# Resenha 84 // A Elite

Oi, gente, tudo bem?

Espero que sim. Hoje é dia de mais uma resenha por aqui. Enrolei, enrolei e enrolei para escrever sobre ele porque, confesso, me faltava motivação. Sabe aquele autor que você ama, mas te decepciona? Você fica com aquela vontade de querer gostar mais do livro, mas não consegue. Foi isso que aconteceu comigo ao ler A Elite, da Kiera Cass.


Título: A Elite // The Elite
Autora: Kiera Cass
Páginas: 354
Editora: Seguinte


Sinopse: A Seleção começou com 35 garotas. Agora restam apenas seis, e a competição para ganhar o coração do príncipe Maxon está acirrada como nunca. Só uma se casará com o príncipe Maxon e será coroada princesa de Illéa. Quanto mais America se aproxima da coroa, mais se sente confusa. Os momentos que passa com Maxon parecem um conto de fadas. Quando ela está com Maxon, é arrebatada por esse novo romance de tirar o fôlego, e não consegue se imaginar com mais ninguém. Mas sempre que vê seu ex-namorado Aspen no palácio, trabalhando como guarda e se esforçando para protegê-la, ela sente que é nele que está o seu conforto, dominada pelas memórias da vida que eles planejavam ter juntos. America precisa de mais tempo. Mas, enquanto ela está às voltas com o seu futuro, perdida em sua indecisão, o resto da Elite sabe exatamente o que quer — e ela está prestes a perder sua chance de escolher. E justo quando America tem certeza de que fez sua escolha, uma perda devastadora faz com que suas dúvidas retornem. E enquanto ela está se esforçando para decidir seu futuro, rebeldes violentos, determinados a derrubar a monarquia, estão se fortalecendo — e seus planos podem destruir as chances de qualquer final feliz.


Em A Elite continuamos a acompanhar o reality show que vale, não apenas a companhia eterna do nosso príncipe Maxon, como também a coroa e o status de princesa de Illéia. A disputa segue acirrada. Mesmo já tendo deixado bem evidente os seus sentimentos por América, Maxon começa a desfrutar um pouco mais da companhia das outras meninas, tentando dar a América o tempo necessário para que ela saia de seu conflito interno. Aspen é aquele que a conhece por inteiro, já Maxon está em um lugar especial em seu coração.

Suplício define a leitura desse livro. Sabe quando você tem vontade de entrar em meio às páginas e dar uns bons sacodes na personagem? Deus, como eu quis fazer isso em A Elite. Como uma boa amante de romances, adoro um triângulo amoroso e, por vezes, até torço para o triângulo esquentar um pouco e as coisas se tornarem mais divertidas. Mas acho que a Kiera errou a mão nesse segundo volume da trilogia. América está muito mais indecisa, cheia de mimimi. 


A história simplesmente pára, não desenvolve e, sinceramente, estou até agora tentando descobrir o conteúdo "novo"que A Elite trouxe para o leitor. Enquanto em A Seleção, além do óbvio romance, existe alguns focos nos ataques ao castelo, a vida das castas, etc, em A Elite tudo gira em torno de América/Aspen //América/Maxon (um foco maior neste último). O que mais me deixa triste é que existia um universo amplo que a autora poderia explorar (as questões políticas, por exemplo) mas ela preferiu focar no triângulo deixando-o mais insuportável do que nunca. 

Fico me perguntando: onde está a América decidida e durona do primeiro livro? As respostas malcriadas, o jeito dela. Nunca pensei que um personagem pudesse decair tanto quanto ela decaiu de um livro para o outro. Sim, porque basta juntá-la com Maxon ou com o Aspen para ela ficar insuportável. América se tornou dependente, chata, uma pobre coitada totalmente perdida na história. Uma pena porque ela era uma boa personagem.



Só nos sobra os secundários. Mas será que sobra mesmo? Kiera focou TANTO no triângulo que o resto do livro passa despercebido. As partes da Celeste conseguem salvar a pátria, Marlee também, mas, como disse, elas não tem destaque. Algumas questões sociais são abordadas no livro. Mas acho que não posso nem dizer "abordado" porque o conteúdo acaba ficando bem superficial.

A Elite, ao meu ver, só prestou para tornar A Escolha ainda mais óbvio do que parecia. Tenho o final da trilogia totalmente formado na minha cabeça e, sinceramente, acho que quem leu o segundo livro terá a mesma opinião que eu. Ao mesmo tempo, torço MUITO para a Kiera me surpreender. Gosto da escrita dela, sobretudo, da autora como pessoa. Kiera sabe conquistar os leitores com a forma doce como escreve, o livro é descritivo na medida certa, mas ficou na promessa de uma boa leitura. Não me acrescentou em muita coisa.



