# Papo Literário// E a literatura nacional?

Oi, gente, tudo bem?

Não sei se vocês viram esta noticia circulando pela internet, mas fazendo uma pesquisa por algumas bibliotecas públicas do Rio de Janeiro, dois autores estão no ranking de livros mais lidos: Nick Sparks e JK Rowling. A fonte da pesquisa é o site do Jornal O Globo.

Não é de hoje que os livros do Sparks emocionam os leitores que adoram um bom romance. Sou suspeita para falar porque sou uma grande fã do autor. Prova disso foi o perrengue que passei na Bienal só para conseguir um mísero autógrafo no meu livro. Outro fator que depõe em seu favor é o fato da maioria dos seus livros terem sido adaptados para o cinema, o que aumenta a fama do escritor. Prova disso é que, segundo a matéria, os exemplares que mais são emprestados são "Um Amor Para Recordar", "Um Homem de Sorte" e "A Escolha" (esse último ainda não adaptado). Não coloco aqui a popularidade do Nicholas a prova. Sou fã dele e não julgo ninguém por querer ler os seus livros. Pelo contrário, quem lê os livros dele tem em mãos uma história de qualidade que nos faz refletir.

Como sempre, o que reportagem "critica" é o fato das pessoas lerem best sellers estrangeiros ao invés de clássicos da literatura nacional como, por exemplo, Os Sertões. Um dos entrevistados fala que as pessoas preferem o " mais comercial". Bom, aqui vai a minha opinião e gostaria muito da de vocês também.

Acredito que a literatura nacional está voltando a entrar em foco e, principalmente, está se reinventando com os novos talentos. Claro que não podemos ignorar os grandes clássicos como Machado, Clarice Lispector e companhia. Mas entendo que a linguagem desse tipo de livro é mais arrastada e gera um afastamento por parte do leitor. E é aqui que entra os autores nacionais de hoje com suas histórias que refletem o nosso dia a dia, com uma linguagem mais atual e atraente. Não tem como não aproveitar uma leitura assim. 

Acho que é muito fácil falar que o leitor gosta do que está na mídia, mas e o espaço para os autores nacionais? E a divulgação deles? O que a última novela das 21 horas vez com a Carolina Munhoz foi lindo. Divulgado uma nova autora nacional, isso enriquece. Mas infelizmente, isso é uma exceção. Sabemos que não é fácil para eles conseguirem a tão sonhada publicação, conseguirem o seu espaço. A literatura nacional não é feita só dos clássicos. 

Para finalizar, na matéria do G1 há uma afirmação: os jovens não vão atrás dos clássicos sem divulgação. E porque os bibliotecários, donos de livrarias, etc, não vão atrás de jovens AUTORES nacionais que dão show de escrita? Porque não colocar seus livros em evidência nas prateleiras? Muito fácil falar que só consumimos o que vem de fora. Mas alguém faz algo para mudar isso? Alguém (vulgo donos de livraria, bibliotecários, intelectuais) divulga os novos autores?

É um caso a se pensar...

47 comentários:

  1. Kel , concordo com você. A procura por livros de autoria internacional não se dá apenas pelo simples consumismo e influência da mídia. Se dá, também, pela falta de variedade nas autorias nacionais e também pela falta de divulgação das mesmas. Os clássicos nacionais trazem consigo uma boa historia, mas também, uma linguagem de difícil entendimento , com uso de palavras e expressões há muito já não utilizadas. Se estão tão incomodados com essa falta de nacionalidade literária, porque não adaptam muitos clássicos para uma linguagem mais usual ? Ou porque não incentivam a literatura nacional ? Porque da trabalho ? Ah, sim. É bem mais fácil fazer uma reportagem reclamando (muitas vezes apenas para cumprir produção de trabalho) do que fazer uma reportagem indicando ótimos livros e autores nacionais : mais antigos , mais recentes e alguns clássicos adaptados ou com "fácil" compreensão. Mas fazer o que ? Brasil : país onde muito se reclama, mas nada se faz.

