# Resenha 38 // Como eu era antes de você


Oiee gente, tudo bem?

Espero que sim! Agora que a Jornad acabou, felizmente vou poder voltar ao meu ritmo lindo de leitura *-*. Pra começar, terminei recentemente o livro Como eu Era Antes de Vocês. Falei inclusive deste livro no meu vídeo de Caixa do Correio e havia comentado que eu estava bem curiosa porque via a galera comentando que o livro é bem emocionante, que choraram litros, etc, etc.

Bom, eu sou meio do contra, como já demonstrei na resenha do livro Morte Súbita que eu detestei, então, serei um pouco (muito), do contra na resenha deste livro também, okay? Me perdoam? huahuahua. Confiram:

Título: Como Eu Era Antes de Você // Me Before You
Autora: Jojo Moyes
Editora: Intrínseca
Paginas: 320

Sinopse: Aos 26 anos, Louisa Clark não tem muitas ambições. Ela mora com os pais, a irmã mãe solteira, o sobrinho pequeno e um avô que precisa de cuidados constantes desde que sofreu um derrame. Trabalha como garçonete num café, um emprego que não paga muito, mas ajuda nas despesas, e namora Patrick, um triatleta que não parece interessado nela. Não que ela se importe.Quando o café fecha as portas, Lou é obrigada a procurar outro emprego. Sem muitas qualificações, consegue trabalho como cuidadora de um tetraplégico. Will Traynor, de 35 anos, é inteligente, rico e mal-humorado. Preso a uma cadeira de rodas depois de um acidente de moto, o antes ativo e esportivo Will desconta toda a sua amargura em quem estiver por perto. Tudo parece pequeno e sem graça para ele, que sabe exatamente como dar um fim a esse sentimento.O que Will não sabe é que Lou está prestes a trazer cor a sua vida. E nenhum dos dois desconfia de que irá mudar para sempre a história um do outro. Como eu era antes de você é uma história de amor e uma história de família, mas acima de tudo é uma história sobre a coragem e o esforço necessários para retomar a vida quando tudo parece acabado.


O livro, como a sinopse deixa bem explicitado, conta a história de Lou, uma jovem que é no mínimo, cômoda, tem um trabalho mais ou menos, um namorado mais ou menos, uma vida mais ou menos, mas para ela menos é mais. Até que ela perde o emprego no café mais ou menos em que trabalhava e ela se vê na necessidade de arranjar, e com urgência, um novo emprego. Entre diversas opções furadas de emprego e depois de tentar a sorte em alguns, mas sem sucesso, Lou resolve tentar a vaga para cuidadora. Pensando tratar-se de um idoso, ela se surpreende ao constatar que na verdade o tetraplégico é um homem de 35 anos, inteligente, mas irritado e um pouco depressivo.

Bom, eu posso resumir o que achei desse livro em uma simples imagem:




Este é o momento em que quem gostou do livro vai gritar: CRUCIFIQUEM-NA! E para quem não leu o livro ainda, caso não estejam convencidos da minha opinião, podem prosseguir na leitura =P

Assim, é complicado explicar porque eu não gostei do livro. Na verdade o difícil é escrever o porque eu não gostei dele porque me vem uma rajada de emoções diferentes quando penso em Como Eu Era Antes de Você, vários porquês para várias questões e minha mente embaralha. Mas vou por partes. Não sei se vou conseguir não dar spoilers do livro, principalmente porque a minha total implicância está com o final do mesmo, mas vou tentar mesmo assim.

Primeiramente gostaria de frisar que livro para mim é uma forma de entretenimento. Algo que, por exemplo, se outro tetraplégico lesse, ele iria se sentir motivado e não mais depressivo ainda. Até a página sessenta (para ser otimista), mais ou menos, pensei que o livro iria tomar um rumo, que diga-se de passagem, ao meu ver, seria o rumo mais correto, o mais humano e o mais motivacional. Porém depois dessa parte inicial, tinha certeza de que o livro iria tomar um segundo rumo que, para mim, não tinha necessidade nenhuma. 

Não acho que o livro proponha uma discussão sobre o tema chave, que seria a deficiência e o convívio com a cadeira de rodas. O livro, desde o inicio, segue um rumo e não muda: começou com aquele pensamento e terminou com aquele pensamento, acho isso chatissimo. Penso que um livro deve explorar bastante um tema, gosto de reviravoltas e mais que isso, gosto de ser surpreendida, o que o Como Eu Era Antes de Você não fez comigo.

