10 setembro 2013

Papo Literário // Jovens estão lendo mais


Eii gente, tudo bem?

História triste. Passei ontem o dia todo gravando o vídeo das minhas compras na Bienal. Deu 1 giga de vídeo, pasmem!! Simplesmente coloquei o vídeo para upar hoje de manhã, às 11h e até agora, 10h da noite, o vídeo ainda estava em 17%. Desisti, óóóóbvio e vou aceitar a oferta do meu namorado em fazer o upload na casa dele já que (palavras do mesmo) o pacote de internet na casa dele "é o maior e melhor do Brasil". OKAY (y).

Voltando aos poucos a rotina aqui do blog, hoje é dia da coluna Bate Papo Literário =D. Então que tal falarmos um pouquinho sobre hábitos de leitura? Uma das coisas que reparei bastante na Bienal foi a presença de jovens. Mas não daqueles que vão a um evento para simplesmente passear, sabe? Mas daqueles que, entre um stand e outro, sentavam no chão para... ler.



Vi uma matéria bem legal no site A12 que trás uma pesquisa do Núcleo Brasileiro de Estágios (Nube). A pesquisa mostra exatamente o que comentei ali em cima. Dos 12 mil internautas entrevistados, 44,74% leem pelo menos um livro por mês. Okay, alguns vão falar "SÓ?! EU LEIO DEZ." Mas sejamos razoáveis, a pesquisa quis focar no jovem que, dentro dessa cultura do imediatismo, rodeado de tecnologia, etc, não deixa de ler. Então a meu ver, sim, um ou dois livros são bem significativos.

Eu acho tão bonito uma pessoa que gosta de ler. Isso sem contar que a leitura estimula a imaginação e faz com que você aprimore o vocabulário. Nesta mesma matéria publicada pelo site A12, há uma entrevista com a psicopedagoga Thalita Tomé e, segundo ela, a leitura é muito importante, tanto para o aspecto pessoal como para o profissional. “Pois estimula a imaginação, o senso crítico, a interpretação de mensagens e o enriquecimento de vocabulário, além de formar cidadãos mais inteligentes, claro”. 

Porém, a mesma psicopedagoga chamou a atenção para as periferias do país, onde, segundo ela, ainda não existe este hábito contínuo da leitura. Thalita ressaltou que “Se realizarmos um levantamento dentro de comunidades carentes e periferias, por exemplo, notaremos que pouquíssimas crianças e jovens têm o hábito de ler um livro”.

Então aqui quero deixar a pergunta. Vocês acham que ainda é preciso estimular a leitura em comunidades carentes, vocês acham que há incentivo à leitura nas escolas públicas assim como há nas redes particulares? E para vocês, o que o hábito da leitura trouxe de beneficio?

COMENTEM =D

beijos a todos.

25 comentários

  1. Oi, Kel!
    Eu queria algum outro contato seu, depois me passa?

    Eu encontrei muitos jovens interessados lá na bienal, mas também encontrei algumas adolescentes atrás de revistas do one direction! haha sem julgar, já é alguma coisa, né?!
    E sobre o incentivo, com certeza nas escolas particulares é bem maior. Eu lembro que eram pelo menos 2 livros por bimestre. Já quando estudei na pública nem lembro de ter algum livro indicado pelos professores.
    Poxa, eu não ando conseguindo ler nem 1 por mês com tanta correria. Pura tristeza!

    Beijo
    Reenoceronte

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Rê, tudo bem, flor?

      eu sempre estudei em escola particular e eu tinha que ler um livro por bimestre. Porém, sempre achei que não eram livros condizentes com a nossa faixa etária. Por exemplo, não acho que um adolescente de 13 anos deva ler O Cortiço, porque não existe uma maturidade ainda, sabe? Enfim...

      Excluir
  2. Raquel, eu me lembro até hoje a primeira vez que entrei em uma biblioteca, eu tinha uns 8 anos de idade, acho que foi amor a primeira vista, estudei em escola publica, mas ela tinha uma biblioteca maravilhosa e lá sempre foi meu cantinho preferido.
    Ler pra mim sempre me trouxe benefícios, e hoje em dia ler pra mim é minha válvula de escape, tenho uma rotina de trabalho muito puxada, e toda vez que pego em um livro faço uma viagem, me perco nas páginas, conheço mundos novos.
    É bom saber que os jovens estão lendo mais, adorei o post.