    ResponderExcluir
  2. Concordo com você!
    Adoro tio Nicholas e a leitura é gostosa...
    Os jovens querem isso! Eu penso que os primeiros livros tinham que ser leituras prazerosas e não leitura mais complexa... Depois sim ir inserindo os outros...

    Eu odiava clássicos na minha adolescêcia... Passei a ler agora, depois de "burra velha"
    Hahahahah..

    Beijinhos
    Sou eu... Pri!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. também concordo com vc, Pri. Acho que existem muitos classicos infanto juvenis e mais acessíveis para os adolescentes. Machado, por exemplo, é bem fácil de ler. Mas muitas vezes as escolas preferem algo mais complexo!

      Excluir
  3. Oi Kel!

    A divulgação é essencial sim, mas acho que outro ponto a favor dos estrangeiros é o valor que os livros conseguem atingir no mercado brasileiro, geralmente abaixo do valor dos livros nacionais.

    Em algumas promoções, essa diferença não fica tão gritante. Conseguimos livros de autores nacionais a preços incríveis!

    Concordo com a dificuldade em disseminar a leitura de livros clássicos, de autores como Machado de Assis e José de Alencar. Eles tem mesmo uma linguagem que não é bem aceita entre os jovens de hoje, que procuram algo mais voltado à sua realidade ou uma ficção muuito louca. E você expôs bem o quanto os novos autores estão mudando isso.
    Paula Pimenta e André Vianco são um belo exemplo.

    Bela abordagem!!!!

    Abraços!!!!
    Cássia Lima
    http://rcassiaslima.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Cássia!

      acho que isso depende um pouco do livro, Tem livros estrangeiros que são bem salgadinhos. Não que os nacionais sejam baratos, como vc mesmo disse... eles tb são caros. Os da Carina Ricci, por exemplo, tem um precinho acima que os do Nicholas Sparks.

      Excluir
  4. Eu, infelizmente não curto os livros do Sparks... já tentei, mas não consegui terminar os livros que comecei... às vezes fico brava comigo... aff
    Eu acho alguns clássicos nacionais tão chatos...
    Tento prestigiar nossos autores, mas acho os autores novos mais legais, como por exemplo a Denise Flaibam.
    Como futura Bibliotecária posso afirmar que na minha biblioteca terá de tudo e vou incentivar que meus usuários leiam literatura nacional.
    O papel dos Blogs é fundamental pra isso também. Foi por aqui/ai que eu descobri a Denise e agora também estou muito a fim de ler "Cisne" de Eleonor Hertzog. E devo isso aos Blogs que sigo, que divulgam os livros.

    Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Edna!! Sucesso com a sua biblioteca!! Meu sonho é ter uma tb!

      Excluir
  5. Sinceramente é o cúmulo querer que os brasileiros só leiam clássicos, eu até tentei alguns. Mas alguns livros clássicos não me entram. Leio nacional, mas o que tá vindo agora. E concordo com você, ao invés de estarem reclamando deveriam divulgar mais a literatura nacional especialmente dos novos autores que estão surgindo. Li vários e são ótimos! Merecem ter reconhecimento. Merecem ser lidos!
    Só que pra mídia é mais fácil falar que ninguém procura, ninguém liga, do que divulgar. Eles não ganham divulgando né? e eles visam apenas nisso. Infelizmente.

    ResponderExcluir
  6. Kel com toda a certeza os autores nacionais não tem a divulgação que eles merecem! De maneira alguma podemos comparar os livros de hoje com a linguagem mais arrastada dos clássicos, por isso preferimos o atual, algo que faz parte de nosso cotidiano.
    Fico triste em ver que ainda tem pessoas que tem receio em arriscar nos nacionais, eu comecei a buscar mais livros nacionais e posso afirmar: São ótimos, não deixam nada a desejar comparados aos estrangeiros.
    Cabe ao povo brasileiro perder esse preconceito e apostar um pouco mais no que é seu, é uma luta um pouco desleal com relação a mídia e o marketing em cima dos livros internacionais, mas nós blogueiros podemos dar todo o nosso apoio aos nossos escritores!