* Spoiler*

Gente, na boa, se a proposta do livro foi mostrar que uma pessoa deve ter a sua opinião própria, beleza. Mas a mim pareceu que o Will não passava de um mimado que estava altamente depressivo e que, uma vez que é podre de rico, foi para uma maldita de uma clinica de suicídio na Suíça e, mandou um "beijo não me liga" pros pais, para a garota que gostava dele, para a irmã e foi-se, se matou. Ele tem que ter opinião própria, okay, concordo totalmente, ele estava consciente de seus atos, sim, estava. Mas a mensagem que o livro me passou foi: "não faça nada quando uma pessoa quiser se matar, não tente motivá-la mostrando coisas boas a serem feitas pq isso será inútil e o que importa é essa pessoa continuar querendo se matar pq ela precisa ter vontade própria". AH PELAMOR!

Entendo que o cara era acostumado a fazer altas aventuras de asa delta, parapente, bugging jump e em uma cadeira de rodas, podendo movimentar penas o pescoço e muito pouca coisa dos braços, a pessoa fica depressiva, é uma mudança radical, não é todo mundo que encara de uma forma boa uma mudança tão brusca dessas. Assim como eu imagino que uma pessoa que perde a visão do nada, ou tem que amputar um membro também ficaria (e fica) desnorteada. Imagino, por exemplo, que seria mais simples para uma pessoa que nasce deficiente auditiva lhe dar com sua deficiência que uma pessoa que fica assim ao longo da vida. Me colocando no lugar dele, também não sei como eu reagiria. Mas o que não me conformo com esse livro é que, cara, existem várias formas de você se adaptar a essa nova vida. Acho que o importante, nestes casos é você querer ser ajudado e, na boa, não era o caso do Will.

Falando de uma forma totalmente radical, achei o livro uma apologia ao suicídio! Do tipo "tá insatisfeito?, se mata, então!" Achei o livro depressivo, sem mensagem otimista no final, o livro não me acrescentou em absolutamente nada. 

*FIM do Spoiler*

O livro alterna um pouco os olhares. A maior parte do livro é narrado pela Lou, mas também vemos alguns capítulos com o ponto de vista de outros personagens como da mãe de Will e também do enfermeiro de Will. Esse é um ponto interessante do livro porque acho que certos pontos narrados pela Lou, não seriam a mesma coisa que narrados pelos próprios personagens que vivenciaram aqui, sabe? Eu acho que visões alternadas só enriquecem a leitura. 

Assim, o livro é emocionante? É. Chorei? Só se for de raiva =P. Valeu a pena ler? Valeu, mas não consigo nem dar três estrelas para o livro.

Espero que eu não tenha sido radical demais e que vocês não me xinguem muito nos comentários, mas juro a vocês que eu fui 100% sincera. =P.










57 comentários:

  1. O GIF!
    Tive que pular a parte dos spoilers porque ainda não li, pretendo ler, mas ter lido a sua opinião mexeu um pouco comigo - mas pra melhor, assim não vou com tanta sede ao pote. Porque isso ia acontecer, HAHA. Espero ler logo!
    Beijos!
    http://literallypitseleh.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Kel, vc é como eu que gosta de livros com finais felizes...rsrs Vc já leu Jane Eyre??? Acho que a história em si é mais ou menos parecida, mas o final é lindo! Leia que vc vai se emocionar! Eu já li 2 vezes! rs

    beijos,
    http://misssainha.com/

    ResponderExcluir
  3. Nossa! o.O Li o spoiler (mesmo não lendo o livro) é que eu já tinha percebido que seria assim e queria confirmar sabe? Ele é uma das minhas próximas leituras, eu espero de verdade não ficar depressiva :P Se bem que sou bem chata para algumas coisas, mas eu te entendo... deve ser frustante mesmo a situação. Gostei da sua sinceridade Kel :D Em um rojão de adorei e amei é sempre bom ver uma opinião diferente.

    Beijos,
    Jhey
    www.passaporteliterario.com

    ResponderExcluir
  4. Eu também tenho um pé atrás com esses livros... Que tipo de entretenimento é esse? rsrs Em vez de te relaxar, descontrair, faz é você ficar triste, pensando na morte... Em alguns até a vontade de se matar! Acho que, hoje em dia, as pessoas pensam que, pro final ser "lindo!", tem que ser triste. É complicado!

    Abraços!

    pecasdeoito.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  5. Confesso que só li até a parte do gif!
    Ainda não li o livro, pretendo ler, então prefiro não ler nenhuma resenha negativa para não me influenciar.
    Já favoritei o post e depois que ler o livro volto aqui para conferir a resenha.
    Até agora só li comentários positivos, e as chances de eu gostar são grandes, mas é sempre bom não criar muitas expectativas, se não você pode acabar se decepcionando, pode ter sido o seu caso. ;)

    Beijos,
    Letícia - Literature Diary

    ResponderExcluir
  6. Oi Kel

    Nossa que polêmica a sua resenha rsrs adorei a sua resenha e sua opinião sincera, eu fiquei morrendo de curiosidade de ler esse livro ainda não li mas adoro o tema suicidio pois fiz trabalho voluntário no CVV - Centro de Valorização da Vida e esse tema muito me interessa então só posso dar minha opinião quando ler rsrs mas parabéns pela coragem em publicar um livro que tem sido bem avaliado pela maioria , talvez você lendo em outro momento tenha outra visão né ?