    Bjks

    Patty Santos - Blog Coração de Tinta
    http://www.coracaodetinta.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Patty!! Com certeza a leitura também é uma terapia para mim. É realmente uma oportunidade de me desligar do mundo e mergulhar de cabeça naquilo que to lendo. Meu colégio nunca teve uma super biblioteca. Ela era sempre lotada de livros didáticos e nunca fui muito de ir pra lá =(

      Excluir
  3. Oi flor.
    Primeiramente quero parabenizá-la pelo o post, eu adoro papos literários, mas enfim, você fez muitas perguntas (nem tanto haha) e vou tentar responder algumas. Pois então, eu sempre estudei em escola pública e acho que não há tanto incentivo a leitura como nas escolas particulares. Mas essa responsabilidade não é só dos professores, pois acredito que os maiores incentivadores do aluno é a família dele. Eu sempre estudei em escola pública, mas sempre gostei de ler e escrever, e meus pais sempre me incentivaram. No entanto, acredito que o próprio aluno também tem que querer. Eu conheço muitas pessoas que estudaram em escolas particulares, mas não gostam de livros e de estudar, sendo assim, é difícil afirmar que só os alunos da rede particular gostam mais de ler. É claro que a escola tem que incentivar, mas se a família não ajudar e se o aluno não quiser, de nada vai adiantar.

    Beijinhos.

    www.doceabril.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Midiã. Vc falou algo muito importante. Acho que o incentivo a leitura vem da escola sim, mas também deve partir dos pais. Se não houver esse apoio, esse conhecer, não tem como o hábito da leitura se desenvolver.

      Excluir
  4. Oi flor.
    Primeiramente quero parabenizá-la pelo o post, eu adoro papos literários, mas enfim, você fez muitas perguntas (nem tanto haha) e vou tentar responder algumas. Pois então, eu sempre estudei em escola pública e acho que não há tanto incentivo a leitura como nas escolas particulares. Mas essa responsabilidade não é só dos professores, pois acredito que os maiores incentivadores do aluno é a família dele. Eu sempre estudei em escola pública, mas sempre gostei de ler e escrever, e meus pais sempre me incentivaram. No entanto, acredito que o próprio aluno também tem que querer. Eu conheço muitas pessoas que estudaram em escolas particulares, mas não gostam de livros e de estudar, sendo assim, é difícil afirmar que só os alunos da rede particular gostam mais de ler. É claro que a escola tem que incentivar, mas se a família não ajudar e se o aluno não quiser, de nada vai adiantar.

    Beijinhos.

    www.doceabril.com.br

    ResponderExcluir
  5. É bem bacana isso dos jovens lendo mais, eu fico lembrando da época em que eu era adolescente e a escola nos obrigava a ler os clássicos brasileiros.
    Acho que tudo tem um momento certo, todo livro marca uma fase e na adolescência é meio complicado, pelo menos para a maioria, de aceitar alguns clássicos.

    Hoje a literatura está muito mais ampla. Os livros de aventura estão abarrotando as estantes das livrarias e isso é um grande chamariz para o público jovem.

    É uma revolução literária que dá gosto de ver né?

    Amei o post!!!!

    bjs
    http://www.letrasdanana.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Falou tudo, Mariana. Minha escola também era dessas. Os livros que eles escolhiam não eram atrativos. Acho que tudo tem a sua fase, sabe? Não adianta colocar um, sei lá, Os Sertões pra um adolescente de 15 anos ler que ele não vai se interessar, sabe?

      Excluir
  6. Eu sou bem do estilo que ler uns 2 livros por mês, mas é justamente pelo fato de meu dia ter apenas 24h para dormir, estudar, ler, comer, ir para o colégio :/ As escolas públicas realmente não valorizam a leitura mas as escolas particulares tbm não ajudam muito. Todos os colégios que estudei, e estudo, (particulares) não tinham biblioteca. Acho que a leitura faz a pessoa torna-se crítica, ter uma opinião, descobrir novas palavras, jeitos, costumes, aflora a imaginação, é simplesmente mágico.
    Adorei o texto.
    Super Abraço, Victor Rosa :p
    encantosparalelos.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Poxa, não tinham bibliotecas? É, isso é ruim. Sempre estudei no mesmo colégio a vida toda e nele tinha biblioteca, mas como falei lá em cima, com a maioria de livros didáticos que os alunos pegavam caso tivessem esquecido em casa, uma vez que os professores não deixavam ficar na aula sem os livros de exercício =(

