# Resenha 54 // A Menina que Não Sabia Ler

Oi galera, beleza?

Comigo tá tudo certinho. Ontem não teve post e nem consegui aceitar os comentários da postagem anterior porque a Black Friday foi tensa =P. Vocês aproveitaram as promoções? Tinham algumas bem interessantes. Box de séries, livros a 6 reais... Mas fiquei decepcionada com o prazo de entrega que aumentou consideravelmente e com o preço dos fretes de algumas lojas. Aí não rola, né?

Enfim, mas depois talvez eu faça um post especial sobre esta questão, hoje vamos resenhar =D Desta vez vamos falar do livro A Menina que Não Sabia Ler da editora Leya, parceira aqui do blog:

Título: A menina que não sabia ler // Florence and Giles
Autor: Hohn Harding
Editora: Leya
Páginas: 282

Sinopse: 1891. Nova Inglaterra. Em uma distante e escura mansão, onde nada é o que parece, a pequena Florence é negligenciada pelo seu tutor e tio. Guardada como um brinquedo, a menina passa seus dias perambulando pelos corredores e inventando histórias que conta a si mesma, em uma rotina tediosa e desinteressante. Até que um dia Florence encontra a biblioteca proibida da mansão. E passa a devorar os livros em segredo. Mas existem mistérios naquela casa que jamais deveriam ser revelados. Quem eram seus pais? Por que Florence sonha sempre com uma misteriosa mulher ameaçando Giles, seu irmão caçula? O que esconde a Srta. Taylor? E por que o tio a proibiu de ler? Florence precisa reunir todas as pistas possíveis e encontrar respostas que ajudem a defender seu irmão e preservar sua paixão secreta pelos livros - únicos companheiros e confidentes - antes que alguém descubra quem ousou abrir as portas do mundo literário. Ou será que tudo isso não seria somente delírios de uma jovem com muita imaginação?


O livro conta a história de Florence, uma menina de 12 anos refém das ideias do século passado, quando se acreditava que a mulher não deveria ter instrução. Por isso, é o seu irmão mais novo, Giles, quem começa a estudar. Porém, após descobrir a biblioteca da casa em que vive, Florence começa a se interessar pelos livros e por tudo aquilo que a leitura pode lhe proporcionar. E assim, aos poucos, a menina vai aprendendo sozinha a ler. Florence e Giles moram na casa do tio, uma vez que seus pais morreram afogados. Tendo apenas o seu irmão e, sendo a mais velha, Florence se sente na obrigação de cuidar e zelar pela vida de Giles.

Terminei de ler esse livro tem duas semanas e ainda não me decidi sobre os meus sentimentos a respeito do livro. =P. É estranho quando isso acontece, né? Posso dizer que quem começa a ler este livro não imagina o rumo que ele irá tomar no final. O livro altera os ritmos. Começa bem tranquilo com a vontade de uma menina em aprender a ler e relatando como ela consegue tal proeza totalmente sozinha. 

As noites a fio lendo, a vontade de passar o tempo inteiro na biblioteca, passar a mão nas lombadas... em vários aspectos Florence se aproximada de nós, leitores assíduos que adorariam ter uma biblioteca com prateleiras do chão até o teto em casa. O livro faz várias referências a clássicos como Shakespeare e Edgar Allan Poe. Mas as semelhanças param ai.

Um belo dia, após a morte da preceptora dentro das terras do tio de Florence, uma nova mulher chega a casa para ocupar o cargo vago, até então.  É a partir deste momento que a história dá um 180. Certa de que a nova preceptora a odeia e acreditando que a mulher tratava-se de um ser das trevas preparada para levar Giles embora, dá-se inicio a um drama psicológico. 

Para quem curte uma leitura fantasiosa com algo que mexe com sistema nervoso, esse é um ótimo livro.  Eu estaria mentindo se dissesse que não gostei do livro. Eu gostei. Como só temos o ponto de vista do narrador, no caso a Florence, somos introduzidos na realidade da menina, mas sem nenhum indício de que possa ser mentira (e sem a afirmação necessária  para que aquilo tudo seja verdade). Acho que este é o ponto em que o livro mais te prende. A todo o tempo permanece a questão: “É sério isso?” Fiquei tensa com a leitura e tenho certeza de que quem ler também se sentirá desta forma. Porém, não achei o livro 100% amarrado. Existem pontas soltas e perguntas por responder. Okay, acabei de falar que o livro te deixa com algumas dúvidas sobre o que a Florence acredita que está acontecendo e o que REALMENTE aconteceu. Isso é fato, faz parte do enredo. Mas me refiro a outras partes da historia, fatos relacionados com a própria família da Florence, seu tio, etc.

