07 julho 2014

# Resenha 110 // Despertar - A Bandeja

Ei, galera, tudo bem?

Comigo está tudo certinho. Hoje vamos de mais uma resenha. Saí de um livro com uma pegada mais hot  e embarquei em uma leitura que me surpreendeu muito. Em meio a tanto erotismo barato, não é sempre que conseguimos ler um livro que é permeado pelo amor e pela presença de Deus.

Titulo: Despertar – A Bandeja (Livro 01)
Autora: Lycia Barros
Editora: Arqueiro
Páginas: 240
Livro cedido em parceria com a editora



Sinopse: A bandeja conta a história de Angelina, jovem de 19 anos, que ao entrar para a universidade, inicia um apaixonado envolvimento amoroso com um de seus professores, Alderico - mais conhecido por Rico. Por conta de toda a avassaladora e descontrolada paixão que envolve esse relacionamento, Angelina começa a viver somente para Rico, colocando seus estudos, seus amigos, sua família, sua religião e até mesmo a si própria em segundo plano. Angelina é evangélica por tradição familiar e não exatamente por convicção religiosa. Porém, inesperadamente, tem um estranho sonho, cujas revelações possuem um forte e marcante significado, que ela somente conseguirá compreenderá mais tarde. Quando, no momento certo, a grande verdade lhe é revelada, ela finalmente compreende o que significa o amor de Deus em sua vida.

A Bandeja nos conta a história de Angelina, uma menina de 18 anos que mora na região serrana do Rio de Janeiro e que passou a faculdade na capital. Criada em uma família religiosa, Angelina fica bem apreensiva com relação a mudança de cidade. Para cursar Letras, ela terá que morar numa república. E é na nova faculdade que ela conhece um jovem lindo e sedutor que vai mexer com o seu juízo. 

O livro é descontraído e divertido, mas sem deixar de lado a ideia de que devemos amar e confiar em Deus. Angelina vai despertar a identificação de muita gente? Quem nunca teve um amor onde se via totalmente dependente daquela pessoa? Todo mundo já passou por isso e ela não é diferente. Angelina ama sem limites e, claro, nem sempre isso acaba bem =P Minha identificação com a personagem se deu, principalmente, no que diz respeito a ida a faculdade. Minha mãe foi mestra em tentar me colocar terror. Dizia que a PUC não era lugar para mim, que eu não ia gostar das pessoas, que lá só teria pessoas metidas que não iam querer fazer amizade comigo porque eu não era do Leblon. 

A autora conseguiu explorar bem as questões sobre o que é certo e o que é errado dentro do universo de descobertas da juventude sem fazer um juízo de valor.



Ainda que eu não professe a mesma religião que a protagonista do livro, sou cristã (católica apostólica romana) e busco sempre ter Deus em minha vida. Acredito que as coisas acontecem não no nosso tempo, mas no tempo Dele. Quem espera e confia, nunca se arrepende. 

Uma coisa interessante do livro é que ele nos mostra que é possível conciliar uma vida voltada para Deus, sem deixar de fazer o que os jovens gostam de fazer: sair, ir para cachoeira, se divertir. O Papa Francisco, quando veio aqui ao Rio de Janeiro no ano passado falou algo muito bonito que se assemelha bastante ao que o livro da Lycia nos passa: “Na cultura do provisório, do relativo, muitos pregam que o importante é ‘curtir’ o momento, que não vale a pena se comprometer por toda a vida, fazer escolhas definitivas ‘para sempre’, uma vez que não se sabe o que nos reserva o amanhã. Nisso peço que se rebelem: que se rebelem contra a cultura do provisório, a qual, no fundo, crê que vocês não são capazes de assumir responsabilidades, que não são capazes de amar de verdade. Eu tenho confiança em vocês, jovens, e rezo por vocês. Tenham a coragem de ‘ir contra a corrente’. E também tenham a coragem de ser felizes!” 