      Excluir
  7. Kel, sua linda!
    Eu também tenho observado que as pessoas estão lendo mais. E acho inclusive que a ascensão do mercado de Ya Books é um fator relevante para aferir esse crescimento no número de leitores. Hoje temos um mercado literário bastante diversificado, há livros para todos os tipos e gostos (graças a Deus).
    A leitura é um hábito e, infelizmente, as escolas públicas são tão problemáticas que acabam não incentivando muito os alunos a lerem mais, acho que isso poderia ser resolvido com planejamento mesmo, um programa de incentivo a leitura nas escolas ou recompensas para os alunos com uma boa quantidade de livros lidos.
    Claramente as periferias são menos favorecidas quando se trata de pontos culturais, como bibliotecas, e a maior parte das livrarias estão nos centros das cidades. Ainda assim já vi ótimas iniciativas de jovens leitores que levaram os livros também para a periferia. Perto de onde moro, alguns skatistas (também leitores) montaram um Clube do Livro, além de se reunir para discutir assuntos literários, trocar obras, fazer poesia, eles arrecadam livros e reformam bibliotecas de escolas públicas. Eu acho muito legal! Acredito que nós, os apaixonados por livros, somos muito responsáveis pela disseminação dos hábitos de leitura.

    Ufa..
    Falei pra caramba!
    Beijooos
    :*

    http://oacucareiro.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. que iniciativa irada essa que rola na sua cidade. Isso rende uma super matéria! Acho que o mundo tá carente de iniciativas como essas, viu? É realmente admirável. E com certeza, com a variedade tão grande de gêneros, autores e livros, tem, realmente, livros para todos os gostos. Um fato engraçado dessa coisa de variantes de gêneros literários é que uma vez tava falando de Jogos Vorazes com o meu namorado e falei assim: "não gosto muito de livros distópicos, mas curti Jogos Vorazes" Meu namorado ficou sem entender nada. Ele nunca tinha escutado falar em distopia =P

      Excluir
  8. Poxa...
    fiz um comentário enorme, mas não sei se foi publicado por que eu não estava logada :/

    (agora tô com preguiça de escrever tudo de novo hahahahaha)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. não se preocupa não, flor, seu comentário LINDOSO foi =)

      Excluir
  9. Olha eu acredito que os jovens realmente estejam
    lendo mais e isso é muito bom, principalmente porque hoje em dia tem tantas tecnologias (video game, jogos, aplicativos de celular e etc) que facilmente distrairiam esses jovens, então fico feliz em perceber que os jovens muito mais que simples lazer, buscam também cultura.

    http://soubibliofila.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Com certeza, Del. De certa forma, os livros que acompanham essa tecnologia são uma forma de fazer com que o jovem não se afaste da literatura, né?

      Excluir
  10. Fico muito feliz por saber que cada vez mais jovens no Brasil tenham sido alcançados pelo gosto pela leitura. Pena que cá em Portugal não seja assim. Apenas 1 em cada 20 pessoas lê. E não é um estudo feito apenas com os jovens, é com todas as idades, porque nos jovens a média deve ser de 1 em 50. Aqui a leitura não é tão bem apresentada como no Brasil.
    - Para começar não temos a maravilhosa Bienal nem nada que se pareça. Temos uma feira do livro, mas que não tem qualquer desconto, não oferecem nada, nem levam autores. É apenas um aglomerado de barracas das diferentes editoras, com os mesmos livros de sempre, aos mesmos preços de sempre. Se fizessem alguns descontos e promoções, penso que ganhariam muito mais, mas fazer o quê?
    - E as editoras também não partilham os livros, as novidades, os lançamentos... com os blogueiros. E muito menos fazem kits. Aqui simplesmente não há nada de kits. E as editoras que se juntam com os blogues apenas disponibilizam um ou outro livro para sortear, mas nem sequer disponibilizam um exemplar para o blogueiro ler. Como é possível alguém sortear um livro, dizer que é bom, sem sequer ter lido? E mesmo assim é muito difícil conseguir esse tipo de parceria, pois dizem sempre que o blog não tem subscritores suficientes. O que eu acho uma treta, porque qualidade, interesse, e originalidade não se vê pelo número de subcritores.
    Mas pronto, foi apenas um desabafo, me desculpe :C
    www.fofocas-literarias.blogspot.pt