    Beijos

    ResponderExcluir
  7. O importante é isso: ser sincera! Confesso que essa foi a primeira opinião negativa que eu já li sobre esse livro, mas confesso que me deixou muito intrigada, porque eu estava esperando maravilhas, rs! Adorei ver algo diferente! Parabéns pela análise!

    www.universodosleitores.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  8. Olá Raquel,

    Ai esta um livro que gostaria de ler e sua resenha me deixou bem curioso, gosto do estilo de livro....abraços.


    devoradordeletras.blogspot.com.br


    ResponderExcluir
  9. Nossa, só tinha lido resenhas até agora 100% positivas... Agora fiquei curiosa pra saber se eu iria gostar ou não hahaha

    XOXO
    umnovo-roteiro.blogspot.com

    ResponderExcluir
  10. Oi Raquel :)

    Nossa sinceramente nossas opiniões foram completamente diferentes, eu ameei o livro com todas as forças apesar de ter achado .

    SPOILEEER

    O suicídio de Will uma droga né .

    Beijos !!

    http://euvivolendo.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Gabriel, é lamentável a decisão de Will já q ele tinha encontrado um verdadeiro amor/ Mas..AMAR TB SIGNIFICA DEIXAR PARTIR./ Apesar de muitos deficientes criticarem eu sou a favor...tenho um tumor, bomba relógio na cabeça inoperável...tb não aceitaria ficar e dar trabalho aos meus filhos, já criados. Nós sim seriamos egoístas querendo manter uma pessoa sofrendo do nosso lado. Qto a resenha NOTA 10......amei

      Excluir
  11. Fiquei de booooca aberta quando vi que você não gostou do livro! Só vi comentários maravilhosos sobre ele. Terei que ler assim que possível para tirar a minha conclusão. asuhasuauhas
    Obrigada por separar a parte com spoiler, estava morrendo de medo de ler e pegar parte demais. auhsuuash
    Beijoos!

    Livrinhos & Eu

    ResponderExcluir
  12. Nossa, nao conhecia!
    Amo dicas de livros !
    Adoooooorei aqui , ja vireeei fã mesmo ! Lindona, é lógico que já estou supeer seguindo e curtindo sua fan page e te convido a seguir meu blog tb e a curtir minha fan page. Meu canal do Youtube: tainaheille
    nossoblogdemodaa.blogspot.com

    ResponderExcluir
  13. Heey !!
    Nossa chorei de rir com a GIF XD
    HAUAHAUAHUA
    Mas entãão achei a historia difícil de engolir mas msm assim vou ver se dou uma chance pra ele !!
    To curiosa pra ler ele já a um tempinho, mas espero não jogar ele da janela XD
    HAUHUA
    Bjoos
    http://chacombolacha.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  14. Ainda não li nada desse livro
    Por isso não dá para opinar muito
    Mas é uma pena que tenha tido uma nota tão baixa

    Beijos
    @pocketlibro
    http://pocketlibro.blogspot.com

    ResponderExcluir
  15. Baah só tinha ouvido elogios e mais elogios sobre esse livro. a primeira resenha negativ, kkk... Agora fiquei com o pé atrás. Já não estava muito afim de ler e depois da sua resenha, nem sei se vou querer... kkk

    Bjoos
    Colecionando Livros

    ResponderExcluir
  16. Oi Kel, tudo bom?
    Chorando de rir com o GIF, muito bom!!
    Eu só tinha ouvido elogios à esse livro até agora, e ver uma crítica negativa me motiva a lê-lo e tirar minhas conclusões apesar de concordar em tudo com a sua parte de spoiler que eu não aguentei e li assim mesmo, e super concordei!
    Tem promoção nova, participa!
    Beijão
    Endless Poem

    ResponderExcluir
  17. Realmente o final aparenta deixar o livro meio que sem um significado definido. Afinal, do que adianta todos os dias lendo para ter um final que não vai agregar muita coisa...

    ResponderExcluir
  18. Eu entendo o que vc quis dizer. Mas acho que a proposta do livro não era de passar uma coisa de superação ou final feliz. Acho que a proposta da autora era de justamente mostrar que finais felizes nem sempre é da forma mais bonita.