Em suma, não tive paciência para esse livro. Era tanto "aaahhh eu amo o Maxon" "aaahhhh, mas o Aspen me conhece como ninguém" "aaaahhh o Maxon é perfeito" "ahhh, mas não consigo ignorar o que eu sinto pelo Aspen".

Da parte da editora, posso dizer que, as capas da série são lindas e a diagramação mantem o padrão lindo do primeiro livro.




47 comentários:

  1. Oi Kel...
    Primeira resenha que considerou o livro "chato".
    Entendi todos os seus argumentos e vou ler e vejo se divido os mesmos pensamentos...
    Como sempre, Kel sendo diferente e não gostando dos livros que os outros amam!! Hahaha..

    Beijinhos
    Sou eu... Pri!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. HUAHUAHUA que mentira!! huahuahua Primeira resenha que vc lembra que eu falei mal huahuahua. É pq cmg é ame ou odeio =P

      Excluir
  2. Olá, Kel
    Eu gostei do livro, mas concordo com você, em vários momentos, fiquei com vontade de bater na América (muito indecisa para o meu gosto).

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. não é? Bem que ela merece umas porradas HUAHUAHUA

      Excluir
  3. Oi Dona Raquel kkkkkk que foi isso revolta com a tia Kiera kkkk
    Olha eu gostei muito do livro A Elite, eu acho que a narrativa continua ótima, apesar da América ser mimizenta, isso ela sempre foi na minha opinião kkkk
    Mas o livro em si é ótimo toda aquela tensão dos rebeldes invadindo o castelo, a autora mudou um pouco o foco de toda a seleção fazendo a gente conhecer mais o dia a dia do castelo achei válido, e claro time Maxon com certeza !
    bjkas
    Dani Casquet- Livros, a Janela da Imaginação

    ResponderExcluir
  4. Ola
    Eu tenho curiosidade em ler esse livro, mais tenho muito duvida por causa das resenhas que vejo a maioria são negativas. Pena que não gostou desse.

    momentocrivelli.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Denise. Bom, eu espero que o ultimo recupere um pouco essa minha impressão negativa. Pena que eu acho que isso é muito dificil

      Excluir
  5. Ola, Kel. Tudo bem com você??

    Nossa, desculpa ter sumido por aqui.
    Já vi varias resenhas dessa serie, e nenhuma delas falava muito bem. E essa estoria de triangulo amoroso já cansou um pouco né? kkkkkkkkkk

    Com tantos livros na minha lista, não pretendo mesmo ler esse dai.

    Bjooo Kel

    Theo / Mania de Leitor
    http://maniadeleitor.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Theo! Eu te desculpo, vai! Mas só pq adoro o seu blog =P

      Excluir
  6. Olá Raquel,

    Essa é uma série que esta na minha lista de desejados e essa é a primeira resenha negativa desse livro que leio, mas faz parte né? Abraços.

    devoradordeletras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  7. A ELITEEEEEEE <3 OMG, como assim você não gostou~? Claro que não é tão bom quanto o primeiro, mas ainda assim! Tá, é chato a indecisão da Meri, mas é normal.. pelo menos eu acho '0'
    Também espero grandes feitos em A Escolha haha a Meri tem que ficar com o Max!
    Henrique Morais

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não gosteeei. América é uma chata dos inferrrrrnos huahuahuahua E o livro é mt focado no triangulo, achei que a autora esqueceu do resto.

      Excluir
  8. ainda não li A Seleção, mas to querendo ler ! Pena que já to vedo resenhas ruins sobre a continuação do livro.. E eu não gosto de mimimi , to vendo que vai ter com certeza ¬
    mas vou ler o primeiro, e tentar ler o segundo.
    bj, dréa

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eita, se vc não gosta de mimimi, cuidado com a América =P

      Excluir
  9. Oi, Kel!
    Concordo em gênero, número e grau!
    A America me irritou horrores, o Maxon me decepcionou e o Aspen pra mim foi indiferente.
    Apesar de eu ter dado 4 estrelas pro livro, eu fiquei decepcionada com ele. Esperava mais da distopia, esperava mais da America e do Maxon, ambos tiveram atitudes muito infantis.
    Mas, paciência. Estou seriamente com medo de ler A Escolha, sinto que me decepcionarei com o livro.
    Beijos!
    Garota Liber

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nem me fale. Ainda não decidi se quero ou não ler A Escolha

      Excluir
  10. Nossa não esperava que A Elite fosse tão chato, eu ganhei ele e A Seleção esses dias e tô louca pra ler, pra sentir realmente como é isso tudo que você disse na resenha, bom tinha muitas coisas pra autora explorar, vamos esperar o próximo. Eu adoro romance, e quero saber quem a America vai escolher! :D

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Dani.

