21 setembro 2013

# Mudando de Assunto// Entrevista com o psicólogo João Oliveira

Olá, pessoal! Tudo bem??

O entrevistado de hoje da nossa coluna é o psicólogo João Oliveira, que já escreveu vários livros sobre análise comportamental e exercícios para o cérebro, entre eles "Saiba Quem Está à Sua Frente", "A importância dos sonhos: interpretação e práticas para a saúde plena" e "Ativando o Cérebro Para Provas e Concursos”, todos pela editora WAK.  Além disso, João já deu entrevistas para programas de televisão, como Mais Você, e Programa do Jô, da TV Globo, e Sem Censura, da TV Brasil. 

João é de Campos dos Goytacazes, cidade no interior do estado do Rio de Janeiro, assim como eu, e inclusive já foi meu vizinho, olha que legal! Hoje o psicólogo oferece cursos e treinamentos sobre análise comportamental no Rio.

Vamos a entrevista que fiz com ele? Ele deu até dicas para você treinar seu cérebro e passar nos concursos! Dá uma olhada!




João, o que podemos esperar do seu livro “Saiba Quem Está à Sua Frente”, da editora WAK?

O livro já está indo para a terceira edição e leva, ao leitor, um modo de olhar diferenciado sobre a pessoa que está à sua frente. A linguagem corporal, marcas de expressão e como as emoções podem ser reconhecidas pelo movimentos da musculatura da face.

De que maneira a feição do rosto, rugas, linhas de expressão podem representar a personalidade de uma pessoa?
A emoção se utiliza dos músculos da face para apresentar – através de um código específico – diferentes configurações. Estes movimentos, com o tempo e a repetição, acabam formando marcas que podem ser “lidas”. É importante ressaltar que podemos dizer como uma pessoa foi, emocionalmente falando, mas não podemos dizer como uma pessoa “é” através das marcas. Isto porque as marcas permanecem por muito tempo, mas as pessoas podem mudar repentinamente seu perfil por vários motivos.

Se a pessoa colocar muito botox ou fazer intervenções cirúrgicas, a sua análise fica totalmente prejudicada?
Sim, fica sim, mas o botox não é o pior nem a cirurgia plástica. Na verdade existem outras intervenções com a CARBOXTERAPIA, por exemplo, que podem alterar de forma natural e imperceptível as rugas de expressão pela regeneração celular.

Dá para saber as reais intenções de uma pessoa através dos gestos dela? Como?
Sim. Mas não é uma coisa simples de se falar e muito menos sem os exemplos gráficos. As emoções se manifestam por microexpressões faciais, movimento muito rápidos que exibem, ao bom observador, a intenção oculta da pessoa. Verdade é que, na maioria das vezes, a pessoa que exibe nem sabe, de modo consciente, que tais emoções estão começando a surgir. Quem possui o treinamento apropriado pode mudar a linha de abordagem da comunicação e alterar o final da conversa antes que a coisa tome um rumo catastrófico.

A posição de dormir também diz algo sobre a personalidade de uma pessoa?
Sim, da mesma forma que desperto podemos apresentar as emoções através das posições corporais, dormindo isto se torna mais evidente pois o inconsciente pode se apropriar – de certa forma – das posturas corporais.

Você escreveu um livro com o título “A importância dos sonhos: interpretação e práticas para a saúde plena”, pela editora WAK. Afinal, qual é a importância dos sonhos?
Toda. Quem sabe interpretar os próprios sonhos e capaz de acertar mais na vida. Os ciganos, por exemplo, jamais contam seus sonhos a outras pessoas, pois, contar um sonho – para eles – é o mesmo que entregar a alma. O livro apresenta várias maneira da pessoas direcionar seus sonhos em proveito próprio pelas incubações oníricas. Processo que permite escolher com que conteúdo se deseja sonhar e encontrar respostas para problemas do mundo vigil.

Como é escrever livros em parceria com a sua esposa? 
Excelente. Minha esposa, profa. Msc. Beatriz Acampora, divide a existência comigo de uma forma maravilhosa. Espero poder escrever mais uns 500 livros juntos. Hoje (2013) temos dois livros em conjunto.