Alheio a isso, achei o Giles um personagem fraco e meio bobo demais. Por outro lado, eu amei o Theo! Adorei a interação dele com a Flo e achei que isso enriqueceu o livro. O Theo era como se fosse a ponta de realidade da Flo, gostei realmente dele. 

O título do livro traduzido até combina com o conteúdo, afinal, a garota realmente aprende a ler ao longo da historia, porém não tem a ver com o ápice do livro e vi muitas resenhas negativas sobre este livro onde os blogueiros reclamavam que tinham uma ideia errada do livro devido ao título.

Quanto a capa, eu gostei da capa =D, apesar de achar a capa original mais dark *0*






É isso gente, até a próxima



13 comentários:

  1. Tem alguma coisa de sobrenatural na história? Porque pela capa brasileira não passa nem perto, mas depois que vi as duas embaixo, fiquei chocada. Essa menininha da primeira dá medo! rs

    Beijos,
    www.livrosqueinspiram.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Thaysa, tudo bem? Então, tem uma pitada de sobrenatural sim. A capa brasileira realmente não te dá essa dica, até me assustei um pouco nesta parte porque não imaginava que seria assim. Realmente a menininha dá medo =P

      Excluir
  2. Eu nunca li este livro, até porque minhas amigas que já o leram me puseram um certo medo quanto a ele, disseram que era muito parado no começo, ja outras dissera que o final era muito confuso... Mas agora com a sua resenha eu percebo uma luz no fim do túnel! kkkkk Adorei a resenha!
    bjs, Valentina

    http://confissoesdavalentina.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É que realmente o livro altera o ritmo. Não achei ele de todo parado no começo não, até gostei. Mas realmente, comparado com o final, o inicio é mais devagar... =P

      Excluir
  3. Oi Quel, tudo bem ?

    Eu não senti muita vontade de ler o livro pois a Erika também sentiu a mesma coisa não sabia definir se gostou ou não ai minha mãe leu também e não gostou ai resolvi desistir de ler pelo menos por enquanto kkkk

    Beijos

    www.livrosechocolatequente.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é, eu vi a resenha no Livros e Chocolate Quente. Quis ler alguma resenha pra ver se alguém tinha tido as mesmas impressões que eu e vi que a Érika tb ficou naquele "não sei se gostei" huahuahuahua

      Excluir
  4. Hmmmmm muito mistério, mas eu gosto de livros assim! Fiquei interessada!
    Mas ao contrário de vc, prefiro a outra capa, essa capa original aí me deu medo! rs

    beeeijos,
    http://www.misssainha.com/

    ResponderExcluir
  5. Florence parece ser uma pessoa muito legal e ótima para se ter um bom bate-papo sobre livros. Não sei se gosto de livros muito fantasiosos, mas este é interessante.
    Vale á pena?

    Abraços!
    Vini - http://blogumjovemleitor.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ela sabe muito de livros. Vive citando Shakespeare!!!

      Excluir
  6. Ótima resenha meu amor, eu achei a capa do livro bem legal! E o tema parece ser bem interessante mesmo!

    ResponderExcluir
  7. Olá Raquel, tudo bom?
    MDSS, acho a capa desse livro linda - apesar de me deixar um pouco tonta. rsrs
    Enfim, pela sua resenha achei a história bonita e até emocionante por um lado.

    P.S:Vou ter pesadelos com a capa original. Ahh, adorei a resenha.
    Beijinhos, Alicia.

    ResponderExcluir
  8. Já tinha visto esse livro por aí, mas nunca tinha prestado atenção na sinopse.
    A narrativa me pareceu bem intensa, mas não sei se iria gostar da leitura.
    ;)
    http://livrosyviagens.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Obrigada pela visita!
Todos os comentários deixados aqui serão carinhosamente retribuídos.
Para isso, basta deixar o endereço do seu blog!
Mas antes de comentar, lembre-se de que esse post foi feito
com muito carinho, então, se vai comentar
"oi, fiz postagem nova, me visita" ou fazer um comentário
apenas de divulgação, este não será aceito.
Obrigada pela compreensão!
Já está seguindo o blog no Google Friends? Então não perca tempo!