    Abraço,
    Diego de França
    Leitor Sagaz

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Diego!

      Com certeza. Temos autores nacionais talentosíssimos. Literatura brasileira não foi feita só no passado. Essa mentalidade precisa acabar.

      Excluir
  7. Kel, concordo plenamente com você! A literatura nacional não está atingindo os nossos interesses. Sim, pode ter algum livro que a história é perfeita, mas o jeito de escrever este livro não se fala mais! Eu sou adolescente, e nunca me interessaria por esses livros, mas os internacionais falam sobre o que passamos, o que sentimos, fala os nossos desejos, tanto de adultos, crianças e adolescentes. Se a literatura nacional não conseguir conquistar todos esses aspectos, ele nunca vão ter um publico alvo grande!
    Obs: Amo os livros do Nicholas haha'
    Beijoos

    ResponderExcluir
  8. Oi Raquel!!!! ;)

    Poxa, é uma realidade tão triste... mas fico feliz de ver que tem aqueles que leem e prestigiam os autores nacionais contemporâneos..
    Acho que muito do preconceito com a nossa literatura vem do colégio mandar ler livros clássicos, de outros tempos, e de adultos... Os jovens não se identificam, vão achar aquilo ruim e já associar diretamente com a nossa literatura. Mas não! Temos que dizer que a literatura brasileira é muito mais que isso. Também tem espeço para os jovens, espaço para a fantasia, para o romance, para o leve, que faz sonhar, flutuar, refletir... Tem qualidade! Não é porque alguém é brasileiro que não sabe escrever. Isso é determinismo geográfico puro. E preconceito dos ruins! Temos as mesmas capacidades, o que muda são as oportunidades. Super concordo com a Eleonor quando ela disse que o que vem de lá já vem filtrado. Ou seja, só vem o que fez sucesso lá, o melhor. O "ruim", que não atraiu atenção, não vem. Aqui nós temos acesso a tudo. Nós é que temos que filtrar..
    Tudo isso vai se acumulando e justificando o preconceito.
    Sou super a favor da maior divulgação e valorização da literatura nacional.

    Beijos!

    http://vivianpitanca.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. adorei o "determinismo geográfico" acho que nunca usei essa palavra antes huahuahuahua

      Excluir
  9. Acho que o principal problema dos clássicos brasileiros é o fato de muitos serem obrigados a lerem na escola, numa época em que não tem maduridade o suficiente para tal. Eu conheço muita gente que vive com esse preconceito!
    A minha escola, ainda bem, procurava sempre pegar um ou outro livro de algum autor nacional e trazê-lo para dar uma palestra depois, eu acho essa iniciativa muito legal e, com certeza, incentiva os alunos a procurarem novas literaturas nacionais, percebendo que elas não estão restritas aos clássicos!
    Também acho que os autores nacionais estão crescendo ultimamente! Tenho visto cada vez mais autores nacionais se sobressaindo!
    Beijos,
    Déia!
    Own mine

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. concordo 100% com vc, Andrea. Uma vez que vc pega um livro e não gosta, é dificil vc pega-lo de novo. Isso acontece com a gente hoje em dia, imagina com jovens!

