# Resenha 47 // A Esperança

Ei galerinha do bem, tudo certinho?

Hoje é dia de resenha e desta vez vamos falar de Esperança, último volume da saga Jogos Vorazes. Confesso que estou com uma "ressaquinha" literária que não me permite começar uma outra saga, ainda estou mastigando os acontecimentos de toda a trilogia, e não conseguiria escrever essa resenha se não fosse o debate que tive com meu namorado hoje. Vou tentar dar o menor dos spoiler, mas aviso: isso será difícil. Ainda assim, não deixem de ler, aviso quando houver spoilers ;)

Bom, vamos a resenha:

Titulo: A Esperança // Mockingjay 
Autor: Suzanne Collins
Editora: Rocco
Páginas: 421


Sinopse: Depois de sobreviver duas vezes à crueldade de uma arena projetada para destruí-la, Katniss acreditava que não precisaria mais lutar. Mas as regras do jogo mudaram: com a chegada dos rebeldes do lendário Distrito 13, enfim é possível organizar uma resistência. Começou a revolução. A coragem de Katniss nos jogos fez nascer a esperança em um país disposto a fazer de tudo para se livrar da opressão. E agora, contra a própria vontade, ela precisa assumir seu lugar como símbolo da causa rebelde. Ela precisa virar o  ordo. O sucesso da revolução dependerá de Katniss aceitar ou não essa responsabilidade. Será que vale a pena colocar sua família em risco novamente? Será que as vidas de Peeta e Gale serão os tributos exigidos nessa nova guerra?



Dando continuidade à Em Chamas, Katniss continua a ser sinônimo de resistência contra a capital. Acontece que desta vez, os lados estão mais claros e o inimigo está mais evidente. Os distritos começam a criar forças e a se voltarem contra a opressão da capital. Impulsionados por um "tordo", os distritos não vão desistir até acabarem com a Capital. Porém, se de um lado temos a Katniss e todo o aparato tecnológico e nuclear do distrito 13, do outro temos tributos que ficaram reféns após a última edição dos Jogos Quaternários.

Ufa, primeira parte cumprida sem spoilers huahuahuahua. Vamos para a parte mais pessoal dessa resenha, escrevendo de forma invertida: primeiro as críticas, depois os elogios. Apertem os cintos e vamos entrar no aerodeslizadores do Por Uma Boa Leitura:

Esperança foi um livro que, definitivamente, mexeu comigo. Analisando de forma ainda que superficial a narrativa, achei que baixou uma JK Rowling na Suzanne que saiu matando personagens no maior estilo: "e estávamos lá na guerra, saímos correndo, fugindo dos bandidos. Fulano morreu. Continuamos correndo, nos escondemos em um porão...". Nesse nível. É tão rápido que, por duas vezes tive que parar, voltar na tal parte, reler e ver se REALMENTE aquilo tinha acontecido. Odeio mortes indignas para personagens dignos. Também achei que a parte que envolvia a guerra, mais para o final do livro, foi muito corrida. Entendo que é isso que se espera de uma situação de conflito, mas acredito que as coisas poderiam ser melhores exploradas.

- Não. Eu não quero...
Seguro as mãos dele com tanta força que chega a doer
- Fique comigo.
As pupilas dele se contraem até virarem pontinhos pretos, dilatam-se novamente com rapidez e então retornam a algo que parece um estado de normalidade.
- Sempre.


É bem verdade que Esperança é o livro que mais reflete o pensamento da Katniss em suas páginas. É um misto de emoções. Individualista, emotivo, sensível... e essas emoções mexem com o psicológico da personagem que precisa mais do que nunca, manter-se firme em seus ideais para seguir em frente. O livro é tão paradoxal quanto a própria Katniss, o que não deixa a narrativa menos brilhante, na verdade, transforma o livro em algo palpável e real, por mais distópica que seja a história.