Não pensem que esse é apenas um romance religioso. O livro fala de primeiro amor, de superação e de confiança. A história mostra personagens com virtudes e defeitos, o que faz deles totalmente próximos da realidade. Cada um deles vai evoluindo ao longo da trama. A Bandeja nos mostra que não devemos julgar as pessoas e a sensação ao encerrar a leitura é de pura paz de espírito. Devo destacar também as reviravoltas do livro, que deixam o conteúdo ainda mais atrativo.

Mesmo assim, algumas coisas me incomodaram, achei os capítulos longos demais, mas a leitura é rápida e a escrita da autora é envolvente. Em alguns momentos senti que a Lycia acabou se perdendo um pouco, mas nada que chegasse a comprometer. O livro foi uma grande surpresa. Gostei do livro justamente pela proposta que ele apresenta. Como falei antes de começar a resenha, em meio a esta febre de romances hots, mulheres objetos e submissas, badboys imbecis que todas suspiram, ler algo que prega o amor de Deus, que reflete sobre uma vida de conversão, voltada aos ideais cristãos, é, sem dúvidas, uma ideia maravilhosa. A Bandeja é um grande nadar contra a corrente que funciona do inicio ao fim. 

Esse livro está sendo relançado pela editora Arqueiro e, sem sombra de dúvidas, sou muito mais a nova capa. A anterior era mais dark, acho que não combinava com a história. A diagramação desta nova edição é satisfatória e as páginas são amareladas.

A Bandeja é o primeiro livro da série, mas, sinceramente, não sei muito o que esperar dos próximos. Mesmos personagens? Algo totalmente diferente? Outros pontos de vista? Será que vai funcionar tão bem quanto esse? Não sei. Isso me deixa um pouco apreensiva.  É esperar para ver...

Recomendo a leitura do livro. Pegue sem preconceitos e deixe-se envolver por essa história tão edificante.




47 comentários

  1. Parece ser muito bom mesmo! Já estou super curiosa pra ler. Adorei sua resenha! ♥
    Um super beijo <3
    docesexpressoes.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  2. Oi Kel,
    Já ouvi falar sobre a Lycia Barros, mas nunca tive oportunidade de ler seus livros.
    Não conhecia a história, mas achei interessante. Por ser um livro atual e com assuntos do cotidiano, mesclando um romance, parece ótimo! Fiquei curiosa! Além disso, essa questão de falar sobre Deus me pareceu bem legal - principalmente porque não fez do livro algo inteiramente religioso.
    Vou procurar pela obra e espero lê-la em breve.
    Beijos,
    Ká Andrade
    http://teens-books.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Ká, falar sobre Deus é sempre válido. Vale a pena dar uma chance para os livros dela.

      Excluir
  3. Nossa, sem brincadeira, estou, no momento, precisando MUITO de um livro como esse. O que você comentou ali, sobre o que o Papa falou, é a mais pura verdade. E, querendo ou não, até os livros nos mostram isso. Viver sem pensar em Deus, pensar na ajuda dele. Achei mais do que digno esse livro, fiquei até surpresa com o tema, nunca imaginei que alguém fosse ter coragem de fazer algo do tipo e, ainda mais, atingir um público em geral. Com certeza fiquei mais do que animada para ler, estou até apostando que será minha próxima compra, porque, como disse, estou precisando dessa perspectiva no momento. Já me apaixonei pela história! E estou ainda mais apaixonada pela capa. Que gracinha! <33

    https://sabetipoassim.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nossa, que bom saber =). Leia o livro e se encante. Vc vai curtir

      Excluir
  4. Oi Kel!! Quando você me disse que aqui no blog tinha uma resenha que eu ia gostar, você acertou em cheio!! Adorei a resenha e o livro parece ser lindo. Concordo com tudo o que você falou e agora estou com vontade de conhecer a história dos personagens. Como você sabe, também sou católica e acredito que a vinda do Papa Francisco (S2) ao Brasil no ano passado foi uma grande festa, tudo o que ele nos disse serve para reflexão, independente da religião!