      Excluir
  10. Oi, Kel! Tudo bem? Adorei o tema de hoje e concordo com absolutamente tudo que você falou! É muito fácil apontar que os brasileiros não leem, mais fácil ainda é falar que eles não leem literatura nacional. Os livros "comerciais" estrangeiros podem ter todos os defeitos do mundo, mas é pleo fato de terem uma linguagem clara que eles vendem e muito! O que mais me traumatizou no Ensino Fundamental foi ler "Vidas Secas" que é de longe o clássico mais legal e fácil da literatura brasileira e é incrível como os professores se recusam a arriscar com um livro mais contemporâneo estrangeiro, quem dirá brasileiro. Juro que o único lugar onde vi campanhas que incentivam a leitura dos livros nacionais de novos autores foram em blogs literários e olhe lá! Outra coisa que me tira do sério é quando essas reportagens desmerecem os autores estrangeiros em vista da literatura clássica brasileira.
    Acusar o responsável por tudo isso é expor o problema sem resolvê-lo, enquanto as escolas obrigarem seus alunos a lerem clássicos completamente incoerentes com a idade deles, teremos pessoas falando que esses livros são chatos e, pior, teremos pessoas que não gostam de ler. Bjs
    Jéssica - http://lereincrivel.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  11. A literatura nacional esta casa vez mais presente, temos que dar valor aos nossos autores e escritores, amei seu texto sou louca por livros, bjs e parabéns.
    www.girlsteensgn.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  12. Eu adorei o poste, eu nao gosto muito de livros clássicos, mais ultimamente estou lendo muito autores nacionais que baixo no Amazon e estou adorando e tem até resenha dos livros Nacionais no meu blog e gosto muito da Carolina Munhoz, mais é uma pena porque os novos autores Nacionais não são muito divulgados.

    momentocrivelli.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  13. Curto os livros dos Sparks e só vi o filme inteiro de um amor pra recordar. :p
    Porém, acredito que hoje os livros nacionais estão começando a ter reconhecimento, porém realmente donos de livrarias [...] poderiam dar mais atenção pra eles.

    Beijos
    Modaeeu.blogspot.com

    ResponderExcluir
  14. Apoiada! Adorei o post e entendi seu ponto de vista. Realmente os clássicos brasileiros não agradam nem um pouco aos jovens, por serem de uma linguagem mais difícil. Mas temos tantos jovens escritores incríveis no Brasil e que não recebem o devido valor. Meus planos para esse ano é ler alguns nacionais desses novos autores, e tenho certeza que vou gostar, então acho sim que deveria ser feito mais "propagandas" sobre esses escritores.
    Beijo!
    http://booksmanybooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  15. Oi kel,
    tudo bem?
    É uma pena mesmo que a indústria de livros como um todo não valorize a literatura nacional. Desde que criei o blog, li mais livros nacionais do que estrangeiros e não me arrependo. E posso dizer que fui surpreendida todas as vezes.
    Tomara que um dia essa realidade mude.
    Beijinhos.
    cila-leitora voraz
    http://cantinhoparaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  16. Hey, estou aqui por conta da divulgaçao da própria Lady Munhóz.
    Sou biblioterária e posso afirmar: SIM! Eu incentivo a leitura dos nacionais.
    Os jovens e as crianças estão adorando! Recomendo, inclusive para PROFESSORES, que, (pasmem!) se impressionam com a qualidade, e ficam surpresos com vários "Oh, é mesmo navional?".
    Temos todos que fazer isso. Divulgar. Ler e falar bem.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Sophie!

      Obrigada pelo seu comentário e parabéns pela sua iniciativa. Precisamos de mais bibliotecários e professores como vc ;)

      Excluir
  17. oi Kel,
    adorei seu texto! concordo demais com você.
    Eu tive uma fase de leitura de clássicos da literatura brasileira, na adolescência, mas foi porque cresci vendo minha mãe sempre com um livro embaixo do braço.
    Hoje em dia, não leio tantos. Meu tempo é escasso, e quero coisas mais atuais, mesmo romances históricos, mas escritos hoje, com uma linguagem mais fácil. Acho que por isso as pessoas preferem os estrangeiros, uma vez quem associam a literatura brasileira a clássicos. Não sabem que há vários novos autores com livros tão bons ou melhores que muitos best selles por aí.
    E já reparou na quantidade de autores nacionais adotando pseudônimos que assemelham a nomes estrangeiros? Acho que deve ser uma forma de tentar chamar a atenção. É mesmo uma pena essa falta de valorização e divulgação do que é nosso.

    beijos
    http://meumundinhoficticio.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Bruna, vc chamou a atenção pra uma coisa que eu ainda não tinha reparado. A questão do Pseudônimo. Realmente alguns autores tem feito isso sim