      Acho que só lendo mesmo para você saber.

      Excluir
  11. Ainda não li a série =(
    Estou super curiosa, pois a maioria dos comentários sobre os livros são ótimos!
    Fiquei até surpresa pelo fato de você não ter gostado tanto assim de "A Elite" rs, mas bem, não li o primeiro livro, então você tem seus motivos para achar que este não foi tão bom quanto o outro. Gostei bastante da resenha, parabéns <3
    Beijos, fica com Deus.
    Resenha no Blog: http://lendoeaprendendoblog.blogspot.com.br/2014/03/resenha-golfinhos-e-tubaroes-o-outro.html#comment-form

    ResponderExcluir
  12. A América tá realmente chata nesse livro.. Dá para entender a dúvida dela, mas poxa... Não precisa ficar chata do jeito que ela ficou, né? Mas eu gostei e ver (um pouquinho d)o contexto histórico e distópico, apesar de o foco do livro ter sido mesmo o triângulo amoroso.
    Também acho que o final já está todo planejado na minha cabeça - com quem ela vai ficar, principalmente... Mas também espero que Kiera me surpreenda!
    Beijos,
    Déia!
    Own mine

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nossa, ela passou infinitas vezes no vale da chatisse =P

      Excluir
  13. Oi Kel...Ainda não iniciei a leitura desta trilogia, mas recentemente ganhei A seleção e pretendo iniciar a leitura em breve, mas confesso que esta foi a primeira resenha que não gostou da continuação, mas fiquei feliz de poder conferir tua opinião sobre o livro, pois quando for realizar a leitura não irei com tantas expectativas!!
    Beijos!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, eu quero muito ler a trilogia mas tenho medo de ela ser muito feminina e eu me arrepender. As capas são super legais e a história também. Adorei a sua resenha! A minha capa favorita é a de "A Seleção".
      Abraço, www.likelivros.blogspot.com

      Excluir
    2. Oi meninos!

      Michelli, espero que vc goste da trilogia. Eu até curti o primeiro livro, mas, realmente, o segundo foi bem fraquinho. E Érick, talvez a trilogia seja um pouco feminina mesmo, mas nada que vc não consiga aguentar =P

      Excluir
  14. Oi Raquel, tudo bom?
    Eu ainda vou ler esse livro nas próximas semanas e estou com muito receio de pensar a mesma coisa que você. Não quero uma América reclamona, quero uma protagonista mais decidida. Sou team Maxon e não acho saudável ela alimentar dois amores. Enfim, espero que a autora mantenha a boa escrita no terceiro livro e nos surpreenda de forma positiva.
    Beijos!
    http://livrosyviagens.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bom, será que vamos concordar mais uma vez? HUAHUAHUA

      Excluir
  15. Eu ainda não comecei a ler está série, mas pretendo ler. O pior é que eu acho que não vou gostar muito da protagonista exatamente por esse mimimi todo que ela faz entre os dois rapazes.

    Beijos.

    http://livrosleituraseafins.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  16. É incrível como pensamos igual, porém minha visão ainda é do primeiro livro. Eu esperava ler A Seleção e encontrar uma pegada Jogos Vorazes e acabei encontrando um Nicholas Sparks levemente distópico, o que me decepcionou muito.
    Super Abraço, Victor Rosa
    encantosparalelos.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  17. Oi Kel!
    Ahh eu acho a Kiera uma fofa, mas também acho que ela perdeu a mão nesse segundo livro! Levou o título de " maldição" do segundo livro em minha opinião. A America era uma personagem durona e daquelas que não poderia ser considerada como " princesa " em nossos tempos modernos, mesmo competindo para se tornar rainha. E Kiera parece que a transformou completamente nessa continuação, porque em vez de se concentrar na personalidade na distopia em si, ela só fez dá confusão as emoções da protagonista como se tivéssemos em um jogo de ping pong entre Aspen e Maxon, onde só houvesse empates.
    Também me decepcionou, mas ainda tenho elevadas expectativas para o " gran finale " , já não tão intrigante assim.
    Beijos
    livros-com-pipoca.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A Kiera é uma linda. Mas realmente concordo om vc. Não acho que exista uma maldição do segundo livro. Em Chamas é meu preferido. E Insurgente tb é mt bom, maaas que ela se perdeu, ah, ela se perdeu =P