Conte-nos um pouquinho sobre o livro “Ativando o Cérebro Para Provas e Concursos” (Editora WAK). Pode nos adiantar uma dica que tenha no livro?
O livro propõem que se faça, da Neuróbica (dentre outras coisas), uma atividade incorporada no seu dia a dia. Isto por que o cérebro, uma vez treinado, soluciona qualquer dificuldade. Estes exercícios podem ser, por exemplo, feitos por pessoas que estão envelhecendo e perdendo capacidade cognitiva. A neuróbica fortalece o cérebro. Um cérebro potente é o que todos queremos. Aqui vão algumas dicas:

1 - Bom dia com cheiro - Pela manhã, ao acordar, coloque algum perfume mesmo antes de escovar os dentes ou tomar banho. Nós usamos perfumes para que as outras pessoas sintam o cheiro agradável que emana de nós, certo? Neste caso, específico, o perfume estará sendo colocando para você mesmo apreciar o aroma. Como você ainda não está totalmente desperto este perfume irá servir como um caloroso “- Bom Dia!” dado por você a você mesmo! Lembre-se que o olfato é o mais poderoso dos sentidos, pois está mais perto do cérebro e é responsável por ativar tantas nuances comportamentais, como desejo sexual, sabor dos alimentos, aversão e nojo, que até hoje está sendo estudado pois, não temos ciência ainda de todo seu potencial.

2 - Banho cego - Para ampliar a conectividade de quem tem o Canal Sinestésico mais frágil, uma boa dica é tomar banho de olhos fechados. Faça isto devagar e pensando no ato de tomar banho e sentir o próprio corpo, suas dimensões e espacialidade. Todo o ato, pegar sabonete, xampu e etc também deve ser feito com os olhos fechados. Claro que se enxugar também.

3 – Bom dia com música - Prepare seu despertador para tocar uma música pela manhã ou programe a TV, rádio, celular, para executar uma bela música para ser a primeira coisa que perceberá ao acordar. Dê preferência às clássicas onde muitos instrumentos podem ser percebidos. Procure identificar que instrumentos são esses e em que lugar da orquestra eles estariam para ter esse som. Imagine a sala onde ocorre o concerto. Excelente exercício para melhorar suas capacidades auditivas de percepção do mundo.

4 – Aprenda um instrumento musical – Um instrumento exige que o lado direito do cérebro fique mais ativo para acompanhar a melodia, ritmo, e o lado esquerdo foca nas cifras, na letra da música. Portanto aprender um instrumento é colocar o cérebro para trabalhar de um novo jeito: usando os dois hemisférios! Provavelmente um dos mais completos instrumentos para isto é o piano, no entanto o violão também é muito bom e rapidamente você poderá estar compondo suas próprias melodias.

5 – Inverter as fotos e quadros da sua casa - Ou apenas mude de lugar. Não deixe as coisas no mesmo lugar por muito tempo. Talvez seja o momento de arrumar todo o seu guarda roupas e fazer uma nova disposição de tudo que você possui. Os sapatos, camisas, calças... podem estar sendo pouco ou muito usados apenas por causa da posição que eles ocupam no seu armário. Aproveite e faça uma nova arrumação também na estante, colocando os livros que você mais usa em uma posição mais próxima e visível.

06 – Imagens Geométricas - Feche os olhos e imagine uma pirâmide. Como você sabe a pirâmide tem cinco lados, na verdade quatro lados e uma base. Agora, numere os lados da pirâmide na sua mente e faça-a girar bem devagar. Imagine-se de pé, em frente ao primeiro lado onde está escrito o número um (1) e, bem lentamente, o giro vá tirando a face do quadro, girando, e permitindo que surja a próxima face com seu número estampado (2), e assim por diante. Depois que se acostumar com isto, faça o giro de ponta cabeça para ver o número cinco que está na base da pirâmide. Quando a pirâmide se tornar fácil, pegue um dado (seis lados) de brinquedo e tente fazer o mesmo mantendo a disposição numérica igual ao modelo real que tem em mãos.

07 – Novo Caminho - Faça um novo caminho para ir para o trabalho ou voltar para a casa. O cérebro (vamos repetir isto mil vezes) adora novidades. Um pesquisador no início do século XIX queria descobrir de onde vêm os pensamentos, como eles surgem em nossas mentes. Para isto passou a anotar, todos os dias, os pensamentos que lhe vinham à cabeça durante o trajeto para o trabalho. Durante um mês, fazendo sempre o mesmo trajeto, anotou cada novo pensamento. No final do mês fez uma contabilidade com suas anotações e descobriu que apenas 20% dos pensamentos eram genuinamente novos e o restante, 80%, eram temas do dia anterior. Para continuar o experimento ele passou a fazer caminhos diferentes todos os dias e o resultado não poderia ser melhor: inverteu! Agora, com novas paisagens todos os dias, 80% dos pensamentos eram novos e apenas 20% se repetiam. Quer motivo maior para fazer um novo caminho todos os dias?