      Excluir
  18. Kel,
    Concordo em gênero, número e grau. Acredito que a nossa literatura tem que ter mais atenção, hoje já temos vários autores nacionais se destacando e isso me deixa feliz.
    Os assuntos e escrita está mais próximo do leitor e esse passo é enorme.
    Viva nossa literatura ^^
    Beijocas ^^

    ResponderExcluir
  19. Kel, eu não sou uma fã do Nicholas, confesso, mas concordo em tudo que você falou!
    Estou cada vez amando mais nossa literatura nacional, mas até ano passado eu não enxergava algo bom em obras brasileiras, até ser recomendada. Também não sou muito de ir para os clássicos, mas curto Paulo Coelho, Paula Pimenta, Carina Rissi, Marina Carvalho... E tantos outros autores que fazem ou fizeram sucesso, muita gente nem conhece esses autores e como a Andrea disse, acaba por ficar preconceituoso , além de que nossa literatura clássica não é um livro que damos para qualquer jovem e eles iram entender.
    Meu colégio é muito de recomendar os clássicos para literatura, mas sempre procura algum clássico que tenha a nossa linguagem ( eles nos colocaram para ler O Guarani de José de Alencar em HQ! ). A nossa literatura nacional está cada vez melhor e diversificada! Só é saber procurar e conhecer :)
    Adorei o post!
    livros-com-pipoca.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  20. Confesso não ser a maior fã dos Clássicos Brasileiros, mas acho que seria muito bacana uma maior divulgação dos autores brasileiros. Sou MEGA fã do André Vianco e achei lindo ver o livro dele aparecendo na novela das 21h. Tanta gente valorizando Crepúsculo e não tem ideia de como os vampiros do André são mais interessantes. (Queria deixar claro que não estou dizendo que Crepúsculo não seja bom, pelo contrário, li todos os livros da saga, mas Os Sete chama mais minha atenção por serem vampiros "de verdade").

    ResponderExcluir
  21. Super concordo, Kel! Por aqui só o que é divulgado são os livros nacionais, e sabemos que isso não é só com livros, né? Mas vamos torcer pra que logo "alguém" mude essa realidade!

    beeeijos,
    Miss Sainha

    ResponderExcluir
  22. Olá Kel, tudo bem??
    Nossa realmente demais esta sua postagem,creio que atualmente muitos autores nacionais andam fazendo muitos muito sucesso ejá li diversos livros nacionais e simplesmente amei e cada vez mais tento descobrir autores novos e adquirir os livros. Creio que logo os autores nacionais serão mais prestigiados, e se depender de mim,com toda certeza!!
    Beijos!!

    ResponderExcluir
  23. Pois é Kel, acho que nunca parei para pensar nisso direito. Tenho que confessar que prefiro mais a literatura estrangeira do que a nacional. E não porque acho que são livros chatos ou algo do tipo; mas lendo um livro do Nick Sparks ou Laurie Halse Anderson sinto que eles tem um 'Q' a mais nos enredos de seus livros. Tenho o maior respeito com a literatura nacional, e sempre que tenho uma brechinha, leio um clássico de Machado de Assis ou semelhante, mas ainda assim, prefiro um bom livro estrangeiro :)

    ResponderExcluir
  24. Primeiramente quero dizer que amei seu post. Agora focando no assunto tema eu tenho eu adoro ler, não importa de onde o livro vem, pois o que importa na minha opinião é a qualidade. Concordo que muitos livros nacionais tem uma linguagem muito complicada. Eu mesma já tentei ler Dom Casmurro umas cinco vezes e sempre desisto na metade, pois canso de ficar lendo e procurando cada palavra no dicionário para entender o contesto. Talvez a culpa seja minha, não sei, mas eu gosto de ler coisas que eu entendo.

    Na minha iniciação a leitura eu lia muita literatura britânica, pois foi o que meus pais me ensinaram a ler, mas hoje em dia eu leio tudo e muita coisa nacional. Não leio muitos os clássicos, apenas aqueles que consigo entender, mas amo os livros nacionais que estão saindo agora.

