em A Vida Secreta das Abelhas o leitor encontra drama, romance, cenas engraçadas. Amamos e odiamos personagens, choramos e reavaliamos conceitos. O livro é edificante em vários sentidos. E é doce! Como é doce. Tão doce quanto o mel das abelhas cultivadas na fazenda de August. A pureza das palavras alinhada com todos os choques de realidade, cativam o leitor. Claro que  no livro existem partes cruéis onde percebemos a maldade do homem que quer ser superior levando em consideração a cor de sua pele. Fica a mensagem sobre a força da mulher negra que luta, que batalha pelos seus direitos, que quer ser independente.


Quem acompanha o blog sabe que não sou dessas leitoras que imaginam playlists para os livros, exceto, claro, quando o autor dá aquela ajudinha básica =P. Mas, A Vida Secreta das Abelhas me lembrou muito a musica A Carne que tem como refrão: "a carne mais barata do mercado é a carne negra". Prestem bem atenção na letra. É super forte.

Queria poder dizer que o preconceito com os negros, do jeito tão baixo como é tratado no livro, já não existe mais. Mas, infelizmente eu estaria mentindo. O preconceito existe e às vezes é muito mais frequente do que podemos imaginar. Espero que A Vida Secreta das Abelhas inspire muitas pessoas a lutarem contra esse grande mal, essa grande "idealização" de superioridade que atinge a sociedade.




AH, e antes que eu me despeça, não poderia deixar de ressaltar que este livro tem sua adaptação cinematográfica. O filme (mesmo nome do livro) foi lançado em 2008, produzido pelo Will Smith e estrelado pela Dakota Fanning.






48 comentários:

  1. Oi Kel

    Não poderia começar esse comentário se te elogiar por essa resenha linda. Fiquei encantada com as suas palavras, logo já imagino o que um livro que despertou tantos sentimentos em você, pode fazer com meu coração.
    Eu não sabia que o filme era uma adaptação e eu já estava pronta para assisti-lo, mas agora deixarei de lado e tentarei ler o livro primeiro.

    Beijos
    Mundo de Papel

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ohhh, muito obrigada, Caline. Eu que fico toda emocionada quando vejo um elogio de vcs =)

      Excluir
  2. Oi Kel!
    Q linda resenha, o livro parece ser bem emocionante, pela sua resenha deu p sentir,
    acrescentei na minha listinha p ler, nem sabia da existência do filme tb, e não conhecia esta música que você psotou tb, agora quero tudo, ler o livro p ver se tem a ver com a música emsmo e ver o filme hahahah!

    Bjos!
    Aline Praça
    www.leituravipblog.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O livro é lindo, Aline. Vale muito a pena. E ele é curtinho, então dá pra ler bem rápido

      Excluir
  3. Nossa, esse livro realmente parece ser incrível!
    Eu não conhecia, mas fiquei super com vontade de ler...
    Adorei a dica!
    Beijinhos
    Rizia - Livroterapias

    ResponderExcluir
  4. Oi Kel, tudo bem?

    Eu já assisti ao filme e gostei muito, tenho certeza de que vou curtir o livro. Mas, ao mesmo tempo, estou receoso. Li A Invenção das Asas da autora e decepcionei-me bastante, vamos ver... Beijos!

    http://euvivolendo.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Gabriel, pretendo ver o filme. Ainda não dei uma olhada no netflix pra saber se tem por lá. Não gostou de A Invenção? =( Tava afim de ler esse tb

      Excluir
  5. Oie..
    Que resenha mais linda...Adorei, voce me passou um sentimento muito verdadeiro referente ao livro!

    ResponderExcluir
  6. Adorei a resenha. Livros que tratam de assuntos como esse e que tocam a nossa alma, são os melhores. E a única palavra que nos vem á mente é: MARAVILHOSO!

    ResponderExcluir
  7. Amei, amei, amei! Preciso ler e preciso ver o filme! rsrs

    beeeijos,
    Miss Sainha

    ResponderExcluir
  8. Em primeiro lugar quero te dar os meus parabéns pela ótima resenha. Adorei! Em segundo, quero dizer que preciso muito ler esse livro. Eu assisti o filme e é um dos melhores que já vi. E como o livro sempre supera o filme com certeza deve ser perfeito.

    Blog Prefácio

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ahhh vcs tão fazendo eu ficar morrendo de vontade de ver esse filme!!!