Sim, não há muitos momentos de "Esperança" ao longo das 421 páginas. Na verdade o título não tem muito a ver com a narrativa, por mais que "esperança" seja o que a Katniss representa. Existem alguns momentos em que podemos respirar e sair da atmosfera de tensão e acontecimentos de tirar o folego. E dentro destes momentos estão as partes de romance. Desde o inicio da trilogia vemos o desenvolvimento de Peeta/Katniss, ao longo dos livros fica claro que Peeta é o ponto de equilíbrio da Katniss e, apesar de eu saber qual seria o final do casal, eu custava a acreditar que seria aquilo mesmo devido a tudo o que eu lia. Achei que a Suzanne foi bem generosa com os dois, assim como foi com o Gale, ainda que o final não seja aquele super Happy Ending que vemos nos contos de fadas.

- Você me ama. Verdadeiro ou falso?
- Verdadeiro.

A verdade é que a mensagem central, colocada de forma bem pragmática pela Suzanne (e agora estou analisando a trilogia de forma mais aprofundada) mostra que na verdade não há um lado correto. Não há o bem e o mal. O livro faz uma critica bem profunda ao jogo de poder. Afinal, o que é ter o poder? Como exercer esse domínio sobre a população? Com um arsenal de armas? Com luxo? Acho que a resposta é propaganda.

No livro vemos um jogo entre Capital x Distrito 13 com aparições repentinas na TV, com tomadas e mini comerciais incitando a população, seja a se voltar contra a capital, seja a se voltar contra o tordo e tudo o que ele representa. O livro mostra que conhecimento é poder e que sim, vivemos constantemente sendo manipulados com jogos de imagens, mensagens de efeito, etc. A sociedade do espetáculo é também uma forma de imposição de poder e tudo isso é colocado no livro de uma forma, ainda que "infanto juvenil", mas que gera a reflexão se você parar para reparar.

Resumindo em uma frase, a mensagem central da trilogia é, com o perdão da expressão, mas quem viu o filme vai reconhecer:








28 comentários:

  1. Amo jogos vorazes, infelizmente não li todos os livros mas estou louca pra lê los. Eu adorei a sua resenha, você explicou o sentido real do livro, sentido que eu não tinha percebido antes.
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Ketlen. Obrigada pelo elogio. Espero que vc goste dos outros livros. Eles são muito bons

      Excluir
  2. Kel lindona,

    Ventava deeeemais em Portugal! O legal é que o efeito "cabelos ao vento" ficou bem natural, mas dependendo do lugar tinha que ficar segurando a saia pra não voar! hahaha

    beijos,
    http://misssainha.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. eu adoro um ventinho no cabelo, mas as vezes ele atrapalha o penteado huahuahuahua

      Excluir
  3. A esperança é o livro que eu menos gosto da série, por toda a sua história política, mas ainda assim não deixa de ser um livro incrível e ter sido um ótimo desfecho para a série
    Beijo,
    Nic

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Com certeza, Nic. Esperança é também o que eu menos gosto, mas acho que ele é o que tem mais valor agregado.

      Excluir
  4. Ah, não tem como não amar essa trilogia. Eu achei A Esperança, acima de tudo, traumático, rs. A autora trabalhou muito no psicológico dos personagens e, embora isso tenha sido bom para o desenvolvimento do livro, acabou mexendo muito comigo e ao mesmo tempo que eu amava, também odiava o livro. E concordo com a questão das mortes. Tia Suzanne poderia ter explorado mais essas mortes, achei muitas delas pouquíssimo explicadas... Enfim, fiz quase outra resenha aqui, rs.
    Amei a resenha e o blog é lindo demais, parabéns!
    Beijos,
    Dayenne Vieira.

    http://um-momentoasos.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Day!! Concordo totalmente com você. Seu psicológico é testado a todo o tempo no livro. Acho que mortes não dignas é um mal destes autores: JK, George Martin, Collins... ninguém merece.

      Excluir
  5. Ah não li jogos vorazes, mas gostei tanto do primeiro filme.. Estou louca para ver o outro..
    Adorei a resenha..

    fico feliz que tenha gostado do vestido, obrigada pelo comentário no meu blog!

    http://pamlepletier.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Pamela. O filme é bem fiel ao livro, então acho que vc não está mt atrás de quem leu a trilogia. Claro que nos livros tem mais detalhes, mas o filme me surpreendeu

      Excluir
  6. Tenho que ler os outros volume... Fiquei só no primeiro filme e ainda não li os livros.