    Também acho que, em meio aos inúmeros romances hot que invadiram as prateleiras, esse livro parece ser uma ótima pedida!!!

    Obrigada pela indicação!!

    Beijos,

    Mari
    cantinhodeleituradamari.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  5. Ta um livro que tenho vontade de ler, mas ao mesmo tempo foi falar de religião fico com um pé atras, mas to pensando em solicitar pra editora por causa da sua resenha e ver o que eu acho :)
    http://contodeumlivro.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Brubs. Espero que goste da leitura =)

      Excluir
  6. Oi Kel

    Adorei a resenha, não sabia que esse livro tinha um quê de religioso mas gosto de livros assim, vou ler com certeza.

    Beijos

    www.livrosechocolatequente.com.br

    ResponderExcluir
  7. Sempre vejo muitos comentários a respeito da autora, mas nunca tinha lido nada a respeito dos livros dela em si. Fiquei curiosa, mas ao mesmo tempo receosa porque aborda questões de religião. Mas a resenha me deixou curiosa demais, espero ter oportunidade de conhecer o livro, a narrativa da autora, os personagens. ;)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não fica receosa não, Kamilla, não é nada muito doutrinário.

      Excluir
  8. Oi, Kel! Estou bem curiosa quanto a este livro. Já li a trilogia da autora e adorei. Mas acho que a questão religiosa é bem marcante e não está explícita, então pessoas não cristãs não têm a chance de saber sobre isso antes de embarcar na leitura. Como sou cristã, não fiquei incomodada, mas como leitora ficaria por ser tão surpreendida sem aviso anterior.
    Concordo que a escrita da Lycia é envolvente, li a trilogia rapidinho. ♥
    Beijinhos!
    Giulia - Prazer, me chamo Livro

    ResponderExcluir
  9. Adorei a resenha, Kel.
    Esse não é o tipo de livro que chamaria a minha atenção numa livraria, mas gostei do modo como você falou dele.. Acho que leria e me identificaria com Angelina em algum momento.

    Jura que sua cor favorita também é amarelo? *-*

    Beijo grande.

    Thati;
    http://nemteconto.org

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. SIIIMMM. Amo Amarelo. A culpa disso é Power Ranger pq eu adorava a ranger amarela.

      Excluir
  10. Eu já ouvi falar desse livro e tenho muita curiosidade em ler...
    Gostei da resenha
    Beijos
    http://amandastale.blogspot.com

    ResponderExcluir
  11. Estou bem curioso quanto a esse livro. Gostei de ele abordar a mudança de vida da personagem, que vai para capital para estudar em uma universidade.

    David - Leitor Compulsivo (www.leitorcompulsivo.com)

    ResponderExcluir
  12. Que lindo, fiquei muito curiosa pra ler! Realmente, em tempos onde só o que se vê são pornografia e erotismo, uma leitura edificante como essa merece ser compartilhada!

    beeeijos,
    Miss Sainha

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Leeh,

      acho que vc vai curtir esse livro. Vai ser uma ótima leitura.

      Excluir
  13. Kel, meu amor! Tudo bem?
    Te tagueei lá no blog, espero que você responda! Bjos!
    http://www.porumaboaleitura.com.br/
    Ps.: se vc não quiser, desconsidera esse comentário! ;)
    Pps: amei a resenha! Confesso que não achei que o livro fosse tão bom assim!

    ResponderExcluir
  14. Oie! Gostei muito da resenha. Já tinha ouvido falar deste livro, mas não conhecia o enredo e achei bem interessante, os assuntos abordados me deixaram curiosa! Não conhecia a capa antiga, mas gostei bastante desta, simples mas muito bonita.
    beijos ♥
    nuclear--story.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom, Dani. Espero que curta a leitura =)

      Excluir
  15. Oi Raquel!

    Olha sua resenha em impressionou! Eu tenho A Bandeja no meu Kindle e estou louca para ler, mas ainda não tinha uma noção do que esperar, confesso que achei que a história fosse totalmente diferente, melosa e tal, mas pelo visto é um romance singelo, bonito e envolvente!