      Excluir
  18. Oi Kel! Por coincidência estou preparando a minha resenha sobre A Elite para o blog e concordo com você sobre o mimimi de America! Mas não achei o livro ruim, não. Consegui ver mais a America entregue aos seus sentimentos em relação a Maxon, e como toda apaixonada fica uma boba, mas tbm entendi os motivos dela pelo fatos ocorridos no livro, principalmente quanto a Marlee e Celeste. E Maxon alem de tudo é humano né, mas para mim já provou mais do que suficiente para America todo seu altruísmo e comprometimento.

    Tbm tenho um esboço do que poça acontecer em A Escolha da qual estou mega ansiosa para ler e se for como eu imagino acredito que vou adorar!
    Mesmo com todo o drama de America, o pior personagem sem duvida é Aspen, meio egoísta e sem fé em America, sei la...não curto ele estar sempre na hora oportuna para dar o bote hehehe.

    E quanto ao ramo distópico da historia, realmente faltou algo, classifiquei o livro como uma distopia "leve" mas consegui entender mais na A Elite sobre os ataques e talvez relacionando o diário com os ultimos ataques quais sao seus objetivos.

    E é claro conhecer o lado obscuro do Rei, e talvez o lado que ele esconde no meio desse governo foi sensacional.

    Beijos Kel espero que em A Escolha você mude de opinião quanto ao enredo.

    Joi Cardoso
    Estante Diagonal

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. ahhh, mas ela se entregou demais a esses sentimentos huahuahuahua. Tanto que ficou mt mimimi =P

      Excluir
  19. Ainda não li A Seleção mas tenho muita vontade, sempre leio muitas resenhas positivas. Achei uma pena este livro não ter desenvolvido nada de novo, mas espero que o próximo volume fique melhor! :)

    ResponderExcluir
  20. Eu estou ficando indecisa quanto a ler essa trilogia, alguns dizem que ela é meio "parada", outros gostam muito.. eu tenho medo de ler e me decepcionar u.u

    E-mail: juliamariamoraes2013@gmail.com
    Nome de seguidor: Julia Moraes

    ResponderExcluir
  21. Olá Kel,

    Então, eu pensei da mesma maneira quando li A Elite. A Kiera é uma ótima autora (já até a conheci), porém.. Acho que ela deixou a desejar este segundo volume, principalmente quanto ao fato de não ter explorado a distopia da história. Mas ainda assim, quero saber o que ela tem pra nós em A Escolha. Creio que ela não nos decepcionará.

    Gostei bastante do seu ponto de vista na resenha e do blog! Parabéns ;)

    http://boy-lit.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Aiii, espero que ela não me decepcione mesmo =(

      Excluir
  22. Oi Kel!

    Sabe que me surpreendi com a resenha. Eu nunca dei trela pros romances da série, sinceramente. Eu li A Seleção só por ler, mas gostei. Não por causa dos romances, Maxos, Aspen, nada disso. Mas pela parte política-social mesmo, e acho que por isso gostei de A Elite.

    Ao contrário do que você disse, eu vi bastante coisa acontecendo fora do castelo. Achei interessantíssimas as partes em que a história de Illéa era "revelada", e principalmente a sacada de que os rebeldes estariam atrás dos livros escondidos no castelo.
    Estou ansiosíssima pelo próximo livro, e não pra saber com quem América irá ficar, e sim, para descobrir qual o desfecho da história dos rebeldes e quais surpresas ainda serão reveladas sobre Illéa.

    Acho que nossos focos na hora da leitura foram diferenciados. Como você disse gostar muito de romances, acredito que deu um enfoque maior para esse lado romântico do livro (que nunca sai do "mais do mesmo"), enquanto eu desde o começo torcia o nariz justamente por ser um livro um tanto quanto fantasioso e romântico. Só dei continuidade à leitura pelos aspectos históricos/sociais/politicos nos quais consegui encontrar referencias do momento atual em que vivemos (mesmo que essas sejam bem sutis).

    No mais, espero que o próximo livros nos surpreenda!
    Um beijo.
    http://poesiadestilada.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Ana, tudo bem?

