# Resenha 116 // As Duas Faces de Janeiro

Oi, pessoal, tudo bem?

Que segunda- feira preguiçosa essa! Aqui no Rio tá aquele friozinho, sabe? Aquele tempo que só dá vontade de ficar lendo e comendo um chocolate, sabe? Pena que eu trabalho e estou de dieta huahuahuahua. Mas já estou em casa e preparada para contar as minhas impressões sobre o livro As Duas Faces de Janeiro.

Bora?

Título: As Duas Faces de Janeiro // The two faces of January
Autor: Patricia Highsmith
Editora: Benvirá
Páginas: 318
Livro cedido em parceria com a editora





Sinopse: 'As duas faces de janeiro' é um dos romances mais simbólicos de Patrícia Highsmith. Reunindo à intriga policial motivos psicanalíticos e referências mitológicas, a autora tece uma fábula tensa e sombria sobre os dilemas do ser humano, aprisionado nos labirintos indecifráveis entre a vida e a morte. No final de sua estadia na Europa, o jovem Rydal Keener encontra um casal de turistas que apresenta uma inquietante semelhança com duas figuras familiares - seu pai e a moça por quem Rydal se apaixonara perdidamente, aos 15 anos. Mesmo sabendo que o homem que lhe recorda o pai é um estelionatário procurado pela polícia dos Estados Unidos, o rapaz se deixa envolver numa trama perigosa. E agora tem a chance de ajustar contas com o passado, desde que enfrente a face muito mais sangrenta do presente.

Neste livro conhecemos o casal Chester e Collette, dois americanos que estão na Grécia. Chester é um estelionatário que possui diversas identidades e contas bancarias. Colette é mais jovem, bonita, também trocou de identidade em busca de um recomeço. Certos de que estão fora do alcance das autoridades, eles aproveitam um hotel grego quando um policial os aborda. Agindo de forma impensada, Chester acaba matando o homem e é nesse momento em que sua vida se cruza com a de Rydal e toda a história começa.

Duas faces de Janeiro tem um enredo que fala sobre múltiplas identidades, como o próprio título sugere. Logo no inicio do livro a autora relembra o mito de Jano, o deus romano que tem duas faces. E assim são os personagens. Alguns mais, outros menos, mas todos eles vivem uma vida de diversos lados. Seja Chester e suas mil e uma identidades falsas, seja a sua esposa que também não é quem diz ser. Ou seja através de Rydal, um jovem obcecado que em um primeiro momento nos é revelado bem pouco sobre seu passado.



Um destaque é a ambientação. O livro se passa na Grécia e são citados vários pontos turísticos que nos deixam babando. Não há muita descrição dos locais, mas não vejo isso como um fator negativo. Para um livro de suspense, acho que o foco deve ser mais nas ações que no entorno da cena. Mas ainda assim, adorei poder viajar para a Grécia através desta leitura. 

Narrado em terceira pessoa, o livro é inteligente e a escrita da autora é fácil e fluida. Porém senti que faltou algo. O livro promete ser um thriller psicológico de tirar o folego, mas está mais para um suspense  leve. Os momentos ápices da leitura são espaçados e não conseguiram me envolver a ponto de me deixar tensa ou ansiosa, que é como eu me sinto ao ler um thriller. Para completar, senti que a autora deu uma enrolada em alguns pontos. Ainda que 300 páginas sejam rápidas de serem lidas, pelo menos umas 50 não fariam muita diferença. Entendo que o personagem principal é um estelionatário que foge da policia, mas, em nome de uma trama mais emocionante, eu cortaria certas partes desnecessárias.



Mas se por um lado o livro me decepcionou na abordagem do gênero, os personagens me surpreenderam. A autora conseguiu moldá-los de forma surpreendente. Todos os personagens sofrem com algum tipo de conflito. Gostei especialmente do Rydal. Ele se torna totalmente fixado pelo casal Chester e Colette. Rydal é com certeza o mais intrigante da história.

