# Resenha 105 // Dias Perfeitos

Oi, People, tudo bem?

Por aqui tá tudo certinho. Gente, essa semana tá toda doida, né? Amanhã tem jogo do Brasil e eu saio cedo do trabalho, quarta é feriado pq o jogo é aqui no Rio, quinta é feriado (mas eu trabalho, okay -.-) e segunda saio cedo de novo porque tem jogo! Não que eu esteja reclamando, né? =P 

Mas, então hoje é dia de resenha. Ultimamente tenho lido muitos livros de suspenses e thrillers psicológicos, algo que senti muita falta no ano passado. E chegou a vez de ler Dias Perfeitos, um livro nacional, que foi indicação de uma amiga e leitora aqui do blog. Esse é mais um daqueles livros que você não consegue largar mas o final ...

Título: Dias Perfeitos
Autor: Raphael Montes
Editora: Companhia das Letras
Páginas: 274
Livro cedido em parceria com a editora


Sinopse: Téo é um solitário estudante de medicina que divide seu tempo entre cuidar da mãe paraplégica e examinar cadáveres nas aulas de anatomia. Durante uma festa, ele conhece Clarice, uma jovem de espírito livre que sonha tornar-se roteirista de cinema. Ela está escrevendo um road movie sobre três amigas que viajam em busca de novas experiências. Obcecado por Clarice, Téo quer dissecar a rebeldia daquela menina. Começa, então, uma aproximação doentia que o leva a tomar uma atitude extrema. Passando por cenários oníricos, que incluem um chalé em Teresópolis e uma praia deserta em Ilha Grande, o casal estabelece uma rotina insólita, repleta de tortura psicológica e sordidez. O efeito é perturbador. Téo fala com calma, planeja os atos com frieza e justifica suas atitudes com uma lógica impecável. A capacidade do autor de explorar uma psique doentia é impressionante – e o mergulho psicológico não impede que o livro siga um ritmo eletrizante, repleto de surpresas, digno dos melhores thrillers da atualidade. Dias perfeitos é uma história de amor, sequestro e obsessão. Capaz de manter os personagens em tensão permanente e pródigo em diálogos afiados, Raphael Montes reafirma sua vocação para o suspense e se consolida como um grande talento da nova literatura nacional. 

O livro conta a história de Téo, um estudante de medicina apaixonado pelo corpo que eles usam como objeto de estudos nas aulas. Só para vocês terem uma ideia de como o cara é pirado. A ponto dele dar um nome para o corpo: Gertrudes. Téo tem uma mãe cadeirante. Ele tem tudo para ser mais um loser, mas ai ele conhece Clarice em uma festa e é aí que conhecemos a face maniaca obsessiva do personagem.

Esse é um daqueles livros que você pega para ler e não consegue parar. Já começo essa resenha ressaltando a escrita impecável do autor, já reconhecido pelo seu primeiro livro: Suicidas. Mesmo que narrado em terceira pessoa,  a sensação ao ler Dias Perfeitos é de que estamos dentro da cabeça de Teo, uma pessoa totalmente desequilibrada, dissimulada, perturbada, mas muito, MUITO, inteligente. Teo realmente crê naquilo que faz e às vezes até senti pena dessa alma miserável. Mas só às vezes. Este é um livro de muitas sensações, capaz de deixar marcas profundas no leitor, o que mostra o quanto Raphael Montes é um autor preparado.

O livro é cheio de reviravoltas e propõe até algumas questões a respeito da sociedade. Téo é totalmente conservador e racional, sempre tentando convencer o leitor de que o seu pensamento é o correto. O mais incrível de Dias Perfeitos é que a fórmula é simples. O enredo é totalmente focado em dois personagens e no dia a dia deles, mas mesmo assim o autor consegue no prender em um thriller com pouca ação, mas muitas situações que brincam com o nosso psicológico. Dias Perfeitos não é para aqueles que tem estômago fraco.


Porém, tenho algumas ressalvas sobre o livro. Primeiro: algumas situações inverossímeis. Exemplo: qual mãe - cuja filha viaja com o "namorado", deixa os celulares desligados (!!!!!) e, detalhe: quem mantem o contato com a mãe (ainda que raramente) é o namorado e não a filha - fica tranquila diante dessa situação? Minha mãe já teria chamado a Interpol com dois dias de sumiço. E olha que ela nem é advogada como a mãe do livro. Okay, isso me incomodou.

Outro ponto foi o final. Mais uma vez as explicações não me convenceram e, confesso, fiquei revoltada com o desfecho. Esperava bem mais, principalmente pela história ter me prendido até este momento. Apesar disto, o choque tomou conta de mim e acredito que este tenha sido o objetivo do autor, criar um desfecho inesperado, o que não quer dizer que eu concorde com o que foi proposto. Acredito que havia outros caminhos que ele poderia explorar.


Quanto a diagramação, capa, etc, achei que a capa é totalmente condizente com o tema do livro e dá todo aquele ar de suspense que permeia Dias Perfeitos. 