    O Will era meio irritante msm e mais que isso, diria que frustrante. Mas enquanto eu lia eu me coloquei no lugar dele, e entendi o pq de ele querer fazer o q fez... Mas enfim, eu pessoalmente gostei do livro, pq pra te ser mto sincera, estou um pouco cansada de finais felizes perfeitinhos. Na vida real não acredito mto nisso. E quanto mais real o livro, mais eu gosto dele. Não que eu goste de coisas trágicas... só de ler coisas reais, que dê pra se identificar mais. Ai Deus! Não estou conseguindo explicar isso direito, né!? hahaha

    http://lapiselivros.blogspot.com.tr/

    ResponderExcluir
  19. Não li toda a resenha, pois tentei não pegar spoiler, sei lá. Amei o gif de jogar o livro fora. Isso já aconteceu comigo em Cante para eu dormir.

    Não quero mais ler dramas e acho que vou esperar mais pra ler esse livro e tirar minha conclusões.

    Beijos.

    ResponderExcluir
  20. Graças a Deus alguém não gostou deste livro, assim como eu. Uma narrativa linear, que não me surpreendeu em nada. Ainda tive esperança de uma reviravolta o que não aconteceu. O romance não me empolgou em nada, pensei que a Lou contribuísse para que o Will lutasse para viver. Creio que seja duro permanecer paraplégico depois de uma vida ativa, mas a vontade de viver e lutar poderia ser uma bandeira levantada por esse livro. A oportunidade foi perdida. Ri em algumas passagens com certas atitudes da Lou e sua irmã, mas foi só. O resto esqueci...

    Adorei a resenha, parabéns!

    Beijos

    ResponderExcluir
  21. Ola... Em parte concordo com vc! Poxa nunca li um livro igual aquele! Certo. Fiquei intrigada com a parte do suicídio pois eu nao concordo, porém foi isso que me chamou a atençao no livro... Nao foi nada do que eu esperava... Nao foi uma coisa que eu ja tinha visto em algum lugar! Foi Horrível/ Incrível! Não é todo dia que a gente encontra um livro tão avassalador que nos deixa mais de uma semana pensando nele... Eu amei o livro porque foi tao intenso que me fez pensar que fosse comigo... Me fez sentir a dor simultânea deles... Eu odiei a parte que Will morre, ele foi muito egoísta... Mas tem pessoas assim no mundo ne, fazer o q?
    Contudo... Amei a escrita de Jojo moyes... São esses tipos de livros que eu procuro... Livros que me fazem sentir parte deles!
    Mas sem mortes ate que fica mais em conta!
    Amei sua resenha... Foi Original...

    ResponderExcluir
  22. Cara obrigada!
    Obrigada pela sinceridade, detesto livros assim que deixa só a tristeza. Aff o mundo precisa de alegria minha gente.

    ResponderExcluir
  23. Agradeço pelo texto, vim justamente para ler o spoiler.

    Acontece que depois da gente presenciar as duras realidades da vida, percebi que não preciso de livros ou filmes me lembrando das parte pesadas da nossa existência. A gente já sabe que tem muita luta, ´lágrimas e suor envolvido nesse negócio bonito e confuso que é viver. Portanto, procuro sempre por histórias com finais felizes. Sim, amo final feliz! Acho que mensagens de superação, motivação, generosidade e com um final bonito, leve, que te faz sorrir é mais impactante, te faz refletir e agregam muito mais. Esse negócio de que pra fugir do clichê tem que ter final triste é um caminho muito óbvio e, pra mim, tão clichê quanto o príncipe salvar a princesa da bruxa malvada. Legal mesmo é ter final inesperado mas feliz.

    Você já leu o Livro "O Segundo Suspiro", ou assistiu o filme francês inspirado por ele, "Os Intocáveis"? Baseado em uma história real, mostra a amizade que nasceu naturalmente entre um rapaz que se tornou cuidador de um tetraplégico milionário. Esse vale a pena. A história é linda e o filme ficou tão bom quanto o livro. (Tem no Netflix, hehe).

    Abs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Jake e Raquel, cheguei agora do cinema revoltadissima! E foi justamente isso que comentei com minha amiga, o cara do filme Intocaveis ainda teve muito mais vida DEPOIS que ficou tetraplegico! Os deficientes que venham a ler o livro ou assistir o filme vao se sentir pessimos! De-tes-tei esse filme! Mas ate vou rever o filme Intocaveis e lembrar que esse e uma historia real e com final muito, muito feliz!

      Excluir
  24. Agradeço pelo texto, vim justamente para ler o spoiler.
    Adorei suas reflexões.