O romance da autora Patricia Highsmith está sendo adaptado para o cinema e foi lançado em maio no Reino Unido. Assisti ao trailer e, sinceramente, achei que teve mais emoção que o livro. O longa é estrelado pela Kirsten Dunst (Homem Aranha) e por Viggo Mortensen (Senhor dos Anéis).

Quem quiser conferir o trailer...





33 comentários:

  1. Olá Raquel,

    Esse é mais um livro que fico conhecendo aqui no seu blog, achei bem interessante, apesar dos pontos negativos....abraços.

    devoradordeletras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  2. Oi Raquel!!
    Eu amo suspense e achei a trama desse bem legal, interessante também viajar para Grécia com eles ^^
    Uma pena que a leitura não foi tão envolvente para te deixar ansiosa, mas mesmo assim eu o leria, fiquei curiosa =)
    Um beijão

    Lara - Magia Literária
    http://www.magialiteraria.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nossa, a ambientação na Grécia é de tirar o folego. Com certeza foi o ponto alto do livro

      Excluir
  3. Oi Kel!!

    Então, eu fiquei meio dividida. Em momentos da resenha achei que o livro pode ser interessante, em outros não... rs
    Não havia ouvido falar no livro e se tiver oportunidade, acho que vou ler sim... rs

    Beijos,

    Marcelle
    www.bestherapy.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Marcelle,

      É a melhor coisa =) Leia e veja o que vc acha. Vai que vc curte? =P

      Excluir
  4. Não conhecia o livro e devo confessar que me interessei muito mais pelo filme hehehe
    Será que esse vai ser mais um dos poucos casos onde o filme é melhor que o livro? Vamos descobrir isso em!

    Abraço,
    Diego de França

    Aguardo sua visita ;-)
    Leitor Sagaz

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é. O trailer é muito bom, né? Tb chamou a minha atenção

      Excluir
  5. Oi Raquel.
    Não conhecia o livro, e meio que não faz o meu gênero rs.
    Mas achei a capa bem misteriosa e sua resenha ficou ótima.
    Resenha #157 - Amante Vingado - Irmandade da Adaga Negra, Livro 7 - J. R. Ward.
    Confere lá!
    http://manuscritodecabeceira.blogspot.com.br
    Bjs.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A capa é super misteriosa. Achei mt bonita

      beijos
      Kel
      www.porumaboaleitura.com.br

      Excluir
  6. Ei Raquel,
    Detesto quando a sinopse engana legal. Tava lendo um aqui que de acordo com a sinopse era ótimo, mas...
    Uma pena esse ter decepcionado. Ainda não tinha ouvido falar dele.

    Abs...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois éé. Mas vai ver vc curte... eu achei que faltou um pouco

      Excluir
  7. Olá,
    Primeira resenha que leio sobre o livro, estava curiosa.. porque estou ansiosa para o filme.. amo a Kirsten ♥

    bjs
    Nana - Obsession Valley

    ResponderExcluir
  8. Não conhecia o livro e nem o filme (E olha que sempre fico de olho nos papéis do ator Viggo Mortensen), não sei bem se livros de suspense (mesmo que seja mais amenos como você mesmo falou na resenha) são o que procuro agora, mas com certeza darei uma chance ao livro mais a frente :)

    Beijos
    www.passaporteliterario.com

    ResponderExcluir
  9. Oi, Kel! Tudo bem?
    Suspirei aqui pelo livro se passar na Grécia, é um dos países que eu tenho muita vontade de conhecer! Me interessei pela história, mas por conta dos pontos negativos acho que vou ficar só no "ver o filme" rs Mas parabéns pela resenha!
    Beijos e seguindo! Adorei aqui!

    bibliophiliarium.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. eu tb morro de vontade de conhecer a Grécia. Minha prima passou a lua de mel lá. Só fiquei babando nas fotos =P