No mais, acho que é isso, gente, espero que tenham gostado e AHHH amanhã tem jogo do Brasil, hein, o que significa que, se ele ganhar, #VAITERSORTEIO. Cruzem os dedos e torçam pela seleção que o prêmio de amanhã vai ser BOM!!!

beijos






37 comentários:

  1. Olá, Kel, tudo bem?
    O enredo parece ser extremamente bem construído salvo alguns deslizes, não é?
    Fiquei curiosa para ler esse thriller.

    Beijos,
    Nina & Suas Letras

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Nina,

      o livro de uma forma geral é muito boa. Se o final tivesse sido outro seria 5 estrelas com certeza.

      Excluir
  2. Está todo mundo lendo esse livro Senhor!
    Sua resenha foi a primeira que vi que não favoritou o livro... fiquei curiosa =]

    Já estou seguindo o blog e curtindo também!
    Um Abraço,
    Carolina Piovesan
    Conheça meu blog: (Se quiser conferir)
    http://baudhistorias.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois ééé. Se não fosse pelo final =P

      Excluir
  3. Me parece bom! Gosto de thrillers. Acho que ainda não li um que mexa mais com o psicologio não contendo muitas cenas de ação. Fiquei curioso.
    Boiei nessa capa =P

    Abs...

    ResponderExcluir
  4. Percebo que o protagonista nao é uma pessoa muito normal, mas eu super entendo ele gostar dos cadaveres kkkkkkkk eu tenho aula de anatomia na faculdade e é minha materia favorita!! amo estar no laboratorio mexendo nos corpos kkkk é muito bom gente! kkkkk
    adorei a resenha e acho que vou ler sim o livro!! quero ganhar logo ele

    ResponderExcluir
  5. Oi Kel!
    A história é totalmente diferente do que imaginei quando vi a capa... Parece ser um livro bem interessante!
    Minha mãe também teria chamado a Interpol se eu sumisse, se ela liga mais de uma vez no meu celular e eu não atendo ela já fica preocupada!

    Beijos,
    Sora - Meu Jardim de Livros

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Minha mãe é igual a sua, Sora huahuahua não tem jeito, né?

      Excluir
  6. Oi, Kel!
    Gostei bastante da premissa do livro. Fui lendo sua resenha, me empolgando, me empolgando... aí vieram os "poréns"... Essas coisinhas inverossímeis em histórias que não são de fantasia também me incomodam um pouco. Ainda assim fiquei com bastante vontade de ler.

    Beijos, Entre Aspas

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Carla. Acho que o livro merece a leitura sim. É bem inteligente, apesar dos poréns, e vc não consegue largar

      Excluir
  7. Vi muitas resenha sobre o livro, o povo está lendo muito ele, hahahaha.
    Primeira resenha que leio, que não venerou o bendito livro.

    Um beijo,
    Livrologias.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. pois ééé huahuahua as vezes eu sou meio do contra =P

      Excluir
  8. Oi Raquel, tudo bom?
    Eu adorei a narrativa desse livro assim como você. O autor tem uma escrita super envolvente que te deixa revoltado e ansioso com o que acontece na história. Não tinha parado para pensar na passividade da mãe dela, mas a mãe do Téo não fica atrás.
    Ai eu também morri com aquele final, mas acho que foi essa a sensação que o autor quis deixar no leitor.
    Beijos!
    http://livrosyviagens.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois éé. Mas, sei lá. A mãe do Téo tem outras preocupações no caso da deficiência dela e, querendo ou não, ele falou para ela que iria viajar e tudo o mais. Agora o namorado da minha filha ficar falando cmg no telefone e ela não? Sério... surreal

      Excluir
  9. Eu estou querendo ler este livro, as resenhas que eu tenho livro variam entre as pessoas que gostaram e que detestaram então quero tirar minhas próprias conclusões.

    Beijos.

    http://livrosleituraseafins.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  10. Olá tudo bem ?
    Esse livro super tá na minha lista, já li resenhas positivas e negativas, adorei sua resenha e só me deixou mais curioso em ver como o livro vai ser para mim.
    http://livros-textos-e-mais.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  11. Não é bem um dos livros que se encaixe na minha zona de conforto, mas fiquei interessada por você dizer que trata de alguns conflitos da sociedade!

    A Rainha, Ana P. Maia ♛ - Venha conhecer o Castelo!
    http://booksandcrowns.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  12. Oi Kel! Adoro livros assim... Quero muito ler esse!
    Beijão
    http://thamirisdondossola.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  13. Nossaaaaa, fiquei sem ar só em ler a resenha!
    Que livro intrigante Brasewwww!!!
    SErio, preciso conhecer!! Realmente, minha mãe já tinha dado parte na delegacia apos as 24h! hahahaha

    Beijinhos
    Sou eu... Pri!

    ResponderExcluir
  14. Oiee

    Eu gostei muito da narrativa do livro e também fiquei a ver navios com o final do livro mas sei la vai saber porque ele escolheu esse final né, ele conseguiu prender toda a atenção do livro e isso deu certo .

    Beijos

    www.livrosechocolatequente.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nossa esse livro é impossível de largar. Se o final fosse outro eu iria favoritar com certeza.

