14 setembro 2013

# Resenha 44 // A Última Música


Oiee gente, tudo bem?

Comigo tá tudo ótimo. Como tenho dito nos posts anteriores, agora estamos voltando à rotina normal de posts, uma vez que estávamos focadas em trazer tudo o que tava acontecendo na Bienal para cá. Acabou que estou com duas resenhas atrasadas e um Li a Página 100. Entre os livros que preciso resenhar (A Última Música e Em Chamas), preferi falar hoje sobre A Última Música porque, a meu ver, é menos complexo de se falar sobre. Beleza, então? Vamos à resenha.

Título: A Última Música // The Last Song
Autor: Nicholas Sparks
Editora: Novo Conceito
Páginas: 400

Sinopse: Aos dezessete anos, Verônica Miller, ou simplesmente Ronnie, vê sua vida virada de cabeça para baixo, quando seus pais se divorciaram e seu pai decide ir morar na praia de Wrightsville, na Carolina do Norte. Três anos depois, ela continua magoada e distante dos pais, particularmente do pai. Entretanto, sua mãe decide que seria melhor para os filhos passarem as férias de verão com ele na Carolina do Norte. O pai de Ronnie, ex-pianista, vive tranquilamente na cidade costeira, absorto na criação de uma obra de arte que será a peça central da igreja local. Ressentida e revoltada, Ronnie rejeita toda e qualquer tentativa de aproximação dele e ameaça voltar para Nova York antes do verão acabar. É quando Ronnie conhece Will, o garoto mais popular da cidade, e conforme vai baixando a guarda, começa a apaixonar-se profundamente por ele, abrindo-se para uma nova experiência que lhe proporcionará uma imensa felicidade – e dor – jamais sentida. Uma história inesquecível de amor, carinho e compreensão – o primeiro amor, o amadurecimento, a relação entre pais e filhos, o recomeço e o perdão – A ULTIMA MÚSICA demonstra, como só Nicholas Sparks consegue, as várias maneiras que o amor é capaz de partir e curar seu coração.


O livro começa com Ronnie e seu irmão Jonah indo para a casa do pai, na Carolina do Norte. O trajeto é cansativo é Ronnie não suporta a ideia de ter que passar o verão inteiro com aquele que abandonou a sua família por puro egoismo. Seus pais são separados há três anos e há três anos ela ignora solenemente o seu pai. Chegando em Wrightsville, uma cidade praiana onde seu pai mora num simples bangalô, tudo que Ronnie quer é sumir, certa de que será o pior verão da sua vida. As coisas começam a mudar depois que, graças à um ninho com ovos de tartarugas marinhas, ela, aos poucos começa a se aproximar do pai e conhece Will.

Bom, como uma boa fã do tio Nick que sou, não consigo ficar muito tempo longe dos livros dele. E em meio à tantos comentários positivos sobre A Última Música, resolvei começar a ler este livro. Ainda estava na Vibe da Bienal, tinha acabado de conhecê-lo, então acho que todo esse sentimento fez com que o livro fosse bem especial. Li na versão pocket (eu que nem sou fã de livros assim), mas ele foi um achado no sebo (só dois reais). 

Logo de cara posso dizer que não gostei da Ronnie, apesar de, às vezes, eu também dar umas respostas meio atravessadas para os meus pais (confesso) Não gostei do jeito que ela tratava o pai e também não acredito que a atitude que ela tomou em simplesmente ignorar telefonemas, cartas, emails do pai foi algo totalmente infantil e egoísta. Na verdade, mesmo quando ela começa a falar com o pai, eu ainda não gostava dela, as coisas só mudaram mesmo lá pelo final do livro.

Diferente de muitos livros do Nicholas, A Última Música é narrado em terceira pessoa, o que te dá a imparcialidade necessária para entender a complexidade dos personagens e do enredo tão bem elaborado pelo Nicholas. Outro ponto são os capítulos intercalados. Eu adoro livros assim e o Nicholas não me decepcionou nenhum pouco. 

A Última Música tem um sabor diferente porque não é um livro que fala de romances interrompidos ou proibidos. Apesar de, sim, ter um romance encabeçado pela Ronnie e pelo Will, este não é o foco. O "x" da questão está na relação familiar e acho que isto fez com que o livro fosse mais denso que qualquer outro. 

No livro percebemos um amadurecimento dos personagens e, aos poucos, tudo vai se revelando. Certas coisas que você tinha certeza de que eram da forma como o livro apresentava desde o inicio, na verdade são diferentes. Apesar de tudo ter se amarrado, achei que o Nicholas foi infeliz com o desenrolar do Marcus. 

Marcus é o badboy do livro, que está ali literalmente para atrapalhar. Ele possui um comportamento meio doentio, perseguindo a Ronnie e o Will. Até aí tudo bem, só achei que em certos momentos, as coisas se perdiam. Fica um pouco difícil explicar sem dar spoilers, mas achei que o personagem, que de certa maneira, era o "antagonista do livro", em certos momentos acabava esquecido e algumas atitudes que ele tomava não tinham explicação.