    Acontece que depois da gente presenciar as duras realidades da vida, percebi que não preciso de livros ou filmes me lembrando das partes pesadas da nossa existência. A gente já sabe que tem muita luta, lágrimas e suor envolvido nesse negócio bonito e confuso que é viver. Portanto, procuro sempre por histórias com finais felizes. Sim, amo final feliz! Acho que mensagens de superação, motivação, generosidade e com um final bonito, leve, que te faz sorrir é mais impactante e agrega muito mais. Esse negócio de que pra fugir do clichê tem que ter final triste é um caminho muito óbvio e, pra mim, tão clichê quanto o príncipe salvar a princesa da bruxa malvada. Legal mesmo é ter final inesperado mas feliz.

    Você já leu o Livro "O Segundo Suspiro", ou assistiu o filme francês inspirado por ele, "Os Intocáveis"? Baseado em uma história real, mostra a amizade que nasceu naturalmente entre um rapaz que se tornou cuidador de um tetraplégico milionário. Esse vale a pena. A história é linda e o filme ficou tão bom quanto o livro. (Tem no Netflix, hehe).

    Abs

    ResponderExcluir
  25. AAAH, Uma coisa importante que gostaria de acrescentar sobre meu comentário anterior: o livro O Segundo Suspiro é BEM diferente do filme! Achei os dois muito legais, mas são diferentes. O filme conta a trajetória do cuidador com o milionário e como ficaram amigos e o livro é escrito pelo próprio milionário, então é uma autobiografia e foca em várias outras coisas. Mas a essência de superação é a mesma. :)

    ResponderExcluir
  26. Concordo com sua crítica. Não gostei do final, mas não por ele se suicidar, e sim por que você passa o livro todo esperando a reviravolta, o inesperado.

    Me decepcionei por que o livro acaba com a mesma idéia como começa... Não tem surpresa! Vc não se pega pensando, puxaa por essa eu não esperava!

    Não indico pra ninguém.

    ResponderExcluir
  27. Minha amiga ganhou o livro de aniversário e quando soube que ia sair o filme ela veio me pedir para ir junto, então eu ia começar a ler mas quando vi o trailer já notei que tinha algo muito errado que ele ia acabar morrendo ou algo assim. Foi que nem você falou, é sim uma mudança muito grande pois ele vivia em aventuras e agora estava preso em uma cadeira mas o que mais me deixou brava foi igual o que você falou: Quando alguém é depressivo você tanta alegrar ele, deixa-lo num estado melhor, mais positivo e não deixa-lo ir para alguma clinica ou algo assim. Ela deveria ter notado e evitado, isso é uma coisa que qualquer menina apaixonada faria em livros.
    E agora os autores estão achando que livros cujo personagem morre farão sucesso já que *SPOILERS* Divergente, A Culpa É Das Estrelas e etc estão sendo um sucesso! O segredo de um livro é ter a quantidade correta de drama e romance ou algo assim e não apenas drama ou só romance! Os finais tem que ser coerentes e quando nos deparamos com coisas assim é de parar pra pensar que tipo de pessoas são influenciadas por isso?Ou quantas?

    ResponderExcluir
  28. Eu acabei de Ler este livro, seguido do livro "Depois de você" que é continuação da história. Confesso que adoro finais, digamos, felizes. Contudo, não leio livros como entretenimento, às vezes, quero apenas "filosofar" sobe alguns assuntos.
    Enfim, este livro me deixou suuuuuuuper triste! Sério, li na semana de TPM e chorei o triplo que choraria se estivesse em estado normal.
    Mas, por outro lado, perdi uma amiga aos 18 anos, e tive que ver sua irmã (minha melhor amiga) superar o luto e eu ali, junto com ela. E o segundo livro fala justamente disso.
    Claro que eu teria mudado o primeiro livro, mas levando em considerações casos em que não temos escolha, temos que conviver com a saudade do luto. Por isso, por mais raiva que tenha me dado do segundo livro, tentei olhar pelo lado bom. É que nossa realidade nem sempre tem finais felizes e acabamos buscando isso na arte e literatura, mas, às vezes, temos que enfrentar.
    De qualquer forma, vale a pena ler os dois livros. Ver como essas pessoas se sentem.
    Sobre o fato de Will ter optado pelo que fez, eu sinceramente, não julgo. Sério, eu não julgo! Trabalhos com pessoas deficientes e vejo de perto o que elas passam.
    Mas...
    enfim, não deixem de ler.
    O filme sai esse ano, e pretendo assistir sozinha, para não alagar o cinema rs

    ResponderExcluir
  29. Poxa... Concordo demais, a autora falhou ao não ter a reviravolta, a ele não mudar por amor, enfim, estou depressiva depois desse livro, li tb depois de você, porém o que era bom da história era will e lou juntos. Já que é história que seja feliz e não foi assim... Vou começar a seguir você por aqui, pois vi que tem a opinião bem parecida com a minha. Beijos

    ResponderExcluir
  30. Gostei muito da sua crítica queria ter lido antes de ler esse livro,ahh.realmente achei Will egoísta,mimado e fiquei esperando a evolução do livro e nada!!! Além de ser uma completa apologia ao suicídio! Ele precisava de tratamento psicológico!!! E não : vamos levar ele pra suicídio assistido, massacre!? So que não!