    Eu dou valor aos clássicos nacionais e tenho alguns, mas só aqueles que eu consigo ler sem ter que buscar um dicionário a cada duas palavras.

    Beijos.

    http://livrosleituraseafins.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  25. Simplesmente, é obvio que o que chamam de clássicos nacionais terão uma linguagem mais difícil ao nosso entendimento, uma vez que a maioria dos clássicos foram escritos em épocas mais remotas. Até porque, nenhum clássico torna-se clássico da noite para o dia. Vocês tratam esses autores novos como se já fossem clássicos: mas ainda não são. Reconheço a competência e a qualidade enorme de muitos desses autores, gosto do jeito irreverente novo de escrita, da forma leve dos enredos. Nesse aspecto, a literatura de fora faz mais sucesso pela maior divulgação, com um bombardeamento global dos livros que constantemente tranaformam-se em filme. Claro que falta valorização e incentivo no Brasil à leitura de obras nacionais, apesar de ter crescido ultimamente. No entanto, não podemos esquecer que nos mesmos temos que nos acostumar a recorrer também a livros nacionais. E abandonar nosso comodismo e preguica e entregar-se a profundidade dos classicos

    ResponderExcluir
  26. E, por favor, tiremos uma coisa da cabeça: o livro não é para ser de fácil compreensão. É para ser sublime, nem que isso implique uma linguagem muito rebuscada.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Giovanny. não concordo quando vc fala que o livro não deve ser fácil compreensão. Acho que a história deve ser prazerosa, sim, e clara. Uma história pode ser linda, mas se o autor não consegue transmitir o conteúdo de forma coesa que faça o leitor compreender, pra mim não é um bom livro.

      Excluir
  27. Acho que a desvalorização dos novos autores nacionais se dá pela falta de divulgação. Do ano pra cá que fui conhecer vários autores e abrir espaço na estante também para os clássicos. Como você disse, pra quem está iniciando no mundo literário pegar um clássico nacional de cara é um baque. É claro que nossos autores não têm o reconhecimento que merecem, mas aos poucos chegaremos lá!

    ResponderExcluir
  28. Vou confessar , não sou muito de ler livros desses grandes autores clássicos , como o Machado de Assis ou a Clarice Lispector , acho que por causa da linguagem mesmo. Os novos autores nacionais , estão se provando muito talentosos , e acho que eles merecem reconhecimento pelo seu trabalho , e um espaço no mercado literário.
    E-mail: juliamariamoraes2013@gmail.com
    Nome de seguidor: Julia Moraes

    ResponderExcluir
  29. Oi, eu acho uma injustiça as pessoas não darem uma chance a literatura nacional, sei que os clássicos são de difícil compreensão e tem gente que não gostam da linguagem, mas as pessoas tem que entender que é por causa dessas pessoas que temos o costume de leitura, de escrever, imagina se eles não tivesse começado, será que irei existir a literatura brasileira, tem um monte de gente que não gosta de livros nacionais hoje, por causa disso acha que tudo é porcaria, mas não é verdade, pois os livros que estão saindo hoje são muito bons.
    Beijos!!!

    ResponderExcluir
  30. Oi, você falou tudo nesse post, por mais que os autores estrangeiros estejam mais em evidencia, os autores nacionais estão ganhando seu espaço aos poucos, mas é preciso mesmo incentivar, tem que colocar em evidencias os autores nacionais que estão aparecendo, eles são muito bons, não é aquela coisa engessada de antigamente, que a gente era obrigado a ler na escola. :D

    ResponderExcluir
  31. Oi adorei o tema proposto e achei muito interessante também, acredito que também temos a lista dos livros mais vendidos no Brasil mas como a maioria dos livros estrangeiros são lançados no mundo todo realmente eles terão mais visibilidade e que me perdoe os fãs de classicos da literatura brasileira mas mesmo amando ler , os livros que ainda são considerados leitura obrigatória nas escolas ja deveriam mudar pois tudo muda só o numero de pessoas que gostam de ler que nao pois todos sabemos que a a maioria só lê no máximo 4 livros por ano.