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nossa Jessinha, não sabia destes números. Uma pena que essa seja a realidade aí em Portugal. Realmente a leitura é algo essencial na vida dos jovens e acredito que até para quem é mais velho, a leitura estimula o celebro, o que é muito importante. Concordo com o que vc disse sobre as editoras. Acho que mais que disponibilizar para sorteio, as editoras deveriam disponibilizar, mesmo que um exemplar ainda não finalizado para o blogueiro. Não gosto de colocar para sorteio um livro que eu não li, não faz sentido, né?

      Excluir
  11. Oie linda tudobem?
    Primeiramente tenho que começar esse comentário agradecendo pela visitinha que me fizeram quando estive viajando nos EUA. Muito obrigada pelo carinho e espero que voltem sempre, até porque gosto muito daqui.

    Agora sobre a postagem, eu achei simplesmente lindo tudo que vc escreveu, até porque, achei muito legal saber que as pessoas iam na Bienal para ficar lendo alguns livros.
    Também é o unico jeito também de chamar atenção de nós leitores de alguma forma. Mas eu queria muito ter ido, mas n deu =/ Infelizmente. Mas ano que vem, vou juntar dinheiro até lá pra fazer a festa hahahahahah =P

    Agora sobre a pergunta que vc fez sobre a estimulação a leitura para jovens carentes, eu acho que deveria ter mais...
    Quanto nas escolas, sempre são aqueles livros de autores mais famosos né ? Eu acho que teria que começar com leituras menos complicadas para poder chamar atençào dos que gostam de ler.
    Para vc ter uma ideia, eu comecei a gostar de ler quando li o livro O PRISIONEIRO DE AZKABAN do Harry Potter. E olha que eu nem conhecia a série. Foi me apresentada por um ex namorado meu. Mas simplesmente amei.
    É o tipo de livro que deveria ser dado nas escolas. Para as pessoas despertarem o interesse. Enfim...
    Mas eu não sei como as coisas estão hoje, por isso não sei o que falar...MAS EU APOIO !! =DDD

    lovereadmybooks.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Silvana. Com certeza. Inclusive, dando livros mais interessantes para os alunos pequenos, as chances deles se interessarem são ainda maiores. Muitas escolas apostam em clássicos da literatura para adolescentes de 13, 14 anos e acho que isso não tá com nada!

      Excluir
  12. Oi Kel

    Adorei esse post muito legal o povo tem lido cada vez menos mesmo mas é muito bom ver que muitos jovens da classe média estão lendo mais, precisa de incentivo dos pais e familiares também para toda a população ter o hábito de leitura que ao meu ver só traz beneficios :)

    Beijos

    http://www.livrosechocolatequente.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. com certeza, Dre. Acho que a leitura trás beneficios para todas as idades.

      Excluir
  13. Só de ver a bienal do livro eu já tenho certeza que a leitura está se tornando um hábito cada vez mais frequente entre os jovens. Além da maior facilidade de adquirir um livro, eu acho que os títulos estão cada vez mais atrativos. E tenho que dizer que Harry Potter ajudou muito nisso.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. com certeza, mô. Não só HP, por exemplo, o primeiro livro que eu li e me interessei mesmo foi O Pequeno Príncipe, apesar de achar que naquela época eu não consegui ver toda a mensagem por de trás do livro. Hoje em dia os adolescentes contam com vários infanto juvenis, sagas e tal para iniciarem a leitura =D

      Excluir

Obrigada pela visita!
Todos os comentários deixados aqui serão carinhosamente retribuídos.
Para isso, basta deixar o endereço do seu blog!
Mas antes de comentar, lembre-se de que esse post foi feito
com muito carinho, então, se vai comentar
"oi, fiz postagem nova, me visita" ou fazer um comentário
apenas de divulgação, este não será aceito.
Obrigada pela compreensão!
Já está seguindo o blog no Google Friends? Então não perca tempo!