    ResponderExcluir
  31. Gostei muito da sua critica. E obrigado por compartilhar o Spoiler...kkk Eu realmente adoro saber o final e eu estava intrigada com o que aconteceria. Como você disse a partir da pagina 66, eu parei de ler o livro. Estou esperando o filme, por que sinceramente o livro esta numa tristeza muito profunda. Não sou a favor do Suicídio Assistido. Não posso me por no lugar da pessoa que o vive, mas posso me por no lugar se fosse a Lou... E não ia querer estar no lugar dela ao receber a noticia...É muito difícil entender isso.

    ResponderExcluir
  32. Amei sua crítica acabo de terminar de ler o que eu era antes de você e só não vou jogar o livro pela janela pq vai acertar o meu cachorro no quintal! :(

    Triste e depressivo o final! Imagino que depois de você deve ser um fracasso de vendas eu pelo menos não me senti inteirassada em ler! Pena esperava uma linda reviravolta até a última linha.

    ResponderExcluir
  33. Amei sua crítica acabo de terminar de ler o que eu era antes de você e só não vou jogar o livro pela janela pq vai acertar o meu cachorro no quintal! :(

    Triste e depressivo o final! Imagino que depois de você deve ser um fracasso de vendas eu pelo menos não me senti inteirassada em ler! Pena esperava uma linda reviravolta até a última linha.

    ResponderExcluir
  34. CONTÉM SPOILER

    Eu adorei o livro, terminei de ler essa semana. Porém ainda não consegui superar o ~spoiler suicídio de Will. Realmente acreditei que o amor de Lou poderia ajudá-lo a viver melhor e ser, pelo menos um pouquinho,mais feliz. Fiquei decepcionada com o final, com a escolha de Will, mas acho que só agora compreendi a mensagem do livro. É muito frustrante para quem esperava que os dois ficassem juntos se deparar com um final desses, mas acredito que foi isso o que a autora quis mostrar, que ele tinha uma vida que nunca poderia ter novamente e que, às vezes, o amor não é o suficiente na vida de alguém.
    E, outra coisa, acho que Will gostava de Louisa de verdade, porém a única que amou foi nossa querida protagonista.

    ResponderExcluir
  35. Oi Kel

    De fato trata de uma história vazia de um riquinho que sempre se achou autossuficiente e por corvadia não quis lutar e resolve se matar. Sinceramente uma história triste e infeliz!

    ResponderExcluir
  36. Amei sua resenha e os spoilers cara eu penso examente igual a você,ñ tinha necessidade nenhuma do cara se matar,mas mesmo assim ele quis,ele tinha uma namorada q amava ele,tinha uma familia q tbm o amava,era rico,e foi totalmente egoísta,se matou pra mim foi um incentivo a morte sim!,que isso? Porque q ele ñ Podia ter seguido a vida de um outro caminho,ñ vou assistir esse filme e vc foi muito boa dando 2 estrelas pq pra mim ñ daria nem 1 !

    ResponderExcluir
  37. adorei a imagem do livro sendo jogado pela janela hahaha, não acredito que ele se suicida, que egoísta, não vou nem ler mais, não gosto de livros assim ... vai assistir o filme ?! Rs

    ResponderExcluir
  38. Obrigada pela resenha . Só queria confirmar se alguém morria. Com certeza não vou ler, nem ver o filme. Sou do tipo que gosta de finais felizes. De triste bastam as coisas da vida real. Beijos!

    ResponderExcluir
  39. Olá adorei a resenha li o livro esse fim de semana e confesso que me decepcionei muito esperava um final totalmente diferente e motivado concordo com alguns pontos de vista seu acredito que o livro começou com uma boa história de amor entre duas pessoas totalmente diferentes a personagem faz de tudo por William larga sua própria vida seu namorado tudo por amor tão grande e a todo instante mostrando a ele que possível viver uma vida e superar qualquer problema quando se tem amor e pessoas que te ama em sua volta em todos os momentos ele foi feliz ao seu lado e poderia ser mais ainda o amor poderia de feito ele n desistir de sua vida pois com o amor vivemos intensamente se entregamos bom lamento muito a escolha do final da autora ela poderia sim ter feito um bom final em que nos desse esperança motivação e que mostrasse que tudo pode ser possível quando se há amor.