      Excluir
  9. Adorei a resenha !
    Não conhecia esse livro, mas pela sua resenha que lê-lo logo !
    Beijos !!
    http://adventure-of-two-girls.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  10. Oiee

    Já li esse livro e amei ele , super recomendo a leitura, adorei saber mais sobre as abelhas e claro a familia das irmãs Boatwright é demais !!! Louca para ver o filme :)

    Beijos

    www.livrosechocolatequente.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. as irmãs são demais. Me apaixonei por elas

      Excluir
  11. Oi Keeel!
    Não conhecia o livro e nãããão sei se irei conferir agora. mas a dica está anotada.
    afinal, quem não gosta de uma leitura de época e doce?! Estou tão acostumada com livros de época pesados... cheio de injustiças e tristezas...!
    Fiquei super curiosa!

    Um beeijo Lara.
    Blog Meus Mundos no Mundo | | Página Coração Furta-Cor

    ResponderExcluir
  12. Kel sua resenha ficou fantástica e fiquei louca para ler. Tenho o filme e já vi algumas vezes. Ele é forte e lindo. Parabéns pela leitura, resenha e incentivo.
    O preconceito realmente é uma praga que vence o tempo =( infelizmente. Tenho esperança de quem um dia isso mude!!!
    Beijos

    Leituras, vida e paixões!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é. E pensar que recentemente tiveram todos aqueles escândalos de racismo envolvendo a torcedora do grêmio e o jogador de futebol

      Excluir
  13. Oi Kel,
    Eu amei a resenha! Não conhecia esse livro, mas minha nossa, parece mesmo ser muito emocionante. Ver o amadurecimento de um personagem é uma coisa muito legal, pois de uma forma ou de outra, sempre nos ajuda.
    Beijão
    http://thamirisdondossola.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  14. Oii Kel, tudo bem? Como sempre eu adorei a resenha! Nunca havia lido nada da autora, e a sinopse me chamou muito atenção! Me lembrou muito um filme que eu já havia olhado.
    E quando você colocou no final que o livro também tem filme, me dei conta que é o mesmo! hehehe
    Eu lembro que gostei bastante do filme, achei muito emocionante e profundo!
    Eu odeio o preconceito com qualquer coisa, e fico triste quando presencio ainda, nos dias de hoje cenas de preconceito, com raça, cor, religião.... Depois de tanto tempo, ainda não evoluímos nosso pensamento?

    Acho que vou amar o livro! Obrigada pela indicação!
    Beijos!
    http://traduzindo-sonhos.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. preconceito é uma vergonha mesmo, mas infelizmente, muitas vezes está enraizado =(

      Excluir
  15. Ainda não conhecia o livro, parece ser muuuito bom!!
    www.s2nopiquedamoda.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  16. Gostei da resenha Kel. Realmente o livro parece ser ótimo. Fiquei bastante interessada na história. Beijo!

    www.newsnessa.com

    ResponderExcluir
  17. Oi Kel! Adorei a indicação do livro e vou levar a frente, assim que puder vou adquiri o livro. Amei saber que se passa na década de 60 adoro livros ambientados fora dos dias atuais ^^ amo romances assim!

    Beijos Joi Cardoso
    Estante Diagonal

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. siiim. tb li poucos livros que se passam nessa época. Normalmente ou são no inicio do seculo, ou mais atuais

      Excluir
  18. Eu já vi o filme e chorei, me emocionei, ri, me apaixonei pelas personagens. E caramba, pelo que você falou o livro é muito melhor que o filme (ô novidade rs). Eu hoje tô meio chorosa, só pelo que você falou dessa luta contra esse preconceito meus olhos encheram d'água. Eu preciso ler esse livro, urgentemente.

    ResponderExcluir
  19. Oi Kel, a capa não tinha me chamado muito a atenção, mas agora, conhecendo s história, estou morrendo de vontade de ler! O livro parece abordar temas pesados de uma forma em que a leitura flui, gosto de livros assim. Além disso, eu amo a Paralela!!! :)

    Beijos,

    Mari
    cantinhodeleituradamari.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O livro é lindo, Mari. Vc vai se emocionar.

      Excluir
  20. Ei Raquel,
    Parece bom. Na vdd foi tão bom que vc até favoritou. Gosto de livros que abordam esses assuntos, ler sobre isso e sentir o drama e as angustias das personagens é ótimo, soou meio estranho mas acho que vc me entendeu rsrs. Tbm gosto de histórias tristes. =P
    Vou procurar o filme, ainda mais que tem a Dakota, acho ela uma excelente atriz.

    Abs...

