# Resenha 31 // Teorema Katherine


Ei gente, beleza?

Estou, pela primeira vez, fazendo o post do blog em um pedaço de papel perdido na minha bolsa para depois passar a limpo. (Estava no Burguer King escrevendo isto, enquanto aguardava meu namorado) Eu poderia escrever tudo quando chegasse em casa, como sempre faço, mas 1) vou chegar tarde (como de fato cheguei) 2) essa é a resenha de Teorema Katherine! Por isso, apertem os cintos e vamos nos aventurar pelas curvas dos terminantes e terminados.

Título: Teorema Katherine  // An Abundance of Katherines
Autor: John Green
Páginas: 304
Editora: Intrinseca

Sinopse: Após seu mais recente e traumático pé na bunda - o décimo nono de sua ainda jovem vida, todos perpetrados por namoradas de nome Katherine - Colin Singleton resolve cair na estrada. Dirigindo o Rabecão de Satã, com seu caderninho de anotações no bolso e o melhor amigo no carona, o ex-criança prodígio, viciado em anagramas e PhD em levar o fora, descobre sua verdadeira missão: elaborar e comprovar o Teorema Fundamental da Previsibilidade das Katherines, que tornará possível antever, através da linguagem universal da matemática, o desfecho de qualquer relacionamento antes mesmo que as duas pessoas se conheçam. Uma descoberta que vai entrar para a história, vai vingar séculos de injusta vantagem entre Terminantes e Terminados e, enfim, elevará Colin Singleton diretamente ao distinto posto de gênio da humanidade. Também, é claro, vai ajudá-lo a reconquistar sua garota. Ou, pelo menos, é isso o que ele espera.


Teorema nos mostra a dupla dinâmica Colin e Hassan. Colin, um prodígio capaz de responder grande parte das coisas que você nem sonha em perguntar, e Hassan, um muçulmano especializado em não fazer nada. Acontece que um "karma" assombra Colin. Ele só se interessa por meninas com o nome de Katherine. Mas veja bem, não é Catarina, Katrina ou Catherine e sim KATHERINE. Ele já namorou nada mais, nada menos, que 19 meninas com esse nome, apesar de nem todos os namoros terem sido muito longos. Mas o que importa é que após a Katherine XIX terminar com Colin, ele fica arrasado e é para ajudar o amigo que Hassan propõe uma "aventura": uma viagem de carro sem roteiro.

Cara, antes de começar literalmente a colocar a minha opinião neste texto, preciso dizer que não sei como vocês fugging acham que esse fugging livro deixou a desejar. Vocês são uns fugs! Enfim...

Teorema me surpreendeu! Totalmente, positivamente, instantaneamente, fuggingmente. E isso é o mínimo do que eu posso falar desse fugging livro. Estamos falando de um romance nerd e eu nunca tinha lido algo parecido. Colin é simplesmente o máximo. Ele é um prodígio, mas não daqueles chatos. Ele é um terminado (ou seja, aquele que não exerce o ato de terminar um relacionamento porque estes são os terminantes) sem ser deprimente ou depressivo. Ele é inteligente sem ser prepotente. 

Nunca fora tão bom assim em matemática, mas era um maldito de um especialista em levar fora das namoradas

O livro é recheado de notas de rodapé e eu não sei o que é melhor, se o livro em si ou se as benditas das observações. Sério, elas são muito boas. Aliás, devo esclarecer que quando eu falo que o livro é nerd, isso não significa que você que não curte matemática ou cultura (in)útil vá detestar a leitura porque mais uma vez, devemos nos lembrar de que estamos falando de John Green e ele não é nada excludente. E, pelo incrível que pareça, essas fórmulas "prontas" da matemática são os mecanismos usados pelo autor para introduzir na leitura uma bonita lição sem ser piegas. Novamente nos vemos envolvidos com o questionamento: é importante ser notado? O que é ser alguém?

- É. Mutsensberger. Nós íamos a todos os estúpidos eventos de ensino domiciliar juntos. Tipo, leve seu filho educado em casa ao parque para que ele aprenda a ser menos nerd. E leve o seu filho educado em casa ao piquenique domiciliar para que o garoto muçulmano possa ter o traseiro chutado por todos os cristãos evangélicos

A verdade é que John Green mostra mais uma vez a sua capacidade de criar personagens apaixonantes, não só o principal como os personagens de apoio. Hassan é um ser a parte e a descrição física dele me lembra muito um amigo meu. Hassan é hilário e tem as melhores falas. Aliás, outro ponto do livro a ser destacado: John Green não perde o seu dom de fazer diálogos inteligentes.

- Essa é uma viagem de carro. É uma aventura - Colin respondeu, irritando-o- Você acha que os moradores de Gutshot, Tennessee, já viram um árabe de carne e osso na frente deles?

Teorema é um livro diferente de A Culpa é das Estrelas, SIM, é. Não tem toda aquela situação da doença, é um livro mais leve. Até a forma da narrativa é diferente. Enquanto A Culpa é das Estrelas é em primeira pessoa, Teorema é em terceira! Mas é possível identificar em ambas as obras o traço do autor. John Green tem esse humor irônico que eu acho o máximo. Ele trás questionamentos em suas páginas e consegue fazer com que você não queira se desgrudar daquelas páginas. Simplesmente AMEI o livro.







