# Resenha 37 // Adeus à Humanidade


Oiee gente, tudo bem?

Espero que sim, comigo está tudo ótimo. Nada como poder dormir direito depois de uma semana tensa, né, não? E como deu pra relaxar hoje!!! Graças a Deus! Então, hoje eu vou resenhar um livro de Book Tour, se não me engano é o segundo BT que eu participo, quem organizou foi a Del do Sou Bibliófila. Tive o enorme prazer de abrir o Book Tour, mas devido a essa semana intensa de trabalho que eu não canso de repetir por aqui, não pude ler o livro como eu gostaria. Explico: normalmente eu leio por mês uns cinco livros, em julho só consegui ler dois, contando com Adeus a Humanidade. A questão aqui nem foi a falta de afinidade com a estória, mas sim a falta de tempo mesmo. Por isso também vocês vão reparar que a resenha não terá quotes. Simplesmente não deu pra eu separá-los =( ENFIM. Mas tamos aqui e vamos para a resenha.


Título: Adeus à Humanidade
Autor: Marcia Rubim
Editora: Novo Século
Páginas: 392




Sinopse: Uma paixão acendendo após mais de um século de escuridão.Uma doença atual apagando a luz de uma vida.Somente sua mordida poderia curá-la.Apenas seu tipo sanguíneo seria capaz de matá-lo. Como um amor tão improvável sobreviveria? Do que você seria capaz de abdicar para salvar e vivenciar, mesmo que por pouco tempo, um amor jamais sentido antes? Da cura de milhares de humanos? Da própria vida? Stephanie tinha todos os motivos do mundo para não acreditar em seres míticos ou na felicidade, mas vai descobrir que estava totalmente enganada. Sua alma-gêmea existe! O problema é que a linha do tempo que a separa do amor eterno é muito tênue. E somente um milagre possa uni-los novamente. 

No livro conhecemos Stephanie, uma jovem filha de pais separados. A mãe, como ela mesma define, é "a mulher mais linda que já conheceu" (também, né, tinha que se chamar Rachel). E o pai vive nos Estados Unidos com outra mulher. Stephanie também tem um irmãozinho, fruto do relacionamento de sua mãe com o seu padastro. Bom, tudo vai muito bem até que o padastro de Stephanie morre em uma tentativa de assalto, a mãe fica muito mal, assim como o seu irmão mais novo. Como se isso não bastasse, o pai de Stephanie viaja para um congresso de medicina e some misteriosamente. 

Diante desta nova realidade, Stephanie resolve procurar um emprego em sua área de formação: enfermagem. E consegue uma vaga em um hospital de São Paulo. Lá ela conhece Richard, um médico hematologista tão rígido quanto lindo e que aos poucos mexe com os sentimentos de Stephanie.

Bom, eu poderia dividir esse livro em três partes. A primeira até o momento em que Stephanie começa a ter suas brigas com o doutor Richard, a segunda, mais para o meio, quando todo o mistério é revelado e a parte meio drama meio ação do final. Comecei o livro gostando muito. Richard me lembrava um pouco o House com seu mal humor e tal. E eu me identifiquei muito com a Stephanie, afinal, a gente nunca sabe quando uma tragédia dessas, como as duas que ela viveu em tão pouco tempo, podem acontecer. Ela é super determinada e batalhadora, gostei dela desde o inicio. 

Porém, depois que o mistério envolvendo o Richard é descoberto, ele mudou totalmente de temperamento e, assim, okay, ele estava há décadas e mais décadas sem se apaixonar por ninguém, mas fiquei com um pouco de medo do livro tomar o rumo de uma pegada "hot", do nada. A urgência que o Richard tinha pela Stephanie não era aquela coisa fofinha, romântica, achei ele muito extremista, tinha que ser tudo daquele jeito que ele queria, e ele queria as coisas agora, achei que tudo acontecia muito rápido. Não curti essa parte.

Mas aí veio uma parte de suspense misturado com momentos de tensão que me deixou mega nervosa e não queria largar mais a leitura, com urgência de saber o que iria acontecer a seguir. Dá até uma dorzinha no coração pelo casal protagonista.

Preciso destacar também a forma como a Márcia construiu a história, tudo se encaixa, as explicações são originais e plausíveis, não é apenas mais um romance sobrenatural cliché. Curti bastante. E a leitura é realmente muito fluida. Adeus à Humanidade é daqueles livros que você lê em três, quatro dias, sabe? Pelo menos no meu ritmo de leitura huahuahauhauhua. Minha única ressalva mesmo é quanto ao "novo temperamento" do Richard logo depois que ele se abre com a Stephanie, achei que não precisava daquilo tudo. Mas fora isso, o livro é muito bom e merece ser lido =D Inclusive vai ter continuação e eu aguardo ansiosamente.




beijos a todos

13 comentários:

  1. Uau, fiquei curioso para saber como as coisas vão se arranjar no final! Mas para ter uma continuação, deve ter um final feliz.... Fiquei com vontade de acompanhar essa nova série, e sua resenha ficou empolgante!

    Abraços!

    http://pecasdeoito.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. obrigada, Diego. O livro é nacional! O que é melhor, né? Nossos autores brasileiros estão cada vez melhores! Espero que vc leia. A continuação jajá tá saindo por aí.

      Excluir
  2. Gostei da resenha, me interessou. A capa também foi uma coisa que me chamou a atenção, mais não posso dizer que o livro é bom só pela capa.
    Taís Oliveira, a Clandestina a Bordo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É verdade Taís! Nada de julgar o livro pela capa. huahuahuahua beijos

      Excluir
  3. Oieee

    Tenho esse livro em casa para ler, acho que lerei em breve visto que a leitura corre rápido!!

    Beijos

    Adorei a resenha.

    http://livrosechocolatequente.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A leitura corre bem rápido mesmo, Andressa. Espero que curta

      Excluir
  4. Uh, eu amei o Richard, minhas amigas dizem que eu
    gosto dos caras complicados, mas gostei dele. Acho que gosto
    desse negócio extremista (na ficção, porque na realidade o cara tem que ser racional e coerente)
    Adorei sua resenha

    http://soubibliofila.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. com certeza!!!! minha paixão tb pelos vilões é apenas nos livros, filmes, séries, etc... nada de vida real =P

      Excluir
  5. ótima resenha vida, gostei muito! Suas resenhas como sempre descrevem muito bem o livro e transcreve para as pessoas o que é mais importante para ajudá-las a decidir entre ler ou não ler

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. obrigada, Bruno, volte sempre! huahuahuahua <3

      Excluir
  6. Oi Kel! Adorei o humor que tu insere nas tuas resenhas :3
    E compartilho da tua opinião sobre algumas coisas acontecerem muito rápidas.
    Não houve uma transição gradual da relação profissional para uma de amor eterno, isso meio que fundiu minha cabeça. ~risos~ Mas no geral curti o enredo e queria mais páginas no livro :D
    Conhecendo o teu blog e super curtindo õ/

    Beijos ;*
    Lola | @pirulitolimao
    http://agarotadalivrariia.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Obrigada pela visita!
Todos os comentários deixados aqui serão carinhosamente retribuídos.
Para isso, basta deixar o endereço do seu blog!
Mas antes de comentar, lembre-se de que esse post foi feito
com muito carinho, então, se vai comentar
"oi, fiz postagem nova, me visita" ou fazer um comentário
apenas de divulgação, este não será aceito.
Obrigada pela compreensão!
Já está seguindo o blog no Google Friends? Então não perca tempo!