Claro que, assim como todos os livros do Nicholas, A Última Música é de emocionar. O livro é tocante e capaz de te gerar uma boa ressaca literária. Não é nem preciso terminar de ler para já refletirmos sobre os temas abordados e tentarmos nos colocar no lugar de Ronnie e seu pai. A Última Música não é o meu favorito, mas com certeza está entre os três melhores. Super recomendo a leitura.



36 comentários

  1. Oi Keel! Tudo bem com você? *-*
    Então, eu ainda não li nada do titio Nick, infelizmente =( Tenho Querido John aqui, mas ainda não tive a oportunidade de pegá-lo para ler, você já leu esse?
    Mas, mesmo não tendo lido nada dele ainda, eu tenho certeza que irei amar (é aquele tipo de autor que você se identifica mesmo sem ter lido qualquer obra dele sabe?). Enfim, eu já assisti diversos filmes que foram adaptados dos livros dele, e simplesmente amei! E como livro quase sempre é melhor que o filme, acho que A Última música será uma leitura excelente pois já assisti ao filme e amei! Confesso que no filme eu também odiei muito a Ronnie no início, mas acho que no desenrolar das coisas ela foi ficando mais "acessível".. hehe Mas, essa minha opinião é sobre o filme, já que não tive a oportunidade de ler o livro ainda =/

    Beeijos,
    iSteh

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Steh! Tem resenha de Querido John aqui no blog!! Foi o primeiro livro do Nicholas que eu li e tenho um carinho muito especial por ele. Acredita que nunca vi nenhum filme do Nicholas? Um absurdo, né? =P

      Excluir
  2. Chorei com esse livro, meu DEUS. Nicholas Sparks é um dos mais admiráveis escritor que eu conheço !
    Comecei o meu blog agora pouco, você poderia passar por lá e me dar uma forcinha? tem pouca coisa ainda, mas eu escrevo com todo meu coração, obrigada.
    http://palavrasexpressamsentimentos.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu sou super fã dele também. Conhecê-lo foi incrível para mim! Mas consegui conter as lágrimas e não chorei com esse livro =P

      Excluir
  3. cara sempre que vejo alguém falando do autor me da vontade de ler, mas ao mesmo tempo não pq sei lá não sei se vou gostar sabe
    gostei da resenha desse livro, a história parece ser bem legal
    http://www.seguindoocoelhobrancoo.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nossa, eu adoro os romances do Nicholas. Ele é incrível!!! E tem livros bem variados =P.

      Excluir
  4. Eu ainda não li nenhum dos livros do autor, apesar de já ter assistindo algumas adaptações, inclusive de “A Última Música”. Como eu gostei do filme, acredito que irei gostar do livro também.
    Ps: Ficou linda a nova cara do blog!!

    *bye*

    http://loucaporromances.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu nunca vi nenhuma adaptação dos livros dele, acredita? Acho que quase todos os livros dele que eu li tem adaptações, mas nunca tive vontade de ver como ficou.

      Excluir
  5. Oi, Kel!
    Nicholas Sparks parece ser tudo de bom, mas quantos livros o autor já tem? Sempre que entro em uma livraria me deparo com mais uma obra dele, são tantas! rsrs.

    Abraços!
    http://blogumjovemleitor.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nossa, ele tem MUITOS, Vini! Acho que, chutando por baixo, uns 15, pelo menos! Só eu tenho 9 e não tenho todos huahuahuahua

      beijos

      Excluir
  6. Raquel eu vi o filme e chorei muito, gosto de enredos que misturam música com a vida dos personagens, o livro dever ser mais profundo e bem mais sentimental, não vejo a hora de ler.

    Bjos!!
    Cida
    Moonlight Books

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Cida, nossa, vocês estão falando tão bem do filme que eu to bem curiosa =P

      Excluir
  7. Oie :)

    Esse foi o primeiro livro do Nicholas que li e assim como você fiquei apaixonado por ele a narrativa do autor é incrível e os personagens nem se fala, beijos !!

    http://euvivolendo.blogspot.com.br/ ( comenta lá :D )

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Gabriel. Eu tava super atrasada para ler esse livro. Já queria ter feito há mt tempo, mas... realmente adorei e achei muito diferente de qualquer outro livro do nicholas que eu já li.

      Excluir
  8. Ainda não li nada do Sparks, mas depois desta resenha super positiva vou ter que correr atrás dele né?
    Eu até ganhei um livro do Sparks num desafio de um blog amigo, porém não é a Última Música...

    Adorei o blog, também ja estou seguindo.

    Abraços
    www.booksever.blogspot.com

    ResponderExcluir
  9. Foco na relação familiar? Já gostei disso!
    Então, não sou tão fã de Nicholas assim, achei que tive azar nos livros que li, com exceção de Um amor pra recordar.
    É legal saber que esse sai um pouco do lance romance, que costuma ficar para sempre nos livros desse homem. ahauhauhauahuaha
    Não tenho esse, e acho que vou dar uma chance a ele.

    bjus
    terradecarol.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nossa, Um Amor para Recordar é LINDO. Quais os outros livros dele que vc leu? Recomendo Um Porto Seguro, é ótimo!