    ResponderExcluir
  40. Simplesmente perfeita tua crítica. É exatamente como eu interpretei esse livro. Fiquei mal e depressiva com essa leitura. Sim, faz apologia ao suicídio...sim mostra que a vida de um tetraplégico não tem nenhum valor. Sim é um livro totalmente observado por uma escritora que não ficou imersa no mundo dos deficientes físicos. Odiei!!! E tenho conhecimento de causa, sou casada (e muito feliz, obrigada) com um cadeirante, que também era um esportista e etc, etc, etc. Parabéns, realmente é difícil de achar uma crítica sensata, pois todas que li se resumem à choradeira e acham o livro muito sensato...fala sério!!!

    ResponderExcluir
  41. Até q enfim encontrei uma pessoa com o mesmo pensamento q eu! Adorei sua crítica! A Lou faz tudo por ele, muda a vida dela por ele, passa a viver um função dele pra fazê-lo ver a vida de uma forma diferente, perde até o namorado pra fazer essa bendita viagem e no final ele manter a birra e se suicidar! Sim, pq dá a entender q ele faz isso pq tem opinião forte e qd decide algo, não volta atrás! Ele gosta dela, passa a se divertir e ser mais feliz com ela e mesmo assim não muda de opinião! E qt a romance, eu não vi. Ele em nenhum momento se declara pra ela (mesmo sendo nítido q nutre sentimentos por ela) e ela, só no final admite q o ama, fala pra ele e ele liga o foda-se! Como vc, tb não gostei do livro e nem chorei, só deu vontade de chorar de raiva mesmo!

    ResponderExcluir
  42. Eu concordo em TUDO!!! N percam tempo lendo ou assistinho. NÃO INDICO!
    A n ser q queira se decepcionar. 😉

    ResponderExcluir
  43. Simplesmente faço suas as minhas palavras to de tpm e depressiva depois de ler o livro.

    ResponderExcluir
  44. Nossa..parece que leu minha mente na sua resenha... tenho um amigo tetraplégico e fiquei imaginando como ela se sentiria lendo... e ainda mais agora q virou filme... enfim...parabéns!

    ResponderExcluir
  45. Finalmente uma opinião parecida com a minha. Li o livro e assisti ao filme. Will é um cara egoísta e mimado. A menina larga a propria vida para tentar dissuadi-lo a mudar de opinião e ele não faz nenhum esforço. A história de amor que todos dizem ser maravilhosa, sinceramente não vi, pelo menos não dá parte dele. Ele sente gratidão, carinho e um desejo sexual que ele não pode concretizar devido às suas limitações, mas em nenhum momento ele diz que a ama. O Will riquinho, atleta, executivo, não olhar ia duas vezes para essa garota.Quem quiser assistir a uma história de amor e superação, eu indico os filmes "Uma janela para o céu 1 e 2", uma história real de uma atleta que ficou tetraplégica devido a um acidente .Esse filme sim, me fez chorar litros.

    ResponderExcluir
  46. Finalmente alguém que tem a mesma opinião que a minha! Will é um cara egocêntrico e mimado. A menina abandona sua própria vida para tentar dissuadi-lo da ideia de suicídio, mas ele não faz nenhum esforço nesse sentido. A linda história de amor, sinceramente não vi, pelo menos não da parte dele. Em nenhum momento ele diz que ama. Na minha opinião o que ele sente por ela é gratidão, carinho e um desejo sexual que ele não pode concretizar, devido às suas limitações. O Will riquinho, atleta, executivo bem sucedido, não olharia duas vezes para essa mulher. Para quem quer uma história de amor e superação, eu recomendo o filme " Uma janela para o céu 1 e 2" que conta a historia real de uma atleta que ficou tetraplégica devido a um acidente. Esse filme sim me fez chorar litros.

    ResponderExcluir
  47. Finalmente uma opinião parecida com a minha. Li o livro e assisti ao filme. Will é um cara egoísta e mimado. A menina larga a propria vida para tentar dissuadi-lo a mudar de opinião e ele não faz nenhum esforço. A história de amor que todos dizem ser maravilhosa, sinceramente não vi, pelo menos não dá parte dele. Ele sente gratidão, carinho e um desejo sexual que ele não pode concretizar devido às suas limitações, mas em nenhum momento ele diz que a ama. O Will riquinho, atleta, executivo, não olhar ia duas vezes para essa garota.Quem quiser assistir a uma história de amor e superação, eu indico os filmes "Uma janela para o céu 1 e 2", uma história real de uma atleta que ficou tetraplégica devido a um acidente .Esse filme sim, me fez chorar litros.