      Realmente prefiro os romances. Mas em um livro distópico, prefiro ver também a distopia nele, afinal, é um mundo que ainda não conseguimos alcançar, algo mais "apocalíptico". Na verdade, não só em A Elite, mas como na Seleção tb, falta muito da visão distópica. Okay que é um concurso de quem fica com o príncipe, mas faltou a autora sair (e quando eu digo sair, quero dizer sair mesmo e não apenas algumas pinceladas), no mundo lá fora. Em A Seleção tinham as invasões, etc, mas parece que em A Elite ela esqueceu de tudo isso e preferiu focar no romance. Não era isso que eu procurava no livro. E, sinceramente, acho que o que A Escolha tem para oferecer vai ser com quem a América vai ficar porque até isso a autora conseguiu mudar de foco. Não é mais quem o Maxon vai escolher e sim quem a América escolhe.

      beijos

      Excluir
  23. Oi, Kel!

    Achei sua resenha interessante, mas tive uma visão completamente diferente do livro.
    Ao contrário de você, vi bastante envolvimento "de fora" do castelo na trama, e as questões sociais foram bastante destacadas. Adorei as passagens em que a história de Illéa era pouco a pouco desvendada e também a dúvida sobre os rebeldes estarem invadindo o palácio atrás dos livros.

    Acredito que nossas visões sobre o livro foram tão diferentes pelo foco que demos à leitura. Você, como disse no post, tem uma preferência por romances, e talvez essa tenha sido a parte mais importante do livro pra você. Já eu, acabei levando a leitura a diante no primeiro livro justamente pelas questões sociais/históricas/politicas envolvidas, e confesso que nem me lembro direito tudo que se passa no triangulo amoroso. Talvez a decepção tenha vindo daí - esperar demais do romance intrínseco no livro.

    No mais, espero que o próximo e ultimo livro nos surpreenda!
    Beijos!
    http://poesiadestilada.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  24. Kel,
    É exatamente por tudo o que você citou na resenha que estou enrolando e MUITO para ler este livro. Gostei de A Seleção, não favoritei, mas foi legal. Mas estou me preparando psicológicamente para mimimis. Não sei se estou com cabeça para duvidas bobas, talvez daqui a algum tempo eu leia.
    Realmente, toda a distopia é deixada de lado e olha que seria uma distopia maravilhosa. ):
    Beijos!

    ResponderExcluir
  25. Você falou tudo o que eu queria. Eu adorava a America em A seleção, mas a partir do segundo livro ela ficou cheia de mimimi e eu meio que fiz uma leitura forçada. A história realmente parou e o foco só era: America > Aspen > America > Maxon.
    Eu simplesmente não consigo gostar do Aspen e a America vivia se encontrando com ele... ah, como eu queria que o Maxon visse esses dois juntos *sou má*.
    Mas sabe quando você não gosta do rumo da história e quer saber assim mesmo o final dela? É como eu estou. Espero que essa história se desenbaralhe, porque olha, tá difícil. #teammaxon

    ResponderExcluir
  26. Sou louca pra ler essa trilogia, e eu nunca tinha visto ninguém ser sincera assim sobre ela, só havia visto resenhas dizendo como a história era boa e etc. etc. etc.
    Parabéns pela coragem de fazer uma resenha sincera sobre o livro, quando escrevo também tento ser assim, Beijos

    http://www.conversasdealcova.com/

    ResponderExcluir
  27. Hey, Kel!

    É a primeira vez que leio uma resenha dessa série escrita. Outras resenhas eu apenas vi por canais literários e grande parte concorda com a parte parada da história.
    Também não me parece algo que chame atenção '~'

    Vini - blogumjovemleitor.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  28. Confesso que essa série nunca conseguiu me chamar a atenção. Dizem que ela é distópica, mas, pelas resenhas, não consigo ver isso. Me parece ser um romance apenas, ou, pelo menos, predominantemente romance. E, sinceramente, romance não é nem de perto o meu gênero favorito.

    M&N | Desbrava(dores) de livros - Participe do nosso top comentarista de Maio

    ResponderExcluir

Obrigada pela visita!
Todos os comentários deixados aqui serão carinhosamente retribuídos.
Para isso, basta deixar o endereço do seu blog!
Mas antes de comentar, lembre-se de que esse post foi feito
com muito carinho, então, se vai comentar
"oi, fiz postagem nova, me visita" ou fazer um comentário
apenas de divulgação, este não será aceito.
Obrigada pela compreensão!
Já está seguindo o blog no Google Friends? Então não perca tempo!