8 - Escove os dentes com a outra mão – Isto irá ajudar a desenvolver novas conexões sinápticas criar novos caminhos neurais. Pode ser difícil à principio, mas com o treino (tudo na vida é treino) você será capaz de desenvolver uma boa coordenação motora na mão não dominante e isto pode ser muito útil em outras ocasiões, além de deixar o cérebro mais afiado para qualquer coisa.

9 - Novos jogos - Experimente jogar a qualquer coisa que nunca tenha tentado antes. Pode ser aquele tabuleiro antigo que têm dez jogos, lembra? Deve estar em algum lugar cheio de poeira. Ou faça melhor, entre em uma loja de presentes de criança e escolha algo novo e diferente. Jogos sempre funcionam como lazer e reforço cognitivo.

10 – Novas praças - Conheça novos lugares, novos rostos, nova vida! Um amigo tinha um costume absolutamente estranho. Aos domingos ele ia à rodoviária de Niterói e perguntava qual o primeiro ônibus que estava saindo, comprava a passagem é ia mesmo sem nunca ter estado no lugar. Desta forma, durante a juventude, conheceu quase todo o estado do Rio de Janeiro. Isto foi muito útil, pois no futuro (hoje saudoso passado) ele se tornou Gerente do Jornal O Fluminense, justamente cuidado do encarte “O Estado do Rio”. Conhecer novos lugares “abre” a mente e possibilita novíssimas ideias!

Seus livros tem tido uma boa aceitação do público leigo?
Total! Ele é escrito de uma forma simples para que todos, mesmo as pessoas que não possuem ampla formação acadêmica, possam ler e se divertir com os conhecimentos da moderna psicologia.

Você tem dado muitas palestras e dado entrevistas em programas televisivos sobre esses temas falados anteriormente. Qual deles tem chamado mais a atenção do público? Por quê?
Acredito que todas as minhas participações tem alcançado grupos diferenciados de pessoas e, com diferentes proporções, tem auxiliado a levar a informação a quem realmente precisa e quer. Vender livros e fazer muitas palestras é bom mas, gosto mesmo é de falar para quem quer ouvir e precisa das palavras certas para auxiliar em seu crescimento pessoal. Não há nada neste mundo que se compare a um “muito obrigado” sincero, isto devolve, para mim, a mesma potência de quem recebeu algum benefício com minhas palavras.



Duvido que vocês não tenham gostado dessa entrevista! Deu para aprender bastante, né?
Obrigada pelas visualizações e comentários!
Beijão

5 comentários

  1. Monique, adoro análises comportamentais, gostei muito da entrevista, parabéns!

    Bjs, Isabela.
    www.universodosleitores.com

    ResponderExcluir
  2. Bem bacana ele. Parece sério e simpético ao mesmo tempo rs

    Beijão.
    Vitamina de Pimenta

    ResponderExcluir
  3. O que significa isso? Complô contra a minha pessoa?
    Todo mundo de visual novo.. Fiquei tanto tempo fora assim!
    Oh meu Deus..

    Enfim.. Está lindo. Como sempre é.
    Vocês meninas, não incríveis!

    Adorei as dicas. Fiquei aqui rodando a pirâmide um tempão, rs!

    Beijos cheios de saudades, Lu
    http://luizando.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  4. Muito interessante, tava doida pra ler algum livro desse tipo mas nunca encontro! Sou apaixonada por psicologia!

    beijos,
    http://misssainha.com/

    ResponderExcluir
  5. Ótima entrevista Monique! Gostei bastante! O cara parece ser bem famoso e tem cara de ser simpático. Gosto do tipo de livros que ele escreve, me interessei bastante!

    ResponderExcluir

Obrigada pela visita!
Todos os comentários deixados aqui serão carinhosamente retribuídos.
Para isso, basta deixar o endereço do seu blog!
Mas antes de comentar, lembre-se de que esse post foi feito
com muito carinho, então, se vai comentar
"oi, fiz postagem nova, me visita" ou fazer um comentário
apenas de divulgação, este não será aceito.
Obrigada pela compreensão!
Já está seguindo o blog no Google Friends? Então não perca tempo!