21 comentários:

  1. Tenho muita curiosidade por esse livro, mas sempre eu deixo pra comprar depois esse livro. Confesso que gostei de A Culpa é das Estrelas, então provavelmente eu leria esse livro tam ém.



    clicando livros

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nossa, Teorema é mt bom, Lu. Confesso que assim que terminei de ler A Culpa é das Estrelas, fiquei na ânsia de ler Teorema, mas resolvi esperar e não me decepcionei

      Excluir
  2. Oi Raquel :)

    Eu já li O Teorema Katherine e concordo em quase tudo com você só não dei 5 estrelas por causa dos gráficos e talz isso fica chato.. enfim beijoos !!

    http://euvivolendo.blogspot.com.br/ ( comenta lá :D )

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. realmente, os graficos para quem, como eu, não entende nada, é realmente chato. Mas eu achei mega nerd e criativo!

      Excluir
  3. Já li bastantes resenhas, mas ainda não me deu aquela votade de ler. Talvez porque eu sou daqueles (pequena percentagem) que não gostaram assim tanto de A Culpa é das Estrelas e aí tá o problema. Mas veremos (:
    LOve*
    Fofocas Literárias
    www.fofocas-literarias.blogspot.pt

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. NOSSAAA não gostou? sério? Esse pra mim é o livro do ano *-*

      Excluir
  4. Ansiedade define. Estou louca para ler esse livro, tenho certeza de que vou amar!!!

    Beijos!
    Livros e Tsurus

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. ahhh espero que vc leia e curta tanto quanto eu!

      Excluir
  5. Oi Raquel,
    Quero muito ler, parece que é muito divertido rs
    Não li John Green ainda, acredita :0
    Adorei a resenha.
    bjs

    Te indiquei uma tag: http://entrepaginasesonhos.blogspot.com.br/2013/06/the-name-game-book-tag.html

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nossa, o livro é MUITO divertido. Daqueles que vc morre de rir, sabe? Super me surpreendi. Totalmente diferente de A Culpa é das Estrelas, mas não menos perfeito!

      Excluir
  6. Oi!
    Bom, estou curiosa para ler este livro. Gostei muito da resenha, e não sabia que se tratava de um romance nerd.
    Vai para os desejados!
    Beijo!
    docesabordoslivros.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que consegui te motivar na leitura =D

      Excluir
  7. Oi, Kel.
    Tudo Bem?

    Louco para ler esse livro. Depois dessa resenha então... Pretendo comprar O Teorema Katherine e A Culpa é das Estrelas juntos pelo Submarino. E já que você já leu os dois eu pergunto: Por qual começo??

    ResponderExcluir
  8. Oie Kel!
    Nossa, mil desculpas pela demora por aparecer por aqui, estava em semana de provas na escola então o blog estava meio abandonadinho e estava difícil de retribuir as visitas mas, antes tarde do que nunca né? E quero agradecer pelas suas visitas lá no blog, sempre adoro ler seus comentários e os da Monique também =D
    Mas bem, vamos para o Teorema.. hehe Eu ainda não li nada do John Green, infelizmente, e é claro que minha curiosidade de ler alguma obra dele é imensa devido aos inúmeros comentários. A culpa é das estrelas é um livro que queria muito ler, mas não sei se seria o livro ideal pra mim pois não gosto muito de livros que tratam sobre doenças...
    Já Teorema Katherine, parece ser o livro ideal para mim começar a ler as obras desse gênio. Gosto de livros com diálogos inteligentes e ao saber que o livro tem notas de rodapé, dei pulinhos de alegria porque tem muitos livros que me deixam boiando pela falta deles... Enfim, estou mais curiosa do que nunca para ler esse livro! rs

    Beeijos,
    iSteh

    ResponderExcluir
  9. Adorei a resenha meu amor e fico feliz que você tenha gostado do livro! Tenho que admitir que você está conseguindo me deixar com vontade de ler esse livro :P

    ResponderExcluir
  10. To adorando todas as resenhas de livros do John Green mas não li nenhum ainda! :~

    beijos,
    http://misssainha.com/

    ResponderExcluir
  11. Só por ser um livro do John Green, eu tenho a obrigação moral de lê-lo hehe Eu já imaginava que esse seria mais um livro incrível dele, mas a sua resenha fez a minha curiosidade aumentar ainda mais! E a capa está bem simples, mas super linda *-* Acho que "O Teorema de Katherine" tem tudo para ser o melhor livro do ano, quero logo o meu exemplar!!! Bjs
    Jéssica - http://lereincrivel.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  12. Adorei o blog e adorei o texto. Uma ótima sugestão *-*
    Seguindo...
    Realizando Nostalgias

    ResponderExcluir
  13. Todo mundo fala tão bem desse livro, e ele parece mesmo ser muito interessante, mas o que mais me motivou a ler esse livro foi o fato dele ter sido escrito pelo John Green, só isso.
    Pretendo ler assim que der.

    Beijos,
    Resenhando Books

    ResponderExcluir
  14. Aê!!!!!!! Eu disse você ia se decepcionar, não foi, Kel?? De nada. y-y usdfusdhfusdhfudshd Também não entendo essas pessoas que falam mal do livro. Arg. Badalhoca!, são uns fugging chatos!

    ResponderExcluir
  15. Esse livro é muito gostoso de ler... ri muito!

    ResponderExcluir

Obrigada pela visita!
Todos os comentários deixados aqui serão carinhosamente retribuídos.
Para isso, basta deixar o endereço do seu blog!
Mas antes de comentar, lembre-se de que esse post foi feito
com muito carinho, então, se vai comentar
"oi, fiz postagem nova, me visita" ou fazer um comentário
apenas de divulgação, este não será aceito.
Obrigada pela compreensão!
Já está seguindo o blog no Google Friends? Então não perca tempo!