    ResponderExcluir
  21. otima resenha Kel.... tem dias que vc acorda inspirada mulher... ainda bem que vc desistiu do "livro muito bom. LEIAM!" tanto em falar do livro como do tema tratado no mesmo vc arrazou""" sempre vejo alguem falar sobre esse livro e tenho muita vontade ler... acho a ideia de uma criança narrando algo tão complicado e forte... principalemte nessa epoca algo bem interessante.. tambem acho a segregação racial ( ou de qualquer outro tipo) algo muito incompreensivel como tb acho incompreensivel o fato de nunca ter lido esse livro ainda... antes de ir... que musica é essa? top.... e mais um vez parabens pela resenha. fico a cada dia mais fã do por uma boa leitura

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. não é? huahuahau mas será que vcs iam confiar em mim se eu falasse só isso? =P

      Excluir
  22. Oi Kel...
    a resenha me lembrou um outro livro: Pequena Abelha.
    Parece que abordam os temas parecidos e apaixonantes (e sérios).
    Bela indicação !
    Vou procurar o filme e baixar também!

    Beijinhos
    Sou eu... Pri!

    ResponderExcluir
  23. Oieee
    Não fazia ideia de que o livro era tão bom assim,quando vi o título achei que abordava um assunto totalmente diferente e que não ia gostar da história,isso é o que dá julgar um livro pelo nome e capa.O enredo deve ser muito envolvente e essa questão de superioridade racial é mesmo horrível,sou meio indecisa quando se trata de narração feita por crianças em alguns casos amo e em outros adoro,mas como nessa obra isso é o que torna a leitura ainda mais emocionante acho que vou gostar.
    beijos

    ResponderExcluir
  24. Confesso que não gostei dessa capa, mas adorei esse enredo, claro não passaria na frente de outros livros, mas com o tempo eu leria .

    ResponderExcluir
  25. Sou louca pra ler este livro, ainda mais depois da sua resenha! Abraço!
    caixinhadadea.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  26. Oi Kel, já tinha assistido o filme há um tempo e não sabia que era uma adaptação, isso explica um pouco como fiquei perdida no final do filme sem entender uma cena. Eu gostei do filme e fiquei com bastante vontade de ler o livro. Beijos

    ResponderExcluir
  27. Tantas resenhas boas sobre este livro só me fazem cada vez mais interessada em lê-lo. Ahh e em ver o filme também.

    Beijos.

    http://livrosleituraseafins.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  28. Olá Kel..
    Nunca tinha ouvido falar e fiquei super curiosa pra ler e ver o filme.. E nunca li nada desse estilo acho.. Preciso conferir!

    http://foreverabookaholic.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  29. Olá Kel,
    fico imaginando como um pai pode tratar a propria filha com humilhação e descaso.
    Durante toda resenha fiquei me perguntando pq o nome do livro até q vc disse do cultivo de abelhas e produção de mel.
    É muito legal quando a gente vê a evolução dos personagens, mesmo q com mt sofrimento.
    Super Abraço, Victor Rosa

    ResponderExcluir
  30. Oi Kel
    Eu não sei por que, mas as capas dos livros da Sue sempre me chamam a atenção.
    Preconceito, apesar de já ser um tema muito abordado é sempre bom ressaltar.
    Boa resenha.

    ResponderExcluir
  31. Que resenha linda! não conhecia esse livro, mas gostei tanto da sua resenha que resolvi procurar mais sobre ele, gostei da capa também é linda! só vou ver o filme depois de ler, não gosto muito de assistir primeiro.

    ResponderExcluir
  32. Kel,
    Amei sua descrição sobre do livro aposto que a história é lindíssima, mesmo mostrando as dificuldades da vida, preconceitos e outras coisas mais que ocorre com Lily.
    Beijos,
    @ninh@
    http://detalhefeminino.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  33. Eu assisti o filme baseado nesse livro, ele é fantástico, tão repleto de emoções, a realidade daquele época, anseio, preconceitos, lutas e tudo mais... eu amei e vendo sua resenha, percebo que o livro é mais profundo que o filme e com certeza vai me fazer refleitr e me emocionar... Parabéns pela resenha,ficou exceletene...Quero muito ler o livro...

    bjs

    ResponderExcluir
  34. Oiii
    Eu estou louca pra assistir o filme, assim como para ler o livro. Então, como eu disse na postagem de 12 anos de escravidão, eu me interesso bastante pelo tema escravidão, e esse livro aborda a realidade negra de uma determinada época. Amo a premissa dele, ele parece ser um livro forte e gentil, ao mesmo tempo. Sei que tem um balanceamento de emoções que tocam a gente. Espero ler em breve!
    Beijos

    ResponderExcluir

Obrigada pela visita!
Todos os comentários deixados aqui serão carinhosamente retribuídos.
Para isso, basta deixar o endereço do seu blog!
Mas antes de comentar, lembre-se de que esse post foi feito
com muito carinho, então, se vai comentar
"oi, fiz postagem nova, me visita" ou fazer um comentário
apenas de divulgação, este não será aceito.
Obrigada pela compreensão!
Já está seguindo o blog no Google Friends? Então não perca tempo!