    Beijos.

    www.daimaginacaoaescrita.com

    ResponderExcluir
  16. Ainda não li esse livro mas suas palavras iniciais me lembraram o que senti ao ler Outono de sonhos da Adriana Brazil. Então só por isso já senti que desejo ler esse livro.
    Kel que resenha maravilhosa, amei as palavras do Papa que vc transcreveu e concordo plenamente. Além disso concordo com seu ponto de vista, parabéns pela leitura e resenha.

    Leituras, vida e paixões!!!

    ResponderExcluir
  17. Oi Kel, tudo bom?
    Nunca li nada da autora, mas sei que muita gente recomenda. É realmente interessante ler um livro que fale sobre o amor a Deus e com uma narrativa diferente do que estamos acostumadas nos livros atuais. Depois quero ler esse livro porque sua resenha me deixou curiosa.
    Realmente capítulos enormes dificultam minha leitura também.
    Beijos!
    http://livrosyviagens.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  18. Oi
    Gostei da resenha, nela eu entendi o que o livro realmente passa, pena que não fiquei com vontade de ler ele.

    momentocrivelli.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  19. Tinha um pouco de receio de ler esse livro, porque li outra série da autora, em que no primeiro livro até que as coisas foram bem, mas nos dois últimos ela forçou muito a barra com a questão religiosa, chegou a me incomodar, por mais que eu ache louvável sempre que um livro fala de Deus. Como você também é de outra religião, acredito que conseguiria ler esse. Essa fala do Papa Francisco é maravilhosa, pena que nem todo mundo a aplica à vida.

    Beijo!

    Ju
    Entre Palcos e Livros

    ResponderExcluir
  20. OI Kel querida, já vi muito o livro pela blogosfera, mas nenhuma resenha tinha esclarecido tão bem o enredo.

    Gostei da dica e espero que consiga ler o livro em breve!

    Beijos Joi Cardoso
    Estante Diagonal

    ResponderExcluir
  21. Simplesmente, eu não acreditava em uma história assim. Pensava, em algo totalmente diferente e vejo que me enganei. Mas, foi excelente ler sua resenha e me tirar dessa visão errônea e digo que fiquei bem interessado no livro. Parabéns pela resenha, está ótima.

    Lucas - Carpe Liber
    http://livrosecontos.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  22. Olá Kel..
    Quando vi a capa esperava algo diferente.. Vou ate dizer q n gosto dessa capa..
    Mas fiquei curiosa pelo livro.. Se der leio e breve..
    http://foreverabookaholic.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  23. New Adults, ai pela capa ele me enganou e muito, muito mesmo. Sua resenha me deixou intrigado, gosto disso

    http://penelopeetelemaco.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  24. Quando olhei a capa pensei que Nicholas Sparks tinha lançado um livro novo, mas não. Confesso, livros que envolvem Deus e religião não os meus favoritos, porque embora o assunto seja abordado de forma leve, ainda acho muito invasivo. Não leria o livro por conter essas questões religiosas, mas tirando isso, acho que o enredo é bem promissor.

    http://www.laoliphant.com.br/

    ResponderExcluir
  25. Oi kel, tudo bem?
    Independentemente de qualquer coisa, preciso dizer: seu texto está super bem escrito, bem argumentado, você tem talento e deveria investir nele, precisava dizer isso antes de comentar.
    Quanto ao livro, eu percebi que a história lhe envolveu muito e que, principalmente, tocou seu coração.
    Adorei o trechinho que colocou do discurso do Papa!!!
    beijinhos.
    cila-leitora voraz
    http://cantinhoparaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  26. Ei Raquel,
    Livro totalmente diferente desses que vemos por aí... Se não me engano tem um outro que é romance mas tem um toque religioso. Acho que é aquele Para Sempre, ou algo parecido. Sei que é daí de fora, teve até filme.
    Não faz tanto meu estilo. Esse eu passo... =)

    Abs...