    Bjs
    http://eternamente-princesa.blogspot.com.br/
    Site:http://lizajoneslivros.wix.com/lizajones

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Lu! Le os outros porque vale muito a pena!

      Excluir
  7. Kel!!! Acredita que eu ainda não li nada de Jogos Vorazes??? Nem sei o que esperar dos livros, então ainda não os adquiri!! Pelo jeito você gosta né!!! Se você indica é porque deve ser mesmo muito bom!!!

    Hoje vou responder a tag!!!

    Beijos,

    Mari
    cantinhodeleituradamari.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mariiii vai correndo ler!!! É muito booom

      Excluir
  8. Oi Kel ,
    ainda não li nenhum dos três , acredita ?
    Fico muito curiosa quando leio resenha deles e fiquei mais curiosa
    ainda com a tua nota . Quero muito ler !
    Beijos, Raelly
    http://livrosebombons.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Raelly!

      Como eu falei para a Mari, vc tem que dar uma chance para a trilogia, é o máximo!

      Excluir
  9. Só li JV e to super empolgada para ler Em Chamas logo! Então, já sabe, ainda não li A Esperança. :(
    To super curiosa para saber o que a autora fez dessa trilogia. AIAI!

    Um beijo,
    Luara - Estante Vertical

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Laura!

      depois quero ver a sua resenha de Esperança!

      Excluir
  10. Oii Kel

    E o que aprendemos com esse livro??? Que quando autores escrevem series, no ultimo livro eles tem um ataque e saem matando todo mundo =D.
    Minha parte preferida desse livros foram as sabotagens do Distrito 13 na programação da Capital, mas achei o final tão ruim, me decepcionei muito.
    Achei a morte de certo personagem (sem spoilers) muito desnecessária, eu nem gostava desse certo personagem mas... pra que matar né??

    Mania de Leitor
    http://maniadeleitor.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. HUAHUAHUAHUAHUAHUAHU. No caso do George Martin, ele nem espera o último, né? HUAHUAHUA JK também com o Sirius! huahuahuahua O final é bem deprê mesmo, nada de esperança. E acho que sei de qual morte vc tá falando =P

      Excluir
  11. Jogos Vorazes é a saga do momento e não podia ser por menos! Suzanne Colins é uma autora ótima e trás um conteúdo tão bom que transforma leitores em tributos! rsrs.
    Já li todos os volumes e me considero grande faça da trilogia e ainda pretendo relê-los antes do lançamento do filme de Em Chamas.

    Ótima resenha, Kel!
    Abraços, parceira!
    http://blogumjovemleitor.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Vini!

      Boa sorte na releitura! Eu não vou conseguir, infelizmente. Mas com certeza é uma saga que eu releria na boa.

      Excluir
  12. Jogos Vorazer é muito bom! Confesso que não gostei do filme, mas li o primeiro livro e adorei, agora tô lendo Em Chamas HAHAHA
    aliás, amei o blog, tô seguindo <3
    Beijos!

    http://www.doceapego.com
    http://www.facebook.com/DoceApego

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nossa, não gostou do filme? Eu achei super fiel!!

      Excluir
  13. Oi Raquel

    Estou querendo ler esse livro mas ainda não consegui comprar e nem trocar pelo skoob espero que goste mas confesso que o primeiro volume não me agradou muito mas enfim ...

    Beijos

    http://www.livrosechocolatequente.com.br/

    ResponderExcluir
  14. Eu acho esse o melhor livro da trilogia! Justamente pelos pontos que você destacou mo, acho que isso foi o que mais chamou a minha atenção! Amei a resenha e fico feliz de ter lhe convencido a ler esses livros (com muito custo, é claro rs)

    ResponderExcluir

Obrigada pela visita!
Todos os comentários deixados aqui serão carinhosamente retribuídos.
Para isso, basta deixar o endereço do seu blog!
Mas antes de comentar, lembre-se de que esse post foi feito
com muito carinho, então, se vai comentar
"oi, fiz postagem nova, me visita" ou fazer um comentário
apenas de divulgação, este não será aceito.
Obrigada pela compreensão!
Já está seguindo o blog no Google Friends? Então não perca tempo!