      Excluir
  10. Obrigada querida.

    Eu acredito que o livro deve ser melhor que o filme.. Eu curti o filme, mas sei lá..
    beijos!

    http://pamlepletier.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. acredito que deve ser sim. ainda mais pq não gosto da miley cyrus atuando huahuahuahua

      Excluir
  11. Raquel, sou tipo apaixonada por esse livro, gosto muito do Nicholas Sparks, pra quem só viu o filme não consegue compreender como a história é mais profunda e os conflitos no livro muito mais presentes, alias eles mudaram muita coisa no filme!

    Bjks

    Patty Santos - Blog Coração de Tinta
    http://www.coracaodetinta.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Infelizmente os filmes não conseguem aprofundar nem metade do drama, né? É triste isso. Mas realmente achei A Última Música muito denso.

      Excluir
  12. Oi, Raquel! Tudo bem?
    Eu sou apaixonada por "A Última Música" <3 Sinto que é um dos livros que o Nicholas arriscou mais, é como você falou, o romance existe, mas são as relações familiares que fazem o livro. Realmente, a Ronnie é insuportável no começo, mas assim que ela conheceu o Will, comecei a simpatizar mais com ela hehe
    E sobre o filme, eu ainda gostava daquela fase mais tranquila da Miley Cyrus, achei que iria adorar o filme, mas acabei achando que a atuação dela era muito fraquinha :/
    Adorei a resenha! Bjs
    Jéssica - http://lereincrivel.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu nunca vi nenhuma adaptação dos livros do Nicholas, sinceramente nem tenho muita curiosidade. Com certeza A última Música entrou para o meu top 5 dos livros do Nicholas, Continuo preferindo outros, mas este não fica atrás.

      Excluir
  13. Menina só agora estou vendo o novo layout do blog. Parabéns!
    Eu gosto desse livro do Nicholas, mas eu também me irritei com a Ronnie em alguns momentos.
    O que eu mais gosto em A última Música é do relacionamento da protagonista com o seu pai. Isso é o mais tocante e faz a história ficar mais emocionante. Para quem viu o filme eu particularmente gostei mais do livro (até aí nenhuma novidade).
    Beijos!
    http://livrosyviagens.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. eee, que bom que vc gostou, Aline! O relacionamento da Ronnie com o pai é mesmo emocionante.

      Excluir
  14. Este livro ainda não li, mas vi o filme, se for tão lindo quanto, com certeza vale a leitura. Adorei sua resenha, já estou com mais vontade ainda de pegar o livro rs

    seguindo pelo projeto "Com amor, por favor, sem flash" (:

    Beijos,
    www.fashionebella.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Érika, espero que vc se anime para ler o livro sim. Vale muito a pena.

      Excluir
  15. Olá!! Li esse livro há um bom tempo, ganhei ele nos meus quinze anos, de uma amiga. Não lembro de muita coisa. Mas adorei a história. Acho lindo como a personagem amadurece e o amor que aflora entre ela e o pai. Mostra, de certa forma, que a vida é muito curta para perdermos tempo com bobagens, brigando por nada... Uma grande verdade. Às vezes as pessoas perdem tanto tempo em que poderiam estar fazendo algo bom para brigar, ter sentimentos ruins... É perca de vida! É legal perceber esse recado, de que às vezes temos menos tempo do que pensamos com quem amamos. A morte é algo que não se controla quando se está aqui...
    Adorei a resenha.
    Beijão.

    http://vivianpitanca.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. nossa, de 15 anos? =P. Mas concordo quando vc fala que o livro mostra que a vida é curta e que devemos aproveitar sempre o quanto pudermos, estar junto de pessoas queridas =D

      Excluir
  16. Muito boa a resenha meu amor! Estávamos comentando agora sobre os livros do Nick e fico feliz que você tenha gostado de mais um!

    ResponderExcluir
  17. Primeiro livro do Nicholas que li, chorei, me acabei, favoritei, reli, e a lista é grande... Como sempre um livro lindo em todos os sentidos que nos deixa com várias lições de vida.

    Bjos,
    Isa
    http://www.passaporteliterario.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Gente, ainda não consegui chorar com os livros dele! E olha que sou mt fããã. Será que tenho problemas? huahuahuahua

      Excluir
  18. Eu tenho so o filme(não leio muitos livros)
    achei o filme bom :)
    bjoss s2
    http://lalazinhamake-up.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  19. Também li esse livro e gostei muito. Assisti o filme também, mas o livro emociona mais.
    Beijo*
    www.fofocas-literarias.blogspot.pt

    ResponderExcluir

Obrigada pela visita!
Todos os comentários deixados aqui serão carinhosamente retribuídos.
Para isso, basta deixar o endereço do seu blog!
Mas antes de comentar, lembre-se de que esse post foi feito
com muito carinho, então, se vai comentar
"oi, fiz postagem nova, me visita" ou fazer um comentário
apenas de divulgação, este não será aceito.
Obrigada pela compreensão!
Já está seguindo o blog no Google Friends? Então não perca tempo!