      Excluir
  15. Kel lendo sua resenha tive certeza que esse livro não é para mim =\ eu tenho estômago fraco!!! E além disso não gostaria de estar na cabeça desse personagem maluco. Que medo!!! Mas gostei de saber sua opinião. Beijos

    Leituras, vida e paixões!!!

    ResponderExcluir
  16. Oi Kel,

    A capa deste livro me interessou tanto em lê-lo. Eu não tinha procurado saber do que se trata, mas a resenha me ajudou nisto! Fiquei curioso pra ler. (:

    Beijo!

    http://boy-lit.com

    ResponderExcluir
  17. Oi Kel, tudo bom?
    Ah, é super normal dar nome para as peças do anatômico hahaha. Eu peguei Cabeça de Santo pra ler mas agora estou querendo ler esse do Raphael até pelo suspense, porque eu adoro livro assim. Vocês tinham comentado que o final é ruim, mas acho que vale a pena tentar.
    Beijos
    Endless Poem

    ResponderExcluir
  18. Oi Kel querida <3 Fiquei bem interessada na historia e todos os mistérios, ainda mais pela ressalva de elogios que você colocou em cima do autor! Apesar dos pontos negativos, sobre o final e alguns faltos já vou colocar ele na minha lista!

    Beijos Joi Cardoso
    Estante Diagonal

    ResponderExcluir
  19. Oi Kel, eu adorei esse livro e como você fiquei presa do início ao fim. Em relação ao contato dela com a mãe, confesso que não me incomodou nem um pouco, pelo contrário, acho que nos dias de hoje existem sim mães que não estão nem aí para os filhos, infelizmente. Além do mais entendi que ela e a mãe não tinham uma boa comunicação e que a Clarice já costumava ficar dias sem manter contato. Em relação ao final, confesso que fiquei de boca aberta e achei que o autor foi extremamente ousado em terminar a história daquele jeito, mas também fiquei na dúvida sobre o final, fiquei pensando até se haveria uma continuação para o livro. No todo gostei muito do livro e dei cinco estrelas lá no meu blog. Já estou até indicando a leitura para meus amigos.

    Bjs, Glaucia.
    www.maisquelivros.com

    ResponderExcluir
  20. Ai Kel, mesmo com os "mas..." eu amei essa resenha, quero esse livro para ontem. Eu adoro livros que abalam o nosso psicológico, rss. Ja gostei de Téo e estar dentro da cabeça dele com essas doidices todas, rsss.

    ResponderExcluir
  21. Minha mãe tbm chamaria a interpol kkkkkkkkk, vendo que o final é inesperado quero bastante ler,não dava nada no livro,mais se for muito for sem noção vou ficar com raiva"kkkkk. Vc já começou dizendo mais o finallllll, aí pronto dispertou minha curiosidade :P

    ResponderExcluir
  22. Realmente algumas situações ai não tinham como ficar nessa tranquilidade toda, é um livro que quero ler devido a todo o burburinho que ele causou, ganhou muito destaque e também quero ter minha opinião sobre ele. Gostei da resenha.

    Abraço,
    Diego de França

    ResponderExcluir
  23. Oi Kel! Já tinha visto a capa desse livro mas não sabia ainda qual era a história. Não foi algo que me chamou muito a atenção não, eu gosto de enredos um pouco mais leves!

    Bjs

    Mari
    cantinhodeleituradamari.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  24. ei Kel,
    eu sempre vejo resenhas positivas desse livro, e tenho muita vontade de ler. Gosto de histórias relacionadas a psicopatia, quando bem feitas assim. Também já vi outras pessoas comentando essa questão da mãe,rs, a minha também teria pirado rapidinho! kkk

    Adorei a resenha
    beijos

    ResponderExcluir
  25. Oii!!

    Cara, não fazia ideia que ele era tão pirado assim... tipo, quase necrófilo? Eu entendi direito? hsuahsuahsa..
    Legal saber que a escrita também é boa. Antes não tinha me interessado nada por esse livro, mas acho que agora daria uma chance.
    Beijos

    ResponderExcluir
  26. Eu senti a mesma coisa com esse livro... o_O
    A escrita do autor é louvável, mas tem certas coisas na historia q ainda hj (dois meses depois do termino da leitura) não me desceram.
    Por exemplo, aquele "procedimentozinho q acontece" (vc sabe qual é) e q ninguem nem desconfia... Eu achei isso muito absurdo.
    Sem falar q estou entalada com o final ate agora. Acho q foi feito mesmo pra chocar, e isso de fato ele conseguiu... Masssss podia ter sido melhor.

    ResponderExcluir

Obrigada pela visita!
Todos os comentários deixados aqui serão carinhosamente retribuídos.
Para isso, basta deixar o endereço do seu blog!
Mas antes de comentar, lembre-se de que esse post foi feito
com muito carinho, então, se vai comentar
"oi, fiz postagem nova, me visita" ou fazer um comentário
apenas de divulgação, este não será aceito.
Obrigada pela compreensão!
Já está seguindo o blog no Google Friends? Então não perca tempo!