    ResponderExcluir
  48. Concordo plenamente com você Kel ,achei que o final do livro seria diferente, acabou não tendo sentido ,chorei ,me emocionei e tinha a esperança que seria tudo diferente no final.Mas quando terminei de ler deu vontade de jogar o livro bem longe.A autora poderia ter mudado o final ,simplesmente um cara como o Will queria se suicidar ,era rico,mimado,arrogante .a Lou,uma menina entra em sua vida eles vivem os melhores 6 meses da vida deles ,ela tenta convencer ele a desistir e ele continua com seu plano de suicídio,todos acabam aceitando ,e qual o propósito então?A autora pelo meu ponto de vista passa uma imagem de que se a vida não tá boa ,se você enfrenta situações difíceis ,mate-se .Uma ideia depressiva e suicida ,que vai contra todos os princípios de Deus.E ainda mais realmente existe essa tal clínica nas Dignitas. Esse livro no final deveria ter mostrado uma historia de motivação,superação,deveria ter mostrado que existe Esperança ,que o verdadeiro amor nos dá forças .Ai o cara morre ,deixa um dinheiro para a Lou como se isso bastasse ,e pronto ,a continuação da vida dela está no livro (DEPOIS DE VOCÊ )que no começo ela ainda está sofrendo com a perda de Will,triste ...
    Deus nos deu uma vida para ser vivida ,apesar de nossas limitações e dificuldades .Sempre há esperança !

    ResponderExcluir
  49. Amei a resenha, estou no capítulo 16 mas com certeza não vou adiante. Acho que essa história além de depressiva passa a mensagem que, se você perdeu a saúde e não pode mais fazer o que fazia antes, a única opção é se matar. Fala sério, que falta de motivação pra alguém na mesma situação de Will. Sorte a minha não ter comprado o livro, só baixei em PDF, se não faria o mesmo que você!

    ResponderExcluir
  50. Concordo com vc, ele foi egoísta demais,o livro tem q passa motivação um novo recomeço,não uma visão de suicídio p qnd as coisas n derem certo,Will devia recomeça uma nova vida e se matar, meldels 👐👐

    ResponderExcluir
  51. Se o amor dele fosse verdadeiro por ela é por seus pais
    Ele não faria isso
    Achei egoísta e ponto

    ResponderExcluir
  52. Se o amor dele fosse verdadeiro por ela é por seus pais
    Ele não faria isso
    Achei egoísta e ponto

    ResponderExcluir
  53. Posso resumir o que achei do livro e filme em uma só palavra: decepção. Fui com tanta sede ao pote devido aos inúmeros elogios que o tombo foi ainda maior. Adorei sua crítica e concordo com tudo o que foi dito! Quando leio um livro, crio expectativas, vivo a personagem, sonho... e me senti muito mal por Lou. Ainda não desceu pela garganta o nó, não ter sido o suficiente para mostrar a Will que valeria à pena viver. Não houve superação, não houve incentivo às pessoas que vivem nas mesmas condições que Will... Inventei de parar de ler o livro bem no finzinho e assisti ao filme (com aqueeeela expectativa e com o livro ao meu lado no sofá) e termino minha madrugada da mesma forma que vou terminar esse comentário e como o comecei: decepcionada.

    ResponderExcluir
  54. Eu acho que deveria escrever um terceiro livro . Porem com Will vivo.

    ResponderExcluir
  55. Olá!
    Cara que alívio ver a sua resenha e encontrar tantos comentários descontentes com o livro, porque já estava começando a achar que tinha ficado louca rsrsrs.... Me falaram TANTO desse livro que quando peguei para ler estava com as mais altas expectativas, e daí..... quén, quén, quén!
    Pensaaaaaa num livro CHATO!
    Mal escrito demasssis, abordou um tema tão interessante que é a eutanásia com a profundidade de um pires de chá - péssima, péssima escrita. A Lou é um porreeeee, sem graça até o último fio de cabelo. O Will francamente não sei nem por onde começar a dizer o quanto é insuportável, mimadinho e egoísta.
    Resumindo: quero meu $$ e as horas que gastei com essa porcaria de volta!
    Bjs, adoro seu blog :)))

    ResponderExcluir

Obrigada pela visita!
Todos os comentários deixados aqui serão carinhosamente retribuídos.
Para isso, basta deixar o endereço do seu blog!
Mas antes de comentar, lembre-se de que esse post foi feito
com muito carinho, então, se vai comentar
"oi, fiz postagem nova, me visita" ou fazer um comentário
apenas de divulgação, este não será aceito.
Obrigada pela compreensão!
Já está seguindo o blog no Google Friends? Então não perca tempo!