      Excluir
  10. Com certeza o trailer do filme me deixou mais curiosa do que o enredo que você falou do livro. rs Apesar que fiquei bem curiosa principalmente por causa de onde é ambientado, a Grécia, nunca li nada que se passar lá. E deve ser ótimo viajar. Pena que a história não foi daquelas que tirar o fôlego, como estamos acostumados nos livros do gênero.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. é curioso ler um livro que se passa fora do eixo Europa/ EUA. Neste sentido, vale a pena =)

      Excluir
  11. Parece ser legal, e gosto de livros tipo suspense leve, apesar de tudo.
    Vou procurar saber mais e quem sabe acabo adicionando ele a minha lista.
    Agora ao filme, vou procurar ele para assistir kkkkk

    Abraços
    Vivi

    ResponderExcluir
  12. Oiee

    Gostei muito da sua resenha :) Não sei se leria o livro pois não gosto muito de livros de suspenses mas com certeza me interessei para ver o filme.

    Beijos

    www.livrosechocolatequente.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. ahh, mas um suspense as vezes cai bem. Talvez vc fosse gostar desse livro Dre, pq o suspense é "mais leve" que muitos outros livros do genero.

      Excluir
  13. Este elencooo...sou apaixonada!

    Como sempre amei sua sinceridade na resenha Kel mas fiquei meia assim, leio? ou vejo apenas o filme? Ahhh vou tentar fazer os dois! Depois conversamos sobre o que eu achei, espero me surpreender.

    Beijos Joi Cardoso
    Estante Diagonal

    ResponderExcluir
  14. Não conhecia o livro, mas adorei o enredo, e amei essa capa, apesar de vc não ter gostado muito, eu adoraria ler .

    ResponderExcluir
  15. Kel confesso que não gostei da capa e o enredo do livro não despertou minha curiosidade. Mas gostei de saber sua opinião e sua resenha ficou muito bem escrita.
    Além da foto que como sempre estão ótimas!!!

    Leituras, vida e paixões!!!!!!

    ResponderExcluir
  16. Olá Kel, diferente da Aline eu adorei a capa e achei o significado do título muito fantástico. O fato do triller n ser tão foorte me lembrou um pouco É melhor não saber, q é bem leve porém não perde tanto a emoção.
    Muito boa a resenha e já quero assistir ao filme :o
    Super Abraço!!

    ResponderExcluir
  17. Ola td bem? To com a Aline,. Nao curti muito a capa.. Mas vou conferir o filme e se eu gostar lerei o livro..
    http://foreverabookaholic.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  18. Oie...
    As capas dos livros sempre me fascinam, e não foi diferente com este lindinho aqui.
    Gostei bastante e ainda não conhecia a autora.
    E eu já irei fazer o contrário, vou procurar o livro para ler e, aí sim, se eu gostar vou procurar o filme. Sempre fiz assim e acho bem melhor. Fiquei com vontade de ler o livro.

    ResponderExcluir
  19. Oi Kel, não me interessei muito pelo livro e não curti muito o trailer também, é o tipo de livro que eu ia boiar muito e não curtir nem um pouco. Beijos

    ResponderExcluir
  20. Oi, Kel!
    Achei a capa bem parecida com Feios, quando olhei rápido jurei que era o mesmo livro.
    Nunca tinha ouvido falar do livro, do autor ou muito menos do filme, e fiquei embasbacada com isso!
    Parece ser um filme muito bom, e pelo pouco que eu vi nessa postagem acho que é daquelas histórias cujo filme acaba sendo melhor do que o livro...

    ResponderExcluir

Obrigada pela visita!
Todos os comentários deixados aqui serão carinhosamente retribuídos.
Para isso, basta deixar o endereço do seu blog!
Mas antes de comentar, lembre-se de que esse post foi feito
com muito carinho, então, se vai comentar
"oi, fiz postagem nova, me visita" ou fazer um comentário
apenas de divulgação, este não será aceito.
Obrigada pela compreensão!
Já está seguindo o blog no Google Friends? Então não perca tempo!