    Beijos

    www.livrosechocolatequente,com.br

    ResponderExcluir
  32. Ótimo tema para o papo, concordo que muitos escritores nacionais não recebem divulgação e espaço na mídia como os estrangeiros, mas isso ocorre também devido ao preconceito que alguns leitores tem. Eu gosto muito de livros nacionais, tenho alguns aqui na minha estante e gostei muito de lê-los, na minha opinião, acho que eles estão a altura de qualquer escritor estrangeiro, só precisam mais de divulgação, apoio e que os leitores deem uma chance ! :)

    ResponderExcluir
  33. primeiro eu tambem sou fa do nicholas sparks! acho ele um autor incrivel e um homem incrivel tambem! sou fa dos livros dele e estou quase fechando minha coleçao *-*
    sobre a materia no G1, sinceramente eu amo ler, mas livros classicos nao sao meu forte, nao importa de onde seja, nacional ou nao, eu nao curto livro classico! gosto de livros atuais, onde eu tenha uma leitura gostosa sem ser cansativa! literatura classica so me lembra livro paradidatico q eu tinha q ler pra fazer uma prova do colegio zzzzz era um cansaço so! nao gosto :P nao lerei kkkkkkkkkk mas literatura nacional atual... leio com todo gosto

    ResponderExcluir
  34. Oi Kel, tudo bem?? Concordo com você, acho que o mercado precisa abrir os braços para os novos autores brasileiros. Tem muito escritor excelente e ótimas obras por aqui, seria legal sim se eles fossem mais divulgados, acho que as pessoas também se apaixonariam pelas histórias. Claro que os clássicos têm o seu lugar, li alguns na época de vestibular e gostei bastante também!!

    Beijos,

    Mari
    cantinhodeleituradamari.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  35. Oi Raquel tudo bom?
    Realmente, fácil falar que só lemos livros da "moda" se as livrarias e as editoras não incentivam os livros nacionais. Quando vou nas livrarias físicas percebo que as pessoas não se atentam aos autores nacionais atuais: Laura Conrado, Marina Carvalho, Tammy Luciano....etc. E isso acontece porque elas não conhecem esses autores. Nós sabemos quem são porque gostamos muito de ler e temos um blog literário. Nem só de clássicos é feita a literatura brasileira e eu sei que eles são importantes, mas não são as únicas leituras nacionais que temos que fazer na vida. Ano passado li muito livro nacional e tive ótimas leituras na maioria.
    beijos!
    http://livrosyviagens.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  36. Concordo plenamente com você, eu por exemplo só li esses clássicos nacionais na época da escola, porque fui praticamente obrigada, e de todos que li só gostei de O Cortiço e Moreninha. Acho a leitura desses clássicos muito arrastada, leva dias pra um livro bem fino que você leria em muito menos tempo se fosse algo mais leve.
    Também concordo que a divulgação dos novos autores nacionais é bem fraca em comparação com a dos autores estrangeiros.
    Porém ultimamente tenho visto mais gente lendo e gostando da escritas dos autores nacionais, o que é muito bom. Eu até tenho livros nacionais mais claro que os estrangeiros são a maioria.

    ResponderExcluir
  37. Kel
    Concordo com você. Os livros nacionais precisam ser mais incentivados pelas livrarias e editoras
    Hoje temos ótimos escritores.

    ResponderExcluir

Obrigada pela visita!
Todos os comentários deixados aqui serão carinhosamente retribuídos.
Para isso, basta deixar o endereço do seu blog!
Mas antes de comentar, lembre-se de que esse post foi feito
com muito carinho, então, se vai comentar
"oi, fiz postagem nova, me visita" ou fazer um comentário
apenas de divulgação, este não será aceito.
Obrigada pela compreensão!
Já está seguindo o blog no Google Friends? Então não perca tempo!