    ResponderExcluir
  27. Oi, Kel! Tudo bem?
    Eu conheci esse livro antes mesmo de ser relançado pela editora Arqueiro, mas infelizmente ainda não tive a oportunidade de lê-lo (e não é por falta de curiosidade!). Já li muitas críticas positivas a narrativa da autora, a história realmente parece ir "contra a corrente" e acho isso incrível em todos os sentidos possíveis, não só por ser uma história diferente, mas também por abordar um tema que é muito importante para mim. Adorei a resenha e tenho certeza de que também irei gostar dessa história! Bjs
    Jéssica - http://lereincrivel.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  28. oi Kel,
    essa é a primeira resenha que leio do livro, não sabia muito sobre ele antes. Parece ser um bom livro, e realmente, é bem diferente dos tops new adults atuais. Eu não curto muito livros que preguem religião, mas gosto dos que falam de fé e amor incondicional, seja ao próximo ou a Deus, e foi isso que Despertar me pareceu.

    beijos
    http://meumundinhoficticio.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  29. Muito boa a resenha mo! Eu acho que você está dando bastante sorte, porque só tem lido livros interessantes!

    ResponderExcluir
  30. Kel apesar de ter lido somente um livro da autora, ela me conquistou desde o começo.
    Imagino que seja costume dela fazer livros voltado para religião e Deus, o que acho legal, e claro com o foco em superação.
    Esse livro com toda a certeza vai para a minha lista de desejados.

    Abraços
    Vivi

    ResponderExcluir
  31. Oi Kel, tudo bom?
    Sério, eu não imaginava nada, nada disso para o livro. Quando eu leio "A Bandeja" não me desperta vontade de ler mas sua resenha me chamou muita atenção, porque gosto de livros assim. Sou evangélica também, mas não que isso interfira na leitura.
    Adorei e agora preciso ler o quanto antes!
    Beijão
    http://www.sarahmarques.com.br/

    ResponderExcluir
  32. Não tenho interesse em ler esse livro, sei lá ele nunca chamou minha atenção.

    ResponderExcluir
  33. Ola kel, apesar de não ser ligado em religião (acredito em Deus e para mim isso basta) creio que vou gostar e me identificar bastante com o livro, principalmente por conta da faculdade.
    A faculdade que estou indo cursas não é de pessoas ricas e metidas, mas de pessoas extremamente liberais e que seguem um conceito de vida um pouco... exagerado.
    Amei sua resenha
    Super abraço!!

    ResponderExcluir
  34. Oi Kel, não gosto muit de livros e religiosos e tals mas acho que esse é o tipo de livro que eu leria de boa, adoraria ler para distrair um pouco. Prefiro a capa nova também. Beijos

    ResponderExcluir
  35. Oie!
    Também não sou muito ligada em religião. Antes frequentava bastante a congregação, mas agora dei uma parada. Gostei da premissa do livro e pretendo lê-lo. Parece ser um ótimo livro e uma leitura muito agradável, fazendo a gente parar para pensar em alguns aspectos de nossas vidas.

    ResponderExcluir
  36. Oi, Kel!
    Confesso que não sou uma pessoa muito ligada em religião, por isso quando vi esse livro e vi que tinha um cunho religioso o excluí logo das minhas futuras leituras...
    Mas gostei bastante desse trecho com a fala do papa, me fez pensar bastante.

    ResponderExcluir
  37. Eu li ele e realmente é a coisa mais liiiindaa, eu fiquei apaixonada pelo Rico HAHA! e queria ele pra mim!

    byanak.com.br

    ResponderExcluir

Obrigada pela visita!
Todos os comentários deixados aqui serão carinhosamente retribuídos.
Para isso, basta deixar o endereço do seu blog!
Mas antes de comentar, lembre-se de que esse post foi feito
com muito carinho, então, se vai comentar
"oi, fiz postagem nova, me visita" ou fazer um comentário
apenas de divulgação, este não será aceito.
Obrigada pela compreensão!
Já está seguindo o blog no Google Friends? Então não perca tempo!