# Resenha 16 // A Felicidade é Fácil

Oi gente, tudo bem?

Preparados para o final de semana? Eu to tão perdida no tempo que jurava que hoje era sábado, mas já que não é, vamos de resenha? Vi que muita gente ficou curiosa para saber mais sobre A Felicidade é Fácil, livro nacional escrito pelo jornalista Edney Silvestre. Então, esse vai ser o papo de hoje. Falaremos de Felicidade.

Título: A Felicidade é Fácil
Autor: Edney Silvestre
Editora: Record
Páginas: 219





Sinopse: Em 'A elicidade é fácil', o autor narra um dia de agosto - em plena era Collor - na vida do rico empresário Olavo Bettencourt e sua mulher Mara, que têm suas vidas e a de todos à sua volta modificadas ao receberem a notícia de que seu filho, Olavinho, fora sequestrado. Na verdade, Olavinho dormia tranquilamente em seu quarto, enquanto o filho do caseiro, um menino louro e de olhos claros, muito parecido com Mara, encontrava-se trancafiado em algum lugar sujo da cidade de São Paulo. Silvestre reúne personagens complexos cujos destinos e transformações pessoais são diretamente impactados pela história recente do Brasil.



Bom, antes de mais nada, quero esclarecer que, apesar do nome poder induzir alguns ao erro, A Felicidade é Fácil não tem nada a ver com auto ajuda. Na verdade esse livro passa bem longe da auto ajuda. É um romance policial muito bem estruturado e ambientado na era Collor. Exatamente naquele momento do confisco das poupanças, corrupção, inflações altissimas e tudo o mais. 

Em meio a esse momento bem tenso somos apresentados a uma família, Olavo, um publicitário laranja que ganha rios de dinheiro através de falcatruas envolvendo pessoas do alto governo Collor, sua mulher, Mara, uma ex-garota de programa gaúcha que não ama o marido e o filho do casal, Olavinho (que se tem cinco falas no livro é muito) Olavo e Mara tem um casamento infeliz, Mara não ama o marido, mas eles mantém as coisas como estão. 

Devido aos esquemas de desvio de dinheiro no qual Olavo participa, há um esquema para sequestrar o seu filho e é esse o desenrolar da história. O sequestro não sai exatamente como deveria e isso mexe com a vida de muitos personagens da trama que aparentemente não tem nada a ver um com o outro.

" A Felicidade é fácil em Miami, se não a felicidade, se não feliz como nas esperanças tolas de meu irmão Paulo, pelo menos não rodeado de putas e drogados como estes."


O que eu tenho a falar sobre esse livro? Devo dizer que super me surpreendi positivamente. Li depois que uma amiga minha disse que o livro era muito bom e tinha terminado em apenas uma madrugada. Daí dei a chance, sem nem saber do que se tratava, e não me arrependi.

O livro se passa em apenas 24 horas alternando os capítulos com o que aconteceu anteriormente à noite do sequestro e que veio a influenciar o sequestro em si (espero que a frase não tenha ficado meio sem sentido huahuahuahua).  Os personagens são densos, a história é bem envolvente também, mas a única coisa que eu me decepcionei foi com o final. Tipo, você chega na última página e... ué, cadê o final¿ Tem quem goste desses livros que deixam as coisas subentendidas, mas eu não gosto. Gosto de preto no branco. Então tipo assim, eu vinha empolgadíssima e chegou no final e runffffff

Apesar disso eu ainda recomendo a leitura. Eu sou uma pessoa um pouco seletiva demais com livros nacionais, admito, mas esse realmente é muito bom. A leitura é rápida, a linguagem também é fácil. Esse não é um livro só de política e estou to bem curiosa pra ler o outro livro do Edney que é o “Se eu fechar os olhos agora”.

Se não fosse pelo final, eu diria que o livro foi perfeito, então é por isso que vou dar 4 estrelas.







Então é isso, gente. Obrigada pelo carinho, pelos comentários. Quem ainda não segue o blog, sigam ^^

beijos

8 comentários:

  1. Olá!
    Eu, assim como você, sou muito seletiva quando a história são livros nacionais. Tenho medo de me decepcionar sabe? Mas ultimamente os autores brasileiros tem me impressionado muito! Achei o livro interessante, gosto de romances policiais e a história me chamou muito a atenção por se passar em uma parte da história do Brasil que eu acho muito interessante! Aliás, adoro livros que falam sobre a história do Brasil.

    Beeijos,
    iSteh

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Steh! Sei exatamente como se sente, tb sou um tantinho assim. Mas realmente os livros nacionais tem chamado bastante a minha atenção ultimamente. Alguns tem histórias tão boas e até melhores que muitos livos internacionais =P

      Excluir
  2. Oi,
    Realmente pelo título a primeira coisa que pensamos é "Auto-ajuda". rs
    Depois da resenha fiquei curiosa para lê o livro.
    Bjs!
    http://viciadospelaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. a capa tb não ajuda a tirar a impressão, né? huahuahua Mas é muito bom esse livro, leitura recomendada!

      Excluir
  3. ain, eu queria tanto D;

    Pergunta do dia: O que vai fazer de legal no final de semana? #curiosidade!
    Beijos anjo, até mais!
    @esteffanifontes, do blog Aos Dezesseis Anos
    aosdezesseisanos.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  4. Eu fiquei curiosa para ler esse livro, não é bem meu habito ler livros desse gênero, mas sabe quando uma sinopse meche com você? :3

    Beijos
    Pepper Lipstick

    ResponderExcluir
  5. Oi, Kel!
    Sou APAIXONADO por romances policiais! Sou aqui do Rio Grande do Sul então fiquei com curiosidade de conhecer mais sobre a história da Mara, que também é gaúcha.
    É, muitas vezes finais subentendidos não agradam em nada, mas sabe que eu gostei do final de Desventuras em Série que é completamente assim?
    A Felicidade é Fácil parece uma trama muito envolvente!
    Quero lerrrr!

    Abraços, parceira!
    Vini - Um Jovem Leitor

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Viniiii, acredita que eu lembrei de vc quando li o livro? Ele não tem nenhum investigador maravilhoso os como Agatha ou Sherlock (aliás, comprei os contos do Sherlock esses dias) mas é um romance policial muito envolvente.


      Excluir

Obrigada pela visita!
Todos os comentários deixados aqui serão carinhosamente retribuídos.
Para isso, basta deixar o endereço do seu blog!
Mas antes de comentar, lembre-se de que esse post foi feito
com muito carinho, então, se vai comentar
"oi, fiz postagem nova, me visita" ou fazer um comentário
apenas de divulgação, este não será aceito.
Obrigada pela compreensão!
Já está seguindo o blog no Google